sábado, abril 17, 2021

Gripen para o Brasil

Confirmada a modernização dos Hawks finlandeses

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

bae-hawk-mk-51-finlandia-foto-nightsky-p-karivalo

Grupo Patria recebeu encomenda para modernizar onze aeronaves BAE Hawk 51 e 52 da Finlândia.

No final de 2008, o Blog do Poder Aéreo noticiou os planos da Força Aérea Finlandesa e do Grupo Patria em montar um centro internacional de treinamento de caça, o NPTC – Nordic Pilot Training Centre, ou Centro Nórdico de Treinamento de Pilotos, na base aérea de Kauhava (clique aqui para ler a notícia). A modernização de aeronaves BAE Hawk da Finlândia, indispensável para viabilizar essa iniciativa além de aprimorar o treinamento dos próprios pilotos finlandeses, foi confirmada em notícia veiculada nesta terça-feira, dia 27 de janeiro,  pelo Grupo Patria.

Segundo a notícia a Força Aérea Finlandesa encomendou, em 30 de Dezembro do ano passado, a modernização da aviônica e do cockpit de onze aeronaves BAE Hawk 51 e 52, num contrato que ultrapassa os 10 milhões de euros. O protótipo da versão modernizada, já com seus novos sistemas e glass cockpit, já havia voado em setembro de 2008. Planeja-se a entrega dos primeiros Hawks modernizados “de série” ainda este ano, finalizando as entregas em 2010.

A esses onze Hawks deverão se somar outros dezoito modelos Mk66 comprados da Suíça em 2007, que a Força Aérea Finlandesa anunciou que também serão modernizados. Assim, o total de Hawks modernizados deverá chegar a trinta (incluindo o protótipo).

Fonte: Patria Group

Foto: Night Sky – Perttu Karivalo – Hawk 51 finlandês, em foto premiada. Clicando no link da Night Sky, empresa finlandesa especializada em imagens aéreas, pode-se ver mais algumas fotos que receberam prêmios. O sr. Karivalo gentilmente autorizou o uso desta no Blog do Poder Aéreo.

- Advertisement -

22 Comments

Subscribe
Notify of
guest
22 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Abrivio

Enquanto isso, continua indefinido o treinador da FAB.

Tem gente que aposta nos AMX’s Lote 1 estocados que seriam modernizados em uma versão simplificada/modificada do A1-M. Não seria acrescentado nenhum novo vetor e facilitaria a logística. A interface seria similar no A-29/”A1-T”/A1-M/F5M, o que facilitaria o aprendizado.

Erich Hartmann

Talvez seja off topic …
Eu li numa das revistas nacionais (desculpem esquecer qual ná próxima eo listo qual prometo!) uma entrevista des estudos de um oficial (desculpem de novo…) que os custos de modernização estavam em torno de 20% de uma aeronave nova e que células de caças ocidentais poderiam durar até 60 anos! Será mesmo essa a tendência futura com a mudança de paradígma tecnologia Stealth(futuro de todas as aeronaves?) ou mesmo indefinição acerca de sua real eficiência frente aos custos crescentes cada vez mais sofiscadas.

Erich Hartmann

Faltou após sofisticas a interrogação/?

Francisco AMX

Ta aí o melhor treinador do mundo (em desempenho) se modernizado, ele tem desempenho aeronáutico de combate bem superior ao AMX, por exemplo.
Para uma FA que precisa converter pilotos de “academia” em pilotos de caça de alto desempenho, que poderão exigir potencia e agilidade de seus caças, (F-15, F-16, SH, Rafale, M2000, Typhoon, Mig29, SU-27/30/35 entre outros) este aviãozinho é bem bacana, e acho que a escolha da Finlândia em manter e aumentar suas quantidades tem muito fundamento! esta escola deverá ser bem bacana!

Abraços

Francisco AMX

Erich, muito salutar a sua interrogação! e acho bem pertinente um pensamento nesta linha… resulatdos palpáveis disso, são modernizações como as do F-5M dos F-16 entre outros, que simplesmente transformarum aeronaves de “brinquedo” em vetores de alta capacidade se comparado com seu original. Só acho que tem que se escolher o vetor que tenha capacidades aeronáuticas de alto desempenho, o caso do F-5, ao meu ver, foi infeliz neste sentido, poderíamos ter colocado uma suite como foi feita nele em um vetor como Miarge2000 ou F-16, F-18…

Abraços

madvad

O Hawk é um avião soberbo, e após a modernização..ficará novamente entre os tops de sua categoria.

Nunão

Pra quem gosta de avião usado, vai sobrar Hawk finlandês (são 49 Mk51 se não me engano, dos quais eles estão modernizando 11 mais o protótipo, para se somarem a 18 Mk66 mais novos, comprados da Suíça com pouco uso).

Eles já estão articulando a venda dos mesmos pelo mundo afora e informações sobre supostos clientes circulam a respeito.

Zero Uno

Hawk’s Cingapura e Emirados Árabes Unidos descartam Bae Hawk128 como avião de treinamento avançado. As duas nações possivelmente vão optar pelo Alenia Aermacchi M346 italiano. “Nós fomos informados que não iremos muito longe na competição”, disse a BAE, que fez tal declaração no Military Air Solutions em 29 de outubro 2008 A decisão de Cingapura vem depois de nove meses dos Emirados Árabes Unidos eliminarem também o Hawk da concorrência AJT contra os mesmos competidores e decisão recente pode ser avaliada como a morte do tipo acreditam alguns especialistas. A empresa inglesa enviou dois Hawk 128 aos Emirados para duas… Read more »

Mauricio R.

