sexta-feira, abril 16, 2021

Gripen para o Brasil

FAB inicia voos de ensaio para escolha de novo caça

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

rafale-foto-armee-de-lair

A Força Aérea Brasileira – FAB inicia nesta segunda-feira a fase de visitas técnicas e voos de ensaio com os caças finalistas do projeto FX-2, que definirá o novo caça de multiemprego que será usado para a renovação da frota da força. Equipes de técnicos da Aeronáutica se dividirão para conhecer mais de perto os caças Rafale, da francesa Dassault; F-18 Super Hornet, da norte-americana Boeing; e Gripen NG, da sueca Saab. Os três modelos foram escolhidos em outubro como finalistas do programa.

De acordo com o Centro de Comunicação Social da Aeronáutica, a etapa de voos de ensaio e visitas técnicas faz parte da avaliação das ofertas apresentadas por cada uma das fabricantes. Após isso, as companhias poderão apresentar ofertas revisadas, e a expectativa da FAB é de que a escolha do novo caça seja feita até outubro deste ano. A oferta inicial deve incluir a compra de 36 aeronaves. Nem a FAB nem as empresas divulgam valores, mas especula-se que o custo fique na casa dos 2 bilhões de dólares. O número de pedidos pode ser elevado para 100 unidades.

f-18-super-hornet-foto-boeing

Uma das principais exigências do governo brasileiro para a compra dos novos caças é a transferência de tecnologia. Recentemente, uma declaração do ministro da Defesa, Nelson Jobim, sobre o programa FX-2 gerou polêmica. Jobim deu a entender, em declarações ao programa “Bom Dia Ministro”, da Radiobrás, que permitiria que uma eventual nova proposta para a venda do caça russo Sukhoi SU-35 fosse analisada pela FAB. O SU-35 fora eliminado da disputa em outubro, junto com outros dois modelos.

Questionado pela Reuters, a assessoria de imprensa da FAB negou a inclusão do caça russo no processo de escolha. “Em nenhum momento o ministro disse que o processo seria alterado e em nenhum momento nós alteramos o processo”, disse a assessoria.

gripen-ng-foto-gripen-international

FONTE: Estadão / Reuters   FOTOS: (de cima para baixo, Rafale, Super Hornet e Gripen NG, na mesma ordem em que são citados na matéria original):  Armée de l´air, Boeing e Gripen International.

- Advertisement -

219 Comments

Subscribe
Notify of
guest
219 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
RB

Tenho uma pergunta! Essas 36 aeronaves vão operar apenas em Anápolis?? Ou vão ser divididas em mais esquadrões da FAB???

Francisco AMX

Umas perguntas: 1 – Se é necessário a tranferência de tecnologia do caça, podemos entender que todos concordaram com ela? pois serão todos analisados e testados certo? 2 – Então toda a balela dos representantes, principalmente os da Boeing, sobre a não tranferência de tecnologia é para ludibriar os concorrentes? haja visto uma vasta carga de informação/desinformação na mídia. 3 – Qual será o critério que mais pesa? T-Tec? o vetor? o país? a parceria? os off-sets? Minha opinião é que não terá tranferencia sensível de nenhum dos concorrentes, acho que o Rafale, por necessitar mesmo, fará com que os… Read more »

Virtualxi

Também sempre testei meus carros antes de comprar. Espero que a FAB saiba testar os futuros aviões da sua linha de combate principal.
Infelizmente não vão testar o melhor, o SU-35, mas podem chegar perto 1 kilômetro voando o F-18.
Agora voar e testar é uma coisa, pq no final a opinião dos pilotos não vai de nada adiantar.
Afinal, verdade seja dita. Se fosse pela opinião deles, já estaríamos vendo SU-35 pipocando nas bases aéreas deste país.

Claudio

Dos aviões a serem testados, somente o F-18 deverá vir com o radar AESA, já que no Rafale e no Gripen os respectivos novos radares ainda estão na fase de desenvolvimento.
Como todos sabem o Gripen NG está em fase de desenvolvimento, portanto o teste será feito no Gripen Demonstrador.

Walderson

Caro Claudio,

O Rafale oferecido foi o tipo F3, com radar AESA. O Gripen já está começando a desenvolver o seu. Até a data de entrega, penso que já estejam operacionais nos três.
Um abraço.

carlos

Vamos RAFALE estou com vc ate o fim.

henrique

Prefiro o gripen por ter menor custo de manutenção, menor custo unitário, permitir um maior opção de armamentos.

