quarta-feira, outubro 20, 2021

Gripen para o Brasil

Array

65 anos do ataque atômico a Hiroshima

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

No dia 6 de agosto de 1945, a Força Aérea Estratégica dos EUA com base nas Ilhas Marianas, realizou uma “missão especial” sobre o Japão, com um bombardeiro B-29. Algum tempo antes, o Japão decidiu simplesmente ignorar o ultimato lançado pelo Presidente Harry Truman, no final da Conferência de Potsdam.

Em 14 de agosto de 1945, após dois dias de debate acalorado, o governo japonês finalmente aceitou os termos da “Declaração de Potsdam”, e se rendeu. O Imperador Hirohito anunciou no rádio que iria pessoalmente pôr fim “aos infortúnios e sofrimentos do seu povo.” Os bombardeios atômicos de Hiroshima e Nagasaki (no dia 9 de agosto), colocaram um fim definitivo à Segunda Guerra Mundial.

VEJA TAMBÉM:

BATE-PAPO ONLINE: converse com outros leitores sobre esse e outros assuntos no ‘Xat’ do Poder Aéreo, clicando aqui.

- Advertisement -

124 Comments

Subscribe
Notify of
guest
124 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Giordani RS

Bah…que situação dessa tripulação…Eu cumpriria meu dever de soldado, depois daria um tiro na cabeça…

skywalker

Muito se fala sobre como a II Guerra se desdobraria sem o ataque atômico, visto que os japoneses provavelmente lutariam até seu último soldado tombar ou ainda enfocando-se a suposta crueldade dos americanos em bombardear o Japão daquela forma… Talvez seja uma polêmica que nunca tenha fim, mas um fato, com certeza, aglutina todas as idéias sobre isso: a estupidez sem fim de uma Guerra, em geral determinada por interesses, ambições e suposições de lucro determinadas por meia dúzia de interessados… e o sofrimento que causa em inocentes que querem apenas conduzir suas vidas dentro da normalidade… 6 de agosto:… Read more »

Alex

Pois é, situação dura esta se por um lado vc faz algo terrivel, por outro acaba com uma guerra, talvez se a guerra tivesse continuado o que teria ocorrido de forma tradicional teria sido pior… encerrar com tiro na cabeça seria algo tão absurdo quando as outras duas alternativas, sugiro pular junto com as bombas… e morrer da mesma forma que as vitimas mais humano e digno de honra embore continue sendo uma vergonha. Isso mostra bem o estilo americano de ser, faz uma baita M>…… e depois tapa com outra baita M……… Isso foi um ato de total desumanidade… Read more »

relampago

sou leigo no asunto por isso gostaria que alguem me respondesse caso
um missel nuclear intercontinental fosse abatido por outro missel de
defesa aerea se mesmo assim causaria uma explosao nuclear ou o mesmo nao chegaria a explodir?

Alexandre Galante

Alex, os EUA não começaram a Segunda Guerra Mundial.

Mauricio Veiga

NÃO RELAMPAGO!!!

O abate do missil em pleno vôo não acarretaria a detonação atômica, pois a mesma ocorre de forma independente de meios externos.

Abraço.

Dalton

Os japoneses fizeram coisas muito piores…em 1937 em Nanking mataram cerca de 200.000 pessoas e estupraram até cerca de 40.000 mulheres com idades entre 7 e 70 anos. A lista é grande, mas foge do assunto e além do mais, é dificil julgar hoje em dia toda uma cultura e um sistema de governo afetado pelos tempos de outrora. As ultimas duas batalhas do Paicifico, Iwo Jima e Okinawa mostraram que uma invasão ao Japão seria um massacre. Iwo Jima é curiosa pois foi a unica vez que as baixas americanas foram maiores que as baixas japonesas…entende-se baixas, como mortos… Read more »

luiz otavio

gostei da pergunta relâmpago e emendo, e um eventual bombardeio às instalações nucleares no Irão?? não podem causar uma explosão nuclear??? já vi um documentário que em Chernobyl, por muito pouco não teve uma segunda explosão muito maior.

Vplemes

Me desculpen a sinceridade, mas que comentário mais sem noção. Aquilo era uma guerra total, já haviam morrido milhões de pessoas. Os americanos foram apenas pragmaticos, como qualquer outro governo responsável seria se estivesse no lugar deles. Já estavam lutando contra os japoneses há 4 anos, sem perspectiva de um fim para os combates, já tinham perdido centenas de milhares de vidas. Havia uma perspectiva de perdas na casa de milhões de baixas no caso da invasão do território metropolitano japonês, isso sem contar nas baixas civis, que seriam milhões em caso de uma invasão prolongada. É muito fácil julgar… Read more »

robert

Eu concordo totalmente com eles, por terem jogado a bomba.

Senão, se fosse pra tomar por terra iam morrer mais japoneses e milhões de americanos a toa. Eles não iam se render e iam ficar fazendo como fizeram em Iwo Jima e outros lugares.

Ficariam lutando por causa do imperador deles.

Se tem alguém culpado de isso ter acontecido foi o imperador japones.

Elenilson

Alex disse: 6 de agosto de 2010 às 10:55 Isso foi um ato de total desumanidade um crime contra a humanidade da mesma forma que a guerra como um todo, motivada unica e exclusivamente por dinheiro e poder. Alias pq será que nunca houve um julgamento sobre isso e um pedido de desculpas?? quantos foram enforcados por muito menos que isso???? Isso mostra bem o estilo americano de ser, faz uma baita M>…… e depois tapa com outra baita M……… antiamericanismo até debaixo d´agua, hein? nao olha esse momento pela tua otica esquerdista…ideologica…e o q está escrito nos livros de… Read more »

Excel

Acho uma hipocrisia esse ritual todo que os japoneses fazem ano após ano em Hiroshima para se mostrarem com vítimas de uma crueldade que eles mesmos provocaram. Eles mataram milhares de pessoas, pilharam e destruíram países e apesar de toda essa maldade foram os que mais se beneficiaram da guerra sendo hoje o país mais próspero da Ásia, mas na hora de responder pelos seus atos se fazem de tontos e quando ninguém vê ficam glorificando os seus soldados como heróis de guerra. No dia que eles fizerem esse teatro todo para homenagear as suas vítimas e reconhecer os seus… Read more »

Rodrigo Marques

A conta é simples;

Se não jogar a bomba, terá por volta de 200.000 baixas do seu lado e uns 2 milhões do lado inimigo,( incluindo mulheres e crianças).

Se jogar, as baixas passam para algo em torno de 300.000 do lado inimigo e darão um recado claro a um outro “novo” inimigo, que está com 52 divisões na fronteira da Europa Ocidental…

Vader

Uma data para reflexão. Que o mundo nunca mais precise usar estas armas terríveis. E que os países e povos parem de gastar tempo e recursos com esssa inutilidade.

Quanto ao ataque em si, precisa ser hipócrita até a medula espinhal para culpar o americano por usar, naquelas condições, a arma que tinha a tão alto custo desenvolvido para usar. O Dalton já disse tudo.

Se alguém teve culpa no evento foram os militares da ditadura japonesa.

Sds.

Andre Luiz

Um bom e longo bloqueio naval teria o mesmo efeito

O Japao nao tinha mais condiçao de luta, nao era mais ameaça

A bomba foi simplesmente uma demonstraçao de força aos sovieticos que por isso nao tomaram o resto da Europa

Uma curiosiade, o imperador Hirohito (personificaçao viva da deusa Amaterasu) falou em uma linguagem tao arcaica no radio que ninguem entendeu patavina, a ficha demorou pra cair entre os comandantes militares

Latino

Pra mim totalmente desnecessario o uso dessa bomba ,,no meu enteder os americanos estavam é mandando um recado aos sovieticos ,demostração de força ,

sds

Dalton

os japoneses até procuraram os sovieticos, com quem ainda não estavam em guerra, para que mediassem a situação, mas os sovieticos
nada fizeram para ganhar tempo, pois havia um compromisso deles de declarar guerra ao Japão 3 meses após a rendição da Alemanha…com isso apoderaram-se legitimamente de terras ocupadas pelos japoneses, como o norte da Coréia por exemplo,…preparando o palco para a futura guerra da Coreia em 1950.

Bloqueio naval longo? Os EUA estavam no limite de sua capacidade, a tendencia era perda de poder e moral entre suas forças e forças aliadas.

luiz otavio

acho que os japoneses não estavam vencidos, já vi documentários que informaram que após bombardeio comum e visualização aérea posterior, a capacidade de recuperação deles era enorme, reconstruíam tudo de novo e se deixassem, invadiriam os vizinhos novamente. e houve ultimato antes da bomba ignorado.

relampago

ha valew mauricio veiga,entao uma defesa aerea com misseis de longo
alcance e uma marinha bem armada faz toda a diferença.

Invincible

Qualquer pessoa concarda que as duas explosões foram terríveis. Agora elas eram a opção estratégica mais óbvia. Uma invasão por terra custaria uma quantia que nem os EUA dispunham e um número incalculável de vidas. A decisão foi simples. 2 milhões de vidas por 200 mil. A estupidez foi começar a guerra, massacrar Chineses e Coreanos, foi atacar Pearl Harbor e coisas do tipo. Sem contar que os Russos Já havia atacado o Japão e iriam correr para Tóquio. Se os EUA quisessem aniquilar o Japão teriam jogado essa bomba em Tóquio. O povo do Japão tem o direito que… Read more »

A-Bomb

É fácil criticar a posição americana não é mesmo?
Gostaria que alguns dos “críticos” explicassem o que fariam no lugar deles.
Falar até papagaio fala que ver propor soluções para a questão.
Fazer o que.Criticar os USA esta na moda assim como bajular ditadores sanguinários como Fidel Castro e aquela aberração Norte Coreana.

Para os admiradores do sistema Comunista de plantão só digo uma coisa:
Se fosse a Antiga União Soviética no lugar dos Estados Unidos eles mandariam umas 10 bombas nos japoneses em vez de Duas.

Pedro

O Japão em Julho de 45 estava totalmente derrotado. Infelizmente a didatura do Gen Tojo e um imperador totalmente covarde impedia a declaração de rendição. Ali o Japão não tinha mais nada, navios, canhões, aviões e armas. Os civis eram treinados com lanças, facas e porretes contra a invasão. Durante a missão de bombardeio nuclear, nenhum avião niponico apareceu, muito menos a AAA deu trabalho, ou seja, o Japão não tinha mais como lutar. Se eles perdecem o que restava na China continental era capaz de algo acontecer. Agora na minha opinião esse bombardeio foi um crime premeditado, e assim… Read more »

Giordani RS

A História pode se repetir em pouco Tempo… Do portal TERRA ***************************************************************************** Notícias » Ciência e Meio Ambiente » Ciência e Meio Ambiente Irã antecipa plano de lançar espaçonave tripulada 05 de agosto de 2010 • 11h31 • atualizado às 13h23 O Irã planeja lançar uma espaçonave tripulada dentro de sete anos, dois anos antes do previsto, disse nesta quinta-feira o presidente do país, Mahmoud Ahmadinejad. “Num futuro próximo vamos enviar ao espaço uma sonda de comunicações, com vida útil de cerca de um ano”, declarou Ahmadinejad durante uma conversa ao vivo na televisão em Hamadan, oeste do Irã, segundo… Read more »

Dalton

Apenas como curiosidade…

o USS Indianapolis que transportou parte da bomba foi torpedeado por um submarino japones uma semana antes do ataque a Hiroxima perecendo cerca de 900 americanos, muitos deles vitimas de tubarões.

