domingo, abril 18, 2021

Gripen para o Brasil

Apresentação do Ministro Nelson Jobim na Comissão de RE e de Defesa Nacional

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

jobim-senado33-bases-aereas-e-unidades

A Alide divulgou a apresentação em Powerpoint do Ministro Nelson Jobim na Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional. Para ver a apresentação completa clique aqui.

No slide da apresentação mostrado acima, as bases aéreas, unidades de combate e sistema de controle e defesa aérea. Notar as companhias de artilharia antiaérea: que equipamento elas deveriam usar?

- Advertisement -

140 Comments

Subscribe
Notify of
guest
140 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio

Apenas uma pergunta.
Porque São Paulo e Parana não tem estrutura fixa de defesa aerea. O sul do Paraguai e Nordeste da Argentina estão uma peneira ……Será que a revolução Paulista tem alguma ligação com este plano de defesa………………..

LeoPaiva

Além do equipamento a ser utilizado eu gostaria de saber também o motivo de não locarem companhias de artilharia antiaérea no Rio de Janeiro, próximo dos grandes centros industriais do país, e também próximo as bases navais e dos submarinos.

Leigo

São Paulo deve ter uma ou outra base aérea secreta Fabio. [:)].

Democracia

Reformulando a pergunta:
Qual é o atual equipamento em uso pelas mesmas (brigadas anti aereas) ?

Democracia

Viva a República !!!

cmte.felix

Revolução paulista??? hehehehe se fosse por isso o Rio Grande do Sul não teria nem aeroclubes.

mala

samba do criolo doido !

Pegasus

Na pergunta que ficou na amteria ” que bateria anti-aerea iriam usar”, que tal S-300 russos, tenho certeza que eles ficariam muito felizes em nos vender, ou sera que ficaremos só com o Igla?

Marcos T.

É porque os gaúchos dão conta de proteger essas banda, tamo acostumado a lidar com argentino e paraguaio, cum nóis eles não se astrevem aqui.

pode dexa com nóis aqui que tá bem protegido.

Brincadeira, é que gaúcho é bairrista mesmo, e se precisar nós vamo a cavalo pelear com esses gringo.

ExV.Emanuel

Se conseguissemos algumas baterias de SAMs HAWK já estaria muito bom, mesmo que fossem da versão inicial.
Combinados às nossas AAA Boffors ficaria interessante.

Engraçado realmente não planejarem colocar um destacamento de defesa na região mais importante economicamente do Brasil, talvez pq não considerem uma ameaça nem a longo prazo os países possuidores de porta-aviões.

gil

É claro que isto é só o começo….aí vem muito mais…eu nem perderia tempo em analisar rigidamente o “ponto de partida”…esse “shape” certamente não é o “tal do secreto”. O que seria interessante….mas por enquanto difícil, é conhecer a “inteligência organizacional” e o “eixo metodológico” do processo juntamente com os mecanismos de integração das tres Armas… E aí….vamos escafunchar…pra ver se “levantamos um pouco mais o véu”…. Podem crer…ainda vem aí: satélites militares, “GPS” local com jumping bands, “launch capability”,baterias de radares antiéros móveis (e aérotransportaveis), a primeira geração de SAMs nacionais (de médio e longo alcances)….Em 20 anos estaríamos… Read more »

Felipe Cps

Gil, onde é que tá passando esse filme? É barato o ingresso? Abs.

joao terba

Jobim falou que pode ser o melhor caça,mais se não houver tranf. de tecnologia não havera compra,será uma compra política.
Agora escutando essa comissão falar não entende nada de tranf. de tecnologia.
abraço.

Zorannn

Excelente postagem, vcs estão de parabens. Eu assisti ao vivo a esta apresentação na TV Senado e achei muito interessante.

Um abraço a todos

gil

Felipe Cps Voce se prendeu muito nas minhas especulações finais…tá certo… …to voando ??!!! mas graças ao espetacular ambiente deste Blog continuo provocando os colegas a especular sobre a “inteligência organizacional” do processo…..o CONOPS da coisa…!!! Em parte isso até está definido como meta no END….Algumas peças do “trend”, são garimpáveis aqui e alí na imprensa (neste bolg, Tecnologia e Defesa,Defesa@net, diretrizes do CTA, etc )contudo, aqui antes de tudo nos divertimos muito, especialmente no caso do FX-2, com 80% de especulações ….esse filme passa aqui todos os dias!!!…ou não??!!! Eu prefiro dizer isso do que dizer que um “passarinho… Read more »

Francisco AMX

Blá, Blá, Blá … apenas…
pelo menos o power-poit nós já temos… ou seria pirata? comprado junto com o DVD dos Filhos de Francisco… rsrsrs

Tarkus

Nada de novo, e o tipo da coisa: “deixa como está para ver como é que fica”.

