domingo, maio 22, 2022

Gripen para o Brasil

Índia deve encomendar mais 42 Su-30MKI produzidos pela HAL

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A Hindustan Aeronautics espera que a Força Aérea Indiana encomende mais 42 caças Sukhoi Su-30MKI.

A possível encomenda viria somar-se aos 180 Su-30MKIs que a HAL está produzindo para a IAF, disse o presidente da companhia, Ashok Nayak. Cerca de 105 aeronaves das 180 encomendadas já foram entregues, segundo Nayak.

Embora a aeronave receba menos publicidade que a MMRCA ou o Tejas, o Su-30MKI é a espinha dorsal da IAF e tem representado a Índia em diversos exercícios internacionais.
A HAL apresentou seu primeiro Su-30MKI em novembro de 2004.

FONTE: Flight International

BATE-PAPO ONLINE: Converse com outros leitores sobre este e outros assuntos no ‘Xat’ do Poder Aéreo, clicando aqui.

- Advertisement -

10 Comments

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
asbueno

Penso que todos concordam que a palavra-chave em defesa é DISSUASÃO.

Eu tenho tais e tantas armas. Pense bem se quiser mexer comigo!

Pois bem. A região da Índia, como todos sabemos, é um barril de pólvora. Paquistão a oeste, China mais a leste.

Se correr o bicho pega e se ficar o bicho come. Eles preferem que o bicho pegue, pois desta forma podem eventualmente virar o jogo. E para virar o jogo precisam de quantidde e qualidade.

Rodrigo

Os indianos estão indo as compras nos EUA e Rússia, sem dó.

Por coincidência, são os dois que mandam de verdade no CS da ONU.

Ahhhhhh os gringos lá não ficam melindrados pq eles compram dos russos também e nem ameaçam embargos por isto, como as bestas nacionais afirmaram caso comprássemos o SH e SAM’s russos.

Antonio M

Quantidade, qualidade e diversidade !

Tanto que ainda operam o Sepecat Jaguar para ataque naval:

http://www.aereo.jor.br/tag/sepecat-jaguar/

asbueno

Russos e americanos querem ganhar grana. Querem comprar e eles vender.

Grifo

Rodrigo, os indianos até tem uma certa razão de ficar com o pé atrás em relação aos EUA. A relação entre os dois países foi muito ruim durante toda a guerra fria, onde a Índia se aliou a União Soviética (apesar de formalmente fazer parte do “movimento dos não-alinhados”, uma criação indiana aliás) enquanto os americanos apoiavam o Paquistão. Somente nos últimos dez anos a relação melhorou, e talvez a maior realização do governo Bush na área de política externa tenha sido a transformação da Índia no principal aliado na região com o tratado “123”. A situação é completamente distinta… Read more »

Dinho

Grifo disse:
12 de janeiro de 2011 às 11:30

“Os mitos do “embargo” e do “americano não transfere tecnologia” somente existem na cabeça dos que querem ganhar uma comissão”

Quer dizer que os embargos americanos e as negativas de transferência de tecnologia para o Brasil nunca existiram realmente? Te contaram mais o quê? Tudo não passa de um complô macabro contra os americanos?

Dinho

Até concordo que para nossa força, no momento atual, o ideal seria a vinda do SH americano.

Mas contar que teremos condições iguais de transferência de tecnologia do que teríamos com a França (doida para vender seu elefante), ou a Suécia (doida para empurrar o projeto pra frente), aí é muita confiança.

asbueno

Lembrando que TT irrestrita é mais balela do que fato.

Quem em são consciência transferiria totalmente tecnologia que poderia ser revertida contra si militar e economicamente? A não ser que ela esteja ultrapassada e cobre-se uma fortuna por ela.

Como já comentado anteriormente, o que era desejado era a tecnologia de manutenção de motores, principalmente, e não aprender a projetar um caça.~

Resumindo, precisamos de uma aeronave moderna, confiável, robusta e com custo acessível.

Grifo

Quer dizer que os embargos americanos e as negativas de transferência de tecnologia para o Brasil nunca existiram realmente? Te contaram mais o quê? Tudo não passa de um complô macabro contra os americanos? Caro Dinho, quis dizer que, como qualquer outro país, os americanos transferem algumas tecnologias e não transferem algumas outras. O mito é o de que os Estados Unidos seriam diferentes de qualquer outro país neste ponto. Não são. Talvez a diferença em relação a França por exemplo é a de que os americanos costumam ser muito claros sobre o que vão e o que não vão… Read more »

Mauricio R.

Índia e China mantiveram viva parte expressiva do complexo militar industrial russo, por tda a década de 90 do século passado e parte da década inicial deste. Os chineses foram assertivos, eficientes e pragmáticos em absorver as tecnologias necessárias que agora são os russos por exemplo, que dependem da indústria de micro-eletrônica chinesa p/ obter componentes p/ seus sistemas, que sua própria indústria não tem condições e/ou capacidade de produzir. Enquanto isso a Índia presa a acordos mto mal feitos e vítima constante dos desmandos russos por mais e mais dinheiro, marca passo. A reforma do ex porta-aviões Gorshkov, a… Read more »

Últimas Notícias

Operação Rimon 20: Caçadores israelenses versus caçadores soviéticos

Sérgio Santana O fim da Guerra dos Seis Dias de 1967 deixou as forças israelenses no lado leste do Canal...
- Advertisement -
- Advertisement -