domingo, abril 11, 2021

Gripen para o Brasil

Array

Tupolev desenvolverá novo bombardeiro estratégico

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Tu-160

O ministro da defesa russo assinou um contrato com a fabricante de aeronaves Tupolev para desenvolver uma nova geração de bombardeiros estratégicos para a Força Aérea da Rússia, informou a agência de notícias Ria novisti nesta quarta-feira (19 de agosto).

Os Tu-95MC Bear, Tu-160 Blackjack e os Tu-22M3 Backfire, juntamente com os reabastecedores aéreos Il-78 Midas, formam a atual base da aviação estratégica russa. A Rússia espera substituí-los por volta de 2020.

Não foram revelados maiores detalhes sobre a aeronave.

- Advertisement -

78 Comments

Subscribe
Notify of
guest
78 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alfredo_Araujo

Não seria mais facil e barato expandir a linha de produção do Tu-160, ao inves de desenvolver um bombardeiro novo ?!?!?

Ou será q eles querem algo tipo B2??

Mauro dias

É o que parece , Alfredo , acho que intregaram o que já sabem sobre furtividade, e outras coisas mais.

Felipe Cps

Essa aeronave é o exemplo mais escarrado de como a extinta e funesta URSS copiava na cara dura o material bélico estadunidense (B-1).

welington

O novo programa se chama PAK DA (Perspektivnyi Aviatsionnyi Kompleks Dalney Aviatsyi- Future Air Complex for Strategic Air Forces) ela será baseada no Tu-160 Black Jack e no Sukhoi T-4 MS. A aeronave será steath e terá uma alta velocidade super sônica, de mais se sabe muito pouco sobre o estado atual do progama, mas pelas projeções a aeronave será apresentada por volta de 2015-2016, podendo ter seu primeiro vôo em 2016…
A intenção é possuir de 60ª 80 aeronaves…
https://pbrasil.files.wordpress.com/2009/07/t-4msaab67f80d-2df6-4048-8b68-20211d81637alarge.jpg
https://pbrasil.files.wordpress.com/2009/07/t-4msgb63fbc1e-0d94-4932-b453-de8ce0d57bf1large.jpg
http://www.rb-29.net/HTML/04.PAAvtnArt/PAShowScans/LateAdditions6/T4MS.gif
Um grande abraço a todos…

Esdras

Realmente fruto das cópias.
Não faz sentido desenvolver algo novo já que o que não falta para eles são várias versões deste tipo de avião……é s´po criar uma nova versão, mas os caras são vaidosos e sem noção de custo.

Alexandre G.R.S.

Ao que me consta, o projeto do Tupolev Tu 160 ja exista antes mesmo da USAF em conjunto com a Rockwell dar inicio aos estudos do B-1 Lancer.
Na verdade são aeronaves completamente diferentes sendo o aparelho russo muito mais capaz que o americano. Na verdade o Tupolev Tu 160 codinome OTAN BlackJack é umas das aeronaves mais aerodinamicamente perfeitas que existem.
Em um comparativo entre as duas aeronaves, o Tu 160 supera em muito seu rival EstadoUnidense.
O Tu 160 é um desenvolvimento do Tu 22 séries M2 e M3 que não tem contrapartida no ocidente.

LBacelar

Dizer que o TU-160 é copia do Lancer é a mesma coisa que dizer que o Typhoon é copia do Mirage 2000C…

Ou pior, dizer que que o cavalo é cópia da mula…

Detesto comentário feito em cima de hipóteses e “achismos”,

vamos pesquisar antes de falar!

Alexandre, vc está corretíssimo

Gunter

Felipe! Penso que em se tratando de requisitos parecidos, os técnicos tendem a ter soluções parecidas. Não creio que seja uma cópia do Lancer B-1. Ja li em algum lugar, não lembro onde, que o Tu-160 é mais rapido, e carrega mais armas, que seu equivalente americano.

Gunter

Opa! Foram mais rápidos do q eu na resposta!

Alexandre G.R.S.

