quarta-feira, outubro 20, 2021

Gripen para o Brasil

Array

COMDABRA conclui exercício inédito de combate BVR simulado

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

O Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (COMDABRA) realizou, no período de 19 a 25 de setembro, no Instituto de Controle do Espaço Aéreo (ICEA), em São José dos Campos (SP), a Operação COMDAEX 2009 – Fase Simulada. Nesse exercício, totalmente simulado, inédito no Brasil, teve por objetivo a criação e treinamento, em ambiente virtual, do que poderá vir a ser executado na realidade, quando no desenrolar de uma operação aérea militar fictícia ou verdadeira. O ICEA, com infraestrutura, suporte, desenvolvimento e tecnologia contribuiu, mais uma vez, para o exercício.

Estiveram, também, em treinamento de combate no ICEA, dezenas de Controladores de Operações Aéreas Militares (COAM) com objetivo de aperfeiçoar os procedimentos de Controle Militar, os COAM participaram do estágio de treinamento, utilizando o Laboratório de Simulação de Operações Militares do ICEA, para executarem missões de controle de Combate Aéreo BVR (Beyond Visual Range). O Combate BVR é uma das táticas mais modernas dentre as utilizadas pela maioria das forças aéreas estrangeiras participantes da OTAN.

A Operação COMDAEX 2009 Fase Simulada, contou com 80 militares de diferentes forças sob coordenação e gerenciamento do Comandante do COMDABRA, Major-Brigadeiro-do-Ar Gerson Nogueira Machado de Oliveira, e do Estado-Maior Combinado do COMDABRA, o Coronel-Aviador José Eduardo Portella Almeida.

Esta simulação da Operação COMDAEX 2009 no ICEA foi coroada de pleno êxito e assim, pela primeira vez em sua história, a Força Aérea Brasileira experimenta toda uma operação militar em ambiente 100% simulado, procurando analisar erros, acertos, lições aprendidas e o aperfeiçoamento da doutrina, antes mesmo de realizá-la.

FONTE: COMDABRA

- Advertisement -

7 Comments

Subscribe
Notify of
guest
7 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Clésio Luiz

Isso é muito importante. O combate BVR é coisa recente na FAB, e doutrinas de emprego de armamento não aparecem do dia pra noite. Com simulações, poderemos desenvolver táticas para tirar o melhor proveito de nossos meios, sem termos que gastar fortunas em horas de vôo. Com isso, os vôo podem ser empregados para a comprovação das táticas, ao invés de desenvolve-las.

E esse tipo de treinamento já é feito a muito tempo lá fora. Já estava na hora da FAB se utilizar desses meios que são populares em forças aéreas de ponta.

Rogerfer

Isso porque os recursos são poucos. Simulados em ambiente virtual é bom, principalmente para quem tem recursos limitados, mas imaginem a Força Aérea fazendo manobras/simulações no ar com esquadrões de cada canto do país, seria demais. Estou dizendo já com o novo vetor. Imaginem ainda ver a Marinha do Brasil fazendo exercícios noturnos em PA’s. Sei que parece impossível para nós, mas sonhar não custa nada…

Seal

A FAB sempre participou de grandes exercícios.
Os exercícios Cruzex,Red Flag principalmente,deram um grande salto para a FAB no que tange ao Comando,Controle,comunicação e Inteligência(C3I),colocando-a atrás das principais forças aéreas do planeta.Este exercício simulado em combate BVR virtual,com certeza trará grandes benefícios para o treinamento dos pilotos de caça,desenvolvendo novas táticas de combate no treinamento real.

Ramir

Agora so falta um míssil BVR nacional… Sonhar faz bem! XD

aviãozinho

Pelomenos essa foi sem os americanos, acho ridiculo temos que precisar deles para qualquer coisa na área militar. Além deles saberem como é o nosso trabalho, ficamos restritos aos métodos deles.
É quando nós motramos para eles, como é a nossa estrategia de guerra naval, que horror.

1 pt para o Brasil.

aviãozinho

Só uma coisa, nos treinamentos internacionais entre países, notei que as grandes nações não dão o menor empenho, simplesmente só vão por ir. E os países como Brasil, ralam a cabeça e quebram a cara para ser os melhores. Realmente são, mas o Brasil, para mostra supremacia e não fazer feio lá fora, tem que mostra o melhor, acho isso ridículo, assim as grandes nações podem ver as nossas táticas. Enquanto isso, eles não demonstram o menor empenho, nem fazem questão. Acho que esses treinamentos tipo RedFlag e etc são para as grandes nações verem como são as nossas táticas.… Read more »

Tales

Ramir em 16 out, 2009 às 21:33

“Agora so falta um míssil BVR nacional… Sonhar faz bem!”

Verdade. Comungo desse teu sonho, juntamente com os de um SAM de médio alcance e de um Míssil Anti-Navio nacionais (ao menos sobre esse já há estudos prevendo seu desenvolvimento pela Mectron).
Abraço

Últimas Notícias

ADEX 2021: SAAB propõe o GlobalEye para o requisito AEW-2 da Força Aérea da República da Coreia

O sistema de vigilância aerotransportada multifuncional GlobalEye da Saab está sendo proposto pela empresa sueca para atender ao requisito...
- Advertisement -
- Advertisement -