Home Aviação Comercial Gol anuncia fim da Webjet

Gol anuncia fim da Webjet

777
30

Com a decisão, companhia aérea demite 850 funcionários

 

A companhia aérea Gol anunciou nesta sexta-feira o fim das atividades da controlada Webjet, com corte de cerca de 850 postos de trabalho em decorrência dessa decisão.

Em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a companhia informou que a primeira medida é a extinção das operações de voo. A Webjet possui um modelo de operação com base em uma frota composta majoritariamente por aviões modelo Boeing 737-300, de idade média elevada, alto consumo de combustível e defasagem tecnológica.

Ainda de acordo com o comunicado, com os novos patamares de custo do setor no Brasil, esse modelo deixou de ser competitivo. Como consequência do encerramento das operações, a Webjet desliga aproximadamente 850 colaboradores entre tripulação técnica, tripulação comercial e manutenção de aeronaves.

“Clientes e passageiros da Webjet serão integralmente assistidos pela Gol, e terão seus voos garantidos, permanecendo a Gol, a partir dessa data, responsável por todos os serviços de transporte aéreo e assistência a esses passageiros. Nesse sentido, todas as providências necessárias serão tomadas”, disse a companhia.

A Gol anunciou a compra de 100% do capital Webjet no dia 8 de julho de 2011, por R$ 310,7 milhões, sendo R$ 96 milhões de desembolso para o controlador, o empresário Guilherme Paulus, e os R$ 214,7 milhões restantes de dívidas.

No início de outubro, a Gol anunciou uma redução de R$ 26 milhões do desembolso a Paulus. No mesmo mês, a companhia aérea havia concluído a aquisição de 100% do capital social da Webjet Linhas Aéreas. Com isso, a empresa, por meio de sua subsidiária VRG Linhas Aéreas, passou a ser titular da totalidade do capital social da Webjet.

Com essa decisão e as consequências dela decorrentes, a companhia avalia que haverá um aumento de custos no último trimestre de 2012, mas não forneceu mais detalhes. A Gol argumenta que com essas medidas a operação deve ficar mais eficiente a partir de 2013.

Em relação à frota Boeing 737-300 da Webjet, a companhia planeja a devolução das 20 aeronaves até o fim do primeiro semestre de 2013, sendo que 16 aviões serão devolvidos até o fim do primeiro trimestre do próximo ano.

Nesse cenário de redução de sua frota, a Gol prevê uma redução da oferta doméstica (ASK) entre 5% e 8% no primeiro semestre do ano de 2013 na comparação com o mesmo período de 2012. Ainda segundo a companhia, as medidas foram necessárias para recuperar as suas margens operacionais e manter a sustentabilidade do negócio.

FONTE: iG / FOTO: Alexandre Galante

30
Deixe um comentário

avatar
30 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
17 Comment authors
ricmoriahivanildotavaresGiordaniEduardo RASoyuz Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Gilberto Rezende
Visitante
Member
Gilberto Rezende

Para encurtar a conversa, comprou um concorrente de baixo custo que estava incomodando e o LIQUIDOU…

Para aumentar a SUA LUCRATIVIDADE…

Ponto final.

HMS TIRELESS
Visitante
Member
HMS TIRELESS

Giba:

A Gol não comprou a Webjet por causa de eventual incômodo que esta tivesse provocando té porque a WEB era muito pequena para isso. O verdadeiro objetivo da compra foi o bem mais precioso atualmente na aviação civil: Slots nos aeroportos, espcialmento os de Rio e SP.

Baschera
Visitante
Member
Baschera

Quando digo que aqui os poderosos podem……. Esta caca de cia aérea apenas comprou a concorrente que a incomodava, (independente do seu tamanho incomodava sim) mirando os seus slots … como premio secundário. Os slots são de propriedade do estado e para este deveriam voltar, não fazem parte do espólio da companhia adquirida de forma predatória E as autoridades, coniventes como sempre, permitiram que se retirasse competitividade do mercado, em prejuízo do usuário a quem compete sempre pagar a conta, pois já anunciaram aumento de tarifas aéreas para breve. Este CADE é uma piada e deveria ser fechado para bem… Read more »

cristiano.gr
Visitante
cristiano.gr

Diminui a concorrência, sobem os preços e o consumidor …

Taz Miranda
Visitante
Taz Miranda

E no caso de Cumbica, de quebra, a Gol fica com todo o Terminal 3, mais o slots que ela já tinha nos outros terminais…