Por que ainda manter duas bases de caça no RS?
Por que não transferir uma para o PR. Cascavel, Maringá ou Londrina?
Por que os esquadrões de patrulha marítima não são da Marinha?

Saudações galera..

Fernandoks

Vamos dar um chute? BAMSE?
Achei que a distribuição das AAs esqueceu do oceano? A aeronáutica pretende encarregar totalmente a Marinha para esse trabalho? Isso quer dizer que virão novas escoltas…

Sérgio

Fábio Trabalhei em S.Roque-SP, próximo à antena fixa do Sindacta – q monitora a grande SP e baixada, e sempre em contato com a turma do controle do espaço aéreo (sarg.) em 1997, e estes comentavam o quanto era grande o movto. aéreo no Estado, e o perigo q. era e a atenção pois naquela época p/ as pequenas aeronaves não havia a obrigatoriedade do transponder. Comentavam inclusive q a area demarcada p/ Pirassununga era constantemente violada, assim como a area de testes da Embraer. Estou no campo do “achismo”, evoluiram-se 12 anos e a coisa deve estar bem mais… Read more »

Ulisses

Francisco

Tudo tem que ser projetado,não se pode fazer nada sem pensar a longo-prazo,caso contrário,tudo será em vão.

Abração

Roberto CR

Rapa

Eu não estou dando crédito a esse mapa aí.
Florianópolis vai ficar sem o 2º/7º???????
Tem base aérea na cabeça de cachorro!!!!
E como escreveu o Fabio, nada em SP e Paraná!!!
Isso aí, pra mim, é pra inglês ver. Ou pra esconder o jogo.

Abraços

madvad

Percebe-se que faltam mais companhias de armamento antiaéreo na costa, que estranho haver essas “brechas”.

Baschera

Alguém aí perguntou que equipamento temos nas AAAe……
Deixem pra lá, melhor não saber…. a decepção pode matar !!
Na boa, tem os MESMOS equipamentos de quando servi no 3º GAAAe, aqui em Cx. do Sul/RS……..EM 1979 !!!

Sds.

Felipe TP

Para quem reclama que não tem armamento antiaéreo na costa.

Acredito que o motivo seja não ter nenhuma base aérea “inimiga” perto delas. Se vierem de uma região que não seja do oceano, terão de passar por alguma outra base. Se vierem do oceano, é dever da marinha não deixar chegar perto o suficiente.

Tiago Jeronimo

A pergunta que não quer calar é: O que um B-52 está fazendo no Pará, O que um AH-1 Cobra está fazendo no Mato Grosso junto com um F-15 , Um E-3 Sentry sobrevoando Mina Gerais e um B-17(?) – que deve ter decolado de um porta-aviões – indo bombardear a Bahia? Esse mapa é sobre uma invasão americana?

Kkkkkk

COMANDANTE MELK

Senhores,

realmente a defesa antiaérea do Brasil é uma lastima pra dizer o minimo, é preciso urgentemente o desenvolvimento de equipamentos “nacionais´´ nesta área.

Gostaria de salientar a urgentissima nescessidade do Brasil possuir meios satelitais proprios, para “de fato´´ ter o controle “em maõs´´de suas “comunicações e do monitoramento do espaço aéreo e maritimo´´ nacional, aliás este meio(monitoramento atravez do espaço)sendo primordial para uma “efetiva´´ utilização de equipamentos(baterias) antiaéreos.

Grato.

Bosco

A melhor defesa aérea para o Brasil, ou seja, para os centros populacionais, econômicos e industriais são os caças da FAB. Uma exceção seria Brasília, que poderia contar com um sistema integrado de defesa aérea baseado em mísseis sup-ar de grande alcance. Acho que o ideal seriam os sistemas como o SAMP-T baseado no Aster-30 (450 kg), o MEADS (320 kg) (2011?) baseado no PAC-3 ou mesmo o S-300 russo, que ao meu ver é grande e complexo demais, pesando umas 2,5 t. Nossas bases aéreas e navais também deveriam ser providas de defesas eficazes e para elas um sistema… Read more »

ExV.Emanuel

Creio que o Brasil não possui por enquanto uma doutrina de defesa antiaérea baseada em solo. Temos algumas baterias, em pouquíssima quantidade, espalhadas por todo o território, com armamento extremamente ultrapassado, coisa de artilharia anti-aerea dos anos 50 e 60. Passar dessa situação de extrema defasagem para uma situação de monitoramento e vigilância constante e bem distribuída pelo nosso país não é algo simples, nem rápido. Teríamos que treinar todo o nosso pessoal, criar nossas unidades, e basicamente criar uma doutrina efetiva de defesa aérea. Eu só acredito que se fizermos isso, não será com armamentos novos, será com equipamento… Read more »