Rodrigo Marques

Vetor por vetor eu ficaria com o Rafale e também pela oportunidade de estender a parceria com a França.

Mas acho que vai dar F18-SH por questões políticas. De qualquer modo, obtendo alguma transferência de tecnologia por apenas US$ 2 bi, está bom demais.

Xr

Sei não; considerando somente a aeronave em si creio que o concorrente mais forte seja o super hornet. Claro que é apenas uma opinião, passível de muitos questionamentos, mas acho que é o mais condizente com as nossas necessidades: aeronave extremamente robusta, ótimo radar (estado da arte), bimotora, provada em combate, bom alcance, lobby fortíssimo… e por aí vai.
Mas a bem da verdade, qualquer um que venha será bem vindo, haja visto o desrespeito com nossas FAs.

Erich Hartmann

No meu ponto de vista vejo o gripen ng como opção de menor custo e grande versatilidade,mas torço bastante também que o Rafale F-3 chegue as nossas fileiras (nossa sonhei alto agora heheh),mas sinceramente se não for viável essa nova versão FX (cada vez mais “ad eternun”…) a idéia do Francisco AMX vem bém à calhar,pois o Mirage 2000-9 com RDI é uma senhora aeronave.

(e SH F/A-18 …rapa fora velhaco!)

Rodrigo

alguem poderia me falar quais são os armamentos que o gripen esta levando nessa foto?

gaspar

sera tres equipes ou uma equipe so que avaliara os avioes ???

Prefiro o Rafale, mas essa o SH ja papou, ainda mais com o interesse dos “Marines” pelos nossos ST…

storm

Também fico com a mesma duvida do Gaspara: Serãoa tres equipes ou uma equipe só avaliara os três avioes ???

Outra coisa será que alguns pilotos da ativa nos esquadrões da FAB vão voar os finalistas nestas fase do processo FX-2?

Carpe

O Rafale ficou bem na foto, ele tem cara de Brasil. O Gripen NG também é uma boa escolha, o F18 pra mim é o caça mais antigo e com mais restrições. Por isso vamos de Rafale, fazendo parcerias com os fabricantes de misseis franceses também.

Paulo Renato

Na minha opinião o Rafale está fora, quem deve ganhar deve ser o Gripen e por fora o SH.
Gripen ganha em manutenção, economia de gastos e ainda conta a transferencia para a a Africa do Sul.

Vai dar Gripen !!!

Abs.

gil

Gostaria de sugerir aos prezados responsáveis pelas excelentes matérias deste Blog que levantassem uma pesquisa pra saber o que pensam os Gregos (Força aérea greaga) do desempenho dos Mirage 2000 (os últimos a serem fabricados pela Dassault foram entregues à eles) em relação ao desempenho dos F-16. Eles tem uma muito interessante experência com essas duas máquinas operando juntas na FAG. Essa discussão poderia talvez esclarecer o quanto os Mirage 2000 C poderiam ser efetivos para a nossa defesa. Segundo a opinião de muitos, uma força numéricamente maior de F-16 (tunados ou não)operando com uma doutrina específica amparada por uma… Read more »

Claudio

Caro Walderson,

O radar AESA para o Rafale só entrará em produção pela Thales em 2010 e sua adoção pela força aérea e pela marinha francesa será em 2012.

Adhelfi_zerouno

Esse negócio de que se dependesse dos pilotos da FAB seria o SU-35, não é bem assim não. A grande maioria ou é Rafale ou F-18 não se iludam.

Hornet

Amigo Mauro, mas o peso político dos EUA precisa ser traduzido em parceria tecnológica, senão não valerá de muita coisa. Não creio que o Brasil abrirá mão da parceria tecnológica no caso do FX2, pois desde o início ele foi pensado para isso. E a decisão política que eu vejo, logo após a decisão técnica (que já está sendo feita pela FAB; e a notícia do post é um indicativo disso), passa por aí: qual país pode nos oferecer melhores condições no que diz respeito a transferência de tecnologia e a uma parceria no âmbito aeroespacial? E aqui a decisão… Read more »

Henrique Sousa

Um ponto que me intriga e sobre a proporção entre aeronaves mono e biplace.