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Se a Gol comprou a Web Jet só para ficar com os slots dos aeroportos, revela-se ai a ineficiência da Infrazero, que se quer consegue atender a demanda na infraestrutura interna dos aeroportos. Esse caso é similar ao da Varig, embora a falência da companhia tenha sido tramada dentro da Casa Civil. Após falida, a empresa foi vendida por US$40 milhões e três meses depois revendida por US$350 milhões. E sabe-se lá o quê deve ter rolado para que a Gol aceitasse ficar com o saldo da Varig, porque pelo que sei, ela não queria. Mas ai entrou no meio… Read more »

aldoghisolfi
Visitante
Member
aldoghisolfi

É isso aí Marcos, a VARIG foi falida! Apenas acho que a GOL usou de competência, pois ao que consta a WEB não estava à venda e nem foi obrigada a vender. Se esta competência vai ser usada contra o consumidor, a situação se resolve com concorrência de mercado.Acho que nenhuma compania compra outra apenas para adquirir seus slots.

Control
Visitante
Control

Senhores Os conselheiros do CADE terem aprovado a compra de uma concorrente por uma empresa que já dominava quase a metade do mercado é um “mistério” e segue uma lógica que só vigora no ambiente tupiniquim de “negócios”. Que a Gol havia comprado a Web para eliminar uma concorrente e assumir seus slots até uma criança de colo sabia, menos o CADE. E a intenção de eliminar a Web ficou absolutamente clara logo após o anuncio do CADE aprovando o “negócio”, quando as passagens da Web passaram a ser negociadas diretamente pela Gol com um acréscimo de mais de 100%… Read more »

Mayuan
Visitante
Mayuan

Está aí novamente a prova de que, ao contrário do que pregava o partido do catedrático, nem sempre a privatização é algo benéfico. Pelo menos não nos moldes que foram usados nesse país sem lei. Você vende empresas lucrativas, operando no vermelho por proposital incompetência administrativa, por um preço de banana. Um grupo nacional, como testa de ferro de um estrangeiro, de posse de informações privilegiadas, compra a empresa supostamente deficitária. Como a população está de saco cheio de serviços propositalmente mal prestados, acha a privatização maravilhosa, o remédio milagroso que resolverá todos os problemas quase que por mágica. Aí,… Read more »

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

Gol e a finada Webjet são empresas privadas, aonde é que está a “privatização” aqui???
Qnto a Varig, foi tarde.
No mais como já ocorre c/ os bancos, a tendência no Brasil é sempre de consolidação e nunca de expansão, das oportunidades de mercado.

Vader
Visitante

O curioso é que a VARIG “foi falida” não pelo “governo do sociólogo”, mas sim pelo governo “trabalhista” do PT! Como bom governo “dos trabalhadores”, o governo Lula sabia que a VARIG era uma empresa deficitária porque, entre outros motivos (mas esse é o principal, sem dúvida), como toda empresa antiga e bem estruturada, era alvo prioritário de exigências implacáveis de suas associações de funcionários e pensionistas, bem como dos Sindicatos. Ao mesmo tempo, a sua diretoria tinha de lidar com a sanha dos credores, a maioria deles bancos nacionais que, seguros com o governo a lhe apoiar todas as… Read more »

HRotor
Visitante
Member
HRotor

Quando a Gol surgiu, como primeira low-cost-low-fare nacional, foi ovacionada como um exemplo de sucesso empresarial, que revolucionaria o mercado de transporte aéreo no Brasil.
Hoje, cerca de 10 anos depois, não resta qualquer dúvida da “revolução” que causou: degradação da qualidade dos serviços aos usuários, desprezo no relacionamento com seus próprios funcionários, ligações escusas e influência torpe sobre as agências governamentais, concorrência predatória e desleal.
E nossa gente, alienada e ignorante, permanece assistindo novela e esperando a copa do mundo.

