segunda-feira, junho 14, 2021

Gripen para o Brasil

Show de Gripen

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Igor

Belíssimas fotos.

Rodrigo

Show de bola!

Rodrigo.

alguem sabe quando voa o primeiro ng?

Galante

Rodrigo, o primeiro vôo do Gripen NG ocorreu em 27/5/2008. Mais sobre o avião nos seguintes links:

http://www.aereo.jor.br/?p=1916

http://www.aereo.jor.br/?p=1015

RL

Poxa. Se esses caras vierem para a FAB realmente vão acrescentar muita coisa em todos os sentidos.

Uma pena não ter capacidade para operar embarcado. Pra mim, a única diferença em relação ao Hornet e ao Rafaleco seria esta.

Show de bola as fotos.

Francisco M. Xavier

Não levo fé nesse bixo 🙂 – Parece um Volvo, é legal, design poco inspirado e não emplaca nunca 🙂

Francisco M. Xavier

Acho que faltou robustez ao desenho…. ele parece frágil, não mete medo! aliás mete sim, tenho maior mede de ele vir a ser o nosso caça 🙂

welington

O Gripen é um excelente vetor com ótimas características agora na versão NG ele esta ainda mais poderoso porem é uma ótima aeronave para um pais com pequenas dimensões ou para um pais que possa possuir muitas unidades o que não é o nosso caso, cabe ressaltar que o Gipen, Rafall e o F-18SH possuem desempenho similar mesmo o Gripen tendo menores dimensões e sendo monomotor portanto percebe se que em termos de vetor não são as aeronaves perfeitas para a FAB pois não vamos possuir varias unidades como as potencias e temos um território continental o que acarretaria em… Read more »

Marcelo RJ

A foto nº7 seria o sonho de consumo da FAB(assim como de muitasFAA’s)!!! Que venham Rafales F3, Gripen’s NG ou F18 Super Hornet’s serão exelentes escolas…E segundo o PND iremos desenvolver em parceria com outros paises o 5º geração!!!!!Agora, se tratando de nosso pais, isso será lá para 20…….Deus nos afude…hehehehehe

Francisco M. Xavier

Será que vai ter peça no paralelo, como os volvos :)?

Almeida

Galante em 18 dez, 2008 às 14:04

Correção Galante: quem voou foi o Gripen Demo, o Gripen NG ainda esta em fase de estudos, apoiado pela campanha de ensaios do Gripen Demo.

Almeida

Eu sou totalmente a favor do Brasil escolher o Gripen NG para o FX-2, 36 agora e mais 84 produzidos aqui depois. Com isso teriamos um caça moderno e poderiamos participar do desenvolvimento do Gripen 5a geraçao (ja em estudos pela SAAB) e/ou do UCAV nEUROn. Atendem nossas necessidades sim, sao mais baratos de adquirir e operar alem de poder integrar armamento de qq canto do planeta, inclusive os q temos em uso atualmente e os q estamos projetando. Quem diz q o Gripen NG nao serve para um pais continental como o Brasil deveria seriamente comparar sua disponibilidade e… Read more »

Nunão

Hornet,

Você está muito bem na foto, voando na ala do Gripen.

Saudações

Marlos Barcelos

Almeida

Os Gripen são excelentes caças, o problema é que tem 70% de peças norte-americanas, e os EUA poderiam restringir aceeso atecnologia dos americanos e como ficaríamos? Se fosse um caça 100% europeu com certeza seria melhor pra gente e com certeza teria menos problemas para ser escolhido no fx-2.

Somente por isso eu torço para ser o Rafale, para que tenhamos acesso a armas de última geração sem restrição alguma.

Vassily Zaitsev

Na minha opnião, a melhor opção para a FAB. A relação custo-benefício é muito superior à oferta que a França quer nos empurrar goela à baixo.

