sexta-feira, outubro 22, 2021

Gripen para o Brasil

Array

Cuidado com o usado!

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

As duas fotos acima mostram detalhes de dois F-5E da FAB comprados pelo Brasil em diferentes lotes. Ambos estavam em exposição lado a lado durante o “Portões Abertos” comemorativos dos 70 anos da Base Aérea de São Paulo, evento realizado no último sábado, 17 de setembro.

O fato de estarem tão próximos e acessíveis foi algo muito interessante para quem gosta de compará-los (como é o caso dos dois editores do Poder Aéreo presentes ao evento, Guilherme Poggio e Fernando “Nunão” De Martini).

Na foto da esquerda, temos a parte de trás de um dos aviões adquiridos no primeiro lote, comprado diretamente do fabricante em 1973. Na foto da direita, aparece um dos F-5E que pertenceu à USAF e foi comprado no final da década de 1980 – ou seja, usado (e bastante usado, diga-se de passagem, pois era empregado num esquadrão “Aggressor”, para treinamento de pilotos de outras aeronaves em combate dissimilar).

Apesar da idade, o F5E da foto da esquerda possui uma aparência externa bastante boa. Na foto da direita, onde aparece um dos “americanos” é possível ver alguns “amassados na lataria” na parte inferior da fuselagem, próximo à saída dos gases do motor direito. Se fosse um carro usado, seria de se pensar num certo “desleixo” do antigo dono com relação ao veículo.

Mas a hipótese pode ser apenas uma mera divagação do autor deste texto, que algum leitor poderia até interpretar como uma tentativa de denegrir a imagem do “antigo dono”. A seção posterior da fuselagem é uma peça única e comumente retirada para a realização da manutenção do motor. Eventualmente, poderia ser trocada de uma aeronave para outra. Ou seja, a aeronave é usada, mas a peça pode ter sido de uma das aeronaves compradas “Zero Km”! Quem sabe?

- Advertisement -

11 Comments

Subscribe
Notify of
guest
11 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luiz Padilha

Bacana Poggio. Muito bem colocado. As diferenças mostram claramente o quanto foi usado o da direita.
Basta olhar nos rebites e ver. Inclusive o “reforço” colocado na saida das tubeiras. Tem tb os 2 orifícios, um de cada lado das turbinas, aonde se vê que aquilo foi muito mexido, enquanto que os nossos estão com um aspecto mil vezes melhor.
Parabéns pela sacada de clicar os 2.

edcreek

Olá,

Sem duvida a diferença é clara, isso porque os gringos fazem as manuteções de acordo com o padrão, por isso pergunto como estariam os ex-Jordania, as fotos que vimos a um tempo atraz eram desanimadores.

Abraços,

Vader

Essa é a menor das diferenças. Olhem as derivas na última foto. Parecem dois aviões diferentes.

Curiosamente o “americano” dá a impressão de ser de um modelo mais antigo.

tplayer

Verdade Vader.

Alguém sabe os “blocks” ou algo do tipo dos dois vetores?

Vader

Alguém (Nunão 🙂 ) sabe os anos de fabricação dos nossos e dos “deles”?

Fernando "Nunão" De Martini

Tplayer e Vader, essas informações estão fáceis de achar em várias matérias do Poder Aéreo (algumas bem recentes) mas não vou pegar pesado com vocês informando a localização do campo busca da página inicial do site… Os F-5 adquiridos usados no final dos anos 1980, provenientes de esquadrões “Aggressor” da USAF são, até onde sei, de fabricação anterior aos que recebemos novos. Em 1973 o Brasil encomendou 36 caças F-5 E (monopostos) e 6 F-5 B (bipostos da versão mais antiga, pois a F não existia ainda), que foram entregues a partir de março de 1975 (os traslados para o… Read more »

Esqueci de acrescentar: aguardem para os próximos dias muitas matérias mostrando diversos detalhes de nossos F-5EM, satisfazendo curiosidades que provavelmente vocês nem sabem ainda que têm, mas terão!

jacubao

Esses pequenos detalhes poderíam ser corrigidos na modernização com um pouco de “plastic”, rsrsrs… Iria ficar bem liso e novinho em folha, já que essas peças não são mais fabricadas. 😉

Vader

Pô Nunão, se eu digitar “F-5” na busca vou ficar lendo até amanhã e não vou descobrir a info que quero, rsrs…

A verdade é que nós (brasileiros) estamos todos virando especialistas em F-5… 🙂

Abraço.

tplayer

Nunão, eu tentei ir pela busca do site. Mas digamos que ela não é assim muito boa.

Aliás, sempre que tento buscar por algo aqui quebro a cara. hehe

Lá vai a dica para o povo quando precisar buscar:

1) Vá até o google.
2) No campo de busca digite: site:aereo.jor.br

Assim o Google só irá buscar aqui no site. ;D

Fernando "Nunão" De Martini

Prezados, Na busca do Poder Aéreo, assim como no google, o segredo é acrescentar uma ou outra palavra ao que se quer para se conseguir algo mais acurado. Por exemplo, ao invés de simplesmente digitar F-5, colocar algo como F-5 lote (já que se quer saber um lote). Mas concordo que, para buscas mais exatas (digamos, você lembra vagamente o título ou assunto de uma matéria), basta ir no google e digitar o que imagina ser parte do título (ou do assunto) seguido do nome Poder Aéreo. É batata. (e, muitas vezes, sem mesmo digitar Poder Aéreo, vai dar uma… Read more »

Últimas Notícias

Finlândia participa do Exercício de Defesa Aérea 2021 na Suécia

FORÇAS ARMADAS DA SUÉCIA – Durante o período de 21 de outubro, das 12h a 27 de outubro às...
- Advertisement -
- Advertisement -