domingo, abril 11, 2021

Gripen para o Brasil

Array

Caças bizarros que quase vingaram parte 3

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

sud-est-se100-foto-5

SUD-EST SE 100: o “croissant voador”

Em homenagem à visita do Presidente da França ao Brasil, a terceira parte desta nossa série é dedicada, apropriadamente, a um caça francês. Lembramos que esta série não trata de idéias apenas diferentes, inovadoras e, principalmente, bizarras, mas de projetos que além disso tudo foram levados a sério (às vezes até mais do que mereciam) e por muito pouco não vingaram. Mas esse caça pesado francês, aparentemente, mereceu ser desenvolvido.

sud-est-se100-foto-2

A 2ª Guerra Mundial já despontava no horizonte quando surgiu uma especificação para um sucessor do Potez 631, caça bimotor que lutou bravamente até a queda da França e que depois continuou servindo à Força Aérea de Vichy. Contrastando com o seu antecessor submotorizado (dois Gnome-Rhône radiais de 660hp cada) e que era bastante similar em configuração a diversos caças pesados da época, como o Bf-110, os projetistas Mercier e Lecarne responderam à especificação com um caça que buscava aproveitar ao máximo a potência dos motores Gnome-Rhône 14N de 1030hp. Surgia o design inovador do SE-100.

sud-est-se100-3-vistas

A fuselagem compacta mas de grande volume interno, com perfil de meia-lua, comportava até 3 tripulantes e um pesado armamento: 5 canhões de 20mm, sendo quatro no nariz e um instalado próximo à cauda, operado pelo artilheiro de ré. A cauda era dupla e baixa, favorecendo o ângulo de tiro dessa quinta arma e incorporava uma curiosa inovação: as duas pequenas rodas posteriores do trem de pouso triciclo retraíam para dentro dos dois estabilizadores, numa solução bastante radical. Já o trem de pouso dianteiro (direcionável) era desproporcionalmente grande e de aparência complexa. As posições dos tripulantes (dois para missões diurnas e três para noturnas) eram ligadas por uma passagem pela qual se podia engatinhar.

sud-est-se100-foto-3

O primeiro vôo deu-se em 29 de março de 1939 e, como resultado dos testes subseqüentes, mais uma complexidade teve que ser adicionada: um estabilizador vertical retrátil, instalado na barriga do avião. Não obstante, com essa e outras modificações a velocidade máxima subiu de 560 km/h para 580 km/h. A envergadura deste primeiro protótipo era de 15,7m, com 11,8m de comprimento, 4,28 de altura e peso máximo de 7.500 kg (o dobro do avião que iria substituir).

sud-est-se100-foto-4Esse primeiro protótipo acidentou-se em abril de 1940, mas nessa época um segundo estava em construção e, além disso, a fábrica da Citröen nos arredores de Paris já preparava o ferramental para a produção de um lote de 300 caças SE-100. O segundo protótipo eliminou a ligação entre as posições dos tripulantes para aumentar a capacidade de combustível na fuselagem, introduziu asas totalmente metálicas (no primeiro, eram de madeira) e aumentou o armamento para incríveis 9 canhões de 20mm: seis no nariz, dois em uma torreta dorsal e um na posição de ré.

sud-est-se100-foto-6

Mas nem a produção pela Citröen nem a finalização do segundo protótipo vingaram. Logo Paris era ocupada pelo Exército Alemão e o projeto, que previa até uma variante com motores P&W Twin Wasp de 1.200 hp, parou por aí.

Nota do Blog: o apelido de “croissant voador” é mais uma das licenças poéticas deste autor, que estava com fome quando escreveu este artigo. croissantSe bem que não seria de se estranhar que algum contemporâneo, olhando o bizarro avião, já lhe tivesse dado a alcunha. Fica a dica para pesquisadores esforçados e dispostos confirmarem esta hipótese. Bon appétit, ou melhor, boa pesquisa!

Para ver o artigo anterior desta série, clique aqui.

Para ver o próximo, clique aqui.

- Advertisement -

43 Comments

Subscribe
Notify of
guest
43 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alfredo_Araujo

Ahhh… foram procurar avioes bizarros logo no celeiro!! A
França da década de 40 e 50 foi o berço de vaarios avioes bizarros…

Hornet

Nunão,

este “croissant voador” não está no perfil das belezuras da Esquadrilha Abutre, como vc já havia me falado antes, mas é um horror também. Cruzes!!!

