segunda-feira, abril 19, 2021

Gripen para o Brasil

Array

USAF reduz frota de B-52

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

A Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) iniciou em julho um programa gradual de diminuição da sua frota de bombardeiros B-52. A cada duas semanas, uma aeronave é retirada de serviço e estocada na Base Aérea de Tinker, em Oklahoma. O plano é passar para a reserva dezoito bombardeiros B-52H, deixando a frota com um total de 76 aeronaves do tipo, estacionadas em duas bases: Barksdale AFB, Louisiana e Minot AFB, North Dakota.

Fonte e foto: airforce-technology

- Advertisement -

39 Comments

Subscribe
Notify of
guest
39 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
kaleu

Pessoal, parece que o Brasil fechou a compra de 12 Helis MI-35 com a Russia e de quebra Mangabeira confirmou que o Sukhoi ficou fora do FX-2 pela falta de tranf de tecno

http://defesabrasil.com/site/index.php/Noticias/FAB/Brasil-compra-de-12-helicopteros-de-ataque-Mi-35.html

abraços
Kaleu

kaleu

Com relação ao B-52 tava na hora né ???

RL

Alguem saberia informar o valor aproximado de cada unidade do B-52?

marcandrey

É kaleu, esta noticia serve como um cala-boca para aqueles que estavam chamando a FAB de mentirosa!!!!

Fábio Max

76?

Tadinhos, só isso?

Tentando falar sério, eu acho excepcional essa aquisição dos MI35. São helicopteros perfeitos para o combate ao narcotráfico, e complementarão o trabalho dos A-29 Super Tucano, com capacidades de levar um pelotão de soldados ao mesmo lugar onde fazem ataque massivo. Chegam atirando e depois que as coisas acalmam, desembarcam os soldados para limpar o terreno… um pesadelo para traficantes e terroristas!

ANDES

Se despede mais um das mais formidaveis maquinas de gerra do mundo.
Esses ai é do tipo “insubistituivel”, alem de não haver nem um rival.

LeoPaiva

Espero que o Blog crie um post específico para o MI-35, acho o assunto muito interessante, e acho que os russos vão se esforçar bastante em mostrar bons serviços no pós venda tanto no fornecimento de sobressalentes como no treinamento para manutenção, eles não podem perder essa oportunidade de mostrar a qualidade de seus produtos militares e desmistificar boatos negativos, caso contrário as próximas compras serão vistas com muitas ressalvas. Quanto aos B-52 eu não acho que essa desativação seja um reflexo da crise, ainda está muito cedo, mas que essa crise vai fazer um bom ajuste nas FAAs do… Read more »

nunao

LeoPaiva e demais,

Dada a relevância do fato, o Blog certamente publicará um post específico sobre o MI-35. Mas ainda é cedo – trata-se por enquanto de apenas uma fonte, o Valor Econômico, dando como certa a assinatura. Daqui a pouco, outras fonte poderão comprovar a notícia – de preferência com o Medvedev assinando e a devida foto, é claro.

Saudações

Tiago Jeronimo

Mandem umas plataformas lança misseis dessas para nós EUA e uns tomahanwk também 😛

marcelo

o fab poderia comprar pelo menos 2 desses avioes…com certeza o respeito seria maior que ja e hoje…..assim que se faz uma forca de verdade…..sa serviria pra fab e acostumando com materia de primeira linha que as maiores forcas usao hoje em dia

kalleu

Caro LeoPaiva em 25 nov, 2008 às 9:57

Não sei dizer se os Russos “vão se esforçar bastante em mostrar bons serviços no pós venda”, porém a FAB já se preveniu da famosa incompetência Russa no quesito manutenção lê-se : –

“Os brasileiros negociaram a instalação de centros completos de manutenção para os novos helicópteros, para evitar os problemas já identificados na vizinha Venezuela, onde o abastecimento de peças depende de estoques limitados e encomendas a Moscou.”

