sexta-feira, outubro 22, 2021

Gripen para o Brasil

Entrevista de Jean-Marc Merialdo, diretor da Dassault

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

merialdo

Clique na imagem para assistar à entrevista para a TV Estadão, de Jean-Marc Merialdo, diretor da Dassault, falando sobre o caça Rafale, que é um dos finalistas do projeto FX-2 da Força Aérea Brasileira.

NOTA do BLOG: Ao longo da entrevista, aparecem boas tomadas do Rafale operando a bordo do PA Foch, atual NAe São Paulo.

- Advertisement -

112 Comments

Subscribe
Notify of
guest
112 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
CarPe

Esse é o caça!!! O resto pode fazer parte do programa do Luciano Huck, “Lata Velha”, principalmente o caça americano F18 ou projeto do ano 75,6??? Há e misseis de ultima geração somente para os paises aliados, e o Brasil não se encontra no meio destes.

JMRC

Tem que ser Rafale.

O F18 SH já está velho, morto… É lata velha para paises de terceiro mundo.

germa

naum tenho ctza se o rafale eh o melhor mesmo,talves o godoy tenha dado uma de camarada ou esqueceu do typhoon.

mesmo sendo uma viuva de marx e do su-35 acredito que o rafale ja ganhou faz tempo…

joao terba

Nessa entrevista ele não especificou qual tecnologia que vai ser transferida.Total eu não acredito.

Marlos Barcelos

98% de disponibilidade…excelentes números.

YANK

IN f18 AINDA AGUENTA UM TEMPO ANTES DE IR PRO MUSEUS ABERTOS E COBERTOS NA AMERICA O F16 EO 15 SO SAO INLUZAO VISUAL O TEMPO DELES JA FORAO JA TAO COM STAND ESPERANDO NOS MUSEUS . RAZAO PELO QUAL EXISTE HOJE OF 35 EO F22. GRASAS QUE NUNCA OFERECERAO ESTES PARA O BRASIL POIS SO FIZERAO FILMES DE HOLYWOODE COMO O BRASIL NAO TEM O TON CRUZ FICA SEM SENTIDO ELES TAREM POR AQUI HAHAHAHAHAH SO ESPERO QUE O BASIL SE LIGUE QUE O F 18 E UMA PURA PERDA DE TEMPO POIS TRASFERENCIA DE TECNOLOGIA PARA O BRASIL… Read more »

Francisco AMX

Acho o Rafale o melhor vetor dos 3, e um dos melhores do mundo hoje! (F-22/SU-35/Typhoon/Rafale)o “jornalista” Godoy chegou na linha do ridículo, perguntando afirmativamente! coisa de loco! “O Rafale é o melhor da Europa” “é um dos melhores caças de todos os tempos” (pra isso ele tem um caminho duro a trilhar, ele nada provou sistematicamente, ainda, acho que irá, mas sair afirmando é danado demais!), eu acho que o Typhoon é, hoje, superior em suites ao Rafale, pouco é verdade, mas está no mínimo em pé de igualdade, talvez o F-3 venha a suplantar o Radar AESA do… Read more »

Marcus

Passei a acompanhar, através do blog, com ansiedade e maturidade ao processo e, com as informações aqui obtidas, estou acreditando cada vez mais no Rafale, acredito que podemos impulsionar seu desenvolvimento e que este avião em nossas mãos, aliado aos franceses tem muito potencial de se tornar o melhor vetor de geração 4.5!
Fora às limitações e imposições estadonidenses!

welington

Concordo Francisco AMX, mas coloco o F-35 depois do SU-35 BM, e quando o F-15 SE tiver suas capacidades e dados técnicos comprovados provavelmente figurara entre o F-22 ou o SU-35 BM aguardemos…
Um abraço a todos.