No dia 6 de agosto, o submarino USS Bullhead foi afundado por uma aeronave japonesa perecendo todos os 80 tripulantes.

Houve muitas outras mortes americanas neste interim, algumas até acidentais,que continuariam ocorrendo enquanto o Japão nao se rendesse,

Andre Luiz

Uma coisa que quero reforçar. Não sei se a utilização da bomba foi a melhor solução, e naturalmente sou contra o uso de um artefato nuclear. O japão era muito dependente de petróleo importado e de outras matérias primas para manter sua capacidade de guerrear . A questão é: As coisas à época estavam longe de serem simples e a decisão longe de ser trivial. Não é algo como dizem: Oh, é obvio que tinhamos outra opção, é óbvio que o Japão estava para se render, é obvio…. nada disso é real. Foi uma puta decisão difícil, existia sim o… Read more »

airacobra

modo ironico on:

realmente uma foto “gay”, só reparar nos shortinhos deles combinando perfeitamente com o nome do avião

modo ironico off:

se não fosse esse ataque a guerra duraria mais um ano ou ate mais

iria ser operação olympic contra ketsu-go, seria um massacre de proporções bem maiores que os ataques nucleares, pois os japoneses lutariam ate o ultimo homem e a recuperação do pais demoraria bem mais.

recomendo a todos a leitura do livro A ULTIMA MISSAO: a historia secreta da batalha final da segunda guerra mundial – Jim B. Smith

sds

Alexandre Galante

Só para lembrar, o nome “Enola Gay” era em homenagem à mãe do piloto, Paul Tibbets.

Rodrigo Marques

Dalton,

Só por curiosidade, no filme “Tubarão” de Spielberg, um dos caçadores do bicho era um sobrevivente do USS Indianapolis, o relato, mesmo que ficcional é impressionante.

Os caras cairam feridos no mar, como o bicho sente uma gota de sangue à 2km de distância…

Giordani,

Esse programa espacial do Irã segue a mesma linha do nosso VLS, um míssil intercontinental multipropósito…

Acho os centros de pesquisa e lançamento desse bicho também serão alvo quando as instalações nucleares forem atacadas.

Marine

PQP!!!! Quanto comentario sem a menor nocao historica, afirmacao sem cabeca! Os EUA comecaram a guerra?! Bloqueio Naval?! Sinceramente vao ler muito, mais e muito livro de Historia antes de virem aqui arrotar besteira… Pros generais de poltrona que adoram passar julgamento em fatos decadas apos e sem usar o contexto historico, procurem ler sobre a Operation Downfall, alias tem ate uma materia no blog Forte sobre isso so pra comecar. Depois ja que sao tao sabidos estrategistas e humanitarios facam o favor de nos iluminar com suas grandiosas alternativas! O coisa pra dar raiva, esse pessoal general de poltrona!… Read more »

Dalton

Rodrigo…

Bem lembrado, o ator Robert Shaw deu um show a parte ao dramatizar o afundamento do Indy.

O Capitão McVay foi injustamente acusado de ser parcialmente responsavel pelo afundamento e recebia ano após ano cartas de familiares de tripulantes mortos acusando-o.

O livro “In harm´s way” descreve não apenas os ataques de tubarões
mas todo o embaraço que o nobre capitão passou depois.

Acabou desenvolvendo problemas mentais e finalmente cometeu suicidio em 1968.

abs

Vitor

Nossa, alguem errou feio a historia ai.
Enfim.
Graças a essa explosao em 1945 que ninguem mais explodiu outra Nukebomb em cidade alguma.
Caso contrario nao haveria temor e o clamor para nao usar essa arma.
Certamente seria um mundo diferente.

Belisario

Ataque covarde q nós insistimos em publicar como heroísmo…eram civis..hoje mata-se da mesma forma covarde no Iraque e afeganistão..mulheres, crianças, idosos, indefesos para com isso conseguir “dobrar” os guerreiros! Ataques covardes..só isso!

Marine

Belisario,

Qual a alternativa do senhor entao? Opiniao todo mundo tem….nos apresente uma solucao!

