terça-feira, setembro 28, 2021

Gripen para o Brasil

Array

Em homenagem às ‘viúvas’ do Sukhoi

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Reprodução de poster do Su-35 feito pela KNAAPO durante o FX-1 da FAB. Cá pra nós, o Su-35 com o cocar da FAB realmente fica bonitão, hein? A Vovódka bem que poderia reaparecer pra comentar.

Sukhoi para a FAB

- Advertisement -

40 Comments

Subscribe
Notify of
guest
40 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Paulo Renato

Obrigado caro Galante !!!!

Nossa que dor de cotuvelo do cacete !!!

Seria tudo de bom para a FAB

Abs

Francoorp

é Galante…este sim é que é “o Cara”!!!!

Sò de lembrar me vem lagrimas nos olhos…SNIF, SNIF, O sonho acabou cedo né!

casag

E seria o mais barato além do mais bonito e pelo menos nas qualidades aeronaúticas, o melhor.
A FAB os perdeu por política e pressão amaericana e ainda querem empurrar o SH?
Rafale!

osorio

É uma bela maquina,porque não classificarão o SU 35 ao invés da porcaria francesa,esse seria bem melhor,apesar de aminha preferência pelo SH.

osorio

FRANCESES NÃO SÃO CONFIAVEIS,HEHEHEHEHEHEHEH

Welington

Simplesmente o melhor e mais lindo vetor de 4.5G…
Um vetor que viria a rivalizar com o mesmo seria o F-15 SE, porem a Boeing vai classificar o mesmo como vetor de 5º geração…
Um grande abraço a todos…

Welington

OBS. Me refiro ao SU-35 BM e não ao SU-35 “convencional”, oferecido no FX1…

Ivan

Welington,

O SU-35 BM é realmente impressionante, mas poderia o Brasil mudar toda a doutrina e logística para comportar este vetor?

Não seria ele um beberrão de combustível, tal qual os F-15 Eagle, o que diminuiria suas surtidas de treinamento?

Custo, vc sabe, sempre me preocupa.

Respeitosamente, não quero desmerecer os SU-35 BM e concordo que, de avião contra avião, apenas o F-15 SE Silent Eagle poderia rivalizá-lo. Mas seria viável no nosso cenário?

Respeitosamente,
Ivan.

Welington

Ivan se a vontade do Brasil fosse de se equipar com um vetor pesado de alto desempenho ele seria o vetor ideal. A meu ver o Brasil não esta se preocupando com os custos, vide o Rafale permanecer na disputa, o Rafale é caro de se adquirir e manter, desta forma se for para se adquirir um vetor caro de se manter que compre o “melhor”… Particularmente tenho três visões claras, se o objetivo for ter uma força aérea imponente pelos próximos 30 anos sem se preocupar com os custos o melhor vetor é o SU-35 BM, se o desejo… Read more »

Baschera

No meu entendimento, perdemos ( mais perderam eles..) uma boa oportunidade de se fazer um bom acordo com os russos, que no futuro próximo nitidamente estão fadados à perder mercado. Exceto se o fantasmagórico PAK-FA sair do projeto e mostrar suas qualidades….

Acredito que a Embraer poderia transformar ou criar uma nova versão deste vetor “ocidentalizado” e muito mais capaz e mortal.

Pena….

Sds.

Welington

Concordo Baschera !!!
Um grande abraço…

Felipe Cps

Bem, uma coisa não se há de negar, bonito seria…

E pensando bem, em termos de custo-benefício… Sou mais o acrobático russo do que o queijo fedido francês… Mas desde que os russos se comprometessem a liberar a integração de armamentos, coisa que eles não fizeram/fariam…

Sds.

Welington

Felipe Cps a integração de armamentos seria a parte mais fácil, vide que os Russos já trabalham com o barramento ocidental que foi incorporado no SU-30 MKI, desta forma futuras modernizações seriam extremamente fáceis de serem realizadas tanto com sensores e avionicos quanto com armamentos…
Um grande abraço…

Paulo Renato

Caro CPS,

Queijo fedido Francês é ótimo !!!!

Muito bom cara está de parabéns cara.

Abs.

Felipe Cps

Welington em 02 dez, 2009 às 21:54:

Welington, o problema não seria o barramento, mas os códigos-fonte do sistema de armas.

