sábado, fevereiro 27, 2021

Gripen para o Brasil

Brasil é o principal cliente da França na compra de armas

Destaques

Defesa aérea da Sérvia atingiu outro F-117 durante a Operation Allied Force

A história de como um jato de ataque stealth F-117 Nighthawk da Força Aérea dos Estados Unidos foi abatido...

HENSOLDT: Sistemas antidrone e de proteção de áreas críticas e estratégicas

Nos últimos anos, a venda de drones cresceu muito no mundo. Esses objetos voadores, cada vez mais comuns em...

FAB coordena Operação Escudo Antiaéreo

Operação aconteceu de forma conjunta entre a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira No período...
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O Brasil foi o principal cliente da indústria militar francesa no período 2000-2009, segundo um relatório do ministério francês da Defesa, que destaca que a França é o quarto exportador mundial de armamento.

“Os principais clientes de armamento da França no período 2000-2009 foram Brasil, Arábia Saudita e Índia”, afirma o documento.

O Brasil, que em 2008 ocupava o novo lugar na lista, subiu para o primeiro lugar após a compra de submarinos e de uma associação estratégica bilateral, segundo o relatório.

Em 2009, a França registrou pedidos avaliados em 8,16 bilhões de euros (11,26 bilhões de dólares), contra 6,5 bilhões em 2008, o que significa um aumento acima de 20% e que chega a 40% na comparação com os resultados de 2007.

O forte avanço das exportações de armamento francês desde meados da década (em 2004 as vendas oscilavam em três bilhões de euros) foi confirmado.

“O objetivo foi cumprido”, celebrou Laurent Teisseire, porta-voz do ministério da Defesa em uma entrevista coletiva.

O informe, que será apresentado ao Parlamento, demonstra que a França é o quarto exportador mundial, com 7,2% do mercado, atrás dos Estados Unidos (52%), Grã-Bretanha (13,4%) e Rússia (8,4%).

Israel aparece em quinto lugar, com 5,3% do mercado.

A França ainda aguarda que o Brasil, que deve renovar a frota da Força Aérea, compre 36 exemplares de seu caça Rafale, que até hoje o país nunca conseguiu exportar.

O Rafale da francesa Dassault Aviation compete em um processo de licitação no Brasil com o F/A-18 Super Hornet da americana Boeing e com o Gripen NG da sueca Saab.
A decisão brasileira foi adiada em função das eleições presidenciais, que serão decididas em segundo turno no dia 31 de outubro entre a candidata Dilma Roussef, apoiada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e pelo candidato da oposição José Serra.

Desde 2008 a França também negocia com os Emirados Árabes Unidos a venda de 60 caças.

FONTE: Terra / AFP

- Advertisement -

126 Comments

Subscribe
Notify of
guest
126 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lanterna Verde

Gostaria de perguntar aos editores do Poder Aéreo, qual o intuito de negritar partes do texto?

Será que deve ser sobre aqueles temas que vocês querem que seja o foco das discuções e não a matéria em si?

Devo lembrá-los também que cada um tem o direito de tirar suas próprias conclusões, e não é necessário ter partes negritadas que de certa forma “direcionam” estas conclusões.

Grande Abraço, Lanterna Verde.

Rodrigo

Qual o problema em destacar alguns pontos importantes ?

Rafael (RS)

Pontos relevantes para a discussão devem ser negritados sim, ainda mais quando se trata de um assunto lesa pátria quem nem essa nebulosa e escandalosa possível compra das jacas francesas….afinal quem vai pagar essa conta mais uma vez são os contribuintes brasileiros, que vão salvar empregos e empresas na França. Por mim que feche a Dassault, assim teremos menos concorrentes para a futura embraer/saab.

Latino

off ,,topico PROGRAMA F-X2

Decisão será tomada pelo Presidente Lula em conjunto com o candidato eleito no segundo turno das eleições, acaba de anunciar na FIESP o Ministro da Defesa Nelson Jobim.

Sendo que a FIESP APOIA O GRIPEN NG BR

grifo

Nelson Jobim, o melhor ministro da Defesa da história da França.

Fabio Silva

bom se um negrito retira tua capacidade de “tirar as próprias conclusões”, te dou uma dica: seleciona o texto, “dá” um ctrl + c, abre o editor de texto e aperte as teclas ctrl + v, retira o negrito e desfrute da matéria, ou faça o mais simples e volte para a escola!!!
hehehehe

Mikhail Aleksandrovitch Bakunin

É mania dos cumpanheiros, quando não estão tentando censurar, pelo menos enquadrar a midia.

