segunda-feira, maio 23, 2022

Gripen para o Brasil

Os quatro primeiros F-16 produzidos para o Marrocos partem em voo ferry

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Os primeiros quatro dos 24 novos Lockheed Martin Block 52 F-16s produzidos para Royal Moroccan Air Force deixaram as instalações da Lockheed Martin em Fort Worth, Texas, em voo ferry para o Marrocos. Uma cerimônia de chegada será realizada no Marrocos no final desta semana.

- Advertisement -

9 Comments

Subscribe
Notify of
guest
9 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ozawa

O Falcon fica lindo em qualquer cor !

Cara, na boa, tudo já foi enfadonhamente dito no FX2…, até o que vou dizer agora, mas essa altura do campeonato, queria 24 desses aí na FAB, de prateleira mesmo, até escolher um projeto de 5ª geração, um Lightning II lá pelos anos 30…

Ozawa

A Dilma deveria ter peito…, cancelar tudo, como se já não estivesse…, ligar pro Obama: “_ Vamos de Falcon… Custo x técnica compatíveis com o momento presente…”

Em seis meses chamariam os pilotos da FAB pra treinamento e já voltariam pilotando Falcon’s novos em folha…

Dilma !!!!!! Deixe de “rastejar” pelo amor de Deus !!!!! O Jobim já insinuou que você é idiota…, vai na dele com o RAFALE e ele vai ter certeza…

Grifo

Vamos de Falcon… Custo x técnica compatíveis com o momento presente…”

Caro Ozawa, só lembrando que a FAB analisou a opção Falcon e descartou já de saída, sem nem mesmo entrar na short list.

Ozawa

Falcon, a FAB “analisou” o Falcon no século XIX, achando que teria um caça ao final do governo Lula… E cá entre nós…, descartou o Falcon e incluiu o Rafale ? Tá bom, foi um parecer isento de influência política… Nenhum parecer é.

Um parecer é a opinião que o consulente quer ouvir com um verniz técnico… O da FAB seguramente não é diferente, talvez com alguma margem de isenção para não dar muito na vista…

Vader

Hehehe, mais uma “venda certa” que a JACA perdeu, rsrsrs…

Roberto F Santana

Caro Ozawa,
Só lembrando que estamos no vigésimo primeiro século da Era Cristã.
Mas o erro foi providencial, se não proposital.
Porque esse caça do século passado vai acabar permanecendo em produção mesmo depois do Rafale encerrar sua produção!
Veremos.

Ozawa

rsrsrs, caro Roberto, foi proposital mesmo, o exagero foi para denotar o tempo em que a FAB iniciou o FX 1, 2, n… e demonstrar que a essa altura do campeonato, é melhor jogar “pro alto”, uma lista de exigências em cima de uma discussão defasada pelo tempo, pra ao final, escolher um Rafale da vida, caro pra chuchu… Então fiquemos com o FALCON mesmo, de prateleira, testado e mais que aprovado, mais uns 20 anos, e depois, ingressemos num projeto conjunto de 5ª geração com a Coréia do Sul, Japão, sei lá, ou ingressemos na família dos usuários do… Read more »

Antonio M

E daqui uns 40 anos, o F16 ainda estará sendo usado, para treinamento e ataque ao solo…e fazendo isso muito bem !!!!

B52 e F16 “ad eternum’ …..

Mauricio R.

Lembrando que o venerável Fighting Falcon/Viper, dispoem de tdo aquilo que falta ao Rafale, Le Jaca.
De radares AESA, a escala de produção e extensa base instalada, passando por custos de aquisição, manutenção e operação competitivos.
Mas está ficando velhinho…

Últimas Notícias

Novas fotos do caça furtivo chinês J-35

Foram divulgadas novas fotos do caça furtivo J-35 de 5ª geração baseado em porta-aviões em desenvolvimento pela China. Baseado no...
- Advertisement -
- Advertisement -