sábado, maio 15, 2021

Gripen para o Brasil

AMX ACOL

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

AMX ACOL

O AMX ACOL (Aggiornamento delle Capacità Operative e Logistiche ). A modernização dotou o avião de novo sistema navegação/ataque por INS/GPS, novo MFD LCD, crash recorder, substituição de ítens obsoletos, melhoria na suíte de guerra eletrônica (EW), integração do designador laser Thales CLDP e a habilidade de usar as novas bombas JDAM da Boeing, guiadas por GPS.

- Advertisement -

31 Comments

Subscribe
Notify of
guest
31 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
marujo

A modernização dos nossos AMX vai ser mais extensa do que a dos italianos?

Tiago Jeronimo

Vai sim Marujo, os nossos vão ficar bem melhores, os A-1M terão uma modernização nos moldes do F-5M.

1maluquinho

Sempre tive um encanto e respeito por esta aeronave que é a nossa cara

Caipira

Rapaiz…se fico eficiente eu não sei, mas fico bunito demais com essa pintura.

RenanZ

Nossa….bati o olho no nome da matéria
e ja estava pensando em Etanol nos aviões !!!!

Paulo Renato

Vamos esperar o primeiro sair para ver como vai ficar, mas com certeza vai ficar bem melhor do que está !!!
Vamos ver sua pintura final qual vai ser.

Abs.

rodrigo avelar

ao invés de modernizar não sairia mais barato construir outro amx já modernizado?

marujo

Obrigado, Tiago.

Menezes

comentário em 22 out, 2009 às 11:23

“Sempre tive um encanto e respeito por esta aeronave que é a nossa cara”

Pergunta: Com qual dos 3 finalistas do F-X2 mais se parece com o AMX?

Getulio - São Paulo

Penso que a Italia deveria fazer um plano estratégico com o Brasil e repassar esses AMX para nós formarmos uma frota norte na altura da foz do Amazonas.

Aviãozinho

Nossa….bati o olho no nome da matéria
e ja estava pensando em Etanol nos aviões !!!! (2)

eu também

JapaMan

Alguém sabe me informar qual é o prazo para o primeiro A-1 ficar totalmente modernizado?

abs.

Felipe Cps

Até que ficou bunitinho esse “Bôto”… 🙂

Sds.

Francisco AMX

Ficou lindão! aliás o AMX carece de muitas coisas, menos beleza!

Já que decidiram modernizar, não custaria nada a Italia, nos doar os AMX deles (com canhão Vulcan e tudo rsrsrs) para complementarmos nossa “frota”…

Não sei onde li… mas li, que o motor do Rafale o m-88 poderia susbstituir os motores dos A-4 nossos… será que não substitui os do AMX? se der Rafale, podería-se ter os AMX “turbinados” e com uma potência bem maior, apesar de ainda serem sub-sônicos… já o A-4 passaria par os Mach 1,3…

cleuber

Geetúlio,
sua sugestão seria bem vinda!Os amx’s italianos seria uma ótima opção para a região amazônica.Só acho que eles deveriam se viessem, ser dotado de capacidades para disparar misseis antinavio como os exocet!!Isso daria um novo patamar para a vigilância da região Norte!!!

1maluquinho

MENEZES…..O meu preferido no FX-2 sempre foi o Gripen…Pra mim o AMX se assemelha a ele em termos de rusticidade,manobrabilidade…Ja que tocou no FX2…Pra mim tanto faz Rafalle ou SH,este ultimo talvez por ser melhor e conhecido em parte por nossos pilotos.Mas continuo afirmando que deveriamos fazer tudo,comprando ou associando-se a Saab para termos Rafalle ou SH com o Gripen tambem,porque como o AMX é nossa cara eu acho que o Gripen tambem é e que apartir dele poderiamos chegar a um Tupyniquim de quinta excelente.Saudações a todos,aliados e Bolivarianos.

Roberto

Caro Francisco

Será que o design do AMX suportaria velocidades supersônicas? Que eu saiba ele foi projetado para altas velocidas subsonicas (1000km/h) em ataques de baixa altitude. Aliás em características operacionais o A4 e o AMX são parecidos. Como dizem, nosso AMX poderia ter sido muito mais, se não tivesse havido os cortes orçamentários e atrasos. Mesmo assim ficou um legado muito grande de aprendizado tanto para a FAB como a Embraer.

[]’s

storm

Japaman, não sei o prazo de entregua do A-1M pronto, mais sei que a primeira célula de A-1 foi entregue pela FAB a Embraer em 2007 para servir de estudos iniciais e de protótipo para o programa de modernização do restante da frota.

Este avião foi o AMX A-1 5530, do esquadrão Poker.

