B-1B para dar uma forcinha

    251
    17

    Na foto, uma aeronave B-1B Lancer da Força Aérea dos EUA, pertencente ao 34th Expeditionary Bomb Squadron, pousa no sudoeste da Ásia em 13 de janeiro de 2012. O B-1B é um bombardeiro de longo alcance que pode ser usado para uma variedade de missões operacionais e atualmente poderá ser empregado em missões de apoio aéreo aproximado contra alvos móveis no Afeganistão, usando bombas guiadas por laser JDAM. Observar o “pod” designador de alvos na fuselagem, logo atrás do trem de pouso dianteiro.

    FOTO: USAF

    Subscribe
    Notify of
    guest
    17 Comentários
    oldest
    newest most voted
    Inline Feedbacks
    View all comments
    Franco Ferreira
    Franco Ferreira
    8 anos atrás

    Começou o fim.

    Alexandre Galante
    8 anos atrás

    Franco, o B-1B está sendo usado como bala de canhão para matar mosquito?

    Nick
    Nick
    8 anos atrás

    Devem estar usando aquelas Bunkerbuster de 2000lbs 🙂

    Giordani RS
    8 anos atrás

    Alexandre Galante disse:
    23 de janeiro de 2012 às 12:41
    Franco, o B-1B está sendo usado como bala de canhão para matar mosquito?

    Imagina o tamanho do mosquito…hehehehe…

    Marine
    Marine
    8 anos atrás

    Discordo Galante. O B-1B e mais um plataforma disponivel que ao inves de ficar coletando sol em diego Garcia, agora sera usada em funcao que antes nao podia.

    Vejo como decisao acertada! Para o infante que esta no chao, pouco importa se o apoio aereo vem de Super Tucano ou B-1.

    Sds!

    Ivan
    Ivan
    8 anos atrás

    Marine, Sou infante (mais de espírito que de corpo… he he he) e entendo a necessidade de apoio aéreo, seja lá qual for. Mas também sou contribuinte (que sofre muitíssimo no Brasil) e entendo os possíveis questionamentos do cidadão norte-americano. A idéia de um B-1B realizar ‘regularmente’ CAS é um desperdício, mas desconfio que o foco é outro. Possivelmente estão sendo preparados para ‘alvos de oportunidade’, que podem estar perto ou não de tropas amigas. Lembro que na segunda guerra do Iraque (Operation Iraqi Freedom), houve um ou mais epesódios em que um B-1B era chamado para destruir um possível… Read more »

    Marine
    Marine
    8 anos atrás

    Ivan, Acho que a nocao que esta se permeando ultimamente, de que todas as decisoes no campo de batalha devem ser medidas com relacao a seu custo beneficio, e extremamente equivocada. Primeiramente toda forca armada ou unidade tem um orcamento e sabem que devem operar dentro desse orcamento. Nao podemos confundir o orcamento de operacao com o de aquisicao, o de contratos ou o de P&D. Os B-1 irao voar de qualquer maneira, quer seja voo de adestramento ou nao, o combustivel para tal ja esta alocado. Se e que eles irao gastar tal combustivel, que pelo menos tenham a… Read more »

    Mauricio R.
    Mauricio R.
    8 anos atrás

    Virou um verdadeiro “bomb truck”, não é mais somente um mero bombardeiro, o “delivery” alem de rápido, agora é mmmttttooo preciso.

    Vader
    8 anos atrás

    Caras, na boa, mas tenho pena do país inimigo que estiver sofrendo “ação humanitária” de tropas americanas (hehehe 🙂 ) e tiver que se ver com um monstrão desses carregado de armas de precisão até as tampas.

    Lembrando que a sua altitude de vôo e sua velocidade conferem um tremendo alcance às suas armas.

    E tô com o Marine: é mais uma arma à disposição da tropa em terra. Sempre lembrando que avião de combate é feito para voar em combate, não ficar passeando ou tomando sol; e que o gasto maior já foi feito.