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Vader: Ponto a ponto, tudo absolutamente verdade. O que o Babalorixá e Madame Min não esperavam, ou não foram capazes de enxergar, foi que a retirada de cem aeronaves do mercado do dia para noite levaria ao maior caos aéreo da história desse pais e que os R$4 bilhões de dívidas da União junto à Varig se transformariam em mais de US$10 bilhões em prejuízos diretos, tendo de abrir o mercado para companhias estrangeiras operarem as rotas internacionais, e sabe lá quanto de prejuízo indireto. Não bastasse isso, com os sucessivos aumentos do preço do querosene de aviação (mais de… Read more »

HMS TIRELESS
Visitante
Member
HMS TIRELESS

Vader: Como de costume o amigo foi preciso. Há alguns anos eu havia defendido a tese de que a VARIG, indubitavelmente a única empresa aérea que algum dia mereceu essa denominação no Brasil, havia sido “falida”pela casa civil (em minúsculo mesmo) com o fim de beneficiar interesses escusos. Como de costume a tropa de choque petralha veio em minha direção atacando com seus conhecidos impropérios. Felizmente a história está fazendo justiça às nossas afirmações amigo. E cabe ressaltar que caso a investigação da PF na ANAC por conta da operação Porto Seguro sejam realmente sérias, a abertura da caixa preta… Read more »

Soyuz
Visitante
Soyuz

Com a WEBJET a cachorrada toda envolveu slots de pouso em aeroportos principais.

Na reportagem abaixo temos um exemplo, envolvendo os “MHz” valiosíssimos do espectro eletromagnético de telefonia celular cedidos a uma empresa de capacidade técnica e financeira inexistente.

E advinha, quem esta por de trás disto, a ANATEL ( e seus conselheiros – consultores – cumpanheiros) e a cumpanheira Erenice Guerra, aquela que sucedeu Dilma na casa civil do cumpanheiro Lula.

http://veja.abril.com.br/noticia/economia/o-prejuizo-que-vai-dar-lucro

Gilberto Rezende
Visitante
Member
Gilberto Rezende

Boa PIADA Vader, a VARIG vinha sendo MAL-ADMINISTRADA a mais de uma década ANTES do governo petista. E a tal da “DÍVIDA” do governo federal de 4, 6, 13 ou 24 bilhões conforme a fonte (ou a data de início da contagem) se referia a um alegada defasagem tarifária que nem o governo LULA E NENHUM GOVERNO ANTERIOR reconheceu que ela existia ou de tê-la CRIADO…. PORTANTO vai catar coquinho, o governo federal (qualquer um deles) não podia PAGAR uma SUPOSTA DÍVIDA que estava subjudice PELO MENOS DESDE 1992 !!! Nesta LULA, FHC, ITAMAR FRANCO, COLLOR e até o JOSÉ… Read more »

Eduardo RA
Visitante
Eduardo RA

Vader,
Fui realmente uma jogada de mestre. Mas não sei se, mesmo que o GF reconhecesse a dívida, faria grande diferença. Primeiro porque o modelo da VARIG era falido mesmo. Segundo porque, provavelmente a divida seria paga com precatórios, e aí….

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Não era uma suposta dívida, era determinação judicial. E por quê não pagaram? Coisas de Brasil. Nos EUA, no mesmo processo jurídico que dá ganho de causa, o Juiz já determina o pagamento. Se o pagamento não se fizer, no dia seguinte o oficial de justiça far um arrasto de bens. Por aqui, você precisa abrir outro processo. A Varig não era mau administrada. A Varig tinha era virado uma imensa estatal, com cinco vezes mais funcionários do que deveria ter, tudo por conta de ações dos sindicatos. Um exemplo: por longos oito anos a companhia teve de manter na… Read more »

Marcos
Visitante
Member
Marcos

E não foi uma jogada de mestre, foi um desastre total, que levou ao maior caos aéreo desse país.

Giordani
Visitante
Member

As administradores perderam o rumo. A empresa virou um grande balcão. Muita gente sem qualificação foi contratada só por ser filho ou amigo de funcionário. Resultado, mais gente do que necessário e uma folha além da capacidade da empresa. Lembro de um cara que não tinha nada a ver com o mundo da aviação, mas ele era genro de um gerente…criaram um cargo sem pé nem cabeça…Quem viveu a realidade da VARIG sabe do que estou falando… Se o governo houvesse pago o que realmente devia a empresa, ela teria se salvado? Claro que não! Somente haveria de ter agonizado… Read more »

Baschera
Visitante
Member
Baschera

Já que estão pondo alguns podres para fora….. já que assim como o diabo, o partido não fez a tampa…… a última que está no ventilador:

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/elianecantanhede/1190793-rose.shtml

Reparem que sempre está rondando o Ex-Rei Sol…. aquele que nunca sabia de nada…. e seu criado-mor…. que agora irá ver o sol nascer quadrado !