Roberto CR

Francisco AMX A afirmação do Godoy é a de que é o caça operacional “de melhor performance” da Europa. Mas concordo que o Godoy deu uma bela puxada de brasa para a sardinha da Dassualt. Muito interessante a entrevista: 98% de disponibilidade, 700 saídas em 4 meses, liberação tecnológica já autorizada pelo governo francês(!?!?), Brasil como parceiro. Esses dois últimos ítens me fazem pensar se o Brasil estará comprando diretamente da Dassault, ou se o negócio será feito entre governos. Pessoalmente, prefiro a segunda opção porque vai mostrar qual é realmente a parceria estratégica do governo brasileiro com o governo… Read more »

Hornet

concordo com a maioria dos comentários. Só acrescentaria o seguinte: se a parceria (transferência de tecnologia) for mesmo o item fundamental do FX2 (e ao que tudo indica é isso mesmo) será difícil o Rafale não ser o escolhido. Uma vez que o governo da França (e o Rafale é um caça totalmente francês) já concedeu antecipadamente o “nihil obstat” para a Dassault vender o caça e transferir tecnologia sem nenhum obstáculo e sem nenhuma restrição para o Brasil, só por isso, o Rafale já dá um salto enorme na frente dos demais concorrentes. Além do fato de ele poder… Read more »

Aluisio

Sinceramente,o Gripen tá aí na disputa só pra fazer número,a decisão vai ser entre F-18 e Rafale,e eu prefiro o segundo.
É difícil acreditar na boa vontade dos americanos para com um país que a poucos anos atrás eles consideravam integrante do “Eixo do Mal”,junto com Coréia do Norte,Irã,Iraque…
Acho que a transferencia de tec. deles é uma fábula baseada em alguma clausula de dupla (ou multiplas…) interpretação ou com alguma clausula limitadora,e o set de armas provavelmente vai ser uma maravilha,estado da arte na época da Guerra do Vietnã…

Baschera

Putz !! Convenhamos….
O tal Godoy sabe bem menos do que muita gente por aqui…. e olha que estou elogiando e não o contrário.
Vampiro Brasileiro….Putz..Putz…

Sds.

welignton

É o que eu falo, muitos aqui poderiam ser editores e redatores de revistas conceituadas, ou melhores entrevistadores que este cidadão ai…

Felipe Cps

As perguntas que o tal jornalista não fez e ninguém aqui reparou:

1 – E O PREÇO?????

2 – E OS CÓDIGOS-FONTE?????

Estranho silêncio justamente sobre os pontos mais fracos da aeronave francesa…

Bosco

Moçada,
se o Rafale ganhar ta todo mundo convidado para uma rodada de cerveja por conta do Marlos. rsrs…

Bosco

O Marlos Godoy, quer dizer, o Roberto Barcelos, opa, perdão, o Marlos Barcelos, faz coro junto com o Roberto Godoy a respeito do Rafale. Os dois espertos que são devem ter comprado ações da Dassault. rsrsrs….

welignton

Mauro o Typhoon Trache 3 é multifuncional, a questão de multifuncionalidade destes vetores parte para mais para a questão de softwares e sensores o que não atrapalha em nada o Typhoon, o typhoon tem um melhor desempenho de vôo superior a do Rafale, seus sensores são bastante similares, simplificando o typhoon e o Rafale são bastante similares em tudo porem o Typhoon se encontra em vantagem pelo seu maior desempenho. O SU-35 BM tem bases técnicas que dão ao mesmo esta qualificação, com certeza o Rafale é um dos melhores caças do mundo porem existem vários outros vetores a sua… Read more »

welignton

Typhoon TraNche 3

Francisco AMX

Mauro “the brother” :), sobre o “ridículo” é a postura do jornalista em afirmar, diante de uma entrevista, coisas que ainda não são reais, e ele não disse que era sua opinião, ele foi categórico, e estava falando para uma maioria de leigos, que sairam da frente da TV acreditando que o Brasil vai comprar o melhor avião do mundo…e o povo passando nescessidade! e isso sem nescessidade, por isso considerei quase ridículo, na mina opinião ele desqualificou a entrevista, ademais acho ele, para um especializado, bem fraquinho. 😉 Sobre o SU-35, eu até tenho minhas dúvidas sobre muitas capacidades,… Read more »

welignton

Francisco AMX na mina opinião ele desqualificou a entrevista, ademais acho ele, para um especializado, bem fraquinho.
Welington= Imagina se alguns (14) aqui do BLOG tivessem uma formação especializada, participassem das feras aeronáuticas e vivessem de seus estudos sobre o assunto, daríamos de 10 neste e na maioria presentes no setor especializado.
Um abraço a todos.

Hornet

Felipe Cps, a questão dos códigos fontes foi abordada, trata-se da questão da transferência de tecnologia, que como já era sabido de todos, a França não tem restrições para o Brasil. E no caso do preço, que realmente não foi abordado diretamente na entrevista, eu creio que depende de vários fatores, inclusive do nível da parceria que França e Brasil queiram fazer. A transferência de tecnologia custa caro. Qualquer um dos 3 caças não sairão pelo preço nominal do vetor (seria assim se fosse apenas uma “compra de prateleira”, mas não é o caso do FX2). Assim, nem sei se… Read more »

Bosco

Francisco, sou forçado a concordar com você em relação ao Godoy. Também não acho suas análises muito especializadas, e não é de agora, vai de longe, desde a Guerra das Malvinas. Ele viaja um pouco, mas só quando improvisa. Mas improvisa!!!!! Diferente da gente ele não pode viajar muito na maionese que é um profissional. Na verdade esse negócio de jornalista especializado em armamentos é meio complicado. O único que nunca vi “cometendo erros” foi um da Globo que ficava andando em um cenário virtual na época da invasão do Afeganistão. Não me lembro quem era, mas ele dava show… Read more »

Francisco AMX

Oh Bosco! pq “forçado”??? não vai com a minha cara? não?? heim?? (homenagem ao kiko, do seriado Chaves)

Ah e lembrando! nada mais fácil que concordar contigo, o Mauro e o Hornet! hauhahu é melzinho na chupeta!
As vezes o Mauro e o Hornet tão tão afinados que parecem um só!

Quero ver é concordar comigo! rs rs

Abraço, seu feio! rs rs rs

Paulo Renato

Bom na minha eterna opinião vai dar Gripen e pq acho isso ??? Os Rafales são caros e um custo alto para mante-los Os SH são bons vetores mas os americanos não vão abrir as pernas na transferencia de tecnologia, ainda temos o problema de sofremos embragos de armamentos e peças de reposição. Finalmente, os nossos políticos terão que dar o aval para finalizar a escolha dos novos vetores, aí meus caros entra o Gripen NG, pq ??? Manutençao mas barata do que os outros, menor valor por vetor, menor custo de hora por voo e ainda como se sabe… Read more »

Hornet

Paulo Renato, só tem um problema no seu comentário: o Gripen não pode ser usado pela MB…nem no Opalão e nem em nenhum outro NAe. Para o uso naval não se trata apenas de ter peso compatível com as catapultas do navio e coisas assim. O avião precisa ser projetado para isso e o Gripen não foi construído para tal coisa. Não sei até que ponto este aspecto influenciará ou não na decisão. Só posso dizer que o END prevê o uso de aviação embarcada para além da dupla Opalão/Skyhawk (para quando eles se aposentarem) e me parece que uma… Read more »

Hornet

só um esclarecimento: claro que EUA, França e Suécia são países amigos e parceiros que merecem todo o nosso respeito. Mas não temos que fazer média com nenhum deles. Especialmente no caso do FX2. A França “levou” os subs e helis porque construiu uma parceria estratégica-militar com o Brasil (que vai muito além da mera compra e venda de equipamentos…com o tempo este aspecto se tornará mais claro para todos nós). O Brasil está neste mesmo lugar faz mais ou menos uns 500 anos, todo mundo sabe o endereço e o número do telefone…qualquer outro país que quisesse e tivesse… Read more »

Felipe Cps

Grande Hornet: O que quis dizer é que até hoje, em relação aos códigos-fonte do Rafale, nenhum representante, quer da Dassault, quer do governo francês, em nenhuma das inúmeras entrevistas ou matérias que saíram na imprensa (e do Rafale saíram mais matérias do que de qualquer outro dos concorrentes), JAMAIS FOI CLARO em afirmar que transferirão a tal tecnologia. Nunca falaram algo do tipo: “Nós passaremos os codigos-fonte para a FAB fazer deles o que bem entender”. NUNCA FALARAM! Na entrevista, entendi que a transferência tecnológica à qual ele se referiu é em relação à produção de peças da aeronave;… Read more »

