segunda-feira, abril 19, 2021

Gripen para o Brasil

Radar AESA do Gripen NG: Saab assina com SELEX Galileo e mira no F-X2

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

gripen-demo-foto-k-tokunaga-gripen-international

Copywright Gripen International – Katsushiko Tokunaga 

Nesta quinta-feira, 26 de março, a Gripen International noticiou a assinatura de um acordo entre a Saab e a SELEX Galileo, para desenvolver em conjunto um radar do tipo AESA (Active Electronically Scanned Array – radar ativo de varredura eletrônica) para o programa Gripen NG.

Segundo a notícia, o acordo mira inicialmente no programa F-X2 da Força Aérea Brasileira, e significaria o início de uma esperada colaboração de longo prazo entre as duas unidades de negócio da Saab, a  Saab Aerosystems e a Saab Microwave Systems, juntamente com a SELEX Galileo. O radar AESA para o Gripen NG será baseado no atual modelo Vixen AESA da SELEX Galileo.

Fonte e foto: Gripen International (fotografia de K. Tokunaga)

- Advertisement -

78 Comments

Subscribe
Notify of
guest
78 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rodrigo Marques

Toda vez que eu olho para o Gripen eu me lembro do nosso natimorto Osório… Guardadas algumas proporções, é claro.

Claudio

Bem, o radar do Gripen estava sendo desenvolvido com a Thales, mas houve uma pressão básica para que acabasse a parceria, já que seria colocar azeitona na empada do concorrete do Rafale.

Paulo Renato

Eu acho que esse caça pode levar essa concorrencia, pelo seu baixo custo de manutenção e preço final.

Será que isso faz com que eles tenham mas alguma vantagem no FX2 ???

Será que alguém pode me responder a minha pergunta ?

Abs.

jgreff

Chegou tarde.

Tiao

Sei não to começando a gostar desse baixinho ai!! Acho que é gente invocada enfrenta qualquer um, é dos meus!!!! Meu voto esta entre ele e o Rafale!!!

Jacubão

Tem que ser o misto de 40 SU-35 e 80 GRIPEM, teríamos uma fôrça aérea da p…

Adhelfi_zerouno

Sou mais 40 Rafale e 80 Gripem…

Storm

Sem duvida essa iniciativa é visando o FX-2, visto que a falta de um radar AESA era um dos posntos fracos do projeto Gripen NG.

Independente do resultado do FX-2, na minha opinião o programa Gripen NG tem muito futuro, pois existem muitas forças áreas no mundo que precisam de um avião moderno no estado da arte e de reduzido custo de operação. Inclusive a FAB.

Marcos T.

Alguem sabe que pacote de armas tá incluso na oferta da Saab para o Gripen?

Zero Uno

Primeiro compra-se o avião. Pacotes de sistemas de armas vem em 2o plano. E ainda assim, parte do arsenal Brasileiro será integrado ao avião…

marujo

SE der Gripen NG vamos um dos únicos operadores desse avião no mundo. E vamos comprar um avião que ainda não voou.

Carlos Augusto

Eu gosto do Rafale, mas confesso que o Gripen NG é a melhor solução para a FAB e para o desenvolvimento tecnológico do Brasil.

JMRC

É um belo Avião.

Mauricio R.

Na falta do Typhoon, este Gripen NG é o cara!!!

paulo amorim

Ainda vao tentar desnvolver, aquilo que o Hornet ja usa a anos, e que o rafale começa a usar agora. Chegou tarde demais, até isso funcionar e ficar operacional. Não sei i que esse nanico faz no FX, não tem comparação dele com Hornet e Rafale.

joao terba

O que acho mais importante é poder usar qualquer míssil no avião que a FAB vai comprar,não podemos ficar dependendo do fornecedor. Neste caso não resta dúvida que o Gripen é o mais indicado.

Nelson Lima

Vocês acham que a FAB vai comprar protótipos? Seja de caça, o NG, ou de radar AESA,no caso do Rafale? É muito arriscado jogar o dinheiro do contribuinte nessas aventuras. Para mim, é Super Hornet na cabeça!