Sds.

carl94fn

“Porcaria de Rafale queijo fedido” Ta bom então, vou joga como vcs desta vez: Se o Rafale ganhar é por que o Lula esta roubando o Brasil (afinal quem quer um avião de primeira linha de um país como a França, reconhecido como um dos melhores caças da atualidade e com transferência de tecnologia e acordos como a compra de aviões cargueiros que ainda esta no papel) eu é que não quero uma coisa horrível como essa. RA!! Não mesmo!! Invés disso quero um projeto inseguro (Gripen NG) que ninguém sabe quando vai voar e nem quanto vai custar (… Read more »

Francoorp

carl94fn HAHA, ótima reflexão, principalmente a parte da analise, se analise vencesse guerra, os USA no Vietnam teriam vencido!!! Mas, voltando ao nosso amado Flanker, creio que o barramento que o Welington se referia nos Su-30 MKI da Índia, fosse próprio os códigos fonte do sistema de armas, pois a barra de lançamento de mísseis, sob as asas, é uma coisa de fácil fabricação e integração, creio eu, e no mais a Índia usa uma parte de armamentos ocidentais em seus Flankers também, além do Astra(BVRAAM) que é um projeto indiano. Isso tudo é possível somente se o código fonte… Read more »

Robson Br

O projeto do A-400M é um bom exemplo para os que defendem projetos como o Gripem NG, PAK-FA, etc… O que está acontecendo com o cargueiro Europeu serve de alerta para ver que os custos programados normalmente são superados pelo custo real. Veja também o caso do AMX. Outra questão é o tempo de ficar operacional, Ou seja, não temos tempo. O Brasil ainda não domina tecnologias críticas, tanto na parte se sistemas, como mecânica, pois ainda não produzimos nem os motores para nenhuma categoria de aviões. Participar de um projeto como o gripen em que os ítens principais estão… Read more »

vovodka

Oooooooi meus netinhos e viuvas do meu saudoso Brasiiiiilll!!!!! Me chamaram e a veia aqui voltou!!!! Muita novidade pra contar pra voceis que a vovo´ veia tava la´ na lua quase morrendo que tava acabando a vodka que eu transformava em oxigenio e alimento quando veio aquele trambolhao da nasa fazer o dip impakit!!! A veia foi pro espaco e ficou flutuando em orbita e quem salvou a veia foi um disco voador e agora eu to abduzida!!!

Vovódka Abduzida

E adivinhem quem tá aqui comigo no disco voador?!?? O meu Pavelzinho querido!!! Ele nao morreu nao, ele foi abiduzido que nem a veia quando tava testando um novo modelo de aviao meio Sukhoi 27 meio disco voador e os ET gostaram do projeto e abduziram ele!!!! Mas ele nao quer mais saber da veia nao que tem um monte de sirigaita aqui no disco tambem mais como o Iuri Gagarin tambem foi abiduzido tempos atrais e nao envelheceu por causa da velocidade da luiz ele ta´ um gatao e gosta de tomar vodka dos ETS com a veia aqui!!!!!

Vovódka Abduzida

E esse disco voador e´ muito bom e a veia se comunica com voceis de um aparelho que poe na cabeca e faiz tudo por telepatia inclusivi os meus erros de portugueis que a veia ta´muito veia pra aprende direito essa lingua do capeta de voceis!!!!! E o pagamento eu ja´ avisei pros home ai do blog que tambeim ta´ indo por telepatia pra conta deles ai´!!! E esse disco voador tem muita coisa do meu Pavelzinho querido que ele e´ um genio e ainda vamo telepatizar umas coisas la´ no birou da Sukhoi e pros Rosoboronexportes pra incorpora tudo… Read more »

Felipe Cps

Ai carai, a véia conseguiu fugir da lua, rsrsrsrs…

Rodrigo Marques

Somente na situação SU-35BM (com liberação para integrarmos nossos sistemas) e engajamento no projeto PAK-FA valeria a pena um acordo Brasil-Russia no FX-2.

ferreiraely

VIVA a Vovódka

flaviodepaula

Até hoje me pergunto porque no FX2 tem SH e não tem SU35BM…..
Até hoje me pergunto porque no FX2 tem Rafale e não tem SU35BM…..
Até hoje me pergunto porque no FX2 tem Gripen NG e não tem SU35BM…..

Queria entender o que “realmente” aconteceu.

Da geração deste ai, só quem esta no nível é o F15SE.

Sds

Francisco AMX

Mas já era… o negócio agora é o SH, NG e Rafale! 🙂

Este bixão feito na EMBRAER, com algumas tecnologias furtivas…, mísseis russos de última geração como a nova versão do R-77…

Ma parece que os Russos preferiram passar tecnologia para os chineses e não para o Brasil… (esta sim é uma estorinha que eu não consigo acreditar)

Ivan

Chicão,

Bem colocada sua ponderação.

Provavelmente por que os chineses pagam Royaltes direitinho, não copiam descaradamente os produtos dos outro e ainda tem muito excedente agro-pecuário para abastecer de comida o povo russo.

O Brasil deve ser uma grande ameaça para eles, inclusive com a imensa froteira entre os dois…

Ou seria tudo ao contrário? ? ?

Bem lembrado, amigo.
Ivan.

RodrigoMF

Quem desclassifou o Su35BM da short-list não foi a FAB, foi o NJ. De público ele afirmou que os russos não queriam transferir tecnologia.

Ai eu pergunto…
Como eles não queriam transferir tecnologia e nos convidaram para participarmos do desenvolvimento do PAK-FA segundo o MU ?