Hornet,

Xiiiiiiiiiiiiiiii………………… ficou para trás, foi. Tú usa dois GE-414 contra apenas um do concorrente e mesmo assim ficou para trás?

Ou tá querendo dar o bote????? estendeu os freio aerodinâmicos com a intenção de ficar nas 6 horas do concorrente????

Nunão

Vassily,

Os 414 são do Super-Hornet, que é o Hornet depois de comer o superamendoim.

O Hornet e o Gripen da foto usam o 404.

E tinha que estar pra trás mesmo, tá cheio de esparadrapo. Olha lá na ponta das asas e nos estabilizadores…

Ivan

Vassily,
O custo-benefício operacional é realmente muito interessante, mas no final vai ganhar o melhor pacote (eu pelo menos espero) para a FAB.
Pelo menos este processo do FX-2 há muito mais abertura de informação do que nas compras de Mirages, F-5 e AMX. Os meios de comunicação são muito mais rápidos, como a internet que nos permite este debate…

Ivan

Nunão,
O Gripen NG vai de 414, o que, segundo indicam algumas revistas especializadas, lhe permite um supercruise de mach 1,1 quando levemente armado.

Nunão

Sei disso Ivan, estava comentando do Hornet e do Super Hornet.

Já o Gripen da foto em questão, como não é o demo que aparece em algumas fotos acima (com a sua cauda de pintura bem característica), certamente usa o Volvo RM 12 (versão sueca do GE F404), e não o GE F414G.

Ivan

Eu gostaria muito de ter a Embraer fabricando o Gripen NG (algo em torno de 90), comprar duas dúzias de SuperHornet através do FMS ou outra linha baratinha de crédito norte ameriacano (no pacote do financiamento as turbinas dos Gripen NG/Br incluso) e, para completar a festa, modernizar TODA a frota de AMX com turbinas 414 sem pós-combustão…
Tô viajando…

Vamos de Rafale mesmo e, depois dos franceses nos iludirem novamente, vamos comprar algum semi-novo por aí.

Aí, Hornet. Tô ficando ciclotímico no mesmo post.

Ivan

Nunão,
Já existe versão da GE F-414G sem pós-combustão?
Pela potência militar que a criança apresenta seria uma festa para os valentes, mas submotorizados, AMX.

Galante

Almeida, obrigado.

Nunão

Ivan, a meu ver o 404 já seria uma festa, mas remotorização do AMX é algo que não vale a pena sonhar, na minha opinião…

Ivan

Nunão,
O motor atual do AMX fuma demais, parece os velhos Rhinos F-4E.
Na verdade o motores são conteporâneos.

Vassily Zaitsev

Nunão,

eu sabia ( 404 ), só queria aumentar um pouco o exagero.

Ivan,

Torço fielmente para que o Gripen NG vença o FX2, mas vai ser difícil…………………….

tomara que os franceses cumpram o que estão prometendo, ou ficaremos com as calças curtas. Imagine só o preço para uma revisão do conjunto do trem de pouso do Rafale, daqui à uns 15 anos, se ninguém comprá-lo. Citei o trem de pouso como mero exemplo, pois se levar-mos em conta todo o caça, com poucas unidades fabricadas, aí o bixo pega………

abraços.

Ivan

Nunão,
Fugindo do assunto deste post, é melhor investir em manter voando o F-5M ou o A-1M?

Ivan

O bicho pega mesmo e os franceses cobram caro, sem perdão.

Ivan

Vassily,
Noutro post sugeri, pegando um gancho nos seus comentários, compra 3 dúzias de Rafales para acalmar o Marcelos (Marlos Barcelos)…
Com a expectativa que vc levantou (preço de manutenção de um mico aerocomercial) fiquei na dúvida.
Talvez seja melhor voltar a discutir com o amigo Marlos.

Vassily Zaitsev

Ivan,

Isso, o Marlos não desiste nunca mesmo. É o típico “exército de um homem só”.

abraços.

fui, aqui em casa o pc é dividido entre três usuários e um está na minha orelha, doido para entrar no MSN.

inté amanhã.