Clêuber

Gosto do Gripen e dos Suecos embora prefira o Suk-35 bm e depois o Rafale.O que me preocuparia se o Gripen fosse escolhido é o fato do caça Sueco ter em média 35% de componentes americanos que podem ser “negados” pelo governo do Tio San!Fora isso o Gripen em superioridade aerea supera o F-18 sh, só não gosto do fato dele ser monoturbinado.Mas prefiro sem sombra de dúvidas o Gripen ao F-18 SH.Gostaria de perguntar aos amigos se o Gripen é equipado com sistemas IRST?Jacubão sua opinião seria muito proveitosa se fosse aceita pela FAB, embora acho que os trochas… Read more »

Robson Br

Deve dar sem dúvidas o SH F18. Todos os outros concorrentes, inclusive o SU-35 não estão ainda totalmente operacionais. A FAB deve seguir o caminho do Chile que comprou um pequeno lote de F16 novos e estão completando com os MLU. No caso dos F5 da FAB foi a mesma coisa. Foi comprado 36 novos e depois completados com os do estoque americano e da Jordânia. Acredito que depois desta compra a FAB deve substituir os F5 e A1 com os do estoque dos EUA. Tem F5 com + 15 anos e A1 com + 20 anos de vida.

Francisco AMX

Caro Robson, o Brasil comprou F-5 novo só nos anos 70! tem F-5 com mais de trinta anos… 🙂

Paulo Renato

Bom comparar o Gripen com o SH é complicado pois o gripen nunca foi testado em combate, mas o grande problema é os componentes que são americanos e o risco de se ter um embargo dos americanos é grande, não temos garantia nenhuma de que isso nunca vai acontecer. Os Rafales são belos vetores mas são caros. Na minha opinião eu preferia o SU35, nos daria total independencia sobre os americanos. Mas o se o Gripen NG levar essa estaremos bem servidos de vetor, vendo que o custo beneficio é de grande peso na escolha dos vetores,acho que o Gripen… Read more »

TENENTE

Bom, se o problema do Gripen é a parte americana(+ ou – 35%),como fica o F/A 18 com 100%? E tem mais: Super tucano, R-99/EMB-145,EMB 190, C-390, etc…? Acho que estes avioes tem grande parte de componentes “made in USA”, inclusive ja vetaram o ST para o Hugo Chaves,lembram? o pior de tudo é que os americanos não permitiram jamais o uso do nosso arsenal de armas.Teremos de usar armas americanas e assinar seus “protocolos de uso”. SDS.

Flamenguista

Já disseram em outro tópico que o Gripen NG é comparável ao F-16 Block 50 em desempenho. Será que ele “encosta” nos Block 60 da AS??

Robson Br

Francisco AMX

A idéia que eu quiz passar foi essa mesmo. A FAB pretende usar o vetor por muitos anos e inclusive a MLU ser feita como no caso do F5. O único vetor que terá estoque vai ser o SH F18 para substituir perdas e completar a frota. Os F5 e A1 terão ainda 15 a 20 anos de sobrevida e depois ou vão ser substituidos por F18 MLU ou por outro caça de menor porte.

Robson Bandeira

Prezado Galante gostaria de ver uma matéria mais completa sobre radar AESA, se possível com comparações de capacidades técnicas e de alcance, se alguém tiver alguma informação eu agradeço desde já.

O joão Terba fez o comentário mais importante ao meu ver, de que o mais importante é ter a capacidade de usar qualquer míssil no avião que a FAB vai comprar. Isso sim é realmente relevante, e se me permite bombas inteligentes também, poís equipamentos de origem americana a FAB já tem um monte.

Vamos realmente ser mais realistas,”PENSEM NISSO”.

Sds a todos

Paulo Silva

Este realmente é um belo caça, porém temos um grande problema:se somente o Brasil comprar este caça, porquê aparentemente nem a força aérea sueca, está interessada em adquiri-lo, teremos problemas logisticos de peças de reposição. Não podemos cair no mesmo problema dos AMX, que hoje nem o motor Spey é mais fabricado.

