Home Tecnologia Selex fornecerá radares meteorológicos ao CEMADEN

Selex fornecerá radares meteorológicos ao CEMADEN

404
0

Meteor 1600S foto 2 Selex

Nove radares Meteor 1600S serão fornecidos ao Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação do Brasil (Cemaden/MCTI)

Segundo nota divulgada na quarta-feira, 10 de abril, a SELEX Systems Integration GmbH, juntamente com sua parceira brasileira Engelétrica Sul, recebeu um contrato para fornecer nove sistemas de radar climático METEOR 1600S ao Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação do Brasil (Cemaden/MCTI).

O valor do contrato foi divulgado em 27 milhões de euros (cerca de 35 milhões de dólares ou 69 milhões de reais).

Meteor 1600S foto SelexA nota da Selex informou que o Meteor 1600S é um sistema de radar climático de banda S de alta potência projetado para emprego em  regiões de clima severo, onde chuvas torrenciais impedem a medição precisa de precipitação.

O equipamento utiliza polarização dupla para reconhecer diferentes tipos de precipitações incluindo garoa, chuva, granizo e neve. Mais de 300 sistemas da linha de produtos avançados Meteor estão em operação em mais de 60 países.

Segundo Carlos Nobre, Secretário de Políticas e Programas para Pesquisa e Desenvolvimento do MCTI,  a assinatura do contrato é “um importante progresso em um projeto principal do Governo do Brasil para aprimorar a capacidade de resposta diante de eventos climáticos extremos.”

Sobre a futura localização dos radares contratados, Nobre afirmou: “Oito dos nove radares serão instalados em áreas sujeitas a desastres causados pelas chuvas, nas cidades de Natal, Maceió, Salvador, Almenara, São Francisco, Três Marias, Santa Tereza e Jaraguari. O outro radar está sendo estrategicamente posicionado em Petrolina nas áreas do semiárido, para gerar informações essenciais para gestão de agricultura e recursos aquáticos no Nordeste, e assim como monitorar qualquer evento extremo, é claro”.

FONTE: Selex ES

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments