quinta-feira, abril 15, 2021

Gripen para o Brasil

Nasa faz homenagem a astronautas mortos na missão Challenger, que completa 25 anos

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

CABO CANAVERAL, Flórida – Nesta semana, a Nasa parou todas as suas operações e fez um minuto de silêncio para homenagear os 17 astronautas mortos em missões espaciais. O ‘Remembrance Day’, comemorado todo dia 27 de janeiro, foi criado para honrar a memória dos tripulantes que não sobreviveram em missões como a do Challenger. O acidente com o ônibus espacial completa 25 anos em 2011.

Os três desastres da Nasa aconteceram com alguns dias de diferença, em anos distintos. Três astronautas morreram no dia 27 de janeiro de 1967 no Apolo 1, quando a nave pegou fogo na plataforma de lançamento. Outros sete morreram em 28 de janeiro de 1986, no ônibus espacial Challenger. O último grande acidente ocorreu no dia 1 de fevereiro de 2003, quando sete astronautas morreram a bordo do Columbia.

Em comunicado, o diretor da Nasa, Charles Boden, afirmou que a alma dos astronautas mortos está presente em cada dia de trabalho, e que seu legado inspira as novas gerações de astronautas. “Cada dia, com cada novo obstáculo que superamos e a cada descoberta que fazemos, honramos estes homens e mulheres notáveis”, escreveu.

Para os americanos, a dor do acidente com o Challenger ainda é palpável. Vinte e cinco anos após o acontecimento que chocou o mundo, o Challenger ainda é considerado o maior fracasso da Nasa, já que a explosão aconteceu apenas 73 segundos após o lançamento, a 14,5 km acima do Oceano Atlântico.

A catástrofe foi a primeira a ser transmitida ao vivo pelas televisões de todo o mundo. A explosão do Challenger também traumatizou os Estados Unidos, porque no acidente morreu uma cidadã comum, a professora primária Christa McAuliffe, e seus alunos assistiram sua morte.

Veja aqui a homenagem feita pela NASA.

FONTE: O Globo

BATE-PAPO ONLINE: Converse com outros leitores sobre este e outros assuntos no ‘Xat’ do Poder Aéreo, clicando aqui.

- Advertisement -

9 Comments

Subscribe
Notify of
guest
9 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
asbueno

A NASA perdeu Grisson, White e Chaffee na, após denominada Apollo 1, em um teste de contagem regressiva na plataforma de lançamento. Um curto-circuito incendiou a atmosfera rica em oxigênio. A tripulação não conseguiu abrir a escotilha. O Challenger tece seu tanque de LOX/Hidrogênio explodido após um dos anéis de vedação de um dos boosters romper ou afrouxar e permitir que uma chama causasse a explosão. O Columbia foi vítima de um pedaço de espuma que criou um rombo em uma das asas que, na reentrada, permitiu a entrada de gás ionizado muito quente no interior desta. Também tivemos Vladimir… Read more »

Alexandre Galante

Obrigado pelo belo comentário, asbueno. Esses talentosos homens e mulheres morreram fazendo o que gostavam, cumprindo sua missão. Foram para a Glória e transformaram-se em heróis que inspiram os que trilham o mesmo caminho que eles. Oxalá no Brasil também honrássemos da mesma forma os 21 engenheiros e técnicos que morreram na explosão do VLS em Alcântara: Amintas Rocha Brito, Antonio Sérgio Cezarini, Carlos Alberto Pedrini, César Augusto Varejão, Daniel Faria Gonçalves, Eliseu Reinaldo Vieira, Gil César Marques, Gines Ananias Garcia, Jonas Barbosa Filho, José Aparecido Pinheiro, José Eduardo de Almeida, José Eduardo Pereira, José Pedro Peres da Silva, Luís… Read more »

asbueno

Valeu Galante. è o comentário de uma pessoa comum mas apaixonada por astronáutica e aviação. Eu sou natural de Tupã-SP e Gines Ananias Garcia era tupãense. Me lembro que estava de férias aqui em Tupã neste dia. Não desmerecendo os americanos, mas os brasileiros eram e são heróis pelo amor que dedicavam a uma carreira em que recebiam pouco apoio, tanto em salários como em verbas e, portanto, pouco respeito aos projetos por eles desenvolvidos. Não é nada fácil dedicar-se a uma carreira em que repetidas vezes suas ações são torpedeadas. Somos um povo conhecido pela memória curta. Mas podemos… Read more »