Abraços

Paulo

Erich Hartmann

Particularmente vejo com bom olhos esse gripen NG à despeito de ser um projeto,desenvolvimento etc penso que ele seja mais do que adequado as nossas necessidades (e po$$ilidade$),fora eventuais parcerias em futuros desenvolvimentos. Mas aproveitando a deixa de desejos pessoais já que futuramente se Deus (e o nosso congresso/políticos permitirem…)serão 120 aeronaves…bem que poderíamos ter uns 20 SU-35BM para ficarem de “stand by” (leia-se figuração ou intimidação mesmo…),40 Rafales F-3 para “linha de frente” e 60 Gripen NG para “pau para toda obra” (sobretudo por custar cerca de 1/3 a 1/4 dos citados previamente por hora de vôo…). (sonhar não… Read more »

joao terba

O avião escolhido será aquele que tiver melhor preço,manutenção total,pode disparar qualquer míssil,se for a FAB é isso que ela vai escolher.

Paulo Silva

Erich Hartmann em 27 mar, 2009 às 11:30 E a longística, como ficariamos?Teriamos que comprar 3 tipos de mísseis diferentes, já que teriamos 3 tipos de caças sem compatibilidade com armamento.E as peças de reposição para cada aeronave?De forma nenhuma, a FAB pensa desta em comprar 3 caças de fabricantes e países diferentes.O caça escolhido deverá atenter, não somente a baixo custo, como também, ser igual ou superior aos SU-30,F-16 e Mig 29 que existem na américa do sul. Ao meu ver, o vencedor será o F-18 SH devido ao preço conseguido através do FMS e financiamento a perder de… Read more »

SMarcos

Paulo.
Se não me engano, a Suécia e a África do Sul já utilizam uma versão do Gripen.

Erich Hartmann

Em resposta ao post “Paulo Silva em 27 mar, 2009 às 12:09” Paulo concordo integralmente contigo,pois seria extremamente caro de operar 3 vetores (por isso disse “sonhar não custa nada”…)com configurações,armamentos diferentes etc,mas me permita especular um pouco …observe uma possibilidade que exemplos/precedente dos casos do SU-30MKI da India assim como Gripen já vendidos para Africa do Sul (e quiçá India pois parece que eles estariam avaliando este também) e as novas versões NGs ainda em desenvolvimento poderiam ser digamos assim mais “flexibilizados”(aviônicos Israelenses no primeiro caso/SU-30) ou quem sabe “customizados” para digamos assim um “padrão de integração nacional”… observando… Read more »

Erich Hartmann

Esqueci de incluir nos posts anteriores que o meu “sonho” acerca de possuir esses 3 vetores altamente capazes (20 SU-35BM “custom/flexible”,40 Rafales F-3 e 60 Gripen NG “custom/flexible” num padrão nacional) seriam extremamente necessários para trazer um impacto ou caráter dissuatório frente a nações/potências regionais.

Patriota

O Gripen é o melhor caça para o Brasil o F-18 como caça de superioridade aerea deixa muito a desejar os demais concorrentes superam este em quase todos os requisitos alem de ser um projeto antigo e caro de se operar ,o rafaele é um exelente caça mais o preço de aquisição e custo operacional é altissimo alem de os franceses estarem com problemas em produzir este caça em escala industrial,possuir três vetores diferentes seria um pesadelo em termos de logistica e para o nosso orçamento SMarcos A Hungria tambem ultiliza o gripen e algumas unidades tambem foram vendidas para… Read more »

Patriota

Mauro

Vc tem razão tinha esquecido o SU-35

Rodrigo Marques

Só para esclarecer, já que eu mencinei o “nosso” Osório, este tanque era visto como o MBT em estado da arte,assim como o Sueco Gripen. A similaridade vai além quando descobre-se que o Gripen, assim como o Osório, não tem 100% de seus componentes fabricados no seu país de origem. Evidente que a realidade do mundo mudou muito dos anos 80 pra cá( principalmente a nossa economia), mas acho que ainda sim, onde os americanos quiserem vencer uma concorrência o farão, porque eles podem colocar mais tempero na disputa, ou seja, acrescentarão algo muito vantajoso ao comprador. Aqui, na concorrência… Read more »

Carlos

Acho muito transparente que o vencedor do programa FX-2 será o Rafale; pois uma indicação disso é a compra de Mirages usados da França e a parceria Embraer – Dasault, e com transferência de tecnologia e softwares abertos. Então já esta decidido…. é só uma questão de tempo. Interessante seria o F-35; mas, infelizmente seria somente um brinquedinho caro e sem informações. O correto seria a Embraer desenvolver um projeto em parceira com a FAB para aquisição de Know How e independência nacional; garantindo de verdade a soberania. Entretanto estamos só de brincadeirinha; pois o que 2 duzias de aviões… Read more »

JMRC

Carlos,

Realmete ! 36 Caças não dão nem “pro Café” como dizemos aqui em MG.