um forte abraço

Nunão

Hornet, Voltarei em breve aos multiplanos da Grande Guerra, inspiradores da esquadrilha abutre, pois o período é um verdadeiro Manah de bizarrices voadoras de combate. E prometo voltar em grande estilo ao período, com uma esquadrilha completa num artigo só… Mas como é bom variar e honrar mais de um país, desta vez, após um russo dos anos 50 e um inglês dos anos 10, estava na hora de um francês da virada dos 30 para os 40. Já o próximo… Talvez volte aos jatos dos anos 50, que tem muitas coisas estranhas, e várias delas francesas, como lembrou o… Read more »

Luciano Baqueiro

Estou decepcionado. Nos 2 primeiros posts desta série lancei um desafio e ninguém respondeu. Tentarei pela última vez : o que é esta coisa, digo que graciosa aeronave é essa ?

http://forum.keypublishing.co.uk/attachment.php?attachmentid=36876&d=1092410417

http://forum.keypublishing.co.uk/attachment.php?attachmentid=36875&d=1092410370

Uma dica : também é francês.

Hornet

Nunão, Ah! Aquele avião francês muito me interessa, sim…Aliás, esse avião precisava frequentar mais os ares tropicais…hoje, o dia inteiro foi assim: basta ligar a TV e o avião está lá, em qualquer canal, em qualquer noticiário…muiiito bão!…hehehe Voltando ao assunto do post, eu particularmente estou gostando muito das bizarrices aéreas…não só pela curiosidade. Há um certo mito em torno da tecnologia, no mundo atual, como se ela fosse uma espécie de “novo Deus”, uma espécie de elixir que embriaga a todos, e essas matérias que vc está postando, de certo modo, ajudam a quebrar um pouco o encanto do… Read more »

Rudel

Luicano,

Não faço a menor idéia do que seja aquele avião a jato da foto. Acho que é inglês ou francês pelo símbolo na asa. É muito feio!

Nunão

Luciano, eu até já vi outras fotos desse exemplar bizarro dos seus links, mas minha função aqui não é estragar surpresas… Boa sorte na busca de um vencedor para o seu desafio! Hornet, o mais incrível de alguns caças bizarros é o quanto eles chegaram perto de vingar (assim como bizarrices ou mediocridades que realmente vingaram, para azar de seus pilotos). Apesar de não ser a fonte principal desses artigos, mas uma fonte auxiliar, recomendo a quem se interessar por coisas bizarras na aviação a compra do livro “The Word’s worst aircraft”, de Bill Yenne (editado para a Barnes &… Read more »

Corsario-DF

Luciano parece mais um projeto da Sud Aviation…

Corsario-DF

a “Panqueca Voadora” rsrrsrsrsrrsrsrsrsrs

Camilo

Olá Luciano,
É o S.N.C.A.S.E. SE-2415 ‘Grognard’, caça-bombardeiro frances que voou pela primeira vez em 14/02/1951. Somente um foi construído e o projeto abandonado em 1952.

Mais detalhes em http://www.aviafrance.com/aviafrance1.php?ID=1009&ID_CONSTRUCTEUR=0&ANNEE=1951&ID_MISSION=42&MOTCLEF=

For the record: sua dica sobre a nacionalidade foi vital para eu descobrir o “mistério”. 🙂
Abraço,

Luciano Baqueiro

Olá Nunão,

sei que vc é fera, então só p/ variar das bizarrices, gostaria de lhe fazer não um desfio, pois sei que não devo cutucar o leão c/ a vara curta, mas sim uma ‘advinhação’ :

– Qual a relação entre :

. O filme ‘E o vento levou’ – um dos maiores sucessos da história do cinema.
. Manicômio.
. Uma mansão mal-assombrada nos arredores de Londres.
. Um peixe Lúcio.
. A princesa Diana.
. Mosca tsé-tsé.

OBS.: Claro que está aberto p/ todos os colegas do blog.

Luciano Baqueiro

“Corsario-DF em 23 dez, 2008 às 9:08
Luciano parece mais um projeto da Sud Aviation…”

é por aí, na verdade é de uma das 2 empresas que se fundiram e criaram a Sud Aviation. Está indo bem, pirata do planalto central.

Hornet

Nunão, sem dúvida a humanidade poderia ter ficado sem algumas dessas pérolas, e viveria do mesmo jeito….hehehehe Ainda sobre o que eu falei, a respeito do mito tecnológico, tem uma outra questão interessante na história da aviação: até um certo tempo (até bem pouco tempo) a história da aviação podia ser contada pelos “delírios” imaginativos de seus construtores (dando certo o projeto ou não, sendo bizarro ou não) e não por uma racionalização burocrática empresarial ou governamental. Ou seja, a aviação, diferente dos navios, nasceu de sonhos (e delírios) de aventura pessoal. Os navios eram para a coletividade e expressavam… Read more »

cesar

Luciano Baqueiro,

Tá só na charada agora hein. Hehehe
A resposta tá entre SNCASE, SNCASO e Nord?

Agora, cá entre nós, os franceses eram mestres em feiúra alada.RS

Abraço.

Camilo

Olá Sr(s) Moderador(es),
Curioso mas eu postei hj às 10:15 minha resposta ao Luciano Barqueiro sobre qual era o avião cujas fotos ele postou. Ao lado do cabeçalho do meu post “Camilo, em 23 dez…” consta que meu comentário aguarda moderação. Não sei se ele está visível aos demais membros do Blog. Aliás é a segunda vez que isto ocorre comigo, sendo que a primeira foi no Blog do Poder Naval.

A propósito, o avião é o S.N.C.A.S.E. SE-2415 ‘Grognard’.

Abraços a todos e um Feliz Natal

Luciano Baqueiro

Camilo, BRAVO, BRAVÍSSIMO !
O Grognard ( mistura de Obelix c/ o Corcunda de Notre Dame ) tinha 2 versões : o SE-2410 – monoplace e o SE-2415 – biplace. Não vou postar links deles p/ meu comentário não ficar parado na fila de liberação – deve ter sido este o motivo de não aparecer logo sua resposta, Camilo.
Abraços.

Luciano Baqueiro

Cesar,

o amigo Camilo já matou essa e então vai encarar a ‘advinhação’ ? É mais fácil do que parece.

Nunão

Camilo, comentário liberado… Antevéspera de Natal e acho que o catador de spam do blog quis ficar com o seu e-mail de presente.

Saudações e parabéns pela adivinhação do avião. Já quanto à segunda charada, me abstenho…

Saudações a todos!
PS-Hornet, bela dica de livro essa sua. Responderia algo mais profundo que isso se não estivesse na correria…

jacubão

CRUZ CREDO.

[…] Para ver o artigo o anterior desta série, clique aqui. […]

[…] Para ver o próximo, clique aqui. […]

Alfredo_Araujo

Ahhh… foram procurar avioes bizarros logo no celeiro!! A
França da década de 40 e 50 foi o berço de vaarios avioes bizarros…

Hornet

Nunão,

este “croissant voador” não está no perfil das belezuras da Esquadrilha Abutre, como vc já havia me falado antes, mas é um horror também. Cruzes!!!

um forte abraço

Nunão

Hornet, Voltarei em breve aos multiplanos da Grande Guerra, inspiradores da esquadrilha abutre, pois o período é um verdadeiro Manah de bizarrices voadoras de combate. E prometo voltar em grande estilo ao período, com uma esquadrilha completa num artigo só… Mas como é bom variar e honrar mais de um país, desta vez, após um russo dos anos 50 e um inglês dos anos 10, estava na hora de um francês da virada dos 30 para os 40. Já o próximo… Talvez volte aos jatos dos anos 50, que tem muitas coisas estranhas, e várias delas francesas, como lembrou o… Read more »

Luciano Baqueiro

Estou decepcionado. Nos 2 primeiros posts desta série lancei um desafio e ninguém respondeu. Tentarei pela última vez : o que é esta coisa, digo que graciosa aeronave é essa ?

http://forum.keypublishing.co.uk/attachment.php?attachmentid=36876&d=1092410417

http://forum.keypublishing.co.uk/attachment.php?attachmentid=36875&d=1092410370

Uma dica : também é francês.

Hornet

Nunão, Ah! Aquele avião francês muito me interessa, sim…Aliás, esse avião precisava frequentar mais os ares tropicais…hoje, o dia inteiro foi assim: basta ligar a TV e o avião está lá, em qualquer canal, em qualquer noticiário…muiiito bão!…hehehe Voltando ao assunto do post, eu particularmente estou gostando muito das bizarrices aéreas…não só pela curiosidade. Há um certo mito em torno da tecnologia, no mundo atual, como se ela fosse uma espécie de “novo Deus”, uma espécie de elixir que embriaga a todos, e essas matérias que vc está postando, de certo modo, ajudam a quebrar um pouco o encanto do… Read more »

Rudel

Luicano,

Não faço a menor idéia do que seja aquele avião a jato da foto. Acho que é inglês ou francês pelo símbolo na asa. É muito feio!

Nunão

Luciano, eu até já vi outras fotos desse exemplar bizarro dos seus links, mas minha função aqui não é estragar surpresas… Boa sorte na busca de um vencedor para o seu desafio! Hornet, o mais incrível de alguns caças bizarros é o quanto eles chegaram perto de vingar (assim como bizarrices ou mediocridades que realmente vingaram, para azar de seus pilotos). Apesar de não ser a fonte principal desses artigos, mas uma fonte auxiliar, recomendo a quem se interessar por coisas bizarras na aviação a compra do livro “The Word’s worst aircraft”, de Bill Yenne (editado para a Barnes &… Read more »

Corsario-DF

Luciano parece mais um projeto da Sud Aviation…

Corsario-DF

a “Panqueca Voadora” rsrrsrsrsrrsrsrsrsrs

Camilo

Olá Luciano,
É o S.N.C.A.S.E. SE-2415 ‘Grognard’, caça-bombardeiro frances que voou pela primeira vez em 14/02/1951. Somente um foi construído e o projeto abandonado em 1952.

Mais detalhes em http://www.aviafrance.com/aviafrance1.php?ID=1009&ID_CONSTRUCTEUR=0&ANNEE=1951&ID_MISSION=42&MOTCLEF=

For the record: sua dica sobre a nacionalidade foi vital para eu descobrir o “mistério”. 🙂
Abraço,

Luciano Baqueiro

Olá Nunão,

sei que vc é fera, então só p/ variar das bizarrices, gostaria de lhe fazer não um desfio, pois sei que não devo cutucar o leão c/ a vara curta, mas sim uma ‘advinhação’ :

– Qual a relação entre :

. O filme ‘E o vento levou’ – um dos maiores sucessos da história do cinema.
. Manicômio.
. Uma mansão mal-assombrada nos arredores de Londres.
. Um peixe Lúcio.
. A princesa Diana.
. Mosca tsé-tsé.

OBS.: Claro que está aberto p/ todos os colegas do blog.

Luciano Baqueiro

“Corsario-DF em 23 dez, 2008 às 9:08
Luciano parece mais um projeto da Sud Aviation…”

é por aí, na verdade é de uma das 2 empresas que se fundiram e criaram a Sud Aviation. Está indo bem, pirata do planalto central.

Hornet

Nunão, sem dúvida a humanidade poderia ter ficado sem algumas dessas pérolas, e viveria do mesmo jeito….hehehehe Ainda sobre o que eu falei, a respeito do mito tecnológico, tem uma outra questão interessante na história da aviação: até um certo tempo (até bem pouco tempo) a história da aviação podia ser contada pelos “delírios” imaginativos de seus construtores (dando certo o projeto ou não, sendo bizarro ou não) e não por uma racionalização burocrática empresarial ou governamental. Ou seja, a aviação, diferente dos navios, nasceu de sonhos (e delírios) de aventura pessoal. Os navios eram para a coletividade e expressavam… Read more »

cesar

Luciano Baqueiro,

Tá só na charada agora hein. Hehehe
A resposta tá entre SNCASE, SNCASO e Nord?

Agora, cá entre nós, os franceses eram mestres em feiúra alada.RS

Abraço.

Camilo

Olá Sr(s) Moderador(es),
Curioso mas eu postei hj às 10:15 minha resposta ao Luciano Barqueiro sobre qual era o avião cujas fotos ele postou. Ao lado do cabeçalho do meu post “Camilo, em 23 dez…” consta que meu comentário aguarda moderação. Não sei se ele está visível aos demais membros do Blog. Aliás é a segunda vez que isto ocorre comigo, sendo que a primeira foi no Blog do Poder Naval.

A propósito, o avião é o S.N.C.A.S.E. SE-2415 ‘Grognard’.

Abraços a todos e um Feliz Natal

Luciano Baqueiro

Camilo, BRAVO, BRAVÍSSIMO !
O Grognard ( mistura de Obelix c/ o Corcunda de Notre Dame ) tinha 2 versões : o SE-2410 – monoplace e o SE-2415 – biplace. Não vou postar links deles p/ meu comentário não ficar parado na fila de liberação – deve ter sido este o motivo de não aparecer logo sua resposta, Camilo.
Abraços.

Luciano Baqueiro

Cesar,

o amigo Camilo já matou essa e então vai encarar a ‘advinhação’ ? É mais fácil do que parece.

Nunão

Camilo, comentário liberado… Antevéspera de Natal e acho que o catador de spam do blog quis ficar com o seu e-mail de presente.

Saudações e parabéns pela adivinhação do avião. Já quanto à segunda charada, me abstenho…

Saudações a todos!
PS-Hornet, bela dica de livro essa sua. Responderia algo mais profundo que isso se não estivesse na correria…

jacubão

CRUZ CREDO.

[…] Para ver o artigo o anterior desta série, clique aqui. […]

[…] Para ver o próximo, clique aqui. […]

Edmar

Caros Amigos.:

Já vi avião feio, mas estes passaram duas vezes na fila da feiura. “Porca-miséria”.

Abraços.

Combates Aéreos

Imagens do AWACS indiano mostram F-16 paquistanês desaparecendo do radar

Por Alexandre Galante Em um briefing feito pela Força Aérea Indiana a jornalistas nesta semana, oficiais insistiram na versão de...
- Advertisement -
- Advertisement -