Baschera
Visitante
Member
Baschera

E vem mais por aí, se quisermos ser sérios, que se “passe o rodo” nestas tais de agências reguladoras….. infestadas de ratos politicamente indicados por simples e reles “secretárias” mecatrefes que se vendem por cremes de limpeza de pele e viagens a cucamonga……

Eita paisinho vadio….. e nós perdendo tempo e opilando o fígado com uns tais de FX-2…..

Sds.

HMS TIRELESS
Visitante
Member
HMS TIRELESS

Giba:

Não venha aqui dar a sua visão linear dos fatos. A VARIG era mal administrada? sem dúvida! Mas muito dessa má administração deve-se à Fundação Rubem Berta e aos sindicatos. E ao contrário do que você afirma a dívida do GF com a VARIG existe sim! tanto que a Transbrasil, que entrou antes das demais, ganhou no STF.

HMS TIRELESS
Visitante
Member
HMS TIRELESS

Pois é Baschera! Enquanto os podres vão aparecendo nosso mitômano e amoral ex-rei sol vai fazendo campanha para levar o Nobel da Paz em 2013. Vale tudo, até aceitar prêmio de fancaria na Índia. E qual seria a contribuição do mesmo para a paz mundial? aquele acordo, também de fancaria, celebrado em Teerã? Faz mais sentido indicar uma miss….

Vader
Visitante

Gilberto Rezende disse:
24 de novembro de 2012 às 22:51

Processo EM EXECUÇÃO AVANÇADA é “suposta dívida” camarada? Havia uma DECISÃO JUDICIAL TRANSITADA EM JULGADO! E decisão judicial pode-se até lamentar, como os PeTralhas do Mensalão bem o fazem, mas CUMPRE-SE!

“Reconhecer”? Reconhecer o quê, cara-pálida? Ora, é só o que me faltava o Poder Judiciário ter de se preocupar se o governico do PT “reconhece” ou não a dívida… Cidadão, ponha uma coisa na cabeça, se é que cabe: na democracia, tão odiada por vocês, o Poder Judiciário MANDA, não pede!

Suposta dívida UMA OVA! E vá catar coquinho você…

Vader
Visitante

Eduardo RA disse: 25 de novembro de 2012 às 6:57 Prezado, como tentei demonstrar em meu comentário, não era o modelo da VARIG que era falido: os administradores estavam de mãos atadas e amordaçados pelos sindicatos e pelas associações de pensionistas (sem falar nas tarifas públicas, preços de combustível, impostos, etc.). Nada do que quisessem fazer para enxugar a empresa era politicamente viável e aprovado pelos funcionários, pensionistas, sindicatos, MTE e MPT. FHC, quando viu que não conseguiria resolver sem muito esforço, empurrou o problema para o próximo governo, e o governo do PT, em sua estupidez e truculência clássicas,… Read more »

HMS TIRELESS
Visitante
Member
HMS TIRELESS

Amigo Vader:

A essência do petralhismo é isso aí: escarnecer das instituições. Basta ver que com o resultado do julgamento da AP 470 todo tipo de golpismo fervilha na esgotosfera chapa branca. A bola da vez é uma emenda constitucional que acabe com a vitaliciedade dos ministros do STF, facilite processos de destituição dos mesmos e praticamente submeta o STF ao CNJ.

ivanildotavares
Visitante
Member
ivanildotavares

será se o PTnão quiz aproveitar a oportunidade e vingar a PANAIR que, dizem, foi extinta pelo Regime Militar e a VARIG foi a grande beneficiada?

Control
Visitante
Control

Senhores Vamos separar alhos dos bugalhos: Quanto a Varig: A Varig era mal administrada? Sim, pois a Fundação Ruben Berta era controlada pelos ex e funcionários da Varig, o que gerou interferência direta de sindicatos, tráfico de influência dentro da empresa e outros males que afligem as estruturas estatais e para estatais deste país. A divida da União para com a Varig existia? Sim, pois a ação relativa as perdas da Varig já havia sido julgada e a justiça já havia reconhecido a existência de tal dívida. O governo contribuiu de maneira preponderante para a quebra da Varig? Sim, pois… Read more »

ricmoriah
Visitante
ricmoriah

Infelizmente 850 perderam os empregos, mas felizmente milhões de passageiros ficarão felizes. Afinal, a Web(lixo)van fechou as portas. Se é para pagar caro para voar… como na Ponte Orca da SP-Trans/EMTU, então é melhor ir de TAM e Azul, pq não ter troco a bordo para pagar o kit-lanche vendido pelo Golaço (Bredamente falando) é o fim.

PS: Minhas pernas agradecem!!!