Observador

Alexandre e Asbueno: Eu me pergunto é se a AEB prestará homenagem semelhante aos nossos 21 mártires no dia 22 de agosto de 2013, quando fizer dez anos do acidente. Como tudo no Brasil é esquecido, não me surpreenderia. Eles foram mártires do descaso com que a ciência é tratada neste país. A melhor forma de homenageá-los, no entanto, é corrigir as falhas e impedir que a tragédia se repita. Não se sabe o que foi feito. O que não podemos é abandonar estas pesquisas. É vital para o Brasil, para nossas indústrias e educação e Alcantara tem uma posição… Read more »

asbueno

Observador: Concordo totalmente! De parte das autoridades, a melhor forma de ação é especificar claramente os rumos de nosso projeto espacial, traçando ações factíveis e dando passos seguros rumo a elas. Perdemos muitos pesquisadores para a iniciativa privada, o que prova que aqueles que permaceram nas agências e institutos do governo ligados ao espaço são, sim, heróis, pois seus salários são baixos. E não se trata de “sindicalismo barato”. Quer algo bem feito? Valorize os méritos e a carreira das pessoas! Com a grande visibilidade deste blog, certamente sua iniciativa de homenagear os envolvidos no acidente terá repercussão positiva. Abraços,… Read more »

DrCockroach

As pretensões brasileiras de explorar o espaço esbarram numa dura fronteira final: a orçamentária.

Foguete nacional só deve decolar em 2015

Dos principais países em desenvolvimento, o Brasil é quem menos investe: foram US$ 164 milhões aplicados pela AEB (Agência Espacial Brasileira) em 2009, contra US$ 1,010 bilhão da Índia e US$ 2,4 bilhões da Rússia…

http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/796033-exploracao-espacial-brasileira-esbarra-em-questao-orcamentaria.shtml

Lendo a materia vcs irao perceber que o ministro jah achou uma solucao p/ o problema, criar o “Conselho Nacional do Espaco”… 8)

Cade meu drink!?

[]s!

asbueno

A criação do tal Conselho ou de qualqur não é um problema. O problema é nas mãos de quem eles estão ou estarão.

O Dr. Adib Jatene propos a CPMF para a saúde. Pois bem, se a ideia tivesse sido levada a termo e a risca, va lá. Mas não foi.

Repito o que já escrevi antes: somos o que nos propomos a ser como nação. País pobre e de ideias pobres. As boas ideias muitas vezes tem execução de modo pobre…

cfsharm

Alexandre e Asbueno: Concordo totalmente com vocês – um Dia da Lembrança deveria haver com certeza para homenagem. É lamentável a falta de memória de nossa população. Ano passado, completaram-se 65 anos do Fim da 2a. Guerra – em nossa cidadezinha de 30.000 habitantes só a instituição da qual faço parte rendeu singela homenagem aos 02 membros da FEB que lutaram na Itália. Um deles faleceu ainda em 1945 devido a problemas de saúde oriundos do combate. Nenhuma autoridade pública fez o mínimo esforços. E não se pode alegar desconhecimento, pois em todo o 07 de setembro – “Seu Zeferino”… Read more »

Nick

Os americanos não se esquecem, e dão as devidas honras para aqueles que morreram à serviço da nação, no caso os Estados Unidos. Como os comentários acima, estamos devendo a memória daqueles que morreram na explosão do VLS.

[]’s

Combates Aéreos

Um difícil começo

Traduções inéditas por Roberto F.Santana A primeira unidade da IDF/AF a operar o Shahak (Skyblazer), como o Mirage III ficou...
- Advertisement -
- Advertisement -