    Sds.

    Tadeu Mendes
    Tadeu Mendes
    8 anos atrás

    Me parece muito interessante e oportuno que o B-1B tenha sido adaptado para o CAS, com uma certa urgencia.

    Sera que alguem nao consegue conectar os pontos???

    Parece que estou vendo os B-1B entrando em acao no Iran.
    Viajei na maionese???

    Nick
    Nick
    8 anos atrás

    Caro Tadeu,

    No caso do Iran , acho que não seriam usados como CAS, e sim SEAD 🙂

    []’s

    joseboscojr
    joseboscojr
    8 anos atrás

    Eu acho o B-1B a plataforma CAS ideal por levar uma grande carga de armamentos e ter uma grande autonomia que permite que o mesmo fique circulando até que seja requisitado o apoio de fogo por parte das tropas em terra. E com PGM pode atacar de longe e do alto, ficando praticamente imune às defesas antiaéreas. Já no Irã, se houver o ataque e se o B-1B for usado, creio que não seja nem pra CAS já que duvido que haverá invasão por terra e também não será em missões SEAD que em geral usa aviões dotados de grande… Read more »

    joseboscojr
    joseboscojr
    8 anos atrás

    Embora não creio que haverá missões típicas de apoio aproximado não duvido que o B-1B possa ser usado para atacar colunas de veículos de combate usando as bombas CBU-105 dotadas de submunições inteligentes.

    Ivan
    Ivan
    8 anos atrás

    Marine, Talvez tenha passado desapercebido a palavra ‘regularmente’ no terceiro parágrafo do meu comentário. Perdoe-me se não fui claro. Nada contra o B-1B realizar CAS ‘eventualmente’. Principalmente em alvos de oportunidade ou em áreas de risco, onde é necessário persistência em combate, velocidade e ECM/ECCM efetivo. Mas ‘regularmente’ continua sendo um desperdício e certamente não será esta a missão. Quanto a questão da relação custo / benefício tenho que discordar. Civil ou militar, o melhor comandante deve maximizar seus resultados. Assim sendo, entendendo o benefício como sendo a missão cumprida, o custo deve ser observado. Basta olhar a substituição do… Read more »

    Ivan
    Ivan
    8 anos atrás

    Bosco,

    “…prover ataque estratégico contra alvos de alto valor no “segundo dia de guerra”,”

    Talvez até no primeiro dia, mas creio que a missão para os B-1B será esta que vc indicou, ainda mais com ‘pod’ de designação de alvos, que parece ser o Lockheed Martin Sniper XR.
    Combinados com uma dúzia de JDAM GBU-31 (BLU-109 ?) de 2.000 lb cada, seria uma combinação interessante para caçar instalações subterraneas.

    Sds,
    Ivan.

    Tadeu Mendes
    Tadeu Mendes
    8 anos atrás

    Os alvos subterraneos mais apetitosos do momento estao em solo iraniano.

    Nao creio os B-1B foram adaptados (CAS) para matar os esfarrapados terroristas do Afeganistao.

    Quando o Iran for atacado, vai ser a mesma coisa que cutucar um colmeia de abelhas; portanto, havera uma quantidade enorme de alvos se movendo como um enxame na terra dos persas. Todo o tipo de ajuda (bombas) que vier do ar, sera de grande auxilio para amaciar o inimigo.

    DrCockroach
    DrCockroach
    8 anos atrás

    Um ataque dos EUA neste momento seria, numa escala de estupidez de 0-10, 11. Portanto, nao acredito que aconteca; eh apenas pressao. Os colegas podem fazer um “google” das bases americanas na regiao, e irao notar que o Iran estah completamente cercado.

    O ex-chefe do Mossad declarou que seria um absurdo um ataque ao Iran que deflagaria um conflito regional:
    http://www.independent.co.uk/news/world/middle-east/exmossad-chief-warns-against-attacking-iran-2292831.html

    []s!