Le Tucano

    405
    16

    letucano-1

    A Embraer também desenvolveu uma variante especializada do Tucano para a Armée de l’Aire, a Força Aérea Francesa, com os franceses comprando 49 máquinas, em 1991, como substitutos para o jato Fouga Magister. Estas aeronaves foram designadas “EMB-312F” e apresentam várias mudanças em relação ao Tucano padrão, incluindo um painel de instrumentos com mostradores LCD, airbrake ventral, sistema de degelo, e reforços estruturais. Diferentemente dos Tucano da RAF, mantiveram o motor PT-6A original. As entregas foram de 1993 a 1997.

    letucano-2

    letucano-3

    letucano-4

    Subscribe
    Notify of
    guest
    16 Comentários
    oldest
    newest most voted
    Inline Feedbacks
    View all comments
    Leandro Furlan
    Leandro Furlan
    11 anos atrás

    Prefiro o “Short Tucano” da RAF, motor Garrett de 1100shp, muito mais potente que o Pratt & Wittney PT6 de 740shp.

    kaleu
    kaleu
    11 anos atrás

    Bem, não podemos deixar de reconhecer que os Franceses compram aviões Brasileiros, a poucos dias teve um post sobre os Bandeirantes da Armée de l’Aire, agora os Tucanos… ponto para o Rafale no FX-2

    abraços
    Kaleu

    jacubão
    11 anos atrás

    Bandeirantes ou Xinú?

    Corsario-DF
    Corsario-DF
    11 anos atrás

    O certo é “Xingú” da Armée de l’Aire! Eles são utilizados para treinamento multimotor.

    Sds.

    Storm
    11 anos atrás

    Achei bonita a 1º foto do Tucano decolando em um lindo campo florido Francês. Eu diria que chega ser até uma foto meio bucólica ou “boiologa” rs… brincadeira, bonita foto.

    Fábio Max
    11 anos atrás

    Vá saber se no FX-2 os franceses não queiram dar como compensação a aquisição de Super-Tucanos?

    Noel
    Noel
    11 anos atrás

    Mauro, olha o tigre com olhar de maluco, no leme, segunda foto.

    Wolfpack
    Wolfpack
    11 anos atrás

    Isso prova que esta parceria França x Brasil é mais forte que qquer Governo ou situação e vem desde Alberto Santos Dumont, passa pela criação da Embraer com formação de Engenheiros Aeronáuticos do ITA na França. Tomara que este pensamento continue por muito tempo, porque estou cansado de ver o nosso Presidente dando esmola com o dinheiro do Povo para Paraguai, Bolívia e Equador…

    Leandro Furlan
    Leandro Furlan
    11 anos atrás

    Prefiro o “Short Tucano” da RAF, motor Garrett de 1100shp, muito mais potente que o Pratt & Wittney PT6 de 740shp.

    kaleu
    kaleu
    11 anos atrás

    Bem, não podemos deixar de reconhecer que os Franceses compram aviões Brasileiros, a poucos dias teve um post sobre os Bandeirantes da Armée de l’Aire, agora os Tucanos… ponto para o Rafale no FX-2

    abraços
    Kaleu

    jacubão
    11 anos atrás

    Bandeirantes ou Xinú?

    Corsario-DF
    Corsario-DF
    11 anos atrás

    O certo é “Xingú” da Armée de l’Aire! Eles são utilizados para treinamento multimotor.

    Sds.

    Storm
    11 anos atrás

    Achei bonita a 1º foto do Tucano decolando em um lindo campo florido Francês. Eu diria que chega ser até uma foto meio bucólica ou “boiologa” rs… brincadeira, bonita foto.

    Fábio Max
    11 anos atrás

    Vá saber se no FX-2 os franceses não queiram dar como compensação a aquisição de Super-Tucanos?

    Noel
    Noel
    11 anos atrás

    Mauro, olha o tigre com olhar de maluco, no leme, segunda foto.

    Wolfpack
    Wolfpack
    11 anos atrás

    Isso prova que esta parceria França x Brasil é mais forte que qquer Governo ou situação e vem desde Alberto Santos Dumont, passa pela criação da Embraer com formação de Engenheiros Aeronáuticos do ITA na França. Tomara que este pensamento continue por muito tempo, porque estou cansado de ver o nosso Presidente dando esmola com o dinheiro do Povo para Paraguai, Bolívia e Equador…