sexta-feira, junho 18, 2021

Gripen para o Brasil

Array

Cai mais um F-22 Raptor

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A USAF perdeu mais um caça F-22 Raptor na última quinta-feira. A aeronave caiu próximo à Tyndall Air Force Base na Flórida, mas o piloto conseguiu ejetar-se com segurança, escapando apenas com ferimentos leves.

A Força Aérea dos EUA informou que o acidente não tem relação com os problemas do sistema de fornecimento de oxigênio para o piloto que ocasionaram um acidente fatal em 2010 e a paralisação em 2011 por cinco meses de toda a frota de caças “stealth” F-22.

- Advertisement -

21 Comments

Subscribe
Notify of
guest
21 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Samuel B. Pysklyvicz "Jaguar"

Assim não sobra avião

HMS TIRELESS

Não teve nada a ver com o OBOGS

Marcos

Purisso é qui nóis vai de FêCinco.
Fêcinco pode cai de velho, mais nunca por conta de muita tequinológia.

Daglian

Espero por mais notícias, mais especificamente da causa exata do incidente. Não dá para tirar conclusões no momento.

Baschera

Primeiro, tudo que é mais pesado do que o ar….pode cair!

Segundo, por certo não caiu por ter perdido o canopy em vôo …rsssss.

E terceiro….. imagine os ching-ling 🙂

Sds.

HMS TIRELESS

Concordo com você amigo Baschera….mas vai dizer para a turma do Foro de SP, que adora inventar uma conspiração contra “Uzamericanú mau feiu i bobu”

alphasr71a

Só tem 2 tipos de avião, os que já cairam e os que vão cair.

joseboscojr

O problema de aviões é que o defeito dá lá em cima mas a oficina está aqui no chão.

Ivan

Amigos, Tudo bem, “tudo que sobe tem que descer”, porém poucos tem um custo de aquisição maior ou são observados com lente maior (Pentágono, US Congress entre outros) que o F-22 Raptor. Neste momento, perder um destes aviões é um problema sério para a US Air Force, por mais normal que seja o atrito de qualquer força aérea. Infelizmente não dá para botar panos quentes. Salvo engano este foi o 4º (quarto) Raptor de produção perdido: – primeiro na Nellis Air Force Base, em 20 de dezembro de 2004; – segundo na Edwards Air Force Base, em 25 de março… Read more »

Vader

Off-topic:

Tão dizendo por aí que um F-16 israelense teria sido abatido em Gaza e dois pilotos feitos prisioneiros, mas não consta nada em nenhuma agência de notícias (parece que a notícia teria vindo da “Voz da Rússia”…).

Alguém tem alguma informação?

Ozawa

off topic 2, da mesma fonte: Militares palestinos derrubaram um avião de guerra F-16 israelense que estava sobrevoando a Faixa de Gaza. Segundo o Hamas, o incidente ocorrido na sexta-feira foi uma represália aos ataques com foguetes, enquanto os alarmes continuam soando a todo instante em Israel. Vários israelenses ficaram feridos após três foguetes que foram disparados da Faixa de Gaza atingirem o assentamento sionista de Gush Etzion, em al-Quds (Jerusalém). Os mísseis e foguetes palestinos também atingiram outras cidades israelenses de Tel Aviv, Eshkol, Ashdod, Ashkelon e Be’er Sheva. Hospitais de todo o Israel estão agora em estado de… Read more »

HMS TIRELESS

Amigo Vader:

A notícia é falsa tendo sido inclusive desmentida pela IDF. E ainda colocaram a imagem de um Mig-29 caindo para ver se dava alguma veracidade. Mas aí você já viu né? Em outros espaços a notícia, originária na verdade da Press TV iraniana e replicada pela Voz da Rússia, ganhou ares de verdade absoluta entre os antiamericanos e antiisraelenses patológicos.