DrCockroach

Comprar eh facil, quando se tem, mas o Rafale nao emplaca aqui. Antes que alguem venha p/ dizer que nunca antes se investiu tanto… Reservas internacionais: Decada de 80? Calote internacional, falta de dolares ateh p/ importar medicamentos (racionamento) Decada de 90? Meia-duzia de emprestimos emergencias dos FMI, crises internacionais Reservas dos ultimos anos: 2003 US$ 49 bi 2004 US$ 53 bi 2005 US$ 54 bi 2006 US$ 86 bi 2007 US$ 180 bi 2008 US$ 207 bi 2009 US$ 240 bi 2010 US$ 277 bi. Assim, o Brasil pode amenizar a excessiva valorizacao do Real investindo em equip. militares,… Read more »

A7X

Eu também não entendi qual o problema de negritar partes do texto…

Abs.

Vader

Caramba, patrulhamento mais bobo…

Começa assim hein Srs. Editores? Começa assim…

Edu Nicácio

Se exportássemos metade o que a França exporta em armamentos, me daria por contente… Por hora…

Vader

Mikhail Aleksandrovitch Bakunin disse:
6 de outubro de 2010 às 13:04

“É mania dos cumpanheiros, quando não estão tentando censurar, pelo menos enquadrar a midia.”

Falou tudo. Imprensa boa é a que “negrita” só as partes que eles gostam…

Cláudio

A parceria com a França é boa, porém, ver os EUA de fora incomoda muito.

Tem que ver certo essa história de transferência de tecnologia dos Franceses, bem como uma eventual linha de montagem do Rafale no Brasil.

Se a questão é estratégica, um País (EUA) que detém uma fatia de mercado de 52% deve ser respeitado, e algum “produto” deve sobrar para ele.

Lanterna Verde

Fábio, para seu entendimento, já concluí o 3º Grau (a faculdade), na área de engenharia, não digo por mim a questão dos negritos, digo isto em relação a pessoas como você que não tem o mínimo de educação para tratar com outras pessoas, e aliás se falassem aqui no Aéreo que o Mig 21 derrotou o F-22 você seria um dos primeiros a levar isto com uma verdade absoluta, volto a dizer, não preciso de partes sublinhadas, tiro minhas prórprias conclusões ao contrário de vossa senhoria que prefere uma acusação direta a dialogar a respeito do fato. Grande Abraço, Lanterna… Read more »

Paulo Silva

Boa tarde a todos!! Espero que continue assim! Somente os Subs e EC-725!Basta de equipamento frances.Nao podemos colocar todos ovos em uma única cesta nao e?Repito o que eu tenho comentado por aí: a SAAB nao foi hábil na hora de procurar parceiros do Gripen NG.Se o procedimento da SAAB estivesse sido parecido com a Embraer/FAB/GF estariamos com certeza entrando no projeto do NG e futuramente do Sea Gripen.Nao basta o Governo Sueco informar que um dia irá comprar 30 NG`s, porque quem pode provar isto.Temos que ter escala de producao! o KC-390 já está com pedidos, e isto é… Read more »

Vader

DrCockroach disse: 6 de outubro de 2010 às 13:05 Dr. Barata, essa história de usar reserva cambial pra comprar arma é uma loucura que acho que nem o ___ tem coragem de cometer. Reserva cambial serve para garantir a economia contra solavancos e crises, e a aquisição de dólares serve para conter a super-valorização do real (que detona com nossas exportações e bagunça toda a economia interna). Se tivermos outra crise e não tivermos reservas sabe o que acontece né? Toca pedir dindin emprestado pro FMI e pagar juros… Se tivesse que usar essas reservas pra algo, seria pra investir… Read more »

robert

Pq não mudar o nome de Poder Aéreo pra Ringue Aéreo? eoiahoeia

Colt

O que o Brasil tem feito, de uma maneira geral, é o seguinte: Custa muito caro produzir tudo do zero, produzir principalmente o conhecimento necessário, o know-how, toda a tecnologia envolvida. Se por um lado isso seria caro, por outro, traria dividendos tecnológicos que poderiam ser usados em outros ramos da indústria (como os grandes produtores de armamentos fazem, uso da téc. militar para uso civil e vice-versa). O problema parece ser que, mesmo querendo, investindo em P&D, em ciência pura, o Brasil demoraria uns 15 – 20 anos para estar no nível de tecnologia dos países desenvolvidos. Então, parece… Read more »

DrCockroach

Prezado Vader, Todas as importacoes, sejam de equip. militares ou nao, no fim, acabam sendo pagas com as reservas, que sao estoque de capital. Certamente nao recomendei usar todas as reservas em equip. militares (concordo 100% com vc com relacao educacao, saude, pesquisa, etc), mas dizer que atualmente eh possivel, com tranquilidade, usar parte de nossas reservas nas nossas Forcas Armadas; o que ainda teria o beneficio de valorizar um pouco o dolar. O meu ponto, na verdade, eh p/ antecipar qualquer argumento tipo: “Ok, compramos um montao da Franca, mas nunca se investiu tanto nas Forcas Armadas”. (assim o… Read more »

Yluss

BREAKING NEWS – Acaba de sair no CMA, assim que tiver texto eu copio aqui também:

DEFESA: Compra dos caças deve ser definida pelo próximo presidente!!!

