segunda-feira, outubro 18, 2021

Gripen para o Brasil

Governo negocia compra de novo avião presidencial

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Força Aérea Brasileira pediu proposta para duas aeronaves, uma delas com área VIP, o Aerodilma Modelo favorito custa cinco vezes os R$ 98 mi gastos com o Aerolula, que não tem autonomia para voos muito longos

IGOR GIELOW

Sem alarde para evitar a repetição da polêmica que envolveu a compra do Aerolula, o governo negocia a aquisição de um avião maior e mais caro que poderá servir à presidente eleita, Dilma Rousseff, e a seus sucessores.

O Aerodilma, caso seja adquirido mesmo com o cenário de contenção de gastos do governo, deverá ser um aparelho europeu da Airbus um modelo de reabastecimento aéreo A330-MRTT, equipado com área VIP presidencial e assentos normais.

O avião custa até cinco vezes os US$ 56,7 milhões (R$ 98 milhões na sexta-feira) pagos em 2005 pelo Aerolula, um Airbus-A319 em versão executiva.

Justificar tal despesa seria complicado, como foi em 2005, e seria fonte certa de desgaste para Dilma, que até onde se sabe não foi informada sobre a ideia. Assim, juntou-se a fome com a vontade de comer, e a nova compra está sendo camuflada por uma necessidade real.

A FAB (Força Aérea Brasileira) precisa substituir seus dois aviões grandes de reabastecimento. São os antigos Sucatões presidenciais, versões com quase 50 anos de uso do vetusto Boeing-707.

Por falta de condições, foram excluídos do último grande exercício aéreo da Força Aérea Brasileira.

No fim da década, os militares estimam ter 150 caças, e reabastecimento é vital dadas as distâncias do país.

Como no caso dos Sucatões, o novo avião poderia cumprir a tarefa de reabastecimento e ser o aparelho de transporte intercontinental dos presidentes. Para viagens internas, o governo já usa dois Embraer-190.

AEROLULA

Do lado da Presidência, segundo a Folha apurou, o problema é o Aerolula. O presidente Lula reclama da necessidade de paradas para reabastecimento do avião, que tem cerca de 8.500 km de autonomia o que não garante um voo tranquilo Brasília-Londres, por exemplo.

Não deixa de ser irônico, já que à época da compra do Aerolula uma das alegações para a aquisição do modelo europeu era que ele poderia fazer voos intercontinentais que os similares da Embraer não poderiam. Meia verdade: sua lista de destinos sem escala não é tão grande.

Já o A330-MRTT pode voar até 12,5 mil km sem reabastecer, podendo viajar sem escalas de Brasília a todas as capitais europeias e americanas. Não é comparável como produto com o Aerolula, modelo só de transporte VIP.

Na compra de cinco Airbus em 2008, a Austrália pagou quase US$ 300 milhões (R$ 519 milhões) a unidade. Os EUA chegaram a selecionar o modelo em uma concorrência que acabou suspensa, e pagariam algo como US$ 200 milhões (R$ 346 milhões) por avião. Mas cada venda é diferente. No caso americano, eram quase 200 aeronaves com especificações diferentes, o que dilui custos. Então, os preços citados são apenas referência.

Uma versão executiva do A330, sem ser avião-tanque, foi estreada neste mês pelo presidente francês Nicolas Sarkozy. Ganhou, além das críticas pelos R$ 400 milhões gastos, o apelido de “Air Sarkô” na França.

Em setembro, a FAB emitiu o pedido de propostas à fabricante EADS europeia (A330-MRTT), à Boeing americana (767) e para a israelense IAI (que adapta os 767). Não há previsão orçamentária, e verbas extras terão de ser aprovadas no Congresso.

O pedido requer duas aeronaves. Uma com capacidade de reabastecimento em voo, transporte de carga e de passageiros. A outra, tudo isso mais a previsão de uma área VIP -normalmente, uma suíte com chuveiro.