Ivan

Inté amanhã, vou p´ra casa.

Vic

Uma pergunta nada a ver.

Por que a maioria dos avioes da FAB tem dois lugares e nao um?
É algum tipo de mentalidade da FAB ou é coincidencia?
O vencedor do fx vai ter dois ou um?

Fiquei com essa ideia na cabeca depois de ver que a esquadrilha da fumaca decola coom o assento traseiro vazio e fiquei pensando pq a EMBRAER nunca fez uma versao do tucano com um assento só.

Nunão

Ivan, não vejo F-5M e A-1M como opções um ou outro. É mais uma questão de aproveitar o que já existe, modernizar, esperando futuros substitutos, só que de uma maneira gradual. Primeiro aposentam-se os F-5M, podendo os A-1M durar entre 5 e 10 anos mais, pelo menos. Agora, aproveitando a deixa para voltar ao post, adoraria ver os M-2000 e F-5M sendo substituídos, pelo menos grande parte deles, pelo Gripen, o único monomotor entre os finalistas do F-X2. E os últimos A-1M, durando um pouco mais, dando lugar a mais Gripen, caso a conjuntura daqui a 10-15 anos permita, ou… Read more »

Almeida

Marlos Barcelos em 18 dez, 2008 às 19:00 Na boa, se os norte-americanos querem vender o F/A-18 E/F pra gente, duvido q eles embarguem o motor ou o assento ejetavel do Gripen NG, por exemplo. Serio. Esta estoria de 100% de independencia tecnologica no Mundo globalizado de hj eh um tremendo factoide, todos sabemos q isso soh eh possivel com orçamentos de defesa estapafurdios como os dos EUA, França e Russia. E, mesmo estes, importam produtos de alta tecnologia de seus parceiros. Ou vc quer me convencer de q a propria Suecia, neutra e independente por natureza, nao sabe se… Read more »

kaleu

Pessoal, acho o design desse caça D+, LINDÃO… Como o Francisco AMX, tenho a impressão de falta de robustez (certamente é só impressão – infundada)… Ivan, Não acho que esteja viajando na maionese não, aliás teu raciocínio tem muita lógica… o ideal é adqurir 36 SH (FX-2), via FMS, como caça Higt e com acesso a grande parte da tecnologia, que é comum com Gripen,… daí, fechar a segunda etapa com a SAAB em parceria com a Embraer para a fabricação de 84 Gripen´s no Brasil como caças Low… lembrando que a Suécia tem o mesmo objetivo do Brasil, sobre… Read more »

welington

Almeida o Gripen NG serviria sim, mas se tivéssemos muitas unidades o que não vai ser o nosso casso, os EUA possuem mais de 4000 caças e nos vamos ter 120 não da para comparar o Gripen tem um alcance equivalente ao do F-18 e do Rafall estes caças ou foram feitos para operar em países cujas dimensões são pequenas se comparados com a gente ou a Rússia ou são produzidos em grandes números vide EUA(F-15,F-16,F-18,F-22,F-35, F-117 e dentre outros), nos vamos ter poucas unidades em poucas bases o melhor seria ter aeronaves de grande desempenho e longo alcance mas… Read more »

Hornet

Nunão em 18 dez, 2008 às 18:53

Só entrei agora nessa matéria…Viu só?! Dupla Dinâmica!

