Home Sistemas de Armas Detalhes sobre os futuros F-16 marroquinos, que desbancaram os Rafales

Detalhes sobre os futuros F-16 marroquinos, que desbancaram os Rafales

363
77

Os fãs do Fighting Falcon devem estar adorando as últimas matérias do Blog do Poder Aéreo, já que o F-16 está em boa parte delas. Mas trata-se apenas de coincidência, acarretada pela dinâmica das notícias, e espero não ser acusado de favorecer uma aeronave (a qual não nego gostar bastante) que está fora dos planos da FAB, como outro editor foi acusado de favorecer um certo submarino fora dos planos da MB, lá no Blog do Poder Naval… 

Enfim, uma das mais recentes notícias diz respeito aos futuros F-16 do Marrocos, já que em 2007 o caça da Lockheed Martin derrotou o favorito Dassault Rafale na concorrência para reequipar sua Força Aérea, que hoje conta com apenas 2 esquadrões de F-5 e dois de Mirage F-1 além de velhos Cessna AT-37. Pouco, na análise fria dos números, para encarar a vizinha Argélia, que conta com Mig-29, Su-24, Su-25, Mig-23 e deverá receber novos Su-30MK e Mig-29SMT.

Nesta segunda-feira, 1º de dezembro de 2008, a Raytheon anunciou que os 24 F-16C/D Block 50/52 adquiridos pelo Marrocos serão equipados com o sistema ACES de contramedidas, considerado o estado-da-arte na gama de opções para os Fighting Falcon. Trata-se de um sistema integrado de RWR, Jammer e lançadores de chaff e flare, projetado para operar em ambientes saturados eletronicamente. Originalmente, os F-16 marroquinos seriam equipados com o sistema ASPIS II, também da Raytheon, menos sofisticado.

Em junho, a Real Força Aérea Marroquina já havia selecionado os motores Pratt & Whitney F100-PW-229. O valor total da compra, caso sejam exercidas todas as opções, pode chegar a 2,4 bilhões de dólares para os 24 F-16 C/D Block 50/52, incluindo 4 radares APG-68v9 sobressalentes, tanques conformais, 5 motores sobressalentes, 12 pods AN/AAQ-33 Sniper ATP ou AN/AAQ-28 LITENINGentre, entre outros equipamentos.

A título de comparação, a França perdeu a concorrência oferecendo duas opções: 18 Rafales por 2,6 bilhões de dólares ou 24 por US$ 3,2 bilhões.

Fonte: Defense Industry Daily

Foto: Lockheed Martin

Subscribe
Notify of
guest
77 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Tiago Jeronimo
Tiago Jeronimo
11 anos atrás

Bem segundo o final da noticia para que o Rafale perdeu por causa do orgão mais importante do ser humano, o bolso. 6 aeronaves a menos e ainda 200 milhões mais caro ou o mesmo numero de aeronaves e 800 milhões mais caros, mas o mais importante que faltou ser dito é o seguinte: Vem motores, radares e outras coisas mais e as armas? AIM-120C? AIM-9X?

rodrigo rauta
rodrigo rauta
11 anos atrás

Esses tanques conformais deram uma nova cara ao velho Falcon!!
O bicho ficou mais bonito e com cara de mal!!!!

Flavio Santana
Flavio Santana
11 anos atrás

“que desbancaram os Rafales”

Vamos com calma! Os F-16 Block 50/52 são mais baratos e ponto final! A matéria está correta, mas esse título realmente faz parte da série “Anti França” que temos visto…

A frota da minha empresa também comprou Fiat Uno em vez do Novo Vectra…. não posso falar que o Uno desbancou o Vectra!!!

mas rsrsrsrs tudo bem, perdoados… Foi só uma brincadeira com o titulo da matéria…

Flavio Santana
Flavio Santana
11 anos atrás

Mas muito feio esse avião com todas essas carenagens extras!!!

Deixaram feio, um dos mais belos aviões já desenhados!!!

ahhh sobre meu comentário anterior…

24 F-16 Bl 50/52 por 2,4bi
16 Rafale por 2,6bi

Eu também ficaria com os F-16 em numero maior!!! Mas dizer que é melhor que o Rafale não rola rsrsrsrs…

Hornet
Hornet
11 anos atrás

Concordo. Esse F-16 com os tanques conformais ficou com um design bem mais “invocado”…embora, no meu modo de ver, tenha perdido um pouco da elegância que o F-16 sempre teve. Na minha opinião, a dupla atual F-22 + F-35 podem ser melhores, mais modernos e o escambau a quatro, mas em termos de elegância não superam a dupla anterior da USAF: o F-15 e o F-16. Esses últimos já se tornaram verdadeiros “clássicos” da aviação mundial. Será que o Chile não pensa em adquirir mais pra frente alguns F-16 E/F Block 60? Não seria uma boa para a FACH, uma… Read more »

Wilson Johann
Wilson Johann
11 anos atrás

Também concordo com o amigo Flavio Santana. A favor dos F-16 apenas o preço, o que para economias pequenas deve pesar muito. Por esse mesmo critério ficaremos com os F-18F e tá tudo resolvido. Mas aqui é Brasil e não Marrocos e, talvez, o resultado seja outro. Avião por avião, sou muito mais o Refale.
E concordo novamente com o Flavio, esses tanques conformais aplicados na fuselagem do f-16 tranformaram o avião num monstrengo.
É isso!

Um abraço a todos!!

XR
XR
11 anos atrás

Sei não pessoal, acho que do jeito que as coisas andam vai dar Gripen na cabeça!!!
Mais baratos,menores custos de manutenção, empresas suecas instaladas há muito tempo no Brasil, operação em rede já consagrada, possível auxílio no desenvolvimento de nossa central de guerra em rede, etc…
Também gosto muito do Rafale, assim como do F-16; agora uma dúvida: um dos problemas do F-16 alegados no FX 1 era o FOD, devido à sua baixa tomada de ar para o motor; será que o mesmo não ocorre com o Rafale???
Abs

Hornet
Hornet
11 anos atrás

Acho que os amigos têm razão ao apontar o preço como sendo o fator decisivo nesta escolha feita por Marrocos. Mas existem outros fatores, como sempre (neste caso, de geoplítica), que influiram também na escolha. Cada caso é um caso. Segundo um site português: “A proposta francesa foi lançada em duas fases: primeiro propuseram 18 Rafales por 1,8 biliões de euros e depois 24 aparelhos por 3,2 biliões. Ambas as ofertas incluiam os excelentes mísseis MBDA MICA e bombas AASM guiadas por laser, assim como vários equipamentos de apoio em terra, que nos F-16 teria que ser comprado separadamente. A… Read more »

Tiago Jeronimo
Tiago Jeronimo
11 anos atrás

Apesar de tudo não deixa de ser uma derrota feia pra França já que o Marrocos é uma ex-colônia e ex-protetorado Francês. Quanto a beleza do F-16 como já disse em outro post, achei que o F-16 perdeu toda a sua beleza com a espinha dorsal e os tanques conformais :/

welington
welington
11 anos atrás

Hornet você tirou as palavras da minha boca. O Marrocos ficou com receio, pois a Argélia com certeza vai adquirir mais materiais de defesa Russos e em caso de conflito os Russos podem apoiar os argelinos, concordo com o Marrocos o F-16 Block 50 tem um otimo desempenho ótimos sensores que são inferiores ao conjunto da TALES porem 24 F-16 Block 50 são mais eficazes que 18 Rafales alem do custo de operação ser mais baixo. O F-16 juntamente com o F-15, F-117, SR-71blackbird os Flankersm, MIGs 29(35) e o MIG31 são os grandes ícones da historia aeronáutica, o Marrocos… Read more »

welington
welington
11 anos atrás

E os próximos a entrarem nesta lista de ícones aeronáuticos provavelmente (com certeza) são o F-22 Raptor, F-35 JSF e o Sukhoi PAK FA T-50(SU-50).

Fábio Max
11 anos atrás

Coincidência não?

O Marrocos conta com F-5s e Mirages… parece a FAB!!!

Almirante
Almirante
11 anos atrás

bomdia amgigos blogueiros bom eu sou um fã dos F-16 sera que alguem sabe como era a versão oferecida ao brasil e seus sistemas bom obrigado e saudações

marujo
marujo
11 anos atrás

Li, em algum lugar, que o Chile tem interesse em comprar mais 04 F-16 novos em folha, para complementar os que já comprou.

nunao
nunao
11 anos atrás

Flavio, Mauro etc: O título não é anti-francês, é simplesmente a realidade: se o F-16 ganhou do Rafale numa concorrência onde esse era o franco (sem trocadilhos…) favorito, creio que desbancou está apropriado. A opinião da própria Dassault a respeito pode ser lida na matéria que acabei de subir logo acima desta – como disse, as notícias andam, e assim o mundo gira, a lusitana roda (acho que é isso…) e o Blog bloga. Títulos devem chamar a atenção, levar à reflexão, sem faltar à verdade. A opção é deixar tudo morno, insosso, e creio que ninguém quer participar de… Read more »

Fábio Max
11 anos atrás

Marujo,

Também li algo sobre essa aquisição pelo Chile, de mais 4 F-16 Block 50.

dumont
dumont
11 anos atrás

Como já tinha escrito, infelizmente 2.2 bi não dará para 36 caças…, se o Gripen estiver na mesma faixa de preço do F16 não há duvidas de quem vai ganhar.

abrs,

thiago
thiago
11 anos atrás

OS RAFALE DO BRASIL. SERAO CONSTRUIDO AQUI,VAI SER QUASE 2/3 DO PREÇO

Ivan
Ivan
11 anos atrás

Gosto muito do F-16, mas com todos estas corcovas e anexos conformais ficou meio esquisitão. Mas ficou tambêm mais mortal. HORNET e MAURO foram na ferida, pacote norte americano mais barato e politicamente alinhado com quem pode apoiá-los em um conflito. Seria tambêm natural uma compra de ocasião ou leasing ou doação de alguns caças F-16 A/B dos estoques yanques, para modernização. O Chile fez isto (com estoque holandês). Quanto ao Rafale continuo reclamando da motorização. Ele é capaz de super-cruise? O motor dele tem a mesma origem dos motores do SuperHornet e Typoon, mas não chega ao mesmo desempenho.… Read more »

Vassily Zaitsev
Vassily Zaitsev
11 anos atrás

Mauro,

cuidado, falando dessa forma do SU-35, logo-logo a Vovódka joga uma praga bem em cima de tua cabeça, rs,rs,rs……..

Eu tb acreditava piamente que o Marrocos seria a 1ª nação à importar o Rafale. O sonho não vingou ( para desespero dos franceses), e a batata-quente, ao que parace, sobrou para nós.

A Líbia não estava interessada em adquirir um lote do Rafale??????? vi essa informação a uns 5 meses atrás, no ALIDE e DEFESANET.

Francisco AMX
Francisco AMX
11 anos atrás

Mauro, acho que o Nunão está correto, desbancou a proposta do Rafale, não tem nada demais! Além do mais me parece que o Rafale já estava de “salto alto”! preferido! e foi desbancado sim. Claro que este desbanque pode nada a ter a ver com o desempenho dos caças, mas desbancou! de uma forma ou outra.
Abraço
Francisco

Francisco AMX
Francisco AMX
11 anos atrás

Me parece que esta é a variante do B50 que integra novos ssitemas e controle, com cabos de fibra-optica que são imunes a interferencias e contramedidas na parte eletronica do caça, além dos IRF e designadores embutidos no “lombo” :), e o novo radar AESA…. não seria este o Bloco 60????

Flavio Santana
Flavio Santana
11 anos atrás

kkkkkkkkkkk relaxa nunão… não precisa escrever editorial não!

Só fiz um comentário sobre o que me pareceu o “desbancaram o rafale” em vez de “desbancaram a proposta do rafale”, mas desde minha primeira msg tentei deixar claro que o texto em si da matéria não é tendencioso, não se preocupe, foi apenas um comentário OK 😉 rsrsrs não quero trazer a polêmica do Poder Naval pra cá não!!!

Abraços e continue com o ótimo trabalho!

Getulio - São Paulo
11 anos atrás

Nós ainda vamos ser os únicos a comprar o rafale.

welington
welington
11 anos atrás

Se nos não adquirimos o Rafall o mesmo vai ser o maior fracasso da indústria francesa caro de se adquirir caro de se manter é inferior a maioria dos caças em desempenho e talvez não ganhe nenhuma concorrência.
O SU_35 BM só concorreu no FX2 e saiu por decisão política, pois era o melhor vetor para a FAB juntamente com o PAK FA T-50.

Nunão
Nunão
11 anos atrás

Mauro, ora ora ora, aí você já está forçando bem mais do que vc acha que eu forcei, né? Sem querer dar mais trela, mas não dá pra pensar nas comparações que vc fez, fora do limite do bom humor, certo? Ou o F-16 era favorito na Itália numa concorrência com o AMX? Ah, sim, tem o lance do “F-32”, mas isso é outra coisa… Uma seria eu basear um título em interpretações e elocubrações, outra coisa é baseá-lo em fatos (e a partir daí o fato gera uma interpretação explícita em um título, que pode ser interpretada por quem… Read more »

Hornet
Hornet
11 anos atrás

Amigo Mauro, lendo seu último post eu me lembrei de uma coisa…se as previsões se confirmarem, e nada for mudado na França nos próximos anos, o Rafale já tem garantida uma encomenda de cerca de 300 unidades (uma parte disso, algo em torno de 100 caças, já foi entregue), divididos entre a Marinha e a Força Aérea da França. Pode até não ser muito, especialmente quando comparamos com o Typhoon (que tem encomendas iniciais dos vários países que fazem parte do consórcio) mas pouco também não é…especialmente se fizermos uma comparação com os demais concorrentes do FX2…está mais ou menos… Read more »

welington
welington
11 anos atrás

Acho que o Rafall vai ganhar como sempre, mas vai ganhar por força política, meu voto vai para o mesmo pois a França pode nos oferecer muitos conhecimentos, mas acho desleal pois a Rússia sempre esteve disposta desde o FX1 a nos transferir tecnologia e de uma ora para outra a FAB inventa esta mentira, o Itamarati a desmentiu, era totalmente a favor do SU-35 BM acompanhado do PAK FA T-50 mas como essas disputa não foi seria prefiro o Rafall pois a frança tem muito a nos oferecer e os EUA não transferem tecnologia sensível. Sobre o possível fracasso… Read more »

Hornet
Hornet
11 anos atrás

Wellington, também acho que o Su-35Bm não será fracasso de vendas, não. Ao contrário. Os países que sempre se mostraram e se fizeram alinhados com a Russia, certamente o comprarão….se não todos os países, ao menos alguns. O Su-35Bm ainda é uma “criança”, tem muito chão pela frente ainda… Na verdade, a maioria dos países do mundo mal começaram suas trocas de vetores…apenas os países mais ricos da Europa, os EUA e alguns poucos mais, por um motivo ou por outro. Tem muita água pra rolar debaixo desta ponte ainda. um forte abraço

welington
welington
11 anos atrás

Um forte abraço meu amigo!

Flavio Santana
Flavio Santana
11 anos atrás

Wellington, Sobre a sua fonte o DEFESA BR gostaria que lê-se a abertura do site: http://www.defesabr.com/abertura.htm Lá ele diz: “Este site SIMULA um Planejamento de Longo Prazo de DEFESA e DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL no Brasil no período de 15 anos entre 2008 e 2022…” Esse site apesar de merecer nossas palmas por ser mais um dedicado a Defesa, é um site de SIMULAÇÔES, ele pega algumas noticias reais e depois faz simulações e projeções em cima disso… Aliás tem MUITA viagem nesse site!!! Seja um pouco mais seletivo com suas fontes! As vezes até revistas muito conceituadas no mercado… Read more »

Hornet
Hornet
11 anos atrás

Sem dúvida Mauro, concordo com vc (aliás 99% das vezes eu concordo com vc; o 0,1% das vezes que discordo fica só pra efeitos estatísticos…rs.rs.rs.). Aqui não é o blog Naval e não quero repetir o que já escrevi por lá, mas mesmo no caso dos Subs e no caso dos demais meios não será monopólio francês no Brasil. Acho que o pessoal está entendendo meio torto esse negócio…não estão vendo o processo todo, mas apenas uma parte dele. Estamos procurando independência por meio da França e não dependência com a França. A França pode nos criar um atalho para… Read more »

Hornet
Hornet
11 anos atrás

Ah! em tempo…falo que a oportunidade se abriu com a parceria estratégica com a França, e acho isso mesmo…mas, isso não quer dizer que o Rafale vá ganhar, ou que as futuras Fragatas da MB serão francesas e nem nada disso. Pode ser que sim, pode ser que não. De concreto por enquanto é o seguinte: Scorpenes (ou Marlin), helis e um casco de submarino nuclear…mas “só” isso já é muito. A tendência é que a parceria se amplie para outras áreas…todavia, de concreto sobre as outras possibilidades só sabemos o seguinte: os franceses ainda estão concorrendo, junto com os… Read more »

Hornet
Hornet
11 anos atrás

Só pra complentar o que eu disse acima para o Wellingtom…”tem muita água pra rola debaixo desta ponte”… Se não me engano, o Mirage foi a proposta francesa pra concorrer com o F-16 como caça padrão da Otan. Perdeu. E como sabemos, o Mirage não foi exatamente um fracasso de vendas e nem de combate no contexto mundial…ou estou enganado? Não adianta querer entender o processo quando ainda ele está se fazendo…só depois de feito podemos analisar. Só daqui uns vinte ou trinta anos poderemos afirmar ou não: o Rafale ou o F-22 (que também não é e não quer… Read more »

welington
welington
11 anos atrás

Fracasso sim, pois se não conseguirem vender para mais ninguém será um fracasso, como disse no post anterior concordo com a parceria com os Franceses, mas não somente com os mesmos, pois se adquiríssemos fragatas e patrulhas da frança e coréia do sul, submarinos alemães que são capazes de nos ajudar a desenvolver um casco nuclear, blindados com a Itália, fuzis com a suíça, Alemanha ou Bélgica, e caças com os Franceses, Russos ou suecos estaríamos mais bem posicionados, pois poderíamos escolher as melhores tecnologias e nos desenvolvermos sem ficarmos na mão de um só fornecedor até termos nossa tecnologia… Read more »

welington
welington
11 anos atrás

Mauro com certeza estaremos dependentes, mas citei o exemplo do super puma que terá um índice de nacionalização de 50% isto acontece com qualquer um dos equipamentos a serem adquiridos, se necessitarmos produzir os mesmos sem autorização da frança fica quase impossível, o mesmo acontece nas outras áreas em que a frança se mantêm como favorita, sobre a geração de empregos acho que a atual é pouco pelo tamanho da parceria e pelo nível da Elibras, a em presa atualmente monta as aeronaves constrói alguns poucos componentes, somos montadores e prestadores de serviço com esta transferência tecnológica(que estou achando ótima… Read more »

Lucas Calabrio
Lucas Calabrio
11 anos atrás

Prezados
Quero lembrar que o x da questao ninguem conversa. Nao e necessariamente a totalidade da tranferencia de tecnologia que seria o x da questao ( e importante sim) mas nao vejo ninguem em forum ou blog falando disso que irei falar que é a contrucao de uma fabrica no Brasil de TURBINAS pois e o coracao de uma aeronave isso sim é outra coisa importante e a contruçao em solo nacional das partes vitais como avionica pois saberiamos de antemao como reageriam os futuros fornecedores e caso se indispossem teriamos o sinal amarelo ligado
Abraços

Lucas Calabrio
Lucas Calabrio
11 anos atrás

Outrossim quero afirmar que para isso seriam necessarias a fabricaçao de pelo menos 500 avioes claro incluindo exportaçoes

Tiago Jeronimo
Tiago Jeronimo
11 anos atrás

Bem segundo o final da noticia para que o Rafale perdeu por causa do orgão mais importante do ser humano, o bolso. 6 aeronaves a menos e ainda 200 milhões mais caro ou o mesmo numero de aeronaves e 800 milhões mais caros, mas o mais importante que faltou ser dito é o seguinte: Vem motores, radares e outras coisas mais e as armas? AIM-120C? AIM-9X?

rodrigo rauta
rodrigo rauta
11 anos atrás

Esses tanques conformais deram uma nova cara ao velho Falcon!!
O bicho ficou mais bonito e com cara de mal!!!!

Flavio Santana
Flavio Santana
11 anos atrás

“que desbancaram os Rafales”

Vamos com calma! Os F-16 Block 50/52 são mais baratos e ponto final! A matéria está correta, mas esse título realmente faz parte da série “Anti França” que temos visto…

A frota da minha empresa também comprou Fiat Uno em vez do Novo Vectra…. não posso falar que o Uno desbancou o Vectra!!!

mas rsrsrsrs tudo bem, perdoados… Foi só uma brincadeira com o titulo da matéria…

Flavio Santana
Flavio Santana
11 anos atrás

Mas muito feio esse avião com todas essas carenagens extras!!!

Deixaram feio, um dos mais belos aviões já desenhados!!!

ahhh sobre meu comentário anterior…

24 F-16 Bl 50/52 por 2,4bi
16 Rafale por 2,6bi

Eu também ficaria com os F-16 em numero maior!!! Mas dizer que é melhor que o Rafale não rola rsrsrsrs…

Hornet
Hornet
11 anos atrás

Concordo. Esse F-16 com os tanques conformais ficou com um design bem mais “invocado”…embora, no meu modo de ver, tenha perdido um pouco da elegância que o F-16 sempre teve. Na minha opinião, a dupla atual F-22 + F-35 podem ser melhores, mais modernos e o escambau a quatro, mas em termos de elegância não superam a dupla anterior da USAF: o F-15 e o F-16. Esses últimos já se tornaram verdadeiros “clássicos” da aviação mundial. Será que o Chile não pensa em adquirir mais pra frente alguns F-16 E/F Block 60? Não seria uma boa para a FACH, uma… Read more »

Wilson Johann
Wilson Johann
11 anos atrás

Também concordo com o amigo Flavio Santana. A favor dos F-16 apenas o preço, o que para economias pequenas deve pesar muito. Por esse mesmo critério ficaremos com os F-18F e tá tudo resolvido. Mas aqui é Brasil e não Marrocos e, talvez, o resultado seja outro. Avião por avião, sou muito mais o Refale.
E concordo novamente com o Flavio, esses tanques conformais aplicados na fuselagem do f-16 tranformaram o avião num monstrengo.
É isso!

Um abraço a todos!!

XR
XR
11 anos atrás

Sei não pessoal, acho que do jeito que as coisas andam vai dar Gripen na cabeça!!!
Mais baratos,menores custos de manutenção, empresas suecas instaladas há muito tempo no Brasil, operação em rede já consagrada, possível auxílio no desenvolvimento de nossa central de guerra em rede, etc…
Também gosto muito do Rafale, assim como do F-16; agora uma dúvida: um dos problemas do F-16 alegados no FX 1 era o FOD, devido à sua baixa tomada de ar para o motor; será que o mesmo não ocorre com o Rafale???
Abs

Hornet
Hornet
11 anos atrás

Acho que os amigos têm razão ao apontar o preço como sendo o fator decisivo nesta escolha feita por Marrocos. Mas existem outros fatores, como sempre (neste caso, de geoplítica), que influiram também na escolha. Cada caso é um caso. Segundo um site português: “A proposta francesa foi lançada em duas fases: primeiro propuseram 18 Rafales por 1,8 biliões de euros e depois 24 aparelhos por 3,2 biliões. Ambas as ofertas incluiam os excelentes mísseis MBDA MICA e bombas AASM guiadas por laser, assim como vários equipamentos de apoio em terra, que nos F-16 teria que ser comprado separadamente. A… Read more »

Tiago Jeronimo
Tiago Jeronimo
11 anos atrás

Apesar de tudo não deixa de ser uma derrota feia pra França já que o Marrocos é uma ex-colônia e ex-protetorado Francês. Quanto a beleza do F-16 como já disse em outro post, achei que o F-16 perdeu toda a sua beleza com a espinha dorsal e os tanques conformais :/

Almirante
Almirante
11 anos atrás

bomdia amgigos blogueiros bom eu sou um fã dos F-16 sera que alguem sabe como era a versão oferecida ao brasil e seus sistemas bom obrigado e saudações

welington
welington
11 anos atrás

Hornet você tirou as palavras da minha boca. O Marrocos ficou com receio, pois a Argélia com certeza vai adquirir mais materiais de defesa Russos e em caso de conflito os Russos podem apoiar os argelinos, concordo com o Marrocos o F-16 Block 50 tem um otimo desempenho ótimos sensores que são inferiores ao conjunto da TALES porem 24 F-16 Block 50 são mais eficazes que 18 Rafales alem do custo de operação ser mais baixo. O F-16 juntamente com o F-15, F-117, SR-71blackbird os Flankersm, MIGs 29(35) e o MIG31 são os grandes ícones da historia aeronáutica, o Marrocos… Read more »

welington
welington
11 anos atrás

E os próximos a entrarem nesta lista de ícones aeronáuticos provavelmente (com certeza) são o F-22 Raptor, F-35 JSF e o Sukhoi PAK FA T-50(SU-50).