Nos EUA, câmara vota contra segunda motorização do F-35

    85
    11

    Secretário Gates mostra-se satisfeito com a decisão da Casa 

    No último dia 15, o Secretário da Defesa dos EUA, Robert M. Gates, congratulou o voto da Câmara que vetou o motor extra para o  F-35 Lighting II, segundo o Secretário de Imprensa do Pentágono, Geoff Morrell. Foram 233 votos a favor do corte dos fundos para o motor no ano fiscal de 2011, e 199 votos contra o corte.

    “Secretary Gates welcomes today’s vote and is gratified that the full House has recognized the merits of the department’s position in opposing the (joint strike fighter) extra engine,” Mr. Morrell said.Ainda segundo Morrel, o Secretário da Defesa “entende que o voto desta tarde é apenas um passo, apesar de ser um passo muito importante, no caminho de parar de gastar dólares limitados em programas de defesa não desejados e não necessários”.

    A questão ainda deve ir para o Senado, onde pode ser feita novamente a alocação de fundos para o motor, que está sendo desenvolvido pela General Electric e a Rolls Royce. Em 2005, o então Presidente George W. Bush e seu Secretário de Defesa, Donald H. Rumsfeld, se opuseram ao motor extra. Em pronunciamento de 28 de maio do ano passado, o Presidente Barack Obama prometeu vetar qualquer lei que alocasse fundos para esse motor.

    O programa do motor extra, segundo Gates, custa 28 milhões de dólares por mês ao contribuinte dos EUA. Gates disse usará qualquer meio legal para cancelar o programa.

    FONTE: American Forces Press Service, via USAF

    IMAGEM: Rolls Royce

    NOTA DO PODER AÉREO: clique nos dois links a seguir para saber mais detalhes sobre o motor citado no texto, denominado F136, nos sites da Rolls Royce e da General Electric. E clique aqui para acessar o hotsite do atual motor F-135 do caça, desenvolvido pela Pratt & Whitney, e veja a campanha publicitária criada para atacar seu concorrente. A campanha foca, entre outras coisas, o fato de se criar empregos na Inglaterra com dinheiro do contribuinte norte-americano.

    11
    Deixe um comentário

    avatar
    11 Comment threads
    0 Thread replies
    0 Followers
     
    Most reacted comment
    Hottest comment thread
    5 Comment authors
    ObservadorZETadeu MendesClésio LuizVader Recent comment authors
      Subscribe  
    newest oldest most voted
    Notify of
    Vader
    Visitante
    Member

    Redundância totalmente desnecessária, pois o P&W F-135 tem se mostrado um motor extremamente potente e confiável. Se a GB quer tanto continuar o projeto do F-136 ela que banque, se puder, oras.

    Clésio Luiz
    Visitante
    Member
    Clésio Luiz

    As últimas escolhas de fornecedores de caças e motores pelos americanos me parece equivocada. Tanto a Lockheed quanto a P&W tem um histórico de criarem produtos problemáticos. E eles escolheram justamente esses dois para equipar as forças armadas pelos próximos 30 anos. Só para ficar nos motores, o P&W F100 foi tão ruim que financiaram a GE para criar o F110. Curiosamente, a P&W se mexeu rapidinho para concertar problemas do F100 e deixar sua potência comparável ao concorrente, que era mais confiável porem mais pesado. Mesmo assim, teve aquela situação embaraçosa com a Arabia Saudita. Agora vão jogar tudo… Read more »

    Vader
    Visitante
    Member

    Clésio Luiz disse:
    17 de fevereiro de 2011 às 10:53

    “mesmo o F135 já apresentando sérios problemas”

    Grande Clésio, poderia nos iluminar e mostrar-nos quais são esses sérios problemas do F-135?

    Sds.

    Tadeu Mendes
    Visitante
    Member
    Tadeu Mendes

    Finalmente esta acabando essa novela. (a versao americana do FX-2).

    A P&W tem tradicao e tecnologia na fabricacao de Turbofans. Nao querendo desmerecer a R&R e muito menos a GE, mas acho que os F-35 vao estar bem servidos em termos de motorizacao.

    Clésio Luiz
    Visitante
    Member
    Clésio Luiz

    Se fosse o M88 você não faria esta pergunta, não é? 🙂

    Vader
    Visitante
    Member

    Clésio Luiz disse:
    17 de fevereiro de 2011 às 11:24

    “Se fosse o M88 você não faria esta pergunta, não é?”

    De fato. A M-88 a gente já sabe qual o problema: é “só” falta de potência…

    Até onde eu sei a F-135 não padece desse, hummm, digamos, pequeno probleminha… 🙂 Mas talvez o amigo disponha de outros dados que queira compartilhar…

    Sds.

    ZE
    Visitante
    ZE

    “Um dia, quem sabe De um ministro próximo a Dilma, explicando por que a compra dos caças da FAB foi adiada para 2012: — Depois dos cortes no Orçamento, não há dinheiro nem para comprar uma fubica. Aliás… Já no espírito dos cortes, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, foi ontem a pé até o Ministério da Fazenda para discutir onde passar a tesoura. Para Jobim, as Forças Armadas não têm que ficar descontentes: — Têm que cumprir. Pró-memória… A França pode perder esta encomenda para os EUA por causa, acredite, de Ahmadinejad. É que, em junho de 2010, seria… Read more »

    ZE
    Visitante
    ZE

    “É que, em junho de 2010, seria anunciada a compra dos caças da Dassault.

    Mas foi adiada porque Lula não gostou de SARKOZY TER DESCUMPRIDO O COMBINADO e deixado o Brasil sozinho na defesa do Irã”.

    Graças a D’us eles não terem o hábito de CUMPRIR O COMBINADO !

    [ ]S

    Observador
    Visitante
    Observador

    Lá, como aqui, também existe lobbys e ingerências no setor de defesa.

    Tinha gente querendo um segundo motor apenas para garantir empregos e vendas para algumas empresas.

    A diferença é que lá o pessoal tem bom-senso.

    ZE
    Visitante
    ZE

    Off topic importante: “G-20 não chegará a acordo sobre regulação de commodities: O presidente francês, Nicolas Sarkozy, que está responsável pelo comando do G-20, tem algumas idéias para regular e controlar o mercado internacional de alimentos, mas ninguém sabe exatamente quais são. Ele tem falado sobre a necessidade de evitar que o preço de produtos agrícolas suba. Não explicou, porém, com que mecanismos pode impedir isso. Para o Brasil, é interessante que eles fiquem mais altos. Isso, no entanto, tem impacto aqui dentro e produz inflação. Os alimentos têm pressionado os índices de preços no mundo inteiro. Como resolver o… Read more »

    ZE
    Visitante
    ZE

    Senhores, o Salário Mínimo atual é de R$ 510,00.

    O aprovado na Câmara é de R$ 545,00 (falta o Senado aprovar na semana que vem).

    Cada R$1,00 de aumento no Salário Mínimo, gera uma despesa de R$ 300 MILHÕES para o Governo Federal.

    Isto é, estamos falando de um gasto extra no ordem de R$10,5 BILHÕES !

    Resumo:

    OLHA O GRIPEN NG SE APROXIMANDO !

    [ ]S