Alexandre Galante

Marine, don’t feed the trolls! rs

Carlos_Fluzao

Bem, o maximo que o Japao poderia fazer era se entocar mesmo, apesar do nome pomposo da operaçao, sem recursos estariam na idade da pedra novamente em poucos meses Mas tem uma série de coisas que ainda geram controvérsia, talvez os EUA não quisessem enfrentar uma longa batalha no pacífico enquanto Stalin avançava sobre a Europa, e como não havia esperança do Japão capitular apelaram para as armas atômicas. Lembremos que, mesmo após a rendição, o imperador foi poupado da humilhação, pelo menos por parte dos vencedores. Até onde eu sei, ele não foi exibido como um troféu. Tanto que… Read more »

Rodrigo

Alexandre Galante disse:
6 de agosto de 2010 às 12:50

Ainda bem que você deixou claro, senão ia ter gente aqui pensando que era um traveco.

Ivan

Marine,

Take easy.

Quem conhece a história pode compreender que a bomba era a alternativa menos ruim, diante da obsessiva e inútil resistência japonesa na linha de frente e da ameaça soviética pela retaguarda do extremo oriente.

Talvez tenha sido dos males o menor.

Abç,
Ivan, do Recife.

THIAGO

Só para constar, perguntaram se em uma eventual interceptaçao de um missel nuclear intercontinental por outro missel poderia desencadear uma explosão atomica, responderam que não, pode sim ocorrer a explosão, primcipalmente em bombas de fissão, onde o gatilho inicial é uma explosao de composto plastico ( c4 por exe,plo ou dinamite)….mas a probabilidade é remota…

MA

O que fazer? De um lado temos a possibilidade de uma invasão em larga escala, passando pelas árduas defesas inimigas, que custará extremamente caro, em termos materiais e humanos, e que muito provavelmente deixará todo o território japonês arrasado. De outro eu posso lançar duas das armas mais poderosas construídas pela humanidade até o momento. Com isso eu encontro alguma utilidade (e uma boa explicação para o eleitorado) para aquele projeto extremamente despendioso que demorou três anos; consigo conservar o parque industrial e as instalações de boa parte do Japão, conseguindo recuperá-lo facilmente no pós-guerra e conseguindo um aliado (marionete)… Read more »

leandrorm

Os bombardeios atômicos de Hiroshima e Nagasaki (no dia 9 de agosto)não foram o fim da segunda guerra mas o primeiro ato da guerra fria que se seguiu até a queda da URSS, os EUA precisavam mostrar força para os russos, os japoneses só foram usados como exemplo do que iria acontecer com quem entrasse em confronto armado com os americanos, eles ficaram soberanos até que a Russia tambem desenvolveu seu artefato nuclear em 29 de agosto de 1949

rodrigo ds

André Luiz concordo com vc, a guerra já tinha acabado na Europa e o unico foco de luta era a Ásia, especificamente só o Japão oferecia uma feroz resistência, um bloqueio naval dos aliados já resolveria a coisa, videos feitos na época mostram que os japoneses antes do ataque nuclear já começava a passar fome, mas certamente com esse bloqueio morreriam até mais japoneses e soldados aliados, então a decisão desse ataque nuclear a meu ver tinha varios propositos: 1º – Mostrar que ainda tinha bala na agulha para enfrentar qualquer nação; 2º – Testar a bomba para ver sua… Read more »

Ozawa

Recomendo assistirem o excelente DVD HIROSHIMA – A humanidade e o horror. Com imagens de arquivo, novos recursos de efeitos visuais e reconstituições dramatizadas baseadas em relatos de testemunhas. “Hiroshima” coloca a explosão da bomba atômica em seu contexto histórico e político e apresenta sem rodeios as consequências terríveis de um ataque nuclear. p.s. para me posicionar no debate, o lançamento da “bomba” foi inevitável. Lembrem-se, a seguir a estratégia do salto de ilha em ilha, e após Okinawa, já bastante sangrenta, o próximo passo seria a invasão do próprio Japão, com a estimativa feita pelos próprios oficiais de estado… Read more »

