Home Aviação Civil Comissão da Verdade investigará falência da Panair

Comissão da Verdade investigará falência da Panair

279
15

Panair - museu TAM

vinheta-clipping-aereoA Comissão Nacional da Verdade (CNV) promove no próximo sábado (23), no Rio, com a participação de advogados e historiadores, uma audiência pública para debater a responsabilidade do governo fedederal na falência da companhia aérea Panair do Brasil, decretada durante a ditadura militar (1964-1985).

A firma pertencia aos empresários Celso da Rocha Miranda e Mario Wallace Simonsen, que apoiavam Juscelino Kubitschek, presidente da República de 1956 a 1961 e opositor do regime. Em 10 de fevereiro de 1965, sem qualquer aviso prévio, o governo militar cassou todas as licenças de voo da Panair. Cinco dias depois foi decretada a falência da empresa, que tinha 5.000 funcionários. A alegação era de que a Panair estava em grave situação econômica, o que representaria risco à segurança dos voos. No entanto, meses antes a Aeronáutica havia emitido documento comprovando a regularidade da empresa.

Simonsen morreu 37 dias após a decretação da falência. Rocha Miranda discutiu o caso na Justiça até morrer, em 1986. A empresa ainda existe e é dirigida por Rodolfo da Rocha Miranda, filho de Celso, mas seus únicos contratados são advogados que ainda discutem judicialmente a responsabilidade pela falência. No ano passado, com base na Lei de Acesso à Informação, Rodolfo conseguiu documentos produzidos durante a ditadura pela Aeronáutica e pelo Ministério da Fazenda que relatam manobras praticadas pelo governo militar para garantir a falência da Panair. Uma delas foi a norma que proibiu empresas aéreas de entrar em concordata. O herdeiro da Panair encaminhou esses documentos à CNV.

“Não penso em ressarcimento, em cobrar alguém pelos prejuízos. Quero esclarecer esse caso, que o Estado reconheça que a falência da Panair não foi culpa de seus donos, mas sim uma manobra da ditadura. São 48 anos com essa história entalada na garganta”, diz Rodolfo, de 63 anos. Ele não descarta lançar produtos com a marca da Panair e até uma minissérie sobre a empresa.

Segundo Rosa Cardoso, integrante da CNV, mesmo se ficar demonstrado o prejuízo causado aos empresários, a investigação não vai gerar responsabilização criminal de ninguém, por imposição da Lei de Anistia, de 1979. “Mas é importante resgatar essa história.” Esse será o primeiro caso de empresa investigada pela Comissão, que deve concluir seus trabalhos em maio de 2014.

FONTE: em.com.br

15
Deixe um comentário

avatar
13 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
10 Comment authors
Antonio MObservadorGuilherme PoggioHMS TIRELESSMarcos Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Vader
Visitante

“Começão” da Verdade = falta de serviço!

edurval
Visitante
edurval

Vader,

Deve-se saber separar a verdade da ideologia politica, o caso se refere a integridade de duas pessoas, dos empresários que foram lesados por um governo, isso independe se o governo era de direita ou esquerda, deve ser uma questão de honra pra família deles.

Vader
Visitante

edurval disse: 22 de março de 2013 às 10:21 Ah prezado, dá licença, o próprio dono da tal Panair afirma textualmente que eventual decisão não servirá para nada, juridicamente falando. Então para que ficar perdendo tempo com coisas que aconteceram há mais de QUARENTA ANOS atrás? Pra encher o saco? Ou é só pra dar notícia em jornal? O país é pobre, tá fud., cheio de problemas, a juventude tá morrendo como mosca pro crime, pra droga e pro trânsito, a rataria PeTralha tá saqueando os cofres públicos, e esses boçais perdendo tempo com joças que aconteceram no tempo do… Read more »

Hamadjr
Visitante
Hamadjr

Ainda bem que existe esta Comissão para que seja de fato elucidados as m.. que a aventura dos milicos produziram no embalo do ame ou deixeo, principalmente um contigente de cidadão acéfalo político que elegeram sarney o rey da corrupção, e seus díscipulos, fhc, luiz 51, maluf, renan etc etc.

aldoghisolfi
Visitante
Member
aldoghisolfi

FUI EDITADO? CENSURADO? Comentei que esperava que a CV averiguasse também a quebrada da VARIG…

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

aldoghisolfi,

Verifiquei agora que não há qualquer outro comentário seu nesta matéria aguardando na caixa de pendentes, no antispam ou jogado na lixeira do programa. Se o comentário não saiu, deve ter sido algum erro ou falha de conexão na hora da postagem ou coisa do gênero.

Marcos
Visitante
Member
Marcos

1) O que é lamentável nessa história é a demora do Judiciário em resolver alguma coisa;

2) Quanto a Comissão de Verdade, bom… isso ai é puro revisionismo histórico. Mais que isso, essa Comissão pretende é ser uma espécie de Tribunal, com objetivo único de expor pessoas à sua verdade.

HMS TIRELESS
Visitante
Member
HMS TIRELESS

Espero eu quye um dia seja feito algo semelhante para apurar os fatos por trás do fim da VARIG afinal, como todos sabemos, tal fato teve a decisiva do atual turno político com o fim de beneficiar as empresas que hoje exercem o duopólio no mercado…

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Poggio:

Talvez, apenas talvez, a falência da Varig tenha sido vingança pela falência da PanAir , pois a Varig foi a principal beneficiaria do evento.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

Marcos, então precisaríamos de duas CV, a “Comissão da Verdade” e a “Comissão da Vingança” para investigar os dois casos?

(brincadeira…)

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Nunão:

Alguns podem achar que é brincadeira o que coloquei, mas considerando o que pensam certos adeptos do esquerdismo, não duvido de nada.

Observador
Visitante
Observador

HMS TIRELESS disse: 22 de março de 2013 às 11:12 Não precisa investigar a ruína da VARIG. A causa desta cabe em apenas três palavras: Fundação Rubem Berta. Além da bagunça administrativa, recusaram todas as ofertas de compra quando a empresa podia ser salva. Ficaram esperando a ajuda cair do céu, ou melhor, do Governo Federal. Se tivessem recebido recursos públicos, recursos advindos do seu, do meu e do nosso suado dinheirinho, hoje estariam de novo na mesma situação, às portas da falência. E a fundação era de quem mesmo? Dos funcionários da Varig. Então, não tenho muita pena deste… Read more »

aldoghisolfi
Visitante
Member
aldoghisolfi

Nunão:
Positivo, muito obrigado.

Poggio:
A CNV, como tudo é que coisa da ideologia está, simplesmente porque quer, em ‘usurpação de função’ e, dentro da autonomia que a CNV se outorgou, tudo poderá ser investigado por ela, basta a consideração ‘latu sensu’ do que seja o objeto desta coisa bizarra. Um dia termina…

Antonio M
Visitante
Member
Antonio M

Ainda bem que temos uma comissão da verdade que vai averiguar o que mesmo? Vão averiguar o enriquecimento repentino de certos políticos que além de compartilharem da mesma ideologia, compartilham de laços fraternos ? Que eles mesmos, amigos e filhos que viviam de recebr salários em cargos e profissões comuns se tornaram milionários da noite para o dia?!?! Que verdade é essa?