Alguns países estão preferindo aeronaves biplace, com mais um tripulante (WSO) para aliviar a carga de trabalho sobre o piloto, aumentando as possibilidades em ambientes com intensa atividade eletrônica e a precisão no lançamento dos armamentos.

Acho que biplace para treinamento numa aeronave deste nível seja um certo desperdício, então numa encomenda da FAB qual seria a composição?

Hornet

Uma questão sobre as dúvidas colocadas acima.

Faz alguma diferença ser uma mesma equipe que testará os 3 caças ou não?

No meu modo de ver não faz diferença nenhuma. A não ser que a este teste não se baseie em critérios realmente técnicos, mas sim em critérios subjetivos (o que seria muito problemático ao meu ver).

Se os critérios forem realmente técnicos, acho que tanto faz.

Mas gostaria de ouvir os colegas a respeito disso.

abraços a todos

welington

Atrás do SU-35 BM e das parcerias que este vetor poderia nos trazer o Gripen NG com suas ótimas capacidades, características e desempenho do vetor e sensores bastante similar ao dos outros dois concorrentes desta “fase”, (mesmo sendo mono reator), aliado ao seu baixo custo de aquisição manutenção e operação em rotas curtas é o melhor vetor “low” em custo beneficio do mercado, seria uma ótima opção para o Brasil mas como vetor low, o Rafale é um excelente vetor mas extremamente caro de se adquirir e de se manter principalmente por ser um vetor médio(seus custos são caros para… Read more »

welington

Poderão ser reavaliados.

Francisco AMX

Hornet, posso me atravessar na pergunta que tu fez para o Mauro? já me atravessando… 🙂 Ao meu ver o nosso vetor, em primeiro lugar, tem que ser o mais capaz que se pode comprar e manter, tem que prever o futuro que ele terá e as possibilidades efetivas para os próximos 20 anos, em segundo, bem juntinho, a quebra dos códigos fonte para armas e sistemas do caça, bem depois disso, dada as reais possibilidades a transferência de tecnologia (ao meu ver irreal no FX-2, pela quantidade e pela confiança no Brasil e na sua potencialidade de concorrente…mercado)! Na… Read more »

Francisco AMX

Olhando a foto do Gripen… as transportadoras vão ficar interessadas… FEDEX e UPS podem ser os próximos compradores 🙂

Será que ele voa direito com este arrasto todo??? mas que é interessante a capacidade tecnológica de armas deste vetor.. isto é…

Hornet

off-topic…

Super Tucano Genérico?!!! Alguém tem mais informações sobre isto aqui:

http://colunistas.ig.com.br/luisnassif/2009/03/30/o-super-tucano-generico/

Nunão, vc está sabendo disso? É sério isso?

Se for verdade, volta no post dos “Tucanos” e acrescenta lá: “Pai, filho e primo de segundo grau”…hehehe

Que coisa, hein?

abraços

Marlos Barcelos

acho que o f-18 está praticamente fora porque os EUA não estão dispostos nem a transferir a tecnologia que o Brasil pede, nem vão nos fornecer mísseis de última geração, isso já foi dito pelo presidente da boeing. Os Gripen tem baixa autonomia, e para um País continental isto é um problema sério, além disso muitas partes do gripen são americanos, inclusive seu motor, e como os Eua são pouco confiáveis, isto também é um sério problema, até mesmo porque para vender o gripen ao Brasil precisará da autorização do congresso americano, veja o que os EUA já fizeram com… Read more »

Hornet

Francisco,

Claro, que sim. Sua opinião é sempre bem vinda.

Vou aguardar o Mauro responder e depois a gente troca uma idéia, ok?

abração

Marlos Barcelos

Acho que a opinião dos pilotos conta muito, muitos dados de aeronaves são camuflados, exagerados ou diminuídos, se nossos pilotos sentirem uma diferença muito grande entre as aeronaves será levado em consideração pelo Comando da Aeronautica e pelo Ministro da Defesa.

O Brasil uma vez quase compra a versão chinesa dos migs-21, desistiram após o Vôo de nossos pilotos que consideraram a aeronave frágil e bem pior que os nossos caças, aí a compra foi cancelada.

Hornet

Francisco,

só um adendo: eu pensei em critérios técnicos, como a FAB está fazendo agora, na escolha dentre os 3 candidatos. E a partir desta fase do FX2.

