Home Manutenção Motor de KC-135R da USAF retirado para reparo depois de… 26 anos!

Motor de KC-135R da USAF retirado para reparo depois de… 26 anos!

437
10

Motor F-108 100 de KC135R retirado após 26 anos - foto USAF

Na foto acima, divulgada no site da USAF (Força Aérea dos EUA) no último dia 12 de março, está um motor que pode ser chamado de “veterano”. Trata-se da primeira turbina F108-100 entregue para equipar um avião tanque KC-135, e que nele esteve pendurada pelos últimos 26 anos – e que continuaria por lá mais alguns, pelo planejamento original, se não houvessem sido detectados problemas em suas pás, o que obrigou a retirá-la para, enfim, fazer a sua manutenção pesada.

O último voo dessa turbina deu-se na segunda de duas missões de reabastecimento realizadas em 1º de março, e o problema nas pás apareceu na preparação para a terceira missão. Nesses 26 anos, a turbina acumulou 13.409 horas de voo (o que dá uma média de 515,7 horas por ano). A manutenção pesada do motor será feita pelo 76th Propulsion Maintenance Group, na Base Aérea de Tinker, Oklahoma  (EUA), envolvendo a completa desmontagem, inspeção, reparo, remontagem e testes, o que costuma levar entre seis e oito meses.

O F-108 é a designação militar da USAF do motor CFM56-2B, produzido pela  CFM International, de uma família de motores que equipa aeronaves comerciais como o Boeing 737 e Airbus A320. Segundo a USAF, foi a primeira vez na história que a Força adquiriu um motor comercial para suas aeronaves.

Conforme informações do site da CFM, a média de serviço dos motores da família em aviões comerciais, antes da primeira visita à manutenção pesada, é de 12.000 horas na asa (chegando a 16.000 no modelo CFM56-3 que, após o “overhaul”, em média acumula mais 10.000). Em setembro de 2004, um CFM56-3C instalado em um Boeing 737-500 acumulou 40.728 horas na asa e 17.504 ciclos antes de sua primeira remoção, quebrando um recorde que vinha desde 2000 (de 40.531 horas).

Voltando para a área militar, o recorde indicado pela CFM para horas de voo acumuladas sem retirada da asa, em um avião militar, pertence a um CFM56-2A que somou, em maio de 2009, 19.655 horas em um E-6B da U.S. Navy antes de ser retirado para manutenção.

FONTE / FOTO: USAF

VEJA TAMBÉM:


Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
ViniciusModolo
ViniciusModolo
10 anos atrás

Como assim! Nunca na minha pobre vida achei que durava tanto!

Alexandre
Alexandre
10 anos atrás

Aqui no Brasil já tinha pego uns 50 urubus na aproximação do Galeão. Só lá fora se consegue esses números. Aqui com os lixões isso é praticamente impossível.

Vitor
Vitor
10 anos atrás

O motor ficou mais tempo na asa do que eu tenho de vida!

Leonardo
Leonardo
10 anos atrás

Duram mais porque não voam tanto quantos as operadas pelas empresas aéreas, porém mesmo assim é surpreendente 26 anos.

JACUBAO
JACUBAO
10 anos atrás

Êita motozão bom que só. 😀

Esdras
Esdras
10 anos atrás

Realmente achei surpreendente, mas com todas estas horas voadas, qual é o TBI deste motor?
Taí um assunto que merece um tópico de debate.

Deivid
Deivid
10 anos atrás

motorzinho danadinhu esse hen! kkk

Jacubão
10 anos atrás

Off-topic.
A MB tem a turbina TYNE recordista mundial de horas de funcionamento.

trackback
8 anos atrás

[…] Motor de KC-135R da USAF retirado para reparo depois de… 26 anos! […]