O Super Tucano dançou pouco depois do Hawk, nos EAU.

[…] pelo Blog do Poder Aéreo (clique nos nomes a seguir) sobre o M-346 Master, o T-50 Golden Eagle, o BAE Hawk, o Mako, o Tejas, o AT-63 Pampa, o L-15 e o Yak-130. Não deixe também de clicar nos vários links […]

[…] neste mês de abril a verba de 280 milhões de dólares para modernizar os 63  F/A-18 Hornets da Força Aérea Finlandesa, com 40% do total já reservado no orçamento de defesa de 2009. Trata-se de parte de um programa […]

Abrivio

Enquanto isso, continua indefinido o treinador da FAB.

Tem gente que aposta nos AMX’s Lote 1 estocados que seriam modernizados em uma versão simplificada/modificada do A1-M. Não seria acrescentado nenhum novo vetor e facilitaria a logística. A interface seria similar no A-29/”A1-T”/A1-M/F5M, o que facilitaria o aprendizado.

Erich Hartmann

Talvez seja off topic …
Eu li numa das revistas nacionais (desculpem esquecer qual ná próxima eo listo qual prometo!) uma entrevista des estudos de um oficial (desculpem de novo…) que os custos de modernização estavam em torno de 20% de uma aeronave nova e que células de caças ocidentais poderiam durar até 60 anos! Será mesmo essa a tendência futura com a mudança de paradígma tecnologia Stealth(futuro de todas as aeronaves?) ou mesmo indefinição acerca de sua real eficiência frente aos custos crescentes cada vez mais sofiscadas.

Erich Hartmann

Faltou após sofisticas a interrogação/?

Francisco AMX

Ta aí o melhor treinador do mundo (em desempenho) se modernizado, ele tem desempenho aeronáutico de combate bem superior ao AMX, por exemplo.
Para uma FA que precisa converter pilotos de “academia” em pilotos de caça de alto desempenho, que poderão exigir potencia e agilidade de seus caças, (F-15, F-16, SH, Rafale, M2000, Typhoon, Mig29, SU-27/30/35 entre outros) este aviãozinho é bem bacana, e acho que a escolha da Finlândia em manter e aumentar suas quantidades tem muito fundamento! esta escola deverá ser bem bacana!

Abraços

Francisco AMX

Erich, muito salutar a sua interrogação! e acho bem pertinente um pensamento nesta linha… resulatdos palpáveis disso, são modernizações como as do F-5M dos F-16 entre outros, que simplesmente transformarum aeronaves de “brinquedo” em vetores de alta capacidade se comparado com seu original. Só acho que tem que se escolher o vetor que tenha capacidades aeronáuticas de alto desempenho, o caso do F-5, ao meu ver, foi infeliz neste sentido, poderíamos ter colocado uma suite como foi feita nele em um vetor como Miarge2000 ou F-16, F-18…

Abraços

madvad

O Hawk é um avião soberbo, e após a modernização..ficará novamente entre os tops de sua categoria.

Nunão

Pra quem gosta de avião usado, vai sobrar Hawk finlandês (são 49 Mk51 se não me engano, dos quais eles estão modernizando 11 mais o protótipo, para se somarem a 18 Mk66 mais novos, comprados da Suíça com pouco uso).

Eles já estão articulando a venda dos mesmos pelo mundo afora e informações sobre supostos clientes circulam a respeito.

Zero Uno

Hawk’s Cingapura e Emirados Árabes Unidos descartam Bae Hawk128 como avião de treinamento avançado. As duas nações possivelmente vão optar pelo Alenia Aermacchi M346 italiano. “Nós fomos informados que não iremos muito longe na competição”, disse a BAE, que fez tal declaração no Military Air Solutions em 29 de outubro 2008 A decisão de Cingapura vem depois de nove meses dos Emirados Árabes Unidos eliminarem também o Hawk da concorrência AJT contra os mesmos competidores e decisão recente pode ser avaliada como a morte do tipo acreditam alguns especialistas. A empresa inglesa enviou dois Hawk 128 aos Emirados para duas… Read more »

Mauricio R.

O Super Tucano dançou pouco depois do Hawk, nos EAU.

[…] pelo Blog do Poder Aéreo (clique nos nomes a seguir) sobre o M-346 Master, o T-50 Golden Eagle, o BAE Hawk, o Mako, o Tejas, o AT-63 Pampa, o L-15 e o Yak-130. Não deixe também de clicar nos vários links […]

[…] neste mês de abril a verba de 280 milhões de dólares para modernizar os 63  F/A-18 Hornets da Força Aérea Finlandesa, com 40% do total já reservado no orçamento de defesa de 2009. Trata-se de parte de um programa […]

Combates Aéreos

VÍDEO: Trailer incrível de ‘dogfights’ durante a Guerra do Vietnã

Baseando-se no documentário da Duy Tan University, que visa revitalizar o primeiro combate aéreo da Força Aérea Popular do...
- Advertisement -
- Advertisement -