EUROPEUS

Segundo a Folha apurou, a Boeing não cogita participar da disputa enquanto não for definido qual avião será escolhido nos EUA, o 767 ou o A330. A IAI é vista sem grandes chances na FAB.

Sobram então os europeus. Procuradas, EADS e Boeing alegaram sigilo do pedido da Aeronáutica para não se manifestar. A IAI não respondeu ao contato. Oficialmente, a FAB apenas confirma que emitiu o pedido de propostas, e que até aqui só a EADS respondeu.

Se a compra ocorrer em 2011, estima-se que o primeiro avião seja integrado até 2014. O Aerodilma só voaria então no fim do mandato da presidente, deixando o apelido que carregaria após 2015 para especuladores.

FONTE: Folha de São Paulo / Via Notimp

Previous articleParabéns!
Next articleJobim fica na Defesa
- Advertisement -

196 Comments

Subscribe
Notify of
guest
196 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Junior (SC)

Nem ligo para o novo avião presidencial.
Mas a FAB precisa de uns 05 A330-MRTT/767 se prentende ter 150 caças, não devem estar falando da jaca, com aquele preço, nem precisa de um KC, não vai voar muito mesmo, agora se for uns 150 Gripen NG.

Os 150 A330-MRTT/767 serviriam de transporte logistico de longo alcance também.

MN-QS

AeroDilma kkkkkk

P.S. Off-topic: Alguém tem alguma confirmação de que o congresso americano aprovou a TT do Super Hornet no FX2, para compensar as perdas da Boeing no Escudo anti-mísseis?

Robson Br

O erro foi ter comprado o outro.

O correto seria esta nova compra + os EMB190 versão vip para dentro do brasil.

Alex

esse país não é serio.

Paulo Andrade

Quando a matéria vem de um jornal de grande circulação, como a FSP, não devemos esperar uma notícia que traga a simples realidade dos fatos, uma vez que o alvo são os leitores em geral que não entendem absolutamente nada sobre o tema da defesa. Seria escandaloso se a FAB comprasse um novo avião do porte de um Airbus 330 apenas para transporte VIP, o que não é o caso. Ou então se esses dois gigantes fossem utilizados apenas e tão somente para missões de REVO. Afinal nós aqui sabemos da necessidade da FAB em substituir os antigos 707 assim… Read more »

ZE

Caros editores, a não ser por um breve período no passado, eu nunca consegui acessar, nem o naval, nem o terrestre.

Procurando fazer uma nova inscrição, me deparei com a impossibilidade de tal feita.

O que (quem) está errado (eu, ou o blog) ?

OBS:

Que fim levou a matéria traduzida sobre o Rafale que lhes enviei ?

[ ]s

Paulo Andrade

Uma boa alternativa seria a FAB comprar 3 e não dois A-330, dotar dois dos novos vetores com capacidade VIP, comprar mais dois EMBRAER E-190 para complementar a frota e colocar o Aerolula A-319 na negociação dos novos aviões.

Teríamos uma capacidade maior de REVO e uma maior padronização da frota, o que viria de acordo com princípios postados na END.

Fernando R. Lopes

Mas o Aviao Presidencial nao tem autonomia para mas de 7000NM com tanques extras ? Por que a compra de um A330 MRTT ? Se nao me engano foi o proprio Presidente que disse numa reuniao com as autoridades de Defesa que deveria ter comprado um aviao maior para poder levar toda sua comitiva de politicos e industriais procurando novos negocios ao redos do mundo?
Agora estou entendendo….MEGALOMANIA, pois o A319 tem autonomia para ir para qualquer cidade no mundo sem escalas tecnicas de reabastecimento, qualquer Aeronauta sabe disso, entao para que um aviao maior ?