Edmar

Caros Amigos.:

O “AMX A-1” se modernizados vão ser bem úteis a FAB.
Já ouvi falar que o “AMX A-1” é muito bom em manobras de baixa altitude e se destaca. Então aproveitanto a estrutura robusta do “AMX A-1” poderemos modernizar e telos por mais uns 10 a 15 anos.
Temos um total de 53 “AMX A-1”, mas poderíamos adquirir mais umas 7 unidades da Itália para termos um total de 60 aviões. Poderíamos dividilos em 5 esquadrões de 12 unidades cada.

Abraço aos amigos do blog.

alvespereira

Pelos Equipamentos integrados, o AMX adquiriu não apenas beleza mas condições além daquelas que já possuía, os Italianos fizerem o que nós Brasileiros não fizemos, seja por qual motivo, mas o certo é que deixamos de fazer, e fica a pergunta porque a embraer matou o projeto do AMX brasileiro, questões de governo ou recurso? acontecerá o mesmo com o escolhido no FX-2? Pelo visto na modernização dos A-1 da FAB vamos continuar um passo atrás dos irmãos os AMX italianos, e para mim isto é uma vergonha para Indústria de Defesa Nacional, um povo que só fala em meios… Read more »

João Augusto

Ficou bacana. Agora, porque diabos a Itália doaria os AMX dela? Eles não usam mais?

Paulo Renato

A modernização dos AMX será apenas para garantir alguma autonomia aerea até a chegada do FX2.
Com a chegada do FX2 a FAB será apenas um padrão de caça.Até o momento é a ideia da FAB.
Aos poucos od F5M eo AMX A1 serão substituídos.
Isso deve acontecer tb na Itália com os E2000.
Ainda temos muito o que comprar, temos muitos Helis para substiuir da 3 Forças, a MB então nem se fala.

Abs.

Paulo Renato

Caro João Augusto,

A FAI separou um lote de AMX que não mas fazeram parte do seu esquadrão.

Abs.

Fernando "Nunão" De Martini

João Augusto,

Para mais detalhes sobre os AMX italianos, sugiro digitar as palavras AMX e Itália no campo busca, canto superior direito da página.

Entre as matérias que aparecerão na busca (algumas de operações bem recentes), aparecerá também esta, que dá uma ideia das prioridades italianas, reforçadas ao tempo do auge da crise econômica por lá:

http://www.aereo.jor.br/2009/04/09/amx-no-topo-da-lista-dos-cortes-da-italia/

Fernando Cabral

Se colocássemos mais motor no AMX ele não poderia desempenhar a missão para a qual foi projetado – ataque ao solo – o motor que ele utiliza atualmente permite que ele transporte uma considerável carga de armas a aproximadamente 500 knots, com mais motor penso que isso não seria possível, pois aí teríamos que trocar as asas, etc. etc. Modernização de avião não é igual a tunar um carrinho, o bucaro é mais embaixo.

rodrigo avelar

pois eu ainda acho um erro modernizar esses aviões, seria melhor comprar uns f-16 por exemplo dq modernizar os AMX

Seal

Bela foto!
Carregado de armas e bombas daria um ar mais imponente!!

Eu acho que a FAB acertou em modernizar seus A-1,que após a modernização se tornarão mais mortíferos,com capacidades ainda que não existem nos atuais,como interdição marítima com capacidade para lançar mísseis anti-navios,radar,e guerra eletrônica.

Se não me engano,parece que a Itália vai vender um esquadrão de AMX para o TO afegão,para atuar naquele cenário.

Francisco AMX

Rodrigo Avelar, eu tb concordo com isso! porem já que decidiram modernizar… que seja! e que não demore!

R_Cordeiro

Felipe Cps em 22 out, 2009 às 13:38

Até que ficou bunitinho esse “Bôto”…
Sds.
_______________________

hahahaha.. realmente Felipe, realmente!

Felipe Cps

Aliás, o AMX para parecer um bôto com asas não falta nem o furo em riba dele, rsrsrs…

Walderson

Galera, na boa. Eu sei que seria extremamente interessante termos F-16 no Brasil, mas o que a FAB quer é que tenhamos um parque industrial que nos dê uma certa independência em relação aos equipamentos usados por ela. Uma compra de prateleira, como a feita pelo Chile, não interessa segundo este ponto de vista. Com essa modernização, o país adquire uma maior capacidade em produção de aviônicos e em fazer a própria modernização. Seguindo esta linha, acho que a FAB está certíssima, pois se assume um bolivariano no Chile também, quando os F-16 precisarem não terão equipamentos. Vai ficar tudo… Read more »

Reportagens especiais

Além do Gripen – parte 2: conversa com piloto de provas da Saab e atualizações sobre o programa

Em 9 de maio, o Poder Aéreo cobriu a apresentação das instalações da Saab Aeronáutica Montagens – SAM –  ...
- Advertisement -
- Advertisement -