quarta-feira, abril 21, 2021

Gripen para o Brasil

Terceiro protótipo do PAK FA é adicionado ao programa de testes

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

A Sukhoi informou em seu site que nesta terça-feira, 22 de novembro, foi realizado o primeiro voo do terceiro protótipo do PAK FA, caça de quinta geração. O voo ocorreu na pista adjacente à linha de produção KnAAPO da Sukhoi em  Komsomolsk-on-Amur. Nos comandos, estava o piloto de testes Sergey Bogdan.

Segundo o informe, o voo durou pouco mais de uma hora e foi bem sucedido, de acordo com o planejado. Foram testadas a estabilidade da aeronave assim como o desempenho dos motores, e o piloto confirmou a operação confiável de todos os sistemas e componentes.

O primeiro voo do protótipo 1 deu-se em 29 de janeiro de 2010, e o segundo protótipo voou no início de março deste ano. Em 17 de agosto deste ano, foi feita a primeira apresentação pública do caça em voo, no salão aeroespacial MAKS-2011 em Zhukovsky, próximo a Moscou. No momento, estão sendo realizados testes completos de solo e de voo com os protótipos, e mais de 100 voos do programa de testes foram cumpridos.

A empresa destacou que o programa do PAK FA está no topo das prioridades da Sukhoi. Comparado com outras gerações de caças, o PAK FA oferece características diferenciadas, combinando as funções de avião de ataque e caça. Os aviônicos são de quinta geração, com um radar de antena do tipo “phased array”. Esses equipamentos permitem a diminuição da carga de trabalho do piloto, para que se concentre nos objetivos táticos, assim como a troca de dados em tempo real com sistemas de controle no solo e outras aeronaves.

O PAK-FA, segundo a Sukhoi, também incorpora materiais compostos de tecnologia inovadora, assim como um projeto aerodinâmico com medidas para reduzir a assinatura visual, radar e óptica, incluindo de seus motores, ao mesmo tempo em que amplia a efetividade no combate aéreo e ar-solo em quaisquer condições de tempo.

FONTE / FOTOSSukhoi (até a publicação desta matéria, a Sukhoi ainda não havia divulgado fotos específicas deste voo do terceiro protótipo –  as fotos são ilustrativas, do arquivo do site da empresa)

- Advertisement -

21 Comments

Subscribe
Notify of
guest
21 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Almeida

Muitos olham para esta bela máquina e pensam: “Um rival para o F-22A”.

Eu olho e penso: “A gota d’agua para os eurocanards”.

A propósito, apesar da dúvida de alguns, o programa parece ir muito bem!

Observador

E é bonito o danado.

Se tiver um custo acessível, realmente vai tirar o mercado do europeus.

Creio que ele também será rival para o F-35, pelo menos mercadologicamente. Quem não for alinhado aos EUA vai obrigatoriamente comprar o avião, até por falta de opção.

Sobre as suas capacidades, talvez possa fazer frente ao F-35 na arena ar-ar, e só.

Quanto ao F-22 vai permanecer insuperável na superioridade aérea.

Uitinã

Mas a primeira foto, ficou demais imagina depois que entrar os novos motores, até 2020 com certeza já vai estar operacional, ou pelo menos terminando a fase de desenvolvimento.

Heber O Empalador com certeza tem que ter paciência com certos leitores que postam comentários aqui pois são irritantes, principalmente quando o assunto e França ou Russia.

Vader

Realmente esse caça é muito bonito. Com certeza será uma boa máquina. A única coisa que o “estraga” são esses motores, que parecem que destoam do restante do conjunto.

Mas se vai ser rival para os eurocanards, só o tempo dirá.

Já quanto aos stealth americanos é aquela coisa: os americanos produzem aeronaves stealth há 30 anos, com os fundos quase ilimitados que só a maior economia do mundo pode proporcionar a seus militares.

Os russos tem que ser muuuuuito geniais, ou os americanos muuuuuito burros, para que o Su-50 seja “melhor” que os stealth americanos.

Saudações.

Roberto F Santana

Prezado Vader,
Concordo com voce.
Esses motores nao recebem pintura nas partes proximas aos pos-queimadores, devido as altissimas remperaturas nesses locais, alguns avioes usam o aco nessas carenagens.
Quando se pinta as superficies, algum tempo depois ja se pode ver o esmalte queimado, era o caso do F-100, F-104, F-101 e mais recentemente o F-15 em sua parte inferior.

Leonardo

É mas só não entendo uma coisa, com toda a superioridade americana, somente F-117 e do B2 foram utilizados em combate, o F-22 ainda não viu o combate real, duvidar da capacidade dos stealth americanos é tolice, mas daí dizer que são imbatíveis é outra história, somente pelo fato do F-22 nunca ter sido utilizado nas últimas guerras das quais os americanos se envolveram, já estando operacional, confirma que um há receio grande que sejam descobertos dados de suas capacidades operacionais, mesmo estando dentro de um cenário de coalizão e lutando contra países que sequer possuem um sistema de defesa… Read more »

Nick

Caro Vader,

Com certeza o 1º “batch” do SU-50 não terá os motores definitivos. Mas em eventual lote futuro deverá ter motores mais furtivos.

O PAKFA será na minha opinião, o que foi o SU-27 nos anos 80. Um benchmark para os caças americanos. Devidamente atualizado, poderá ser um rival à altura do F-35, e talvez do F-22 modernizado.

[]’s

Uitinã

Leonardo disse:
23 de novembro de 2011 às 9:05

Concordo com vc Leonardo.

Todo material militar tem seu ponto fraco isso e obvio, me lembrei agora em 2003 quando os americanos invadiram o Iraque, e segundo os iraquianos um fazendeiro derrubou um Apache com dois tiros de um velho rifle Enfield, não se sabe se era verdade ou propaganda.