Francisco AMX

Amigo Ulisses, não me persiga! huahuauhauh não vais me dobrar tão fácil! he he
Até esta apresentação é boba! superficial e não tiveram nem um cuidado estético… coisa boba mesmo! e esta apresentação não é projeto!
Acho que estes caras (lá) deveriam te chamar, o Bosco, o Mauro, o Hornet, o Galante, o Felipe… para aprenderem a apresentar uma coisa decente rsrsrsrs

Abraço bro!

Francisco

Francisco AMX

Bosco tu tem que dar um jeito de ir ocupar o lugar do Mangabeira! te mecheeeeeeee! 🙂

Caon

Apenas por curiosidade, quanto tempo leva pra um F-5 ir da BASC até o Oeste de SP ou Sul de MG

Abraços
Caon

Noel

Uma informação prá rapaziada que tá meio desinformada. As unidades de AAAe, Artilharia Antiaérea, aqui apresentada nesse slide, são da FAB, terão por missão a defesa de suas organizações e/ou instalações; quem tem por missão a defesa antiaérea aeroespacial, dentro do SISDABRA, são os Grupos de AAAe do EB, que não são indicados no slide. Existem estudos, na Força, analisando as possibilidades de serem fechadas as BAFL e BAFZ(essa tá no slide), transferência do CIAAR de Belo Horizonte prá Lagoa Santa, fechar o PAMA-RF, etc…estudos sempre foram, e sempre serão feitos, agora a execução é outra história. Observação aos paulistas… Read more »

André Castro

O ministro deveria ter pelos menos ter feito um mapa mais realista ,O que um B-52 esta fazendo no Pará ? rsrs

Noel

ExV.Emanuel em 03 jul, 2009 às 21:26
Companheiro, de uma pesquisada sobre o SISDABRA, que envolve as três Forças, gerenciado e pelo COMDABRA; e vc verá que doutrina prá Defesa Aérea, nós temos a mais de 30 anos, desde que foi implantado o SISCEA e a ativação do 1 GDA.
Abraços

germa

hahah boa francisco AMX!!! vou até mandar por e-mail pro galante um artigo que eu lí sobre a criação do cientista de defesa escrito pelo salvador raza. mas resumindo ele escreve como seria importante para o brasil se tivéssemos cientista cívis e militares para desenvolver planos de desenvolvimento estratégico-militar. também acho que a longo prazo estamos falando de uma guerra assimétrica contra o tio sampelo medo te perder a amazônia.Além disso os nossos vizinhos-incluindo a argentina- estão cada vez menos poderosos economicamente comparando conosco. desconfio bastante desse modelo de distribuição das tropas. será que tem video dessa apresentação do jobim??… Read more »

Wolfpack

Unidades de SAR no RG e na Bahia, e o pre-sal, onde fica?????? Um horror de distribuição de defesa aérea, a maioria da população vive próximo ao litoral que está entregue a própria sorte.

Hornet

Eu nem ia escrever aqui neste post, mas enfim… Eu particularmente não consigo nem criticar e nem tão pouco entender o que se quer com esse mapa… O que significa um mapa do Brasil com uns pontinhos coloridos nele? Sem uma explicação de como funcionaria essas bases, quais os meios a serem empregados, o que se deseja com essa distribuição, que tipo de integração que os meios terão, etc. etc. etc. Sem isso não tem como entendermos nada… Já fiz várias palestras e já assisti a palestras também…sem uma explicação verbal (oral) do que se apresenta visualmente nada acontece. No… Read more »

arjuna

Sds

Nao vivo no Brasil mas tenho que perguntar. Sao Paulo é o estado que mais tem industrias, muitas sao de grande importância para a economia nacional. E não tem uma base de caça?
Att.
Atkinson