Daniel Rosa

É o fim da rosca! Pra que um VIP se já temos o Aerolula???? Só pode ser brincadeira isso ai! Promessa de contenção de despesas e gastos publicos? Vamos continuar com F-5 eterno, enquanto a dondóca compra avião novo pra ela e toda a comitiva de vagabundos sangue-sugas que compõem nosso governo… isso é comédia!
Em caso de conflito, lotem esses aviões com pessoas lá da Esplanada, e joga contra o invasor hahahahahaha…
Não precisamos de avião presidencial…PRECISAMOS DE REABASTECEDORES DE LONGO ALCANCE!
Comprem seis deles…. SOMENTE PARA ABASTECIMENTO, e não pra ficar levando dondóca e os”abana-rabo” pra passear….

emerson

Olá Amigos,

Faço coro com aqueles que identificaram na reportagem um viés partidário na reportagem. Quem acompanha o blog já sabia da busca da FAB por novos cargueiros/reabastecedores para substituir os KC137 do Corsário. Quem conhece a história do VC01 também sabe que a Embraer havia sido convidada no período para fornece-lo, mas que ela não dispunha de um modelo adequado na época, mas que anos depois veio fornecer o VC02. Agora, dizer que Dilma se prepara para comprar um novo avião presidencial às escondidas é muita má-fé.

Vader

Parabéns à Força Aérea Brasileira por ser a mais bem equipada e mais moderna Companhia de Transporte VIP do mundo. Um destaque do qual poucos países são capazes. E parabéns ao Governo Federal em construir tão majestosa Força. Podemos bater no peito e nos orgulhar de ter no comando do país gente que pensa tão profundamente sobre a Defesa Nacional. Viva o Brasil-Potência! Parabéns ao governo atual pelo Aerolula. Um excelente avião, adquirido por um preço bem básico, e que é capaz de viagens intercontinentais sem escala alguma. Quando vejo estas coisas sinto até pena dos países pobres do mundo.… Read more »

RenanZ

Do jeito que as coisas andam, este avião sai antes do F-x

Rafael

Aereo Lula ???

por acaso o Lula vai levar o avião pra casa quando sair da presidencia ???

tem gente besta q só critica sem fundamento nenhum

o avião é da FORÇA AEREA

ponto final…

se acham necessario, então q comprem….

se o lula comprar o rafale ou p gripen, vão chamar de “caça lula ” ???

tem gente q precisa se tratar

Livre pensador

“Como foram sábias as palavras do General Mourão Filho”.

Rafael

Aereo Lula ???

por acaso o Lula vai levar o avião pra casa quando sair da presidencia ???

tem gente besta q só critica sem fundamento nenhum

o avião é da FORÇA AEREA

ponto final…

se acham necessario, então q comprem….

se o lula comprar o rafale ou o gripen, vão chamar de “caça lula ” ???

tem gente q precisa se tratar

o hábito de criticar já é tanto q tem gente q diz q o pais “não é serio” por causa disso

pq não é serio ????

serio não seria se o presidente andasse de jumento

Clésio Luiz

A Folha solta a isca para se fazer críticas e o pessoal morde sem nem pensar… A FAB precisa desses aviões. Precisa pra ontem. Como são de valor unitário alto, colocam um dele para servir a presidência e assim facilitar a obtenção de verba. Aí vem um jornalista sem escrúpulos como esse Igor Gielow, doido para subir na vida as custas de notícias deturpadas como essa. E vocês que acompanham a área de defesa, que são mais informados que a maioria da população, que deveriam desmentir esse tipo de FUD, aproveitam para trollar. Como o nível dos comentários aqui pode… Read more »

RenanZ

VADER.

Apoio firmemente seu ponto de vista.

Brasileiro tem mais é que se lascar e passar dificuldades mesmo.
Estas situações, como a referida neste tópico, acontecem por NOSSA causa, porque nós deixamos (e pedimos em vez de impedir) que isto aconteça, repetidas vezes.