Leonardo

Bem lembrado, Uitinã

Embora tenha sido puro golpe de sorte, se não estou enganado, os pilotos foram feitos prisioneiros.

LuppusFurius

Uitinã
Sendo verdade este abate com um rifle…….o piloto do Apache merêce mesmo ser prisioneiro e apanhar de cinta nas partes sentantes!!!!

paulofvj

A não utilização do F-22 pode ser considerado simplismente pq eles possuem superioridade aérea sem precisar usar o seu caça mais caro.

Vader

Leonardo disse: 23 de novembro de 2011 às 9:05 “com toda a superioridade americana, somente F-117 e do B2 foram utilizados em combate, o F-22 ainda não viu o combate real” Vamos ser um pouco espertos e pensar com a cabeça do “inimigo”: Você tem uma arma n. 1 que sabe ser fantástica. Mas no seu arsenal há outras armas também fantásticas: as n. 2. No cômputo geral você verifica que nenhuma arma que seus inimigos atuais possuam chega nem perto das capacidades dessas armas n. 2. Você irá usar a arma n. 1? Pras quê? Pra mostrar o quanto… Read more »

Leonardo

Vader disse: Disse: Você tem uma arma n. 1 que sabe ser fantástica. Mas no seu arsenal há outras armas também fantásticas: as n. 2. No cômputo geral você verifica que nenhuma arma que seus inimigos atuais possuam chega nem perto das capacidades dessas armas n. 2. O B2 seria a “Bala de Prata” da USAF já foi utilizado, até aí seu raciocínio não tem a menor lógica, por mais realista que sejam exercícios como RED FLAG o combate real é outra história. Então se a superioridade é tão esmagadora para que gastar bilhões de dólares para ter um vetor… Read more »

Leonardo

Corrigindo:

“Talvez” estenjam guardando para que sejam utilizados quando houver uma invasão alienigena, para lutar contra os Decepticons?

Uitinã

Assino embaixo Leonardo mas sem querer puxar o saco, eu concordo com tudo que vc disse O F-22 nunca foi utilizado por que não e um caça de ataque ao solo ou um caça bombardeiro e nunca teve um rival no meio aéreo a altura para ser utilizado, me digam nas ultimas guerras americanas os países vitimas nem sequer tinham uma força aérea digna, ou um exercito decente, chutar cachorro morto qualquer um chuta, quero ver chutar um pitbull raivoso, como China, Russia, Índia, que tem poder o suficiente pra responder a altura a um ataque americano. Essa conversa, de… Read more »

Leonardo

Pois é Uitinã

Para alguns a veracidade esta em apenas um dos lados.

Vader

Leonardo disse:
24 de novembro de 2011 às 9:09

Prezado, informe-se melhor sobre o que era o Exército do Iraque em 1990. Depois você volta aqui pra gente discutir tá? 😉

Quanto ao “projeto já foi concebido para utilizar outros motores, outros avionicos e etc” não me faça rir. Se o Su-50 tivesse sido feito para outro motor ele nem decolaria.

Pare de ler suas lendas da internet e vá estudar um pouco de teoria de vôo para aprender o que muda numa aeronave ao se trocar o motor dela.

Ivan

Observador disse:
(22 de novembro de 2011 às 22:29)

“E é bonito o danado.”

Idem, idem, três dias depois…
… com sotaque nordestino e tudo mais.

Sds,
Ivan, do Recife.

Ivan

Uitinã e Leonardo, Os Yankees ainda são a maior potência militar do planeta, possivelmente a maior da história conhecida. Em que pese sua arrogância, o fato de ser uma democracia constitucional é uma sorte para o mundo, tendo em vista os valores ocidentais da sociedade deles e um limite auto imposto. O F-22 Raptor ainda é o melhor caça de superioridade aérea do planeta, certamente o mais mortal da história conhecida até hoje. Seu uso em combate simplesmente não foi necessário, pois todos os outros meios eram suficientes e seria uma tolice expor suas características furtivas aos sensores de inimigos… Read more »

Ivan

MiLord Vader, A comparação do Sukhoi Su-50 (?) com o Lockheed F-22 Raptor é uma questão recorrente mas tenho dúvidas se é essencial. A mudança essencial que se deve fazer com o vôo do PAK-FA é muito maior e mais ampla ao jogo de super trunfo que vc tanto condena. Como venho escrevendo a quase 2 (dois) anos, o novo e furtivo caçador russo chegou para colocar em xeque toda a infra-estrutura ocidental de guerra aérea, com a qual americanos e aliados estão acostumados a lutar. Aeronaves AWACS, AEW, J-Stars, Astor, REVO, COMINT, ELINT, transporte tático e estratégico, não importa,… Read more »

Leonardo

Vader disse: Pare de ler suas lendas da internet e vá estudar um pouco de teoria de vôo para aprender o que muda numa aeronave ao se trocar o motor dela. Se o Su-50 tivesse sido feito para outro motor ele nem decolaria. “Claro que mudanças precisam ser feitas, quando se adota motorização mais potente, mas isso não impossibilita tal procedimento”. Caro Vader, acho que se tem alguém que precisa estudar mais esse alguém é vc, já ouviu falar de uma caça chamado KFIR desenvolvido pelo israelense IAI? Acho que sim, não é mesmo? Lembra da célula desta aeronave? Nada… Read more »

Reportagens especiais

Conhecemos de perto o Gripen 39-7, avião de testes de sistemas da nova geração do caça sueco

Nossa visita à Saab, além da apresentação do protótipo 39-8 do Gripen E, incluiu o hangar de aeronaves de testes...
- Advertisement -
- Advertisement -