Abs

RatusNatus

Óbvio que o brasil é o maior cliente. também não se vende tecnologia todo o dia e o mesmo pode ser dito sobre bases de subs.

O dinheiro do FX2 não vai vir do orçamento nem das reservas. A compra será 100% financiada, como já foi dito inúmeras vezes anteriormente.
PS. Essa parte não devia estar em negrito. 🙂

Wellington Góes

Interessante o texto, isso serve para mais argumentos nas negociações com os gauleses, se assim optarmos pelos Rafales, ou eles cumpram com o acordado, ou eles perdem mercado. Dar preferência de negociação, não é sinônimo de aceitar qualquer coisa, muito menos que acordamos com tudo, isso é uma via de mão dupla. Quanto a “botar todos os ovos na mesma cesta”, peço aos que pense assim, dar uma olhada na origem dos equipamentos da FAB, antes de dizer que estamos ou estaremos colocando todos os nossos “ovos” na “cesta” francesa, se é essa a desculpa, então estamos ferrados com os… Read more »

DrCockroach

“O dinheiro do FX2 não vai vir do orçamento nem das reservas. A compra será 100% financiada, como já foi dito inúmeras vezes anteriormente.”

Como se pretende pagar o financiamento? Imprimindo reais? I don’t think so.

[]s!

Yluss

ROFL.. não é possível que ignoraram a noticia que postei acima :O

Breaking news que define a NÃO dfinição do FX-2 pelo Pres. Lula!!!!

Não sei por vocês, mas acabo de me alegrar com as chances maiores de não termos Rafales por aqui!!

Viva Brasil 🙂

Vader

Yluss disse:
6 de outubro de 2010 às 13:44

Cadê a notícia amigo? E o que é CMA? Comando Militar da Amazônia?

Yluss

Não Vader, é uma das agências de notícias que o mercado financeiro acompanha. A noticia não est;á sozinha, tá saindo vários headlines mas sem texto ainda, deve ter alguém do MD dando entrevista!!!

Assim que sair texto, posto aqui…

Vader

O site do Min Def tá fora do ar (novidade)…

Yluss

puts, me da um email seu que te mando a tela 🙂

Rodrigo

Vader disse:
6 de outubro de 2010 às 13:53

Mas nem se incomode, quando voltar vai estar publicado que o resultado sairá em novembro e vamos ver aquela invasão de trouxas dizendo que nunca na história deste país, se fez tanto pelas FFAA e bla bla bla bla…. que sempre acontece quando sai mais uma data.

😀 😀 😀 😀 😀

Vader
kaleu

Gente … para de negritar para não atrapalhar o lanterna verde a tirar suas próprias conclusões … 😀

Vcs não percebem que estão atrapalhando o LV ???

abc
kaleu

Ta´bom !!!! pode negritar … mas apenas aquelas matérias que EU vou ler … ok ? … combinado ???

Giordani RS

“Rafael (RS) disse: 6 de outubro de 2010 às 12:59 …Por mim que feche a Dassault, assim teremos menos concorrentes para a futura embraer/saab.” Não entendi, quer dizer que a “Da$$ault” pode fechar, mas a $aab não? O que é da embraer já tá garantido meu “véio”. O fato é que nenhuma dessas Companhias vai perder dinheiro… “…afinal quem vai pagar essa conta mais uma vez são os contribuintes brasileiros…” Pois é…mas dinheiro para gastar com copa do mundo, construir estádio para apenas um jogo e trem-juca-bala tem né? Aí nenhum brasileiro fala nada… *** “Yluss disse: 6 de outubro… Read more »

Yluss

MELHOR. A PAGINA ACABA DE ATUALIZAR. SEGUE LINK:

http://www.agencialeia.com.br/index.aspx

Almeida

“O objetivo foi cumprido”, celebrou Laurent Teisseire, porta-voz do ministério da Defesa em uma entrevista coletiva.

É a parceria caracu! Traduzindo do francês pro brasileiro (falo dos povos, não das línguas):

“Batemos nossas metas de vendas e não tivemos que apoiar o Brasil em nada!”

Rodrigo

Giordani RS disse:
6 de outubro de 2010 às 13:59

Como o tampão já é inevitável..