Abraços
Kaleu

dumont

Olá Blogueiros, estou completamente de acordo com vcs sobre a aquisição do MI-35, acho que é um salto e tanto e espero que abra caminho para o exército comprar tb. O MI-35 é muito mais versátil que seus principais concorrentes “ocidentais”. Só queria ponderar que existem ambientes onde o heli de ataque “puro” se daria melhor. São mais ágeis, de menor assinatura e com uma arma de cano mais precisa. De qq forma acho que entre um matador de tanques super especializado e uma plataforma mais flexível a escolha é óbvia.

GustavoB

Já que vale tudo, essa Helena Ranaldi é uma gata mesmo

paulo costa

A bastante tempo vem sendo feita a desativação dos B-52,
cada celula tem X horas de voo,a partir dai começa a
desmobilização.O inicio coincidiu com o tratado Salt…

Almeida

A grande pergunta eh: quem vai substitui-los?

marcelo

o que ta sendo comentado nesse post nao tem aver com assunto do B-52…. seria melhor abrir outro post MI-35

Wladimir

Pelo que eu já li, o B-52 vai ficar em operação até 2050! Mas a USAF já tem estudos para a aquisição de outro bombardeiro.

Wagner_ASW

Séra que os EUA não queria ceder alguns B-52 para o Brasil… hehehehehehe… ou então fazer algum treinamento com eles por aqui !!! rsrssrsrsrsr. Brincadeiras a parte… Os EUA estão meio sem alternativas se desativarem seus super bombardeiros !!!!

marcelo

B-52 Stratofortress Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. (Redirecionado de B-52) Ir para: navegação, pesquisa B-52 Stratofortress Tipo Bombardeiro estratégico Fabricante USAF Primeiro vôo Fevereiro de 1955 Custo unitário 53,4 milhões de dólares Comprimento 48,5 metros Envergadura 56,4 metros Altura 12,4 metros Velocidade máxima 1000 km/h Altura máxima de vôo 17.000 metros Peso máx. decolagem 220.000 kg Nota: {{{notas}}} O Boeing B-52 Stratofortress é um bombardeiro estratégico de longo alcance que voa pela Força Aérea dos Estados Unidos da América (USAF) desde 1954, substituindo o Convair B-36 e o Boeing B-47. Apesar de ter sido construído em função da Guerra Fria,… Read more »

kaleu

Pessoal, parece que o Brasil fechou a compra de 12 Helis MI-35 com a Russia e de quebra Mangabeira confirmou que o Sukhoi ficou fora do FX-2 pela falta de tranf de tecno

http://defesabrasil.com/site/index.php/Noticias/FAB/Brasil-compra-de-12-helicopteros-de-ataque-Mi-35.html

abraços
Kaleu

kaleu

Com relação ao B-52 tava na hora né ???

RL

Alguem saberia informar o valor aproximado de cada unidade do B-52?

marcandrey

É kaleu, esta noticia serve como um cala-boca para aqueles que estavam chamando a FAB de mentirosa!!!!

Fábio Max

76?

Tadinhos, só isso?

Tentando falar sério, eu acho excepcional essa aquisição dos MI35. São helicopteros perfeitos para o combate ao narcotráfico, e complementarão o trabalho dos A-29 Super Tucano, com capacidades de levar um pelotão de soldados ao mesmo lugar onde fazem ataque massivo. Chegam atirando e depois que as coisas acalmam, desembarcam os soldados para limpar o terreno… um pesadelo para traficantes e terroristas!

ANDES

Se despede mais um das mais formidaveis maquinas de gerra do mundo.
Esses ai é do tipo “insubistituivel”, alem de não haver nem um rival.

LeoPaiva

Espero que o Blog crie um post específico para o MI-35, acho o assunto muito interessante, e acho que os russos vão se esforçar bastante em mostrar bons serviços no pós venda tanto no fornecimento de sobressalentes como no treinamento para manutenção, eles não podem perder essa oportunidade de mostrar a qualidade de seus produtos militares e desmistificar boatos negativos, caso contrário as próximas compras serão vistas com muitas ressalvas. Quanto aos B-52 eu não acho que essa desativação seja um reflexo da crise, ainda está muito cedo, mas que essa crise vai fazer um bom ajuste nas FAAs do… Read more »

nunao

LeoPaiva e demais,

Dada a relevância do fato, o Blog certamente publicará um post específico sobre o MI-35. Mas ainda é cedo – trata-se por enquanto de apenas uma fonte, o Valor Econômico, dando como certa a assinatura. Daqui a pouco, outras fonte poderão comprovar a notícia – de preferência com o Medvedev assinando e a devida foto, é claro.