“Em 28 de novembro de 1967 o governo soviético emitiu a ordem 1098-378, estabelecendo as especificações técnicas de um bombardeiro tripulado supersônico de alcance intercontinental armado com até quatro mísseis Kh-45 ou vinte Kh-22; velocidade máxima entre 3.200-3.500 km/h, na qual devia cobrir uma distância de 11.000-13.000 km voando a 18.000 metros. Estas e outras características deviam ser superiores à ameaça colocada pelo projeto norte-americano AMSA, cujo resultado final é o B-1B “Lancer”.” Ou seja. ambos os projetos surgiram concomitantemente sendo que as especificações técnicas da aeronave russa ja haviam sido lançados muito antes dos estadounidenses. Na verdade pelo fato… Read more »

tecnocskye

E será qual o dia que nós Brasileiros iremos produzir o nosso? Não houve um acordo pra desenvolver o C-190? enquanto isso dependemos dos outros!!!.

Primo

Havia visto pela Net que os TU160 estariam sendo construídos até 2030 a razão de 1 a cada dois anos, para que nesta data houvessem 30 aeronaves deste modelo em condições de vôo.

Mudaram os planos ou isto será a mesma informação com uma cara nova.

Kozamek

Seguindo a linha de pensamento do amigo, o MIG-25 é copia do F15, o Mig 23 e copia F111 e por assim vai…
Se ainda estivessemos falando da china até vai….
Amigo por favor se informe antes de afirmar alguma coisa

Alexandre G.R.S.

Prezado Primo; Sua afirmação procede. De fato foi noticiado na mídia internacional que a produção do Tu – 160 prosseguiria como supracitado. Porém é interessante observar que muitas das industriais que produziam os componentes para essa aeronave eram estatais e quando à queda do regime comunista muitas deixaram de existir ou passaram para o controle privado. Então o gerenciamento desse suply chain deve ter se tornado um inferno, tendo que se reinventar toda a logistica do projeto tornando o produto final por demais oneroso. Então ao invés de você “reinventar um projeto” mais viável deve ser a criação de outro… Read more »

karlus73

Podem comparar. Já agora que avião tem mais recordes de distancia, payload e velocidade? Tupolev TU-160 Blackjack Origin: Russia Type: long-range strategic penetration bomber and missile platform Max Speed: 1.079 kt / 1.243 mph Max Range: 14,000 km / 8.699 miles Dimensions: span 55.70 m / 182 ft 9 in length 54.10 m / 177 ft 6 in height 13.10 m / 43 ft 0 in Weight: empty 118,000 kg / 260,140 lb max. take-off 275,000 kg / 606,261 lb Powerplant: four 25,000-kg (55,115 lb) afterburning thrust Kuznetsov NK-321 turbofans Armament: provision for 16500 kg (36.376 Ib) of disposable stores… Read more »

Primo

Alexandre, acho que você tem toda a razão, o problema deve ter sido logístico mesmo. Se bem me lembro, após o fim da URSS a Ucrânia havia ficado com alguns destes aviões e depois de ter trocado 2 deles por saldo de dívida de energia com a Rússia, a Ucrânia desmontou todos os aviões remanescentes (por força de algum tratado de não uso nuclear assinado pelos Ucranianos) deixando apenas um como peça de museu. Logo, penso eu, se a Ucrânia ficou com alguns aviões é porque ela tinha uma participação grande na produção dos mesmos e certamente esta participação teve… Read more »

JC

copia ou nao, sao muito parecidos.
qual a intencao deles em construir bombardeiros estrategicos?
os icbm nao fazem melhor a funcao nuclear?
nao sai muito mais barato usar su-24 ou 34 pra bombardeios convencionais?

bruno

Se eles desenvolverem mesmo uma nova força de ataque nuclear baseada em borbardeiros acho que vai ser uma mistura de furtividade com alta velocidade, combinação mortal para qualquer bombardeiro.
Ao amigo JC eu também acho que os ICBM fazem um estrago bem maior, mas acho que não impõe tanto medo assim ao contrario do bombardeiro que impõe medo e respeito.

JC

Medo vc diz a inimigo tipo EUA e China ou a paises nao nuclearizados? O icbm sendo muito mais dificil de abater nao deveria dar mais medo?

Jonas Rafael

Bombardeiro tem a vantagem de poder atacar com armas convencionais. Acho que o maior problema deles não é substituir tanto os “Blackjack” mas sim os “Backfire”. A Rússia não tem uma Marinha tão poderosa e nem tem perspectiva de ter. Até porque seu acesso aos mares é de certa forma restrito. Sempre fez mais sentido pra eles basearem o grosso de sua força em submarinos. Nesse sentido ter uma grande força de bombardeiros rápidos e de grande autonomia que possam efetuar ataques à longa distância com mísseis de cruzeiro contra GTs inimigos, aproveitando-se da grande extensão territorial russa é um… Read more »

Jonas Rafael

Não tão poderosa a Marinha eu quis dizer em termos de projeção de poder. É claro que ela ainda é uma das mais poderosas apesar de toda a decadência.

Sandro

Concordo com o comentario do Jonas, e acrescento que no Brasil tambem temos o mesmo problema, uma marinha de projeção para uma evetual retaliação de um pais mais capaz que nós e algo extremamente custoso, o Ideal e ter Bombardeiros de longo alcance, mesmo que nunca venhamos a utilizar armas nucleares, sem duvida a posse de tal meio tal qual o sub-nuclear da medo…
Acho que 4 esquadrões de 6 aeronaves espalhadas pelas principais bases de nosso pais daria medo a qualquer nação, pois saberiam que mesmo sendo superiores, podem sofrer severas baixas….Abraços

Leonardo

Boa noite a todos

Me corrijam se estiver errado, mas pelo que sei, o Blackjack é o mais capaz bombardeiro existente, superando o B-52 e o TU-95 em capacidade de carga e alcance.

Se isso é uma cópia….

Abraços.

md 11

Felipe Cps e tao celebro lavado pela midia de Hollywood
que ele esquece que EUA pagavao pra quem roubase um aviao Sovietico que podese colocar os Engenheiro Americanos atualizados
nao foi atoa que um coreno entrego um mig 19 na guerra da Corea pros caras nao ficarem aver navio
sem falar que os caras chegarao no espaco primero
sem falar que os sovieticos forao os primeirosa levantar vou num aviao a jato nao operacional na segunda guerra
nao e di adimira que o cara pense asim ja que o Brasil edominado pela mida que a casa branca comanda

Bosco

O B1B trocou velocidade por “furtividade”. O B1 original fazia Mach 2.2 mas sofreu alterações no projeto para incorporar a tecnologia de redução da RCS. Isso fez com que sua velocidade máxima caísse para algo em torno de Mach 1.5 já que as principais alterações diziam respeito as tomadas de ar dos motores. Em compensação seu RCS foi reduzido em 100 vezes. Também não podemos dizer que um vetor é mais avançado que outro tendo em vista alguns dados de performance. Um bombardeiro foi projetado tendo em vista as especificações do ‘cliente’ que diga-se de passagem foram determinadas pela doutrina… Read more »

ExV.Emanuel

Hoje em dia não vejo muito segredo nos bombardeiros estratégicos. Pelo menos não nos “não-stealth”. ECM’s avançados, eletrônicos modernos, contramedidas, capacidade all-weather, sensores e designadores (NV, FlIR, Laser, etc), capacidade de carga, alcance e velocidade…

São coisas relativamente simples, sem diferenças discrepantes, e os russos já tinham domínio das mesmas desde os Tu-22M2.
Então se eu tivesse que adivinhar, diria que a diferença dos vetores supracitados está somente em sua capacidade de armas, alcance e velocidade, porque o resto parece ser bastante compatível.

BRAVURA

Essa questão de cópia de tecnologia é tradicão desde antiguidade. Os indios que usavam pedras na ponta das flexas foram superiores até que o inimigo tambem pasou a usar.

Haviam espiões russos e americanos e chineses agindo a ainda há, sempre haverá. Não ganha quem inventa, ganha quem usa melhor.

Muito da tecnologia russa e americana provem de tecnologia nazista.
Werner von Brawn do programa de foguetes V1 e V2 nazistas foi o chefe da missão Apollo que pos o homem americano na lua.

Quem é puro nessa história?

karlus73

BRAVURA… Errado o que dizes… alguma tecnologia foi de origem nazista, foi no passado. Tal com o o russos a tiveram e outras nações. Agora se disseres que actualmente á conceitos que o americanos usam e que foram experimentados pelos nazistas, ok… até concordo contigo. E repito… o que actualmente há nos estados unidos em tecnologia não tem nada a haver com o que os nazistas tiveram. Sim von Brawn ajudou o americanos a ir á lua… e os resto veio de onde… ás tantas o esqueleto do homem ainda trabalha na NASA. Não sei se sabes mas já estamos… Read more »

Angelo Nicolaci

Amigos Ter um bombardeiro estratégico com alta velocidade e baixo RCS. é muito importante, pois o ICBM podem ser neutralizados antes de entrar em voo, mas os bombardeiros se fazem uma ameaça grande, pois teria o agressor que se preocupar com os ICBMs e ainda com os bombardeiros estratégicos, e bem sabe-se que a estrategia russa em caso de confroto com potencia de similar poder no cenário de guerra total que se faça necessário o uso de dissuassão nuclear, seria um ataque massiço com todo poder em mãos para garantir um resultado real e positivo a este ataque. Pois se… Read more »

BRAVURA

karlus73
Obrigado por esclarecer meu comentário.