Rodrigo

Vejam só.. É fácil descer a ripa, mas esta compra é necessária. O problema é que o A330, não tem uma versão equivalente ao KC137. Ele vai ser Cargo/Revo ou pax/Vip. Desenvolver a versão mix, vai custar uma grana no padrão francês de cobrança de honorários 😀 😀 . É lógico, claro e evidente que um avião presidencial de alcance intercontinental é necessário. A compra do A319 foi feita as pressas e por algum motivo que até hoje eu não entendo. Porém… Se é para ajudar os amigos franceses, por que não pegar 2 VIP e 2 Cargo ? ahhhhhhh… Read more »

Rafael

Tem gente q não sabe P**** nenhuma e quer dar pitaco sem ter conhecimento de causa

Tem gente q NUNCA entrou num caça e critica este ou aquele avião (chamando de jaca ou de avião inexistente)

tem gente q critica porq acha “bonitinho”

tem gente q quer aparecer como tabua de salvação, criticando superficialmente pra parecer q está do lado certo…

mas essas pessoas precisam mesmo é se tratar… procurar tratamento

se a FAB e a presidencia avaliam q é preciso comprar, é pq eles sabem muito mais doq n´0os q estamos de fora

Alex

Rafael disse:
29 de novembro de 2010 às 10:37

discordo, pois o molusco disse varias vezes que o aerolula era dele, e chama de meu avião……

ignorância contagia os analfabetos funcionais.

Rafael

Tem gente q não sabe P**** nenhuma e quer dar pitaco sem ter conhecimento de causa

Tem gente q NUNCA entrou num caça e critica este ou aquele avião (chamando de jaca ou de avião inexistente)

tem gente q critica porq acha “bonitinho”

tem gente q quer aparecer como tabua de salvação, criticando superficialmente pra parecer q está do lado certo…

mas essas pessoas precisam mesmo é se tratar… procurar tratamento sério de reabilitação psicologica

se a FAB e a presidencia avaliam q é preciso comprar, é pq eles sabem muito mais do q nós q estamos de fora

Giordani RS

15 anos para o “efexis” ser decidido…enquanto que o “aerodilma” vai ser resovido em15 meses…realmente, a FABVip é o exemplo de eficiência!
🙁

Rafael

Alex, pois vc é um analfabeto funcional viu

se o avião serve à presidencia, é natural q o avião seja “do presidente” (mas é da FAB)

se o Lula chama “meu avião” é pq ele diz q o avião é da presidencia

definitivamente amigo, se vc acha q o avião é do Lula só pq ele disse “meu avião” vc precisa de um curso de interpretação textual urgente

Fábio Mayer

Isso é VERGONHOSO!!!

Porque durante os anos Lula, compraram-se diversos aviões VIP, sem licitação, sem burocracia, sem apoquentação nenhuma, Tudo rápido, tudo efetivo.

Mas em 8 anos, Lula não foi capaz de decidir o FX-2.

É revoltante. Será que a presidente Dilma vai agir do mesmo jeito irresponsável e narcisista?

Antonio M

“…8.500 km de autonomia o que não garante um voo tranquilo Brasília-Londres, por exemplo. …”

Peguem um voô comercial !!!

Palhaçada!

A FAB precisa de reabastecedores? Como a USAF ainda usa os 707 ?!?!? Com o que temos em termos dde aviação de caça ainda podemso passar.

E o KC390 ?!?!?!?!?!?!!?

Ao invés de gastar $$$ como novos modelos VIP, que usem a grana para investir no KC390 ……

A festa com o $$$$ público continua ….

Alex

creio que nunca OBAMA, falaria meu avião….

hahahahha VC é um vermelhoxo de terceira categoria, volta para sem mundinho vermelho.

Alex

direcionado ao Rafael.

creio que nunca OBAMA, falaria meu avião….

hahahahha VC é um vermelhoxo de terceira categoria, volta para sem mundinho vermelho.