Hornet

Arjuna, é verdade, não temos uma base de caças em SP. Mas isso não significa que SP esteja desprotegido. Para um “inimigo” que venha do Atlântico em direção ao Estado de SP, temos a base do RJ, que protege facilmente SP, em questões de minutos. Para quem venha do Sul, temos a base de Canoas no RS, que funciona como um escudo, antes de se chegar em SP. E para quem venha do interior da América do Sul (de algum país da América do Sul), temos as demais bases da caças (Anápolis, principalmente). Ou seja, não é fácil chegar até… Read more »

arjuna

Sds Hornet Obrigado pela sua resposta, sempre vi em revistas que Sao Paulo não tem bases com caças. Do rio de Janeiro eu sabia mas nao sabia de Canoas que fica no Rio grande do Sul. Acho muito importante bases com caças no Amazonas. A venezuela com Su-30 muda toda a posição, o Brasil fica nesse momento em lugar desfavoravel. Procurei e achei em sites os caças de Canoas, eles tem uma pintura que nao conhecia. Eles não tem PROBE como os que tem no rio de Janeiro. Isso muda com a modernização que a embraer esta fazendo nos F-5?… Read more »

jptmartini

tarkus

aqui em maringá tem até um aeroporto desativado que iria servir como base aerea, tem 1,5km de pista, da pra reforma, alem de ter espaço para alguns hangares!

germa

gente, as bolinhas não querem dizer nada,na verdade é só propaganda
para o proximo carnaval que será dia 7 de setembro.

poxa, pra mim ficou claro que são confetes e falando em confetes pode até ser de chocolate.
heheh 😉

Hornet

Arjuna, bacana sua trajetória de vida. Parabéns! Índia, Espanha e Portugal são países que me interessam de perto…gosto da música de todos eles. E alguns de meus ídolos maiores são desses países: Ravi Shankar e Paco de Lucia são meus deuses!!! E Portugal é nosso irmão musical (e não apenas musical), o fado e a modinha são parentes próximos. E bacana também seu nome. Fiquei em dúvida se era seu nome ou apenas um nickname. Até achei que fosse seu nome de verdade…mas pra não dar bola fora, deixei as duas opções… Seu xará eu conheço já faz um bom… Read more »

Edmar

Caros Amigos.:

No litoral Paulista, precisamente entre Santos e Guarujá, existe uma Base Aérea.
Quem pode responder qual atividade e emprego que aquela Base opera?

Abraço a todos.

Felipe Cps

Arjuna (nickname massa, parabéns), o herói da mitologia hindu. Assisti um filme quando era criança que era uma narração do Bahavad Ghita (é assim?), muito legal, mas não me lembro do nome do filme; se alguém souber me ajude que quero ver de novo. O pessoal sabe que há quem diga que a primeira explosão atômica teria ocorrido na Índia antiga (um dos “deuses” se irou com alguma coisa)? Faz a gente pensar muita coisa… ______________________________________________ Pessoal, seguinte: São Paulo não está desprotegida, na verdade todo o dispositivo de defesa é montado para proteger o centro-sul do Brasil, por óbvias… Read more »

Noel

Edmar em 04 jul, 2009 às 7:51. Caro colega, a Base Aérea de Santos, BAST, já encerrou suas atividades como Base.Nela operava o 1/11 GAv, Esquadrão responsável pela formação dos pilotos e macânicos de helicópteros, e que foi transferido para a Base Aérea de Natal, BANT, devido às melhores condições para instrução no Rio Grande do Norte(tráfego aéreo, estande de tiro, infraestrutura da Base, condições climáticas constantes) sendo a BAST reclassificada como Núcleo de Base, apoiando aeronaves em trânsito e algumas operações aéreas de treinamento, e brevemente deverá ser também desativado completamente passando a área para outra esfera administrativa, municipal… Read more »

Geovanne Pinheiro

Olá,
Alguém sabe onde conseguir o vídeo da apresentação de NJ?

william

Porque belém e sempre deixada de lado, quando o assunto são caças a base aerea de belém esta super preparada pra receber os f5 ou amx

Felipe Cps

Caro William, tenho a impressão de que se algum esquadrão de caças for para Manaus fará a proteção também de Belém. Manaus fica mais no interior, de maneira que cobre uma área maior da amazônia. Sds.

Bosco

Só para se ter uma idéia da complexidade em dar cobertura a todo o espaço aéreo brasileiro (continental) em todos os níveis (altitudes), seriam necessários cerca de 2200 radares. Cada radar cobre cerca de 4000 km quadrados à baixa altitude. Como o Saber M-.60 (isso lá é nome de radar brasileiro?) tem um custo de aquisição de uns 4 milhões de dólares, sem falar o custo de integração e de operação, teríamos uma soma estratosférica. É claro que além de impossível é desnecessário, mas coloco só pra ilustrar. Hoje há cobertura de todo o território apenas em altitudes acima de… Read more »

Reportagens especiais

Visita ao National Naval Aviation Museum – última parte

Na última parte da reportagem da nossa visita ao National Naval Aviation Museum, publicamos as fotos do pavilhão que abriga...
- Advertisement -
- Advertisement -