sábado, abril 10, 2021

Gripen para o Brasil

F-111 – vídeo promocional australiano

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Uma bela recordação dos F-111 australianos que deixarão de voar em 2010. O processo de aposentadoria dos F-111 australianos já começou. Serão substituídos por F/A-18F, sendo que o primeiro já está saindo da linha de produção na Boeng.

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
jacubão

Realmente não dá para negar que foram magníficas aeronaves de seu tempo, principalmente quamdo nos lembramos do ataque a líbia feito por esses majestosos vetores.

Flamenguista

Deixa ver se eu entendi… A Austrália operava os F-111 para defesa marítima, certo? Mas, tal lá como aqui, quem fica à cargo desse tipo de aeronave é a força aérea????

rodrigo rauta

Belissima aeronava!!!
Eu vi cerat vez(acho que em algum programa da discovery) que os
F-111 tb foram cogitados para substituir os f-4 nos porta-avioes americanos, mas que por uma serie de razoes não deu certo…procede isso??
Abraços!!

WAR

Só não gosto do design. Agora, me ajudem aí:
– Eles operavam embarcados nos Carrier da USNAVY?
– De que geração são (contemporaneos do F16, etc..)?
– São comparáveis a quais aviões ocidentais e/ou orientais?
– Sendo bi-turbina, devem cobrir toda a Austrália e com REVO, boa parte da Oceania, não?
Os australianos sempre foram bons guerreiros, não fosse sua obrigatoriedade de servirem ao Império Britânico…

Billy

O fundo sonoro parece “When the tigers broke free” .

jacubão

Os F-111 são aviões dos anos 60, onde seu batismo de fogo ocorreu na guerra do Vietnã, onde sofreram várias baixas em combate. Depois da guerra, foidesenvolvido novas versões, onde se corrigiu várias falhas do projeto inicial. Seus concorrentes Ocidentais e Orientais, são o PANAVIA TORNADO e SU-24. Os F-111 navais, foi a versão inicial do 111, onde seria empregado na a defesa da frota americana (no lugar do F-4 PHANTOM) com os mísseis PHOENIX, mas o projeto não deu certo e foi substituído pelo F-14, mas a aeronave mostru-se muito eficaz no ataque a baixa altitude e foi selecionado… Read more »

Madara "Flanker"

É verdade que os australianos mostraram interesse e chegaram até em cogitar a compra de Sukhois SU-34 Fullback para atender as necessidades de sua Força Áerea Marítima???…
Sem dúvida estes são superiores aos Hornets americanos.

Abraço.

Vassili Zaitsev

Na operação Desert Storm, alguns foram abatidos pelas defesas iraquianas. Por operar em baixas altitudes, era muito castigado pela AAA.

abraços.

Nunão

É uma linda aeronave, com alcance e capacidade de carregar armamento de dar muita inveja a quem se acostuma com as limitações de vetores como A-1 e F-5.

E, esteticamente, também poderiam fazer jus ao apelido “bicudo” dos nossos Tigres.

Francisco AMX

Billy, acho que a música é do Vangellis, acho que do disco Antártida! certo é que não é a do Pink! 🙂 gosta de Floyd? é minha banda vaforíta!

Ah Hornet!

outro dia tu perguntou sobre o King Creamson (acho que escreve assim né) do Robert Freep (tb não sei se é assim), gosto deles, mas não conheço muito, a Elephant Talk e mais umas 2… uma gosto bastante, que tem uma guitarra bem “manipulada” 🙂 não lembro o nome…! coisa de velho… a música e a memória! huahuahuahu

Abraço aos amigos!

storm

Inicialmente estes aviões foram desenvolvidos para atender a um pedido do início dos anos 60 para operar tanto na USAF quanto na US-NAVY, mas a versão naval F-111B (porco do mar) era demasiadamente lenta, pesada e desajeitada para operar embarcado. Apenas 7 protótipos foram construidos sendo que nos testes ocorreram vários ascidentes. Mais estes protótipos contribuiram para o desenvolvimetno do radar AWG-9 e do sistema de mísseis Phoenix. Devido as grandes dificuldades A US NAVY desistiu do avião e deu sinal verde para um novo lutator o incomparavel F-14 Tomcat, que viria a utilizar o radar AWG-9 e o míssil… Read more »

jacubão

Realmente não dá para negar que foram magníficas aeronaves de seu tempo, principalmente quamdo nos lembramos do ataque a líbia feito por esses majestosos vetores.

