Home Asas Rotativas FAB testa helicópteros russos

FAB testa helicópteros russos

527
6

A Força Aérea Brasileira (FAB) realizou o primeiro teste com os helicópteros de ataque russos Mi-35M (designação brasileira: AH-2 Sabre).

As aeronaves AH-2 Sabre do 8º Grupo de Aviação (GAV) do esquadrão Poti, sediado na Base Aérea de Porto Velho, chegaram ao Campo de Provas, em Cachimbo, no dia 28 de setembro. Também participaram do treinamento em Cachimbo os helicópteros H-60 Black Hawk, do 8º GAV do esquadrão Harpia.

O objetivo da ação foi a avaliação da capacidade dos helicópteros AH-2 Sabre de atingir alvos terrestres, assim como a verificação da possibilidade de cooperação entre as aeronaves de fabricação russa e americana.

A FAB pretende usar os helicópteros AH-2 Sabre para o apoio e escolta das aeronaves H-60L em operações de busca e resgate em condições de combate e para o desembarque de unidades especiais.

NOTA DO PODER AÉREO – Em matéria anterior, jornal Gazeta Russa já havia destacado o AH-2 Sabre:

14/04/2011 – Brasil não confirma adiamento na aquisição de MI-35M

A imprensa tem divulgado um possível adiamento de compra de novos helicópteros russos Mi-35M pela FAB (Força Aérea Brasileira). O contrato para a aquisição de helicópteros Mi-35M foi assinado em 2008 depois de uma concorrência em que também participou o italiano A-129, da Augusta Westland.

O Ministério da Defesa Brasileiro, entretanto, não confirma a informação. “Ainda não é possível precisar que projetos e ações das Forças Armadas serão afetados pelo corte de R$ 4,3 bilhões no orçamento da Defesa”, afirma a assessora do ministério, Roberta Belyse.

Na LAAD 2011 (Latin America Aero Defence 2011), entretanto, o ministro da Defesa Nelson Jobim teria declarado prioridade a apenas um projeto de compra de helicópteros para o reaparelhamento das Forças Armadas, o qual contemplaria a aquisição de 50 aeronaves EC 725 Super.

Em abril de 2010, a FAB completou o recebimento de 12 MI-35M, no valor de US$ 363,9 milhões. As aeronaves foram rebatizadas de AH-2 Sabre e incorporados ao 8º esquadrão de Porto Velho. A principal função do primeiro helicóptero de ataque do país seria o apoio ao avião de assalto A-29 Super Tucano na guerra contra o narcotráfico em florestas brasileiras. Um novo lote de 6 aeronaves deveria chegar ao Brasil até o final de 2011. Mas com o corte no orçamento militar, os MI-35M podem ficar de fora dos planos brasileiros.

“A área responsável pelo orçamento no ministério realiza, neste momento, um estudo a partir das informações enviadas pela Forças”, explicou Belyse. “Após essa análise, a área técnica encaminhará as informações relativas ao orçamento ao ministro da Defesa, Nelson Jobim, que definirá as prioridades e a forma como se dará a alocação dos cortes nos projetos e ações na pasta”, completa.

FONTE: Gazeta Russa

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Latino dark
Latino dark
8 anos atrás

Verdadeiro teste para vetores russos aqui no Brasil; não entendo o ceticismo de alguns contra os russos ,até agora estão indo bem os Mil Mi -35 , isso me faz pensar o exercito com alguns MIL MI 28N NIGHT HUNTER.
Dizem por ai as más linguas que o Comando do Exército decidiu comprar 18 helicópteros de ataque russos MI-28, em 2009 mas alguns brigadeiros insistiram na compra de modelos MI-35, como os adquiridos pela FAB. Alegaram a necessidade de padronização. A mecânica é a mesma, porém o MI-28 custa 30% menos do que os MI-35 .

Mauricio R.
Mauricio R.
8 anos atrás

Cada um acredita no que quiser, mas em post anterior já foi comentado que os mesmos problemas característicos ao pós-venda russo, afetam essas aeronaves aqui no Brasil.
Isto e a incapacidade dos russos em integrarem, o capacete e o NGV padrão da FAB.

Baschera
Baschera
8 anos atrás

Eu já tinha lido esta notícia e inclusive acompanho uma ferrenha discussão sobre o assunto em outro fórum….. e não entendo mais nada. Afinal esta compra já começou mal …. por pressão comercial, outros dizem que foi política, que os russos isto, que a FAB aquilo….. Ora estão voando, ora anuncia-se o cancelamento das demais células contratadas, ora o EB também quer comprar e depois não se menciona mais o assunto….. os russos soltam notas apregoando a maravilha do MI-35, mas nos fórum se desce o páu neles, depois amigos bem fontados corroboram que a FAB não está contente… o… Read more »

Baschera
Baschera
8 anos atrás

“Ainda não é possível precisar que projetos e ações das Forças Armadas serão afetados pelo corte de R$ 4,3 bilhões no orçamento da Defesa”, afirma a assessora do ministério, Roberta Belyse.”

Que bando de incompetentes temos neste MD….. fosse numa empresa privada, ANTES de se anunciar os cortes, já se saberia quais e quanto de valor em cada projeto seria cortado ….. e que implicações teriam tais cortes.

Mas aqui….. estes caras são de dar dó….. ou raiva.

Sds.

shipbuildingbr
shipbuildingbr
8 anos atrás

O Mi-35 é o BAe 146 da FAB 🙂

shipbuildingbr
shipbuildingbr
8 anos atrás

(Essa é para o Galante e o MO)

Se nem o Paulo Osso aprovou e nem ficou feliz em ver ele por aqui é que boa coisa não vai dar 🙂