No caso do F-15 que vc comentou, parece que foi a própria FAB que escolheu previmente o F-18 e o F-16, no início do FX2…motivos? Quem sabe? Pode ser grana, pode ser uma certa “adivinhação” que os EUA não passariam nada do F-15 pra nós…pode ser um monte de coisa.

mas enfim…

abração de novo

Hornet

ops. “previmente” = previamente

welington

A FAB já fez os testes no FX1 e no final de todos os testes e propostas quem foi para a “final” foi o Gripen e o SU-35(Convencional), quem levou a melhor na ocasião foi o Gripen pelo “baixíssimo” custo de operação.
Quem será que vai realmente levar o FX2?!!!!! Rsrsrs aguardemos…
Um abraço a todos.

pacau

Pelo que venho acompanhando, se o FX-2 não for cancelado o Rafale é das três a melhor opção e em segundo lugar o Gripen, nada de teoria da conspiração, mais os EUA nunca que deixarão uma força armada da America latina com real capacidade de defesa, ficando apenas com uma capacidade parcial de acordo com seus vizinhos.
Mais uma coisa temos que reconhecer independente de qual for o escolhido já teremos um avanço consideravel… inclusive com o SH.

OBS: QUE TANTO TROÇO PENDURADO NESSE GRIPEN DA FOTO, É ESSE?

Marine

Marlos,

Acho que o tal mecanico citado por voce caiu em lorota de gringo…Pura besteira isso, como se franco atirador fosse ficar no sol do “tarmac” apontando fuzil na direcao de um F-15!Rsrsrsrs…

Chega a ser piada um uso desses durante uma op. conjunta…Nao duvido da sua palavra amigo mas acho que o tal mecanico estava te contando conto de pescador….rsrsrsrs

Abracao!!

Hornet

off-topic…

Eu não sei se só eu que não sabia disso, mas em todo caso aqui vai mais um link sobre o “Super Tucano Genérico”:

http://www.flightglobal.com/articles/2007/03/13/212539/us-aircraft-taps-tucanos-former-designer-for-new-look-a-67.html

Cara de um, fucinho do outro.

abraços a todos

Bosco

Rodrigo,
os mísseis são os Iris-T e os Meteor. As bombas são as Paveway II guiadas à laser. Essas outras “coisinhas” eu não faço a mínima idéia.
Peço ajuda aos “universitários”….rsrs…

Bosco

Marlos, o mecânico contou essa estória do franco-atirador totalmente fora de contexto. É claro que qualquer caça armado, abastecido e em prontidão deve ser vigiado por homens armados. Aqui não deve ser diferente. Um dia desses um doido pegou um avião e se estatelou no estacinamento de um shopping. Já pensou se um pessoa não autorizada tem acesso a um caça armado? Sem dúvida qualquer pessoa suspeita, sem autorização e estranha corre o risco de levar um tiro, mas é claro que antes, deve haver uma série de barreiras a serem rompidas até que tenham que apelar pra força letal.… Read more »

Giovani

Se as entregas começarem mesmo em 2014/15 o tempo total dessas entregas devem durar 2 ou 3 anos.O problema é a negociação inicial para definir o vetor e seu pacote.Os F-5BR devem operar até meados de 2020 e os A-1M até meados de 2025, tempo suficiente para a FAB negociar a compra de outros lotes apartir do primeiro de 36 Aviões.
Os 36 Caças devem ir provavelmente para o GDA e 1º/14º Pampa, neste meio tempo deverão surgir novas tecnologias e os Caças dos outros lotes poderão ser beneficiados com elas

Marine

Bosco, E isso mesmo! Um sentinela ate entendo, agora um franco-atirador com o dedo no gatilho 24 horas por dia pra prevenir algo e simplismente piada e completamente fora do conceito de uso de tal profissional… Marlos, Agora com relacao ao FX-2, eu ja nem sei mais o que pensar, todo dia e uma noticia diferente, uma manchete diferente que nos leva a deducoes diferentes. Acho que temos que esperar pra ver mesmo. Concordo com os que dizem que qualquer um dos tres sera um salto enorme para a FAB e que venca o que seja mais vantajoso para o… Read more »

Robson Br

Interessante: esse teste era o que todos queriam, por isso não merece críticas. Deve dar na minha opinião o F18 pelo novo foco dos EEUU. É o único que está pronto e sempre terá células disponíveis para peças e complementação. Os Franceses vão levar o FX (F de Fragatas). Quanto ao SU-35 seria difícil ter um protótipo disponível para teste.

