segunda-feira, agosto 8, 2022

Gripen para o Brasil

Array

FAB transporta urnas para lugares de difícil acesso

Destaques

Alexandre Galante
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Mais de 500 urnas eleitorais chegam, nesta semana, a localidades de difícil acesso no Norte e no Nordeste do País através de aeronaves da Força Aérea Brasileira para a votação do dia 31. No caso do Acre, helicópteros levarão para pelo menos 32 aldeias o dobro de urnas (240) do primeiro turno porque o Estado realiza também um referendo para decidir sobre fuso-horário.

“Muitas aldeias também estão inacessíveis por rios que estão secos nesta época. Esse é um grande momento da nossa democracia em que pessoas dos mais distantes lugares podem participar. O apoio da Força Aérea é fundamental para que tudo ”, disse o diretor do TRE-AC, Maydano Fernandes. Ouça entrevista

As urnas chegam, ao todo, a 66 localidades de difícil acesso no Acre, Amapá, Amazonas, Pará e Pernambuco. Nos Estados, estão incluídas cidades, vilas e aldeias. A operação envolve sete tipos de aviões e de helicópteros para transportar uma carga e profissionais dos tribunais regionais eleitorais para atuar no pleito do dia 31 de outubro.

Para o Pará, 22 urnas são transportadas. Em oito localidades na zona rural das cidades de São Felix do Xingu e de Jacareacanga, 3260 brasileiros, a maioria de origem indígena, votarão no dia 31. “É um esforço muito grande e importante. O apoio da Aeronáutica faz-se imprescindível para que esse grande momento se realize com sucesso. Para nós, é uma grande alegria”, afirmou o diretor de Logística do TRE-PA, José Edgar Tocantins Melo. A FAB transporta também 22 urnas para Fernando de Noronha. No arquipélago, há 1200 eleitores.

FONTE: Agência Força Aérea

- Advertisement -

6 Comments

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Joker

Refletir um pouco que seja: Uma Força Aerea que tenha essas atribuições foras as constitucionais tradicionais e com o orçamento mirrado, deve ser condenada? Devemos condena la por ter aviões que não sejam o estado da arte? Devemos condena os proffissionais serios e de qualificados, que operam e a fazem operar? Devemos desmerecer uma instituição de decadas, com existencia superior a vivencia de tantos que aqui comentam e que trabalham na mesma? Devemos fechar os olhos e dizer “Amém”(que assim seja) ao contexto que instaurou? Respeito para com a instituição, os profissionais serios da mesma e para com o povo… Read more »

grifo

Caro Joker, onde é que eu assino embaixo? E esse pessoal vai estar lá passando o feriadão no meio do mato, longe das suas famílias e sem ganhar um centavo de hora extra. Obrigado aos editores do blog pelo destaque a este trabalho que raramente é reconhecido.

Vader

De fato. Parabéns à FAB, que cumpre com louvor tarefas que lamentavelmente não deveriam ser de sua alçada.

João Augusto

BOTA A MÃO NA CABEÇA QUE VAI COMEÇAAAAAARRRRRRR:
O IMPROVISATION TION
IMPROVISATION TION
IMPROVISATION TION
IMPROVISATIOOOOOONNNN

É isso aí Brasil! Logo, logo a FAB vai fazer operações não-militares com o KC-390! Capacidade de transportar miliquinhetas urnas. Até as árvores do Amazonas(entre 18-60 anos) vão votar!
“Voto agente busca nem que a FAB tenha que levar a urna pro Japão!”

GUPPY

Além de Fernando de Noronha, o Estado de Pernambuco tem outro município que precise a FAB levar urnas, digo, que não seja facilmente alcançado por via terrestre?

Luiz Eduardo

Belo comentário, caro Joker.

Como já escrevi outra vez aqui:
Se os policiais de sua cidade tem viaturas velhas e caindo aos pedaços, coletes inúteis, armas velhas em péssimo estado e muitas enferrujadas.
A culpa é dos policiais ou dos governantes (quem assina o cheque)?!

Sds.

Últimas Notícias

USAF avalia lançamentos de mísseis do F-15EX para verificar capacidade de combate

BASE DA FORÇA AÉREA DE NELLIS, Nevada (AFNS) — Os membros da equipe do Destacamento 6 do Centro de...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -