domingo, junho 20, 2021

Gripen para o Brasil

Durante quanto tempo a FAB utilizou seus caças?

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

p40

cacasFAB-tempo

f5

Observações

– O Meteor voou no Brasil até 1974, mas foi retirado dos esquadrões de caça em 1968;
– Jatos de treinamento como o AT-33 e o AT-26 foram incluídos pois atuaram em esquadrões de caça da FAB;
– Não foram incluídos os A-29.

- Advertisement -

9 Comments

Subscribe
Notify of
guest
9 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Welington

A real operação dos F-5E na Fab se deu em 28 de fevereiro de 1975, ou seja em 2020 a FAB completara 45 anos de operação dos F-5E, na minha opinião eles deveriam ficar até 2025 para fazer bodas,rsrsrs.
Sou fã desta caça…
Um grande abraço a todos…

Justin Case

Amigos,

Deve-se lembrar, também, que vários dos caças mencionados foram recebidos já usados, com alguma vida estrutural consumida e já em processo de obsolescência.
Abraços,

Justin

(Justin Case supports Rafale)

viniciusmodolo

n]ao entendi o caso do Gloester? eles foi desativado e continuo voando??? onde como porque???

isso num ná uma matéria não????

Alexandre Galante

Sim Vinicius, Meteor dá matéria e teremos uma muito boa! Aguarde…

Manoel

pena que os Mirage III tivessem sofrido uma ridícula atualização, e
a dos F-5 tivesse demorado tanto pra começar…li que os P-40 ainda iriam voar durante mais tempo, houve alguns acidentes por nao serem seguidas ordens de manutenção da fabrica o que provocou a perda das asas durante voos…

MO

pra ce ver …. aviao experimental é caça (AMX) ….. depois A1 eh caça ….

SO

casag

Perdão pela ignorância. Na primeira ilustração que caça é? P-40?
Aquela entrada de ar abaixo da hélice é um radiador de óleo, como no Stuka?

Fernando "Nunão" De Martini

Casag, São caças P-40, e a abertura é do radiador do líquido refrigerante do motor (o radiador de óleo, bem menor, também aproveita a mesma abertura, que é bem grande). No caso dos Ju-87 Stuka, há mais de um modelo, mudando o tipo de radiador. Nos modelos A (quase não utilizado), B (que fez a fama do tipo no início da II GM) e C (naval, mas que nunca operou embarcada), a posição do radiador do motor era semelhante à do P-40. Já nas versões D para a frente, apenas o radiador de óleo permaneceu naquela posição. Os do líquido… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini

Corrigindo uma imprecisão escrita acima: Na versão “Dora” do Ju-87, a abertura na parte inferior, sob o motor, também incorporava um terceiro (pequeno) radiador do líquido refrigerante, além do radiador de óleo. Faltou também escrever, embora não importe muito, que nas versões B e C o radiador de óleo ficava numa posição sobre o motor. E também faltaram as versões R, G, mas aí o assunto desvia muito. Sobre o tópico: Interessante que, entre todos os 11 modelos de caça citados, apenas dois são bimotores. Curiosamente, são os dois modelos adquiridos, novos, em maiores quantidades (excetuando-se o Xavante, que é… Read more »

Reportagens especiais

20 anos da Operação Tigre II em Natal

Em 1995 Natal sediou um exercício aéreo de grande importância para a FAB, mas que ficou marcado por uma...
- Advertisement -
- Advertisement -