Excel

Belíssima a foto do Rafale. Não sou muito fã desde avião mas ela ficou invocada nesta foto.
A foto do Gripen está também muito legal, parece um demônio saindo das nuvens.

COMANDANTE MELK

Senhores, eu creio que o GRIPEN NG vai levar essa, até agora os suecos digamos, “não levaram nada por aqui dos crescentes planos de investimentos na área de defesa´´. Explico, os suecos para o Brasil, não são um-qualquer, eles tem grandes interesses no Brasil, existem por aqui cerca de 180 empresas suecas, gigantes como a Volvo, Scania, SKF, AGA-LINDE, Ericsson e por ai vai, logo o Brasil não pode menosprezar tal parceiro. Pelo que tenho acompanhado, sobre a forma que o governo tem conduzido as aquisições na area de defesa, “parceiros importantes não ficam sem serem contemplados com algo´´. O… Read more »

Rodrigo Botelho Campos

Prezados(as), observo que a modernização do F-5 e do A-1 impôs um ritmo ao FX-2, estrategicamente planejado, que será implantado em duas fases. Fase A: 01) 36 aviôes: 12 para Anápolis, 12 para Canoas e 12 para Rio de Janeiro (Santa Cruz); 02) os F-2000 serão deslocados para Manaus/AM; 03) os F-5 de Canoas irão para Boa Vista/RR; 04) os F-5 do Rio de Janeiro irão para Porto Velho/RO e Campo Grande/MS; 05) os F-5 restantes irão para Natal, particularmente os biplaces de treinamento. Fase B: 06) substituição dos F-5, A-1 e F-2000 pelo FX-2, iniciando pelo F-2000. A capacidade… Read more »

LynO

O radar do Mirage 2000-9 é o RDY-2 …

Felipe Cps

Uau, a foto do Gripen carregado “até as tampas” em seus cabides duplos fala por si só. Se queremos maior capacidade de integração de armamentos esse é o nosso caça. E aqueles trecos redondos pendurados embaixo das tomadas de ar, serão pods de contra-medidas ou o quê? Que sinistro, parabéns ao blog pela foto… Olhe, vetor por vetor talvez (e apenas talvez) o Rafale seja, neste momento, ligeiramente superior aos outros dois. Mas é muito mais caro, e o Gripen NG ainda é um projeto em desenvolvimento, o que indica que ainda pode melhorar, ao passo que o Rafale já… Read more »

Felipe Cps

Rodrigo Botelho:

Só não entendo porque 2 esquadrões em Santa Maria e no Rio de Janeiro. Será que não seria melhor ter um esquadrão por exemplo no oeste do Paraná, (próximo a Foz do Iguaçú, pra dar alguma proteção aérea na Tríplice Fronteira), e outro no Espírito Santo ou sul da Bahia (para proteger a Bacia de Campos)?

Baschera

E agora, com absoluta exclusividade para vocês, a foto SECRETA do Gripen NG, contrabandeada por uma revendedora AVON em uma maq. fotográfica disfaçada de baton…. vejam em …..
http://www.avtimer.com/images/Humor/Stealth%20F-22%20First%20Photo.jpg

Sds.

RL

Concordo com o amigo MARINE. Essa história ta parecendo o desenho “Caverna do Dragão”. Cada dia uma nova emoção, uma nova expectativa, um capítulo diferente e os personagens são sempre os mesmos, tem o bem, o mal, o melhor, o pior, aquele que faz isso melhor do o outro, aquele que tem essa ou aquela qualidade melhor do que o outro e no final da história é tudo o mesmo papo. Eu não assisti o último capítulo do desenho, dizem que existe, dizem que não existe, tem uma versão assim, outra assado. O melhor é esperar o desenho sair no… Read more »

Wolfpack

Sera que depois de todo este trabalho teremos o mesmo fim melancolico do FX1?

Francisco AMX

Qualquer lenda que venha do Marlos é possível!…. 🙂

Combates Aéreos

A primeira vitória do Firebee

  Israel recebeu seus primeiros drones Teledyne Ryan 147T (AQM-34F Firebee na USAF) em julho de 1971. Os Firebee podiam...
- Advertisement -
- Advertisement -