segunda-feira, maio 17, 2021

Gripen para o Brasil

Array

A extensão da destruição no Japão

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A imagem de satélite acima mostra o aeroporto de Sendai, no dia 3 de agosto de 2010. A foto abaixo mostra o mesmo aeroporto, no dia 12 de março de 2011, após o terremoto e o tsunami que assolaram o Japão. Para acessar outras imagens das áreas atingidas, clique aqui.

FONTE: The New York Times

- Advertisement -

9 Comments

Subscribe
Notify of
guest
9 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ozawa

Sinceramente, a extensão dos danos materiais é o que menos preocupa num país como o Japão. Aliás, num viés estritamente econômico, a reconstrução em larga escala que se avizinha, com seu poderoso parque industrial e tecnológico, e uma vultuosa poupança interna, a 2ª do mundo, poderá produzir a partir de médio prazo sensíveis melhorias nos índices econômicos de um país que vinha atravessando estagnação econômica pela completa ausência de ter o que fazer, pois já tinha tudo…

O que realmente preocupa é a possibilidade de um acidente nuclear sem paralelo nos últimos 20 anos.

Isso, sim, atemoriza…

Observador

É pena. Um desastre destes era tudo que os ecochatos queriam para voltar a demonizar a energia nuclear como alternativa de produção elétrica.

Ecologicamente correto é o hemisfério norte continuar a ser movido à carvão, como é feito desde o século XIX.

Nick

E o pior é que o governo japonês não sabe exatamente o que está acontecendo com o reator. Ou talvez saibam, e a notícia pode ser ruim demais(outra Chernobyl?)

Se começarem a evacuar uma área maior ainda, será um indicativo.

[]’s

Mauricio R.

Ambos os acidentes nas usinas nucleares japonesas, sequer passam próximo do que houve na Ucrânia.
O acidente em Fukushima é:

“…a relative comparison suggests Fukushima is 0.00002% of the Chernobyl levels of radiation.”

(http://www.informationdissemination.net/2011/03/new-york-times-us-navy-helicopter.html)

Mais informações a respeito:

(http://www.informationdissemination.net/2011/03/fukushima-fud.html)

DrCockroach

Um colunista da BBC News, 2 dias atras, escreveu que aquela empresa nuclear tem um historico de diretores que foram demitidos por acobertarem/falsificarem documentos relativos a seguranca, mas provavelmente agora nao eh o momento p/ levantar o assunto.

Prezado Ozawa, economicamente o terremoto/tsunami eh um desastre tambem. A impressao de que destruicao traz algo de bom eh conhecido como a “Falacia da Janela Quebrada”, contribuicao de uma fantastico Frances, F. Bastiat.

Um video interessante aqui:

http://www.youtube.com/watch?v=V1UISHuqRbE

[]s!

Observador

Senhores, Realmente não há comparação entre Chernobyl e o acidente no Japão de hoje. No primeiro, o próprio reator explodiu; no segundo apenas o prédio, enquanto o reator ficou intacto. Vamos recapitular alguns dados pouco conhecidos de Chernobyl? Há um livro O mundo sem nós (The world without us) que mostra o que ocorreu. Recomendo a leitura. Devido a Chernobyl, mais de cem mil pessoas faleceram de câncer na região e países vizinhos que receberam a nuvem radiotiva causada pela explosão do reator. Chernobyl transformou a Cidade de Prypiat na Ucrânia, na época com 50 mil habitantes, em uma cidade-fantasma.… Read more »

Nick

Agora a pouco disseram que houve uma nova explosão no reator 2 de Fukushima.

Para quem entende, quanto tempo o material fissil pode ficar sem refrigeração??

[]’s

Observador

Caro Nick: Eu não sou técnico, mas vai lá. Isto vai variar de reator para reator. Antes da pane, eles conseguiram afetivar todas as medidas de contenção? O modelo dos seis reatores nucleares de Fukushima é o BWR – Boiling Water Reactor, do qual há 90 usinas em funcionamento no mundo. Um dos problemas deste modelo é que as varas de controle, vem do fundo do vaso de pressão (que envolve o núcleo do reator), e não do alto, ou seja, não podem contar com a gravidade para o seu acionamento. As varas de controle, é bom explicar, são feitas… Read more »

Rodrigo

Reconstruiram uma estrada em seis dias..

O Japão, vai estar 100% recuperado antes do estádio do Corinthians ficar pronto.

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/internacional/2011/03/24/japao-reconstroi-em-seis-dias-estrada-destruida-pelo-terremoto.jhtm

Reportagens especiais

Primeiras fotos da apresentação do protótipo do KC-390

Os editores do Poder Aéreo estão nas instalações da Embraer em Gavião Peixoto, no interior de São Paulo, participando da...
- Advertisement -
- Advertisement -