Quando eu falei que muitos conhecimentos PROVEM da tecnologia nazista quis dizer exatamente “que actualmente há conceitos que o americanos usam e que foram experimentados pelos nazistas, ok…”

BRAVURA

Já pensou se um novo bombardeiro russo fosse apresentado derepente, assim como foi apresentado de surpresa o B-2 Spirit?

Como será que os americanos reagiriam?

Será que os russos teriam tal capacidade?

Tales

Bosco:
segundo a Revista Asas (esqueci o número da edição, mas é a que tem o Tu-160 na capa e uma análise dedicada a esse), o Blackjack tem uma Radar Cross Section inferior ao do B-1B, mesmo que este tenha as entradas de ar das turbinas modificadas (fixas) em relação ao B-1A (em que eram móveis, como no F-15)!
Saudações

Bruno Rocha

Uéehhh :S Mas não diziam os pessimistas que a Russia estava falida? Que eles estavam desesperados para vender seu armamento para não afundar o país? Bem. Parece que a coisa na Russia já virou a tal lenda da “Reversa Russa”. Uma verdadeira confusão. “Na União Soviética, a Russia não faliu” “Na União Soviética, o helicóptero voa em você” Ao que “dizem”. Os russos estão à beira do precipício. E mesmo aos amigos realmente interessados que pesquisam para não falar besteira, acabam mesmo que dando informações oficiais (da mídia). Acabam confundindo o leitor. Pois a cada dia vem uma surpresa diferente.… Read more »

karlus73

BRAVURA, ok, desculpa da má interpretação Bruno Rocha, eu digo que a Rússia está com problemas financeiros e graves para suportar as suas forças armadas… são os próprios generais russas que falam na questão. Se realmente há luz verde para avançar, algum outro desenvolvimento não irá para a frente. Será que terá a base do Tupolev Tu-444 que era para ser um avião comercial? Na minha opinião o 444 morreu, tal com um projecto que a América desenvolveu XB-70 ficou pelo caminho. Com as características para este novo bombardeiro e pelo pouco que li, até acredito que poderão faze-lo e… Read more »

karlus73

generais russas = generais russos

Primo

Karlus,

realmente a Rússia sempre focou mais nas Forças aéreas, Força de Submarinos e ICBMs (mas estes últimos por força dos tratados tem tido seu desenvolvimento limitado).

As forças de superfície, até pelo posicionamento geografico da Rússia, possuem limitações operacionais e seriam “possivelmente” bloqueadas nos portos, facilmente pelo gelo ou por uma força naval.

Na minha opinião eles tem razão, durante a II guerra o már báltico e os fiordes noruegueses eram mortais para forças de superfície.

Grande Abraço
Primo

Marco

karlus73

A Russia Falida?

A Mae Russia e talvez o maior produtor de petroleo do mundo, alem de outros minerios varios, tal como ferro, que apesar de nao darem valor, e o minerio mais transcionado, alem de que possui a capacidade tecnica de produzir tecnologia de ponta, a patria mae ainda nos vai surpreender e fazer os imperialistas ajoelharem.

karlus73

BRAVURA… Errado o que dizes… alguma tecnologia foi de origem nazista, foi no passado. Tal com o o russos a tiveram e outras nações. Agora se disseres que actualmente á conceitos que o americanos usam e que foram experimentados pelos nazistas, ok… até concordo contigo. E repito… o que actualmente há nos estados unidos em tecnologia não tem nada a haver com o que os nazistas tiveram. Sim von Brawn ajudou o americanos a ir á lua… e os resto veio de onde… ás tantas o esqueleto do homem ainda trabalha na NASA. Não sei se sabes mas já estamos… Read more »

karlus73

BRAVURA, ok, desculpa da má interpretação Bruno Rocha, eu digo que a Rússia está com problemas financeiros e graves para suportar as suas forças armadas… são os próprios generais russas que falam na questão. Se realmente há luz verde para avançar, algum outro desenvolvimento não irá para a frente. Será que terá a base do Tupolev Tu-444 que era para ser um avião comercial? Na minha opinião o 444 morreu, tal com um projecto que a América desenvolveu XB-70 ficou pelo caminho. Com as características para este novo bombardeiro e pelo pouco que li, até acredito que poderão faze-lo e… Read more »