Francisco AMX

Paulo Renato, o Hornet falou quase tudo! só acho que ele “espera demais” do PND… 🙂 mas suas análises são baseadas, muito, em fatos, o que eu e a maioria, aqui, respeitamos muito! O Gripen é Sueco de “montagem” porém a alma do vetor tem, em sua maior parte, componentes estrangeiros, sujeito a vetos e boicotes, além da conhecida “operação tartaruga” para fornecer peças… muitos países foram atrasados, propositadamente, por este processo de “punição” como forma de aviso: “dá próxima vez, olhe bem o que vc faz!” “não comprou diretamente de mim? agora espere!” e isto mesmo com contratos em… Read more »

João Curitiba

Caro Hornet

Sua análise e conclusão foi muito lúcida. Como sempre. Amigos, amigos, negócios à parte. O interesse do Brasil acima de tudo.

Abraços

Francisco AMX

Felipe CPS, acho que o representante deu dicas de que o Brasil pode participar efetivamente das novas versões do Rafale, e isto terá que ter a quebra dos CF… Sobre a Malvinas, vc realmente acredita no papo de que a França sabotou os Exocet??? a França só não enviou mais mísseis! e estava certa, a Argentina errou em invadir as ilhas, que considero delas, mas tinha que ser de outra forma, nem mesmo eles acreditavam em guerra, nem se prepararam mesmo para tal… e foi o que foi… apesar disse acho que a FAA fez bonito, e quase rechaça, com… Read more »

Bosco

Mauro,
você está coberto de razão na sua análise sobre o Godoy. Retiro meu comentário e peço desculpas pela minha falta de sensibilidade com um dos poucos jornalistas que se dedica tempo integral ao assunto “defesa”, que tanto nos anima e diverte.
Um grande abraço meu caro e obrigado pela “puxada de orelha”.

Bosco

Mauro,
que tal a gente votar a mudança do nick do “Francisco AMX” para “Chicão do Su-35”?.rsrs….

marujo

Já li em algum lugar, talvez neste fórum mesmo, que o Godoy ecoa o lobby da indústria armamnetos francesa, talvez daí o seu encanto com o diretor da Dassault. O que pode contribuir para exagerar os méritos do Rafale, mas não para tirá-los.

Carlos Augusto

Hornet, falou de maneira acertada. O que importa é que o Brasil seja beneficiado com aquele que ganhar, mas aqui eu gostaria de acrescentar que se o Gripen NG ganhasse, os americanos não seriam tão cordato como foram com a Saab na concorrência da Africa do Sul.
Com relação ao Brasil haveria retaliações e o tratamento não seria o mesmo, e os suecos dependem do humor dos americanos, já que o Gripen tem motor e algumas coisas a mais estraídas dos nossos “muy amigos”, americanos. Me perdoem os amantes do Gripen, mas não devemos nos esquecer deste outro lado.

Robson Br

Eu por natureza não sou uma pessoa negativa. Minha primeira opinião não é do tipo: não vai dar certo, não é assim, por isso gostei do modo de expressar dos Companheiros de blog Mauro e Hornet. As críticas tem que ser mais analíticas.

um abraço a todos

Paulo Renato

Muito boas as respostas !!!
Foi bom para enriquecer nossos comentários.

Abs a todos .

Hornet

Felipe Cps, acho que o Francisco AMX já respondeu. Mas pra reforçar: o “nihil obstad”, que é um documento e não exatamente um “apalavrado”, comentado na entrevista já inclui códigos fontes e o que mais for necessário (pois ele indica que o governo francês liberou para o Brasil, sem nenhum obstáculo, a transferência de toda a tecnologia do avião). Além disso, o diretor da Dassault diz numa certa altura da entrevista que poderemos, como parceiros, participar do desenvolvimento futuro do Rafale…e para isso temos que ter o domínio de toda tecnologia do Rafale, incluindo a tecnologia dos aviônicos, que é… Read more »

Rodrigo Marques

Por favor! Não esqueçam das turbinas, também não possuímos essa tecnologia para supersônicos.

