sábado, julho 31, 2021

Gripen para o Brasil

Array

Cronograma do F-X da FAB do ano 2004: vale a pena ler de novo

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

09/01/2004 – Como terá que aguardar o parecer da Comissão, provavelmente o resultado da licitação só será conhecido no final do primeiro trimestre deste ano, aumentando ainda mais a expectativa de todos que acompanham de fora ou estão envolvidos diretamente com o processo.

02/02/2004 A empresa russa RAC-MIG envia nota à imprensa reafirmando que continua na disputa pelo contrato dos caças da FAB, ao contrário do que vinha sendo noticiado, com a aeronave MiG-29M (MRCA – Multi Role Combat Aircraft) que traz inúmeros avanços tecnológicos em relação às versões anteriores.

09/02/2004 – O Ministro da Defesa, José Viegas, afirma que a participação da indústria aeronáutica brasileira está garantida, seja qual for o vencedor da concorrência do FX-BR. A transferência de tecnologia para o setor beneficiará empresas como a Embraer e Avibrás e centros de pesquisa como o CTA e INPE, com reflexos positivos também para o programa espacial brasileiro.

12/02/2004 Nos últimos dias parece ter crescido o favoritismo da Sukhoi, com seu caça SU-35, levando-se em consideração alguns comentários em “off” de autoridades civis e militares. Além das excelentes qualidades técnicas do modelo, os russos estariam oferecendo um pacote completo, com total e irrestrita transferência de tecnologia, contrapartidas comerciais e parcerias nas áreas petrolífera e aeroespacial.

05/03/2004 – A Comissão Especial criada em dezembro de 2003 para assessorar o CDN, realizou duas reuniões e praticamente já tem pronto o parecer sobre cada uma das propostas, que tornará mais fácil para os membros do Conselho entenderem os termos técnicos usados pelos fabricantes e as perspectivas reais de transferência de tecnologia.

08/03/2004 O Ministro José Viegas acredita que não haverá necessidade de novos adiamentos para a decisão sobre o novo caça da FAB, dependendo agora somente da disponibilidade na agenda dos membros do Conselho de Defesa Nacional para que a reunião seja marcada, devendo ocorrer no final de março ou início de abril.

15/03/2004O governo sueco quer financiar a venda de caças ao Brasil, com quatro anos de carência e mais quinze anos para pagar. A SAAB e a BAE Systems estão dispostas a transferir toda tecnologia do Gripen, inclusive os códigos-fonte dos softwares de seus sistemas.

17/03/2004 – A Embraer garante o uso do míssil MICA pelo Mirage 2000BR, do radar RDY-2 que poderá receber componentes do radar Detexis-RBE/2 do caça Rafale, com transferência de 100% das tecnologias envolvidas.

20/03/2004Os russos também prometem transferir todas as informações de projeto, de sistemas e do conjunto de armas aos parceiros nacionais, conforme definido no edital da FAB.

25/03/2004 – O relatório da Comissão Especial que explicita as propostas de cada consórcio é entregue ao Gabinete de Segurança Institucional, para que seja apreciado pelo Presidente Lula, antes de levá-lo ao Conselho de Defesa Nacional (CDN).

26/03/2004 – O Ministro da Defesa José Viegas vai se reunir nos próximos dias com o presidente Lula, para definir uma agenda que viabilize a convocação imediata do (CDN), de preferência dentro do mês de abril. A decisão do CDN será baseada no relatório técnico da FAB, que também emitiu parecer sobre as propostas de offset. Reafirmou que as empresas brasileiras terão participação elevada na negociação dos contratos específicos, após a escolha do vencedor.

26/03/2004 – O Conselho de Defesa Nacional (CDN) é composto pelos seguintes membros: Presidente da República, Vice-Presidente, Ministro da Defesa, presidentes da Câmara e do Senado, pelos três Comandantes militares e pelos Ministros da Justiça, Relações Exteriores e do Planejamento.

05/04/2004Em Brasília circulou a notícia de que o Presidente Lula poderia adiar mais uma vez ou mesmo cancelar definitivamente o Projeto FX, devido ao ambiente político desfavorável ao seu governo, que tornaria díficil justificar um investimento de US$ 700 milhões em equipamentos de defesa, principalmente se o vencedor não for a Embraer. O Ministro da Defesa José Viegas não acredita em novo adiamento e ressalta a urgência da substituição de diversos meios aéreos da FAB.

07/04/2004 – A FAB estuda uma alternativa ao possível adiamento da decisão do FX: planeja revisar os motores dos veteranos Mirage IIIE BR, a um custo unitário de US$ 800 mil, para que possam continuar operando pelo menos por mais quatro anos, até a chegada dos novos caças. O problema é que a aviônica e o radar de nossos Mirage IIIE BR estão totalmente obsoletos e assim continuariam, prejudicando ainda mais a efetividade da defesa aérea do país.

07/04/2004 – Se inviabilizada a revisão total dos motores dos Mirage IIIE BR, entre as possibilidades de compra de aviões usados, com poucas horas de uso, a FAB poderia analisar propostas de fornecimento de F-16 A/B modernizados (MLU), da Holanda ou Bélgica; Mirage 2000 dos Emirados Árabes Unidos; ou F-16 ex-paquistaneses, hoje operando no esquadrão “Agressor” da US Navy.

30/04/2004Chegamos ao final do mês de abril sem que o Conselho de Defesa Nacional tivesse se reunido para decidir sobre os novos caças da FAB, contrariando expectativas do Ministério da Defesa e dos militares, principalmemente da Aeronáutica.