Leia mais (Read More): Governo negocia compra de novo avião presidencial | Poder Aéreo – Informação e Discussão sobre Aviação Militar e Civil

Rafael

o KC 390 é um projeto mais q consolidado

e pros “sem memoria” de plantão, foi exatamente no governo Lula q a FAB assinou contrato com a EMBRAER pra tornar possivel o projeto

Rafael

Alex, quem é vc pra me rotular de vermelhuxo ???

quem é vc pra sair rotulando esse ou aquele ???

tenha pelo menos originalidade e pare de repetir as besteiras dos outros

Rodrigo

Qual o problema do Lulla chamar de “meu avião” ?

Tenho certeza que ele sabe que não é dele e após a festa da posse fará o seu último vôo com destino a SBSP a bordo dele!

Pronto e acabou!

Não tem esquerda e nem direita!

Alex

bem, termino minha participação neste assunto.

“Computador é que nem carroça: sempre tem um burro na frente.”

Antonio M

“…e pros “sem memoria” de plantão, foi exatamente no governo Lula q a FAB assinou contrato com a EMBRAER pra tornar possivel o projeto …”

O que o LuLLa tem a ver com essa asinatura? A FAB tinha uma necessidade e a Embraer viu uma oportunidade de negócio.. O que LuLLa te a ver com isso? Aliás agora privada pois LuLLa e sua turma eram contra a privatização, preferiam vê-la falir! Sorte termos um governo que providenciou sua privatização, isso sim!

Menos mitônamos, menos …..

Vader

Ah sim, o interessante é que com esse novo avião VIP de nossa “Evita Tupiniquim”, poderemos fazer uma boa ação e doar o Aerolula para algum de nossos vizinhos, por exemplo Paraguai, ou Bolívia, mantendo assim em alta a união entre os povos da América Latina. Afinal, somos ricos mesmos: quem pode pode, quem não pode se sacode… E não esquentem com gastos: quando o KC-390 vier, e como teremos dois modelos de aviões para a mesma função, a gente transfere o reabastecedor a ser adquirido agora para algum destes nossos vizinhos menos afortunados. Afinal, somos fantásticos no quesito benemerência:… Read more »

DrEngAir

Here we go……again!

Antonio M

Controle aéreo é coisa muito séria.

Como será feito o desmembramento? Como está sendo feito ou dentro do PAC, o factóide de planejamento para crescimento da economia? Tão factóide que já criaram o PAC2 para planejar o planejamento anterior ?!?!?!? rsrsrsrsrsrs !!!!

MatheusTS

compra logo um A-380 ou 747 ou quem sabe até um 787 novinho……

luiz otavio

no final devemos olhar quem os utilizará mais frequentemente e o motivo, a FAB ou a “véia”.

Rodrigo

Vader disse:
29 de novembro de 2010 às 11:06

O KC390 não vai ter o alcance do KCX nem de perto..

O que eu quero saber é se o A319 vai poder ser usado como moeda de troca nos novos aviões.

Antonio M

Antonio M disse:
29 de novembro de 2010 às 11:10

Por favor podem apagar, postado no artigo errado. desculpem

Fernando R. Lopes

O aviao Presidencial ja tem autonomia INTERCONINENTAL entao para QUE um novo aviao ? A ja sei, a FAB precisa de avioes REVO entao vamso usar o gancho e fazer um versao ou uma parte vip dentro e pronto se resolve tudo….meu Deus, o A319 ja basta, deixe a FAB com suas compras e parem de invertar estorias basta. Mas ae entra os companheiros que acham que o Brasil e PRIMEIRO mundo, dizer que a sim necessidade da compra?

O pior e que temos que presenciar tudo, pois a grande nacao Brasileira acha que somos primeiro mundo ne?

Julio

Volto a postar minha palavra, possivelmente por breve tempo. Depois de longo e tenebroso inverno de meu auto exilio deste blog (o que não quer dizer que não o acompanhe, adoro a aviação), que se autodenomina “apolitico” mas que reverbera, com muita habilidade para parecer isento ,versões flagrantemente politicas com víes oposicionista, quero parabenizar o Rafael pela sua visão com o qual concordo.