Douglas

Os longos e bem acertados comentários, cada um a seu modo, acabam por deixar transparecer o gosto do comentarista. Para os que gostam dos russos, o SU 35 BM é o mais pesado, mais avançado, mais rapido, mais manobrável, de maior alcance etc etc… Fato é que ninguém viu esse avião voando no ocidente e os prototipos não estão operacionais na Russia, apesar da informação de existir “um esquadrão” deles. Até o supersecreto F 22 deu as caras quando a USAF o recebeu, mas esse SU 35 é mesmo um caça tão furtivo que é invisível até às lentes dos… Read more »

Douglas

Só mais um comentário; sobre a entrevista. o próprio diretor admite que o Rafale cujo primeiro prototipo voou em 1986, entrou em operação somente em 2006. e ele mesmo declara que é um aviao multifunção desde o nascedouro. Ocorre que a versão multirole omni role ( na propaganda da Dassault), a F 3, ainda está em processo de integração e nem tem radar AESA operacional. Ora ora, isso demonstra que os franceses tem um seríssimo problema de eficiencia e escala industrial. Todos os prazos desse avião estouraram e não é a toa que é o mais caro dos três. É… Read more »

Douglas

Se os americanos levarem, vai ser porque a questão industrial pesou.

Os EUA podem prometer e cumprir prazos que nenhum outro concorrente poderia.

deem seus palpites senhores!!!! rsrsrs

welington

Concordo Mauro, peço desculpas pelas criticas a este jornalista que se dedica a este setor especializado, ele merece elogios pelo que faz, mas continuo achando que muitos aqui poderiam sim ocupar este e vários outros cargos como de redatores com louvor em revistas e em todos os meios de comunicação especializados.
No mais um abraço a todos.

Francisco AMX

MAURO! JÁ QUE TODO MUNDO TÁ mudando o discurso, vou manter o meu, sobre o Godoy! :), e lembra que eu disse que ele “beirou” ao ridículo, não chegou lá … mas somente pela postura amadora…não considero ele ridículo, apenas fraquin, mas vou acreditar no que vc falou, que ele fala assim para as massas… Na verdade acho ele bem simpático! parece uma boa pessoa… tu sabe que eu torço muito pelo Rafale (dos que estão no FX-2… incluido o SU-35 que foi saído – aprecio o avião, mas como já falei, não escolheria ele para o Brasil, por outros… Read more »

Nelson Lima

Eu não quero que gastem meu dinheiro de contribuinte com protótipos. Super Hornet neles!

Hornet

Rodrigo Marques em 02 abr, 2009 às 16:50

hehehe…bem lembrado!

abraços

Hornet

Douglas,

todo mundo acha que transferência de tecnologia é de graça e que está vinculada à quantidade de caças comprado. Não tem nada a ver uma coisa com a outra.

Paga-se, e caro, por ela. E ela poderia ser feita com a compra de um único avião. Não existe benevolência de ninguém, muito menos da França. São negócios. Mas negócios no âmbito militar, que requer também confiança por parte de quem vende.

abraços

Bosco

Realmente o Francisco não pode ser merecedor da honra de ter o Su-35 no nome. O caro amigo Wellington fez muito mais por merecer o nick. Poderemos, após votação com maioria simples, passarmos a chamar o Wellington de Su-Wellington.rsrss….
Calma Wellington! Não é Suellen não!rsrs….
Já o Marlos Rafales Barcelos eu logo vou achar um nick legal pra ele.rsrs…

welington

KKKKKKKKKKKKKKKK, boa boscão!
Abração.

Bosco

Todo gordinho já é feliz por natureza. O Godoy então nem se fala.
Deve ganhar bem pra fazer o que gosta e de quebra virou celebridade nacional, sendo mais requisitado que empada em velório de rico. Basta ter tiro que ele é chamado pra explicar quem foi que atirou e qual o calibre da espingarda.rsrs….

Últimas Notícias

Assista ao primeiro episódio da websérie Colaboração Real 4

Estreou hoje o primeiro episódio da quarta temporada da websérie Colaboração Real no canal do YouTube da Saab do...
- Advertisement -
- Advertisement -