E ficou legal a foto, né? Gostei.

abraços

Hornet

Vassily,

hehehe…na aviação de caça como em muitas outras situações na vida, nem sempre é bom ficar na frente…Foi esse o caso aí da foto…kkkkk

abração

Excel

Nossa Kaleu, você está bem informado.
Eu acho que a melhor opção para a Coréia é a parceria com a SAAB.

welington

Conhecia os esboços e as fotos, com certeza esta é a melhor opção para Suécia, França e coréia do sul pelas suas pequenas dimensões e provável alcance, agora para um país continental como o Brasil só se tivéssemos a renda da força aérea americana pois eles tem mais de 4000 caças e não precisão de alcance mas como vamos adquirir somente 120 aeronaves e não 4000 o PAK FA T-50 (SU-50) e o F-22 Raptor seriam a melhor escolha mas como não temos o orçamento americano não podemos ter o F-22, o PAK FA T-50 (SU-50) seria perfeito para nossa… Read more »

Excel

Kaleu, Compartilho de teu interesse pela SAAB. Eu também acho que esta empresa seria muito boa para o projeto KFX coreano, pelo fato de que o com isso as duas partes estariam somando forças para resolver um problema em comum, ou seja, criar um novo avião que fosse alternativa aos que existem atualmente no mercado. Com tal parceria a Coréia ganharia tecnologia e experiência para construir seus próprios caças, além de aviões mais baratos (a longo prazo) e a SAAB dividiria os custos necessários para criação de um novo produto. Se o Brasil entrasse no projeto o benefício seria compartilhado… Read more »

Almeida

Wellington, nao me leve a mal mas tenho quatro coisas importantes para dizer a vc: 1. Eh Rafale e nao Rafall. 2. O Gripen NG tem performance e alcance similar, em alguns casos ate mesmo superior, q os Rafale e Super Hornet. Tbm gostaria de ter um caça uma classe acima como o F-15, Su-35 ou Typhoon participando desta concorrencia, mas ja q nao eh o caso nao adianta chorar. 3. Deus me livre de entrar em guerra contra a USAF, quanto mais os EUA. Nao vao ser 120 Su-50 q vao nos salvar. 4. Tanto o Su-35 quanto o… Read more »

Vassily Zaitsev

Hornet, dia 18 23:38hs,

Coitado do suéco…………… eu que não queria estar na pele dele, depois de uma declaração como essa…….

Posicionou, mirou, encaixou e …………………………..

………………..

………………………. PIMMMMMBA no Suéco, KKKKKK!

abraços.

Vassily Zaitsev

Hornet,

A 1ª foto mostra claramente como o suéco vai ficar após esse “PIMMMMMBA” por trás. Vai sair soltando “faíscas” de dor,rs,rs,rs.

abraços.

Hornet

Vassily,

pois é…hehehehe

abração

Francisco M. Xavier

Cara, com tantos Flares assim, sobrou espaço para carrgar mais alguma coisa no Gripen? 🙂

Francisco M. Xavier

O que será do Welington se a Russia cancelar o PAK-FAT50? 🙂

Wolfpack

O Gripen é tão frágil que lembra o F104 Starfighter.

Flavio Santana

Wellington,

Você sempre me fala que tem “X” dados do desenvolvimento do PAK-FA e constantemente sou bem cético quanto a esse avião.

Por favor, compartilhe com o grupo algo que PROVE que os russos sabem fabricar um stealth 😉

Abraços

Ivan

Amigos, retornei agora só para ver como terminou as postagens. Para minha surpresa ainda não acabaram. Bom, tem F-22 no Japão e eu vou p´ra lá, mas antes deixa eu responder no lugar do Wellington. Flávio, Os russos tem tecnologia e CIENTISTAS suficiente para desenvolver um avião ou navio stealth. Eles são muito bons mesmo e a muito tempo. A primeira grande dificuldade são os recursos necessários para isso. Quando existia a U.R.S.S. recursos não eram problema, faltava mas tiravam de qualquer lugar e que se danasse o mundo, por isso quebraram… Hoje é diferente e lhes falta a expertize… Read more »

Reportagens especiais

‘Se é bonito, voa bem’ – o Dassault Mirage

Mirage é um nome dado a vários tipos de aviões a jato projetados pela empresa francesa Dassault Aviation (anteriormente...
- Advertisement -
- Advertisement -