Ozawa

No que respeite ao post, sendo a ponta de ouro da lança da nação e submetido a envelopes de vôo rigorosíssimos, e pelo projeto de vaguarda que encerra, não seria um atrito até aceitável ? Não obstante não tenha estatística a respeito, mas nos anos de intenso desenvolvimento aeronáutico das décadas de 50/70 não era esse um cenário muito mais comum e natural diante do inarredável caminho da evolução da aviação de caça ? Quantos Flankers ou J 10 se acidentaram nos últimos 8 anos na Rússia e China democráticas e de imprensas livres ? Talvez o alto nível do… Read more »

Gilberto Rezende

187, 186, 185….

Atualizar Wikipedia….

HMS TIRELESS

Que coisa feia meu caro Giba! Isso tudo é dor de cotovelo pelo fato “duzamericanú mau” já terem produzido dois caças de 5ª geração ao posso que os nossos “parceiros estratégicos” não apenas ainda não tiveram competência para produzir um como o seu caça de 4.5ª Geração custa quase o mesmo que um F-35?

LuppusFurius

F-22 =187,186,185,….
Rafale=101,100,99,98,…..

Ivan

F-22 Raptor: – Total de encomendas firmes: 187; – Total entregue: em torno de 187; – Total acidentados: 04: – Atrito: 2,4% Acidentes do Rafale: * 06 de dezembro de 2007, biposto do Armée de L’Air, piloto faleceu; * 24 de setembro de 2009, 2 (dois) M da Marine Nationale, um piloto faleceu e o outro foi resgatado; * 28 de novembro de 2010, outro da Marine Nationale, piloto resgatado pelo helicóptero SAR do Charles de Gaulle; * 02 de Julho de 2012, mais um da Marine Nationale, piloto foi resgatado pelo helicóptero SAR do USS Eisenhower. – Total de… Read more »

HMS TIRELESS

Boa Ivan! Nada como os números para se falar a verdade e calar críticas infundadas!

Ivan

Sir Tirelees,

Apesar dos números, ou por causa deles… o custo do programa, a queda de apenas um Raptor é um problema sério para a US Air Force.

Eles estão expostos por conta das suas decisões nos últimos anos e qualquer coisa é motivo para pressão.

Estou curioso para saber os números do Super Hornet (quem souber…),
principalmente em face das relações US Navy e US Air Force dentro do Petágono ou nas comissões do Congresso Americano.

Abç,
Ivan.

Soyuz

Sugiro a mesma análise numérica com o Super Tucano : ) Ironias a parte, o número de acidentes não é somente em função da qualidade do projeto da aeronave. Considerando que a maior parte dos acidentes em aviação é causada pelo fator humano. Treinamento é um fator importante. Não exatamente a baixa qualidade do treinamento, mas o contrário. Alguns programas de treinamento podem exigir maior aceitação do risco, por exemplo em enfase no vôo a baixa altura, vôo em formação, mal tempo etc… Normalmente se acidenta mais, quem voa mais e o faz em condições mais severas. Outro fator é… Read more »

Ivan

Soyuz,

Ótima sugestão.
Pq não A-29, A-1 e F-5E na FAB?

Entretanto apresentei dados comparativos entre perdas totais e aeronaves entregues para operação, o que é um pouco mais que dados absolutos.

O aprofundamento da pesquisa seria interessante, principalmente se compararmos ao total de horas voadas por aeronave.

O que temos agora, neste post, é a taxa de atrito:
– Raptor 2,4%;
– Rafale 4,5%;
– Typhoon 0,8%;
– Gripen (legacy) 1,7%.

Podemos melhorar, mas podemos conversar sobre o assunto.

Abç,
Ivan.

Reportagens especiais

Armamento ar-ar para o AT-29, uma análise da eficácia operacional

Por 1o. Ten.Av. FABIAN Antônio Machado O trabalho a seguir ganhou o Prêmio Pacau Magalhães-Motta, ano de 2005 no.1. O...
- Advertisement -
- Advertisement -