Saudações

Tiago Jeronimo

Mandem umas plataformas lança misseis dessas para nós EUA e uns tomahanwk também 😛

marcelo

o fab poderia comprar pelo menos 2 desses avioes…com certeza o respeito seria maior que ja e hoje…..assim que se faz uma forca de verdade…..sa serviria pra fab e acostumando com materia de primeira linha que as maiores forcas usao hoje em dia

kalleu

Caro LeoPaiva em 25 nov, 2008 às 9:57

Não sei dizer se os Russos “vão se esforçar bastante em mostrar bons serviços no pós venda”, porém a FAB já se preveniu da famosa incompetência Russa no quesito manutenção lê-se : –

“Os brasileiros negociaram a instalação de centros completos de manutenção para os novos helicópteros, para evitar os problemas já identificados na vizinha Venezuela, onde o abastecimento de peças depende de estoques limitados e encomendas a Moscou.”

Abraços
Kaleu

dumont

Olá Blogueiros, estou completamente de acordo com vcs sobre a aquisição do MI-35, acho que é um salto e tanto e espero que abra caminho para o exército comprar tb. O MI-35 é muito mais versátil que seus principais concorrentes “ocidentais”. Só queria ponderar que existem ambientes onde o heli de ataque “puro” se daria melhor. São mais ágeis, de menor assinatura e com uma arma de cano mais precisa. De qq forma acho que entre um matador de tanques super especializado e uma plataforma mais flexível a escolha é óbvia.

GustavoB

Já que vale tudo, essa Helena Ranaldi é uma gata mesmo

paulo costa

A bastante tempo vem sendo feita a desativação dos B-52,
cada celula tem X horas de voo,a partir dai começa a
desmobilização.O inicio coincidiu com o tratado Salt…

Almeida

A grande pergunta eh: quem vai substitui-los?

marcelo

o que ta sendo comentado nesse post nao tem aver com assunto do B-52…. seria melhor abrir outro post MI-35

Wladimir

Pelo que eu já li, o B-52 vai ficar em operação até 2050! Mas a USAF já tem estudos para a aquisição de outro bombardeiro.

Wagner_ASW

Séra que os EUA não queria ceder alguns B-52 para o Brasil… hehehehehehe… ou então fazer algum treinamento com eles por aqui !!! rsrssrsrsrsr. Brincadeiras a parte… Os EUA estão meio sem alternativas se desativarem seus super bombardeiros !!!!

marcelo

B-52 Stratofortress Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. (Redirecionado de B-52) Ir para: navegação, pesquisa B-52 Stratofortress Tipo Bombardeiro estratégico Fabricante USAF Primeiro vôo Fevereiro de 1955 Custo unitário 53,4 milhões de dólares Comprimento 48,5 metros Envergadura 56,4 metros Altura 12,4 metros Velocidade máxima 1000 km/h Altura máxima de vôo 17.000 metros Peso máx. decolagem 220.000 kg Nota: {{{notas}}} O Boeing B-52 Stratofortress é um bombardeiro estratégico de longo alcance que voa pela Força Aérea dos Estados Unidos da América (USAF) desde 1954, substituindo o Convair B-36 e o Boeing B-47. Apesar de ter sido construído em função da Guerra Fria,… Read more »

[…] USAF reduz frota de B-52 […]

Reportagens especiais

Do T-6 ao T-37

Por Gustavo Adolfo Franco Ferreira ( fotos de Arquivo de Aparecido Camazano Alamino) O primeiro registro de meu interesse pessoal...
- Advertisement -
- Advertisement -