Flamenguista

Deixa ver se eu entendi… A Austrália operava os F-111 para defesa marítima, certo? Mas, tal lá como aqui, quem fica à cargo desse tipo de aeronave é a força aérea????

rodrigo rauta

Belissima aeronava!!!
Eu vi cerat vez(acho que em algum programa da discovery) que os
F-111 tb foram cogitados para substituir os f-4 nos porta-avioes americanos, mas que por uma serie de razoes não deu certo…procede isso??
Abraços!!

WAR

Só não gosto do design. Agora, me ajudem aí:
– Eles operavam embarcados nos Carrier da USNAVY?
– De que geração são (contemporaneos do F16, etc..)?
– São comparáveis a quais aviões ocidentais e/ou orientais?
– Sendo bi-turbina, devem cobrir toda a Austrália e com REVO, boa parte da Oceania, não?
Os australianos sempre foram bons guerreiros, não fosse sua obrigatoriedade de servirem ao Império Britânico…

Billy

O fundo sonoro parece “When the tigers broke free” .

jacubão

Os F-111 são aviões dos anos 60, onde seu batismo de fogo ocorreu na guerra do Vietnã, onde sofreram várias baixas em combate. Depois da guerra, foidesenvolvido novas versões, onde se corrigiu várias falhas do projeto inicial. Seus concorrentes Ocidentais e Orientais, são o PANAVIA TORNADO e SU-24. Os F-111 navais, foi a versão inicial do 111, onde seria empregado na a defesa da frota americana (no lugar do F-4 PHANTOM) com os mísseis PHOENIX, mas o projeto não deu certo e foi substituído pelo F-14, mas a aeronave mostru-se muito eficaz no ataque a baixa altitude e foi selecionado… Read more »

Madara "Flanker"

É verdade que os australianos mostraram interesse e chegaram até em cogitar a compra de Sukhois SU-34 Fullback para atender as necessidades de sua Força Áerea Marítima???…
Sem dúvida estes são superiores aos Hornets americanos.

Abraço.

Vassili Zaitsev

Na operação Desert Storm, alguns foram abatidos pelas defesas iraquianas. Por operar em baixas altitudes, era muito castigado pela AAA.

abraços.

Nunão

É uma linda aeronave, com alcance e capacidade de carregar armamento de dar muita inveja a quem se acostuma com as limitações de vetores como A-1 e F-5.

E, esteticamente, também poderiam fazer jus ao apelido “bicudo” dos nossos Tigres.

Francisco AMX

Billy, acho que a música é do Vangellis, acho que do disco Antártida! certo é que não é a do Pink! 🙂 gosta de Floyd? é minha banda vaforíta!

Ah Hornet!

outro dia tu perguntou sobre o King Creamson (acho que escreve assim né) do Robert Freep (tb não sei se é assim), gosto deles, mas não conheço muito, a Elephant Talk e mais umas 2… uma gosto bastante, que tem uma guitarra bem “manipulada” 🙂 não lembro o nome…! coisa de velho… a música e a memória! huahuahuahu

Abraço aos amigos!

storm

Inicialmente estes aviões foram desenvolvidos para atender a um pedido do início dos anos 60 para operar tanto na USAF quanto na US-NAVY, mas a versão naval F-111B (porco do mar) era demasiadamente lenta, pesada e desajeitada para operar embarcado. Apenas 7 protótipos foram construidos sendo que nos testes ocorreram vários ascidentes. Mais estes protótipos contribuiram para o desenvolvimetno do radar AWG-9 e do sistema de mísseis Phoenix. Devido as grandes dificuldades A US NAVY desistiu do avião e deu sinal verde para um novo lutator o incomparavel F-14 Tomcat, que viria a utilizar o radar AWG-9 e o míssil… Read more »

Combates Aéreos

Vitórias ar-ar iranianas 1976-1981

Em 7 de janeiro de 1981, o F-14A iraniano da ilustração disparou um único míssil AIM-54A contra quatro MiG-23BN...
- Advertisement -
- Advertisement -