Cada Estado da Federação precisariam de pelo menos 36 Caças ao meu ver.

Agente sonha, agente torce… Mas acredito que a única chance de o Brasil ter uma Força Áerea de respeito seria, com a tecnologia absorvida do FX 2, desenvolver seus próprios Caças através da Embraer.

Seja Rafale ou Gripen!

F18 SH, nem de graça !!!

Edmar

Ainda fico com que eu disse des do começo.:

Para o Brasil ou é “Saab Gripen NG” ou “Dassault Rafale F-3”.

Esses dois caças são as melhores opções para o Brasil.
Além desses dois aviões serem mais rápidos e mais novos que o “Boeing F/A-18 Super Hornet”.., eles não são nem Americanos e nem Russos, sendo assim, nós Brasileiros iriamos ficar neutros e não iriamos chatear ninguém.

Todos sabém que os “Russos são Fria” e os “Americanos são uns Imperialistas Egoistas”.

Edmar

Caros Amigos.:
Ainda fico com que eu disse des do começo.:

Para o Brasil ou é “Saab Gripen NG” ou “Dassault Rafale F-3″.

Esses dois caças são as melhores opções para o Brasil.
Além desses dois aviões serem mais rápidos e mais novos que o “Boeing F/A-18 Super Hornet”.., eles não são nem Americanos e nem Russos, sendo assim, nós Brasileiros iriamos ficar neutros e não iriamos chatear ninguém.

Todos sabém que os “Russos são Fria” e os “Americanos são uns Imperialistas Egoistas”.

Flamenguista

Já disseram em outro tópico que o Gripen NG é comparável ao F-16 Block 50 em desempenho. Será que ele “encosta” nos Block 60 da AS??

Rodrigo Marques

Toda vez que eu olho para o Gripen eu me lembro do nosso natimorto Osório… Guardadas algumas proporções, é claro.

Claudio

Bem, o radar do Gripen estava sendo desenvolvido com a Thales, mas houve uma pressão básica para que acabasse a parceria, já que seria colocar azeitona na empada do concorrete do Rafale.

Paulo Renato

Eu acho que esse caça pode levar essa concorrencia, pelo seu baixo custo de manutenção e preço final.

Será que isso faz com que eles tenham mas alguma vantagem no FX2 ???

Será que alguém pode me responder a minha pergunta ?

Abs.

jgreff

Chegou tarde.

Tiao

Sei não to começando a gostar desse baixinho ai!! Acho que é gente invocada enfrenta qualquer um, é dos meus!!!! Meu voto esta entre ele e o Rafale!!!

Jacubão

Tem que ser o misto de 40 SU-35 e 80 GRIPEM, teríamos uma fôrça aérea da p…

Adhelfi_zerouno

Sou mais 40 Rafale e 80 Gripem…

Storm

Sem duvida essa iniciativa é visando o FX-2, visto que a falta de um radar AESA era um dos posntos fracos do projeto Gripen NG.

Independente do resultado do FX-2, na minha opinião o programa Gripen NG tem muito futuro, pois existem muitas forças áreas no mundo que precisam de um avião moderno no estado da arte e de reduzido custo de operação. Inclusive a FAB.

Marcos T.

Alguem sabe que pacote de armas tá incluso na oferta da Saab para o Gripen?

Zero Uno

Primeiro compra-se o avião. Pacotes de sistemas de armas vem em 2o plano. E ainda assim, parte do arsenal Brasileiro será integrado ao avião…

Reportagens especiais

Poder Aéreo no Marrakech Air Show

Por Jean François Auran Especial para Forças de Defesa/Poder Aéreo A sexta edição do show aéreo marroquino "Marrakech Air Show", ocorreu...
- Advertisement -
- Advertisement -