terça-feira, abril 13, 2021

Gripen para o Brasil

Array

Afeganistão pode tornar-se terceiro operador de AMX

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

amx-italianos-volta-da-red-flag-foto-aeronautica-militare

A empresa Alenia apresentou uma proposta à USAF para vender um lote de caças AMX da Força Aérea Italiana para a Força Aérea do Afeganistão (Afghanistan National Army Air Corps).

Um representante da Alenia confirmou a oferta, feita em abril deste ano, acrescentando que a mesma incluía um lote de aproximadamente 20 aeronaves Alenia/Embraer AMX que não será modernizado pela Força Aérea Italiana.

Atualmente a USAF é responsável pelas compras de aeronaves militares para o Afeganistão. Uma oferta semelhante foi aceita no passado recente quando aeronaves de transporte G.222 italianas foram oferecidas. Os primeiros G.222 deverão ser entregues ao Afeganistão ainda esta semana.

Até o momento a USAF não se manifestou sobre a proposta, mas foram levantados questionamentos sobre a manutenção das aeronaves.

Estes AMX oferecidos não fazem parte do lote de 52 que está recebendo o pacote de modernização conhecido com ATOL. A Itália espera enviar algumas aeronaves para dar apoio às tropas da OTAN que combatem no Afeganistão.

LEIA TAMBÉM:

FONTE: Flightglobal

- Advertisement -

6 Comments

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
matheus

Isso mostra que apesar de ter passado mais de 25 anos o AMX ainda é uma aeronave notável, deveríamos abrir um novo lote com novo o motor EJ-200 da Eurojet que aumentaria em 20% o empuxo, a mais que o Rolls Royce do AMX, melhora em 40% do desempenho em decolagens. Além da variante o AMX-T e o AMX-E para guerra eletrônica.

Bruno Rocha

os AMX são pouco vendidos né?
Esse avião, sempre que olho para ele, não consigo reconhece-lo como um caça, mas no maximo como um jato de ataque terrestre.
Não temos aviões para dogfight, esses jatos que temos, sefossem usados como deveriam, virariam do aveso. Não aguentaria muito.

Não é a toa que os jatos do Brasil duram muito, eles apenas voam, seu treinamente é muito “mole”. Nossos pilotos tem um treinamento digno de um piloto de Flight Simulator. O Brtasil vai ter que mudar muuuuuuuiiiito.

Baschera

Não se compare os “Ghibli” ou AMx italianos com os AMX em uso na FAB, ainda mais os modernizados italianos.

Sds.

Luciano

O AMX só teve um defeito: foi lançado no tempo errado! na epoca que tinha aviões com mesma capacidade mas muito mais baratos no mercado (por causa do fim da guerra fria).

Storm

O AMX nunca foi um caça, e sim um avião a jato de ataque à superficie com possibilidade de se defender em caso de interceptação. O problema é que os nossos nunca tiveram um radar e nunca carregaram um míssel de auto defesa, sem contar a falta de potência do motor. Para o que foi projetado é um ótimo vetor, que desde o começo tinha limitações que deveriam ser corrigidas em novas versões, mas como se sabe no Brasil isso nunca saiu do papel. Se o Afeganistão vier mesmo a opera-los é mais uma prova da sua capacidade. Enquanto isso… Read more »

mestre

EEEEEEEEEEEEEE…

Pessoal moro em uma cidade do interior onde a base aerea mais proxima fica a uns 350 km e não é muito fácil ver aviões passarem. Ontém passou um elemento de AMX (2 aeronaves), em rasante pela cidade. É nuito show. Fazia 8 meses que não apareciam.

Combates Aéreos

F-15 usa o novo Legion pod para abater alvo com o míssil Sidewinder AIM-9X

O Legion Pod permitirá que os F-15 e F-16 detectem e engajem até mesmo aeronaves furtivas, sem ter que...
- Advertisement -
- Advertisement -