Primo

Karlus,

realmente a Rússia sempre focou mais nas Forças aéreas, Força de Submarinos e ICBMs (mas estes últimos por força dos tratados tem tido seu desenvolvimento limitado).

As forças de superfície, até pelo posicionamento geografico da Rússia, possuem limitações operacionais e seriam “possivelmente” bloqueadas nos portos, facilmente pelo gelo ou por uma força naval.

Na minha opinião eles tem razão, durante a II guerra o már báltico e os fiordes noruegueses eram mortais para forças de superfície.

Grande Abraço
Primo

Alfredo_Araujo

Não seria mais facil e barato expandir a linha de produção do Tu-160, ao inves de desenvolver um bombardeiro novo ?!?!?

Ou será q eles querem algo tipo B2??

Mauro dias

É o que parece , Alfredo , acho que intregaram o que já sabem sobre furtividade, e outras coisas mais.

Felipe Cps

Essa aeronave é o exemplo mais escarrado de como a extinta e funesta URSS copiava na cara dura o material bélico estadunidense (B-1).

welington

O novo programa se chama PAK DA (Perspektivnyi Aviatsionnyi Kompleks Dalney Aviatsyi- Future Air Complex for Strategic Air Forces) ela será baseada no Tu-160 Black Jack e no Sukhoi T-4 MS. A aeronave será steath e terá uma alta velocidade super sônica, de mais se sabe muito pouco sobre o estado atual do progama, mas pelas projeções a aeronave será apresentada por volta de 2015-2016, podendo ter seu primeiro vôo em 2016…
A intenção é possuir de 60ª 80 aeronaves…
https://pbrasil.files.wordpress.com/2009/07/t-4msaab67f80d-2df6-4048-8b68-20211d81637alarge.jpg
https://pbrasil.files.wordpress.com/2009/07/t-4msgb63fbc1e-0d94-4932-b453-de8ce0d57bf1large.jpg
http://www.rb-29.net/HTML/04.PAAvtnArt/PAShowScans/LateAdditions6/T4MS.gif
Um grande abraço a todos…

Esdras

Realmente fruto das cópias.
Não faz sentido desenvolver algo novo já que o que não falta para eles são várias versões deste tipo de avião……é s´po criar uma nova versão, mas os caras são vaidosos e sem noção de custo.

Alexandre G.R.S.

Ao que me consta, o projeto do Tupolev Tu 160 ja exista antes mesmo da USAF em conjunto com a Rockwell dar inicio aos estudos do B-1 Lancer.
Na verdade são aeronaves completamente diferentes sendo o aparelho russo muito mais capaz que o americano. Na verdade o Tupolev Tu 160 codinome OTAN BlackJack é umas das aeronaves mais aerodinamicamente perfeitas que existem.
Em um comparativo entre as duas aeronaves, o Tu 160 supera em muito seu rival EstadoUnidense.
O Tu 160 é um desenvolvimento do Tu 22 séries M2 e M3 que não tem contrapartida no ocidente.

LBacelar

Dizer que o TU-160 é copia do Lancer é a mesma coisa que dizer que o Typhoon é copia do Mirage 2000C…

Ou pior, dizer que que o cavalo é cópia da mula…

Detesto comentário feito em cima de hipóteses e “achismos”,

vamos pesquisar antes de falar!

Alexandre, vc está corretíssimo

Gunter

Felipe! Penso que em se tratando de requisitos parecidos, os técnicos tendem a ter soluções parecidas. Não creio que seja uma cópia do Lancer B-1. Ja li em algum lugar, não lembro onde, que o Tu-160 é mais rapido, e carrega mais armas, que seu equivalente americano.

Combates Aéreos

SIMULAÇÃO: Gripen NG versus Sukhoi Su-30MKV

Em 2009, visando a concorrência de caças para a Noruega, foram realizadas 50 simulações envolvendo o caça Gripen NG...
- Advertisement -
- Advertisement -