Jorge Nunes

O ultimo parágrafo: Se a compra ocorrer em 2011, estima-se que o primeiro avião seja integrado até 2014. O Aerodilma só voaria então no fim do mandato da presidente, deixando o apelido que carregaria após 2015 para especuladores. – Para mim o jornal criou factóide e cunhou o termo aerodilma, para ser aerodilma seria compra de prateleira. – Neste blog mesmo há informações que a FAB precisa de aviões similares. Eu acho que o engajamento político e a ignorância estraga o jornalismo. Eles poderiam fazer a matéria sobre a função do REVO e atual situação da FAB para serem mais… Read more »

Antonio M

“…Em setembro, a FAB emitiu o pedido de propostas à fabricante EADS europeia (A330-MRTT), à Boeing americana (767) e para a israelense IAI (que adapta os 767). …”

Se é real o pedido da FAB, o que a imprensa faz de errado? A apuração deve ser no sentido que se o pedido relmente existe.

E se o brasileiro mal pensa em quem vota, vai pensar em avião reabastecedor? Se fosse um povo melhorzinho, já se revoltaria ao comparar um avião desses com o transporte público que utiliza todos os dias….

Rodrigo

Jorge Nunes disse:
29 de novembro de 2010 às 11:18

Existe alguma ToT neste processo, para não ser chamada de compra de prateleira ?

Antonio M

Está previsto para o KC390 alcance em trono de 6000km. E possuirá probe para reabastecimento portanto poderá reabastecer e ser reabastecido para aumentar essa autonomia.

O Aerodilma teria essa capacidade?

Rodrigo

Antonio M disse:
29 de novembro de 2010 às 11:27

Precisamos ver este alcance de 6000km do KC390, com que carga..

Para funcionar assim teríamos que ter vários KC390 durante a rota para reabastecê-los..Concorda ?

Carlito

Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. A FAB necessita de um novo reabastecedor. Isso é fato inegável. E realmente um novo produtos deve ser comprado, seja ele novo de fábrica ou um usado e adaptado para a função (como o Boeing 767 da Força Aérea da Colômbia). No entanto, fala-se agora de adaptar um reabastecedor para a função VIP, alegando-se que o Aerolula não está se adequando à Função. para quem não sabe, a adaptação de uma área VIP em qualquer aeronave não é algo barato. Pelo contrário, é muito, mas muito caro mesmo. Se usarem… Read more »

Nick

Se esse AeroDilma for capaz de reasbatecer, blz, dos males o menor. De uma forma indireta, beneficiaria a FAB.

[]’s

Antonio M

Pelo que pude levantar, o Boeing KC-135 Stratotanker em uso na USAF a praticamente 50 anos tem alcance de 5.500km e não podem ser reabastecidos em voô; precisa ser substtuido mas, opera até hoje com eficiência e há dificuldades em substituí-lo à altura ! O alcance não é o fator, como queriam alguns no FX2, um caça que fosse do Oiapoque ao Chui e voltasse sem reabastecer! rsrsrsr! Sendo o que deve ser feito é a criação de mais bases. O alcance maior do avião KC/Aerodilma serve aos caprichos e mordomias de nossos governantes, e não à estratégias, táticas ou… Read more »

Antonio M

Mais detalhes:

http://www.cruzex.aer.mil.br/index.php?page=kc135eua

” …Alcance: 1.500 milhas (2.419 quilômetros) com 150.000 libras (68.039 quilogramas) de combustível de transferência; Missão de transporte de carga, até 11.015 milhas (17.766 quilômetros) …”

Últimas Notícias

China testa nova capacidade espacial com míssil hipersônico

O lançamento em agosto de um foguete com capacidade nuclear que circulou o globo pegou a inteligência dos EUA...
- Advertisement -
- Advertisement -