E com todas as despesas com Copa e Jogos Olímpicos eu ainda acho que o FX definitivo só sairá depois destes eventos.

Só espero que o nosso Governador eleito honre a sua palavra de não colocar um tostão de dinheiro público em um estádio que no fim vai ficar para a gambazada centenária e sem Libertadores 😛

Yluss

@ Giordani

Concordo que fica mais longe, mas eu estava tão agoniado com a possibilidade de dar o Rafale mesmo por conta de interesses não tão claros do presidente Lula, que essa notícia é um colírio pros olhos.

Que o próximo presidente trate do assunto com a seriedade e imparcialidade devida, com respeito à FA e aos cidadãos.

Abs, Yluss

Leo

No defesanet:

Decisão será tomada pelo Presidente Lula em conjunto com o candidato eleito no segundo turno das eleições, acaba de anunciar na FIESP o Ministro da Defesa Nelson Jobim.

Gabriel T.

“Nelson Jobim, o melhor ministro da Defesa da história da França.”

LOL

Humberto

Senhores,
Os equipamentos militares não serão pagos utilizando a reserva e sim via financiamento (ou seja, somos NÓS que vamos pagar lá para frente).
No mais, a reserva de dolares foi em muito por causa das exportações das commodities e não por uma grande estratégia de governo, desgraça pouca é bobagem, o custo desta reserva vai nos sair caro, pois o BC paga juros extratosfericos no Brasil para adquirir os reais necessários e recebe um juro baixissimo (pelas letras do BC americano)..
[]

Humberto

Ahh..
Seria ótimo que os Franceses abrissem o mercado dele para os produtos Brasileros tb..Quero ver os Franceses importando produtos agricolas ou pecuários do Brasil
Brasileiro é tão bonzinho..

Mario Blaya

pronto, agora os defensores do mico sueco vão chiar que a França vende armas para o mundo todo!

depois vão reclamar que a torre eiffel não usa aço brasileiro!

bom, se compramos do 4º maior fabricante, e se nos somos um comprador significativo para ele, significa que temos um peso maior quando negociamos com eles, qual seria o nosso peso numa negociação como os 2 primeiros fabricantes mesmo?

ozi

galera ja tenho o meu faroritissisimo ministo da defesa do proxico
governo lhe aprecento o novo minitro da defesa o xitirica o me engane o nome tiririca e acao seria menlho do o q o antoninho

Galileu

Jobim, melhor ministro Francês!! hahahahaha

ozi

galera vota no tiririca pra ministro da defesa poq se nao estar bom melhor nao fica kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk o xitirica compraria doda a producao do gripadinho que aviazinho linduuuuuuuuuuuuu

Mario Blaya

Humberto disse:
6 de outubro de 2010 às 14:21

ei que tal ver com os americanos que fazem o SH se eles permitem que enviemos alcool para eles sem o extra-terifario que eles impõe, a suecia não impões porque como eles ficam em baixo da neve boa parte do ano, a agricultura deles e um fisco, mas em compensação eles não dão preferencia alguma para nos, sabe porque

ozi

bateira antiarea dos inimigo da fab tres bodoque equipado com peloda de barro

Rodrigo

Mas o Tiririca para o MD seria interessante, ia ser aplicar a máxima do PIOR NÃO FICA!

Espero o mais rápido possível que o tal juiz aplique a prova de alfebetização nele e casse a sua candidatura.

O Protógenes, o Siraque e um outro que eu não lembro vão ter um treco, mas é problema deles 😀 😀 😀 😀 😀 😀 😀 😀

Vader

Mario Blaya disse:
6 de outubro de 2010 às 14:21

“significa que temos um peso maior quando negociamos com eles”

Já que vosmecê inaugurou um off-topic ao falar do Gripen pergunto: esse “peso” todo vale 142,3 milhões de euros? 🙂

GSV

Boa tarde!

Este número de 52% de fatia de mercado inclue tb os materiais comprado pelo proprio EUA! Então eles produzem XY e X fica no mercado interno 48%. Esta visão que falta ao nosso governo; Um Off Topic a Vale esta adquirindo navios da china e coreia maiores que os porta aviões dos EUA. Oras se temos está demanda interna porque importar???

Sds.

Drcockroach

ozi disse:
6 de outubro de 2010 às 14:27

Sensacional! Faz sentido 🙂

Mas quem seria um plano B?

[]s!

- Advertisement -

Combates Aéreos

F-16 do Paquistão: Pentágono diz que não sabe sobre contagem do número de aeronaves

A posição do governo dos EUA parece estar de acordo com a Índia, que no contexto do ataque, reafirmou...
- Advertisement -
- Advertisement -