CosmeBR

Parabéns Japão…por esquecer…

Brasil Acima de Tudo

brazilwolfpack

O Japao ja estava derrotado,e ja haviam comecado as discussoes internas sobre a rendicao aos americanos. A unica condicao seria manter o imperador Hiroito no poder,ao qual os americanos cederam no final das contas. O uso da bomba foi mais bem uma mensagem a Stalin,que se quisesse poderia ter chegado ate Portugal com o poderosissimo Red Army. Realmente como disse o amigo acima,nao posso imaginar a vida pos-guerra dos homems que tomaram parte nos bombardeios a Hiroshima e Nagasaki. Imaginem a conciencia,pesada com podas essas almas,mais de 150000 homems,mulheres e criancas.Principalmente as criancas,nos seus bercos,nos jardims da infancia,brincando com deus… Read more »

Vitor

Japao ja superou Hiroshima e Nagasaki, por que os anti-americanos nao?

Bosco

Alguém segura o Marine aí gente! Senão ele faz “bestera”
rsrsrsrsr….

Francisco AMX

Marine, Solução? continuar a guerra convencional, porém sem bombardear cidades! soldado também foi feito para morrer! O que estranha mesmo foi o lançamento de 2 bombas num intervalo de 3 dias… será que se deu tempo do inimigo perceber e se organizar para pedir “água”? creio que não! De toda forma isso não é exclusivo do americanos, alemães, russos, Iraquianos, Japoneses… todos usaram deste horrendo artifício… e fico triste que pessoas esclarecidas, hoje, achem algum jeito de aceitar tais barbaries… guerra é para soldados! civis não podem sofrer de forma avassaladora… já é inaceitável o “efeito colateral”, imaginem a indiscriminação… Read more »

grifo

Sobre bombardeio de cidades, vlae lembrar que Hiroshima e Nagasaki foram escolhidas principalmente por terem sido até aquele momento poupadas dos bombardeios convencionais americanos, estando ambas relativamente intactas. Isto permitiria se verificar o real estrago causado pelo armamento nuclear. Antes disso, os americanos já tinham praticamente destruído Tóquio com bombas incendiárias, e se estima que um único ataque em Março de 1945 tenha causado mais vítimas que qualquer uma das bombas atômicas. Hiroshima e Nagasaki passaram para a história por terem sido os primeiros e até agora únicos casos de uso de armas nucleares, mas em termos de carnificina estão… Read more »

Raptor

Se o cenário de Hiroshima e Nagasaki é aterrorizador, imagina o cenário de uma guerra global.

No link, um filme da época Reagan, ao qual tem como tema este assunto.

Partes do “Day After”: http://www.youtube.com/watch?v=G2H1E02iMHg

cerberosph

Testar a bomba……

A primeira bomba até tinha suas justificativas…mais a segunda foi um ato totalmente desnecessario e ignóbil.

Bosco

Pessoal, Devagar com o andor! Esse negócio de poupar civis em guerras, dano colateral, guerra desumana, politicamente correta, etc, é coisa de 20, no máximo 30 anos pra cá. Na SGM isso não existia. O conceito de “dano colateral” veio depois das armas guiadas de precisão, onde hoje é possível mirar na janela de um prédio no meio da cidade. Antes mirava era na cidade. Pra destruir um prédio era precisa que 100 bombardeiros jogassem 2000 bombas e rezar pra 1 acertar. Bombardear cidades era o suprasumo do politicamente correto há 50 anos atrás. Todos os lados fizeram isso. Os… Read more »

Últimas Notícias

FAB realiza enlaces de dados entre aeronaves usando o LINK-BR2 pela primeira vez

Os voos foram realizados durante a execução da Operação Íris, como foi denominada a segunda fase de ensaios de...
- Advertisement -
- Advertisement -