quarta-feira, janeiro 26, 2022

Gripen para o Brasil

Thales recebe contrato de dez anos para manter equipamentos do Rafale

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Segundo executivo da Thales, conceitos inovadores do contrato permitirão diminuir o custo da hora de voo do caça

Na última terça-feira, 10 de janeiro, a Thales informou que recebeu, por parte do Ministério da Defesa da França, um contrato inovador para o apoio aos equipamentos da frota de caças Rafale, atualmente em serviço na Força Aérea e na Marinha Francesa. Segundo a empresa, o contrato tem custo fixo (que não foi divulgado) e representa uma inovação de monta no apoio ao longo da vida útil do caça, coincidindo com um aumento no número de horas de voo do Rafale e a necessidade de lidar com padrões superiores de capacidade aérea operativa militar.

O contrato tem duração de dez anos e é denominado MAESTRO: MAintien en condition opérationnelle des Equipements B et des moyens de Soutien Thales du Rafale Optimisé – apoio otimizado ao longo da vida útil para os equipamentos Classe B da Thales e sistemas de apoio do Rafale. É uma renovação do contrato atual, que amplia o escopo das responsabilidades para permitir que a Thales trabalhe de forma mais próxima com o pessoal operacional para garantir a disponibilidade da frota.

Nos termos do contrato, segundo a Thales, a empresa é responsável pelo apoio ao radar de varredura eletrônica do Rafale, do sistema de guerra eletrônica, aviônicos (telas, computadores de bordo etc), optrônicos (OSF – optrônicos do setor frontal, câmeras, etc) e sistemas de comunicação.

Ainda segundo a Thales, a empresa vai otimizar o gerenciamento das peças de reposição, da logística e o fluxo de informações entre as agências governamentais e seus serviços, de forma a garantir a disponibilidade da frota. Também deverão ser aprimorados os processos de reparo de equipamentos e destacados consultores técnicos e de logística para trabalharem diretamente com os usuários nas bases militares francesas.

Merry Michaux, vice-presidente de apoio ao cliente aeroespacial militar e diretor de serviços da Thales, afirmou que “os conceitos inovadores e os métodos de trabalho colaborativos que estamos implantando em bases militares e plataformas compartilhadas trarão uma contribuição significativa para otimizar a disponibilidade da frota de Rafale e baixar o cuso da hora de voo da aeronave.”

FONTE: Thales  FOTO: Ministério da Defesa da França

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimas Notícias

Embraer conclui com sucesso reintegração do negócio de Aviação Comercial

São José dos Campos, 26 de janeiro de 2022 - A Embraer concluiu com sucesso a reintegração dos principais...
- Advertisement -
- Advertisement -