Esta short-list foi criada para dar o Rafale, não foi uma concorrência séria.

Rodrigo Marques

Complementando o que o meu xará escreveu.

O Brasil estava interessado em adquirir tecnologia para seu sub nuclear, algo que também foi negado pelos russos.

Os franceses toparam e aí acho que a venda casada aconteceu.

Eu vou ficar absolutamente surpreso se nao der Rafale.

Abs

RodrigoMF

Tenho minhas dúvidas se estes subs convencionais ficarão prontos no prazo estipulado, imagine o convencional.

Para mim as verbas só estarão garantidas até o final da construção do estaleiro e os servidos da Odebrecht estarem devidamente pagos.

flaviodepaula

Eita conspirações……o pessoal de hollywood deveria passear por aqui….

Só espero que os conspiradores não estejam corretos.

Se foi venda casada ou não, vai nos levar a outro patamar.

E, os russos, não querendo acordo no SubNuc, só conseguiram uma coisa: perder dinheiro.

é meu ponto de vista.

Sds

Rodrigo Marques

Flavio,

Não tem conspiração nenhuma, isso é uma mera especulação sobre negócios…

E de fato, quando o sub nuclear estiver no mar, e os Rafale no ar ( e principalmente se pudermos construi-los por aqui) estaremos em um patamar muito elevado, e merecido.

Abs

Walderson

Galera, um negócio interessante acontece neste Blog: 1) Qdo a MB escolheu a IKL para fornecer o sub, malhavam-na porque o francês era melhor. Pois bem, mudou tudo. A MB mudou o foco e escolheu o Scorpène. Agora este não presta por vários motivos. Igualzinho ao que diziam do sub alemão (214). 2) Agora é a vez do Rafale ser malhado. Fico pensando como seria se o SH fosse o escolhido. O que diriam dele. É só um desabafo. Acho o Rafale um excelente avião, mas quero que ganhe o que for melhor para o Brasil. Por isso, acho que… Read more »

Guilherme Poggio

Walderson,

O propósido do blog também é promover o debate, independente de quem seja escolhido. Você está confindindo “malhar” com avaliar os pontos negativos, embora não esquecemos dos positivos também. Isto é parte da discussão.

Os órgãos oficiais não vão levantar os pontos ruins. Caso você queira somente ver os pontos positivos, leia somente os informes oficiais.

Walderson

Ah! Não tenho dúvidas: o SU é um excelente avião tb.
Mas o problema é a confiança no pós-venda dos russos.
Um detalhe é que saberemos em breve se é ou não um bom pós-venda com os heli Mi-35. Torço para que seja apenas um preconceito nosso e que corra tudo bem e possamos passar a comprar equipamentos russos quando for o caso.

Um abraço.

carl94fn

Walderson

O Brasil pagou muito caro nesses helicópteros mais que o normal, provavelmente pra garanti peças e manutenção então não teremos uma visão claro dos fatos com o Mi-35, teria que se uma compra pelo preço “normal” se bem que isso não existe no meio militar. Para avaliar melhor só com exemplos estrangeiros os nossos Mi-35 estão bem na foto!!

Hornet

Walderson,

eu nem falo mais nada (sobre o que vc escreveu no seu primeiro comentário)…parece aquela coisa de adolescente abestalhado, sabecumé, né? Ah! eu sou do contra…hehehe… Típico!

Vovódka,

trouxe umas vódkas pra gente?…hehe

Seja bem vinda novamente!

abração aos dois

Hornet

Poggio,

podemos discutir as coisas de várias maneiras. Mas tem horas, como foi no caso do Sub, que o blog quer provar uma tese. Aí complica.

Algo semelhante está ocorrendo no caso Rafale também…mas enfim…

abração meu caro

Welington

Desculpem a demora, estava um pouco sem tempo… Barramento é um conjunto de linhas de comunicação que permitem a interligação entre dispositivos ou sistemas. Na década de 60 observou-se um aumento da quantidade de equipamentos aviônicos embarcados em aeronaves, resultando em sistemas de integração complexa. Com o aumento da complexidade, tornou-se necessária a melhor distribuição das informações entre os sistemas, pois os sistemas antigos conectavam uma pequena quantidade de aviônicos ponto-a-ponto e, quando uma informação era necessária a vários equipamentos, várias ligações físicas eram feitas entre eles. Para evitar tais ligações, foi criado um caminho de dados único entre os… Read more »

gustavo

vamos torcer para que o f-x da marinha ele esteja de volta e ganhe. ja pensou
TOP GUN BRASILEIRO!!!!!!

Últimas Notícias

Zhuhai Airshow 2021: Apresentação do caça stealth Chengdu J-20

Pela primeira vez, o caça J-20 da Força Aérea do Exército de Libertação Popular da China (PLAAF) equipado com...
- Advertisement -
- Advertisement -