sábado, maio 15, 2021

Gripen para o Brasil

F1-X Stealth fighter

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Antes mesmo do inicio do desenvolvimento do projeto Mitsubishi ATD-X,
o Japão já tinha um conceito de stealth fighter, o F1-X.
Sem dúvida, era um atraente e compacto desenho, que ainda pode ser usado como ponto de partida no desenvolvimento de um caça stealth.

 

- Advertisement -

9 Comments

Subscribe
Notify of
guest
9 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
HMS TIRELESS

Sem dúvida um projeto interessante…

Clésio Luiz

Parece com os conceitos que as empresas americanas faziam nos anos 80, antes da aparição pública dos YF-22 e YF-23. Quem leu o livrinho Aviões do Futuro, da série Guia das Armas de Guerra, vai achar esse desenho aí bem familiar.

Alexandre Galante

É verdade. Clésio! O F-19 era igualzinho…

asbueno

O Aviões do Futuro consistia em dois volumes. Apresentava uma “fauna” muito interessante de aeronaves.

Mauricio R.

Northrop/Dornier ND 102, exceto pelos canards.

(http://www.aereo.jor.br/2010/06/21/muito-antes-do-eurofighter-parte-8/)

Clésio Luiz

@asbueno

Interessante que quase tudo que eles apresentaram lá (a publicação é de 1985) acabou sendo usada nos caças mais modernos. O primeiro volume é praticamente a descrição do F-22, 5 anos antes de ele ser apresentado ao público. A exceção é que a maioria dos projetos apresentado lá tinham canard, mas o YF-23 e o YF-22 não adotaram a “superfície de controle comunista” 🙂

asbueno

Clésio Luiz:

Interessante mesmo.
Tudo bem que o essencial muitas vezes está por baixo da “pele”. Mas mesmo assim eram desenhos considerados para aeronaves de primeira linha. Portanto eram “secretos”.
Mas é muito legal poder observar, como escrevi, “a fauna”: canards, delta canards, FSW, asas pivotáveis… A obra foi publicado, creio, em 1987 ou 1988. Não estou com eles agora.
Eu gostaria de ver um Aviões do Futuro publicado hoje… o que ele mostraria?

Abraços!

Roberto F Santana

A secção frontal lembra o F-16, o radome é igual.
O comprimento seria em torno dos 15mts, dois motores de F-18 ficariam bem.

Clésio Luiz

A publicação original foi na Grã Bretanha, em 1985, eu acho. Depois uma editora brasileira trouxe pra cá, como você falou.

Reportagens especiais

Momentos da história do AMX nos anos 80 em notícias do Estadão

Pesquisando no arquivo do Jornal O Estado de São Paulo, encontramos algumas notícias sobre o avião de ataque ítalo-brasileiro...
- Advertisement -
- Advertisement -