08/05/2004Grandes jornais do Rio e de São Paulo noticiam o provável adiamento, pela terceira vez, da compra dos novos caças do Projeto FX. O governo já teria tomado esta decisão e aguarda um momento ideal para divulgá-la. Assim se evitaria um desgaste político ainda maior, uma vez que o governo vem sendo acusado de gastar demais com aviões, o Airbus da presidência acrescido dos supersônicos da FAB, mas alega não ter dinheiro para investimentos no país nem para o aumento do soldo dos militares. Depois, segundo algumas fontes, evitaria anunciar um vencedor que não seria a Embraer, uma empresa brasileira que é a terceira maior exportadora, notícia que certamente seria mal interpretada pela maioria da sociedade.

21/05/2004 – Apesar dos boatos sobre novo adiamento ou cancelamento da licitação, o Ministro da Defesa José Viegas tinha agendada uma reunião dia 19/05 com o presidente Lula para tratar, entre outros assuntos, da possível convocação do Conselho de Defesa Nacional, mas devido a viagem do presidente à China de 23 a 27 de maio, o encontro acabou não ocorrendo e a definição sobre o Projeto FX deverá ficar para o próximo mês de junho.

18/06/2004 – Segundo fontes do governo, o Ministro da Defesa José Viegas estaria desprestigiado junto ao presidente Lula, por ter tentado favorecer os russos na disputa do FX e por tomar algumas decisões equivocadas no âmbito de seu ministério. Já se fala até em uma possível substituição do ministro, que ocorreria depois das eleições de outubro.

20/06/2004 – Na Aeronáutica já há um consenso de que qualquer decisão sobre os novos caças da FAB só sairá após a definição de um novo ministro da Defesa, pois José Viegas não conta nem mais com o apoio dos Comandantes militares, além de ter perdido a administração das verbas do Sivam e a coordenação do Projeto FX.

15/07/2004 – Os rumores sobre a saída do ministro José Viegas arrefeceram e ele permanece no cargo, com um pouco mais de prestígio com os militares depois de anunciar um aumento nos soldos e a liberação de uma verba extra no orçamento da União de R$ 900 milhões para investimento nas três Armas. Mas apesar de uma definição sobre outro programa da FAB, a modernização dos AMX / A-1, a decisão sobre o projeto FX continua em compasso de espera.

02/08/2004 – O presidente Lula estaria indeciso entre cancelar a licitação do FX e a subseqüente aquisição ou leasing de caças usados, a um custo bem menor ou convocar o Conselho de Defesa Nacional para declarar o vencedor antes das eleições de outubro, que segundo alguns seria a Embraer, o que traria dividendos políticos para o presidente e seu partido por ser uma empresa nacional e que poderia gerar novos empregos no país.

09/08/2004 – A vitória do consórcio liderado pela Lockheed Martin, do qual a Embraer é integrante como fornecedora da plataforma ERJ-145, na concorrência do Pentágono para o ACS (Aerial Common Sensor) que irá fornecer aeronaves de vigilância e inteligência para o Exército e para a Marinha dos Estados Unidos, reforçou ainda mais a posição da empresa brasileira no Projeto FX, onde oferece à FAB o Mirage 2000 BR.

16/08/2004 – Pelo sim pelo não, oficiais da Aeronáutica já estudam uma alternativa ao Projeto FX, chamado entre eles de Projeto FX-B, que prevê a compra ou leasing de caças usados, mas em perfeitas condições operacionais, pois mesmo que se decida pela compra de caças novos estes serão entregues em um prazo de dois a três anos e os Mirage III-BR precisarão ser substituídos a partir de janeiro de 2005.

28/09/2004 – Durante todo o mês de setembro, pouco se falou ou se escreveu nos principais meios jornalísticos do país sobre a concorrência do FX-BR. O governo, propositadamente, deixou o debate arrefecer devido à proximidade das eleições municipais, que desaconselhavam qualquer indicação de gastos excessivos em uma área pouco compreendida pela sociedade, como a área militar. Isto só demonstra a miopia com que se encara o problema da Defesa Nacional.

15/10/2004Após a visita do vice-presidente José Alencar a Moscou, onde manteve encontros com diversas autoridades, inclusive com o primeiro-ministro russo Vladimir Putin, o secretário executivo adjunto do Ministério da Ciência e Tecnologia concedeu uma polêmica entrevista onde defendeu a aquisição dos aviões Sukhoi SU-35 para a FAB, pois segundo ele seriam os melhores caças da atualidade. Naturalmente os concorrentes protestaram e o secretário se retratou, alegando que suas palavras foram mal interpretadas pelo jornal.

20/10/2004Em um novo lance no xadrez do FX-BR, o primeiro-ministro russo Vladimir Putin anunciou que irá propor ao governo brasileiro, quando de sua visita oficial ao Brasil em novembro próximo, a aquisição de 50 aeronaves comerciais EMB-170/190 da Embraer para a companhia russa Aeroflot em troca da compra de 12 aeronaves SU-35 para a Força Aérea Brasileira.

02/11/2004 – O ministro da Defesa José Viegas pede demissão do cargo, devido a desentendimentos com o Comandante do Exército, e para o seu lugar o presidente Lula nomeia o vice-presidente José Alencar, em uma atitude inédita na história do Brasil, mas que demonstra o prestígio dos militares junto ao governo.

08/11/2004Toma posse o novo ministro da Defesa, o vice-presidente José Alencar. Analistas de assuntos militares acreditam que este fato possa favorecer o caça russo SU-35 na concorrência do FX, uma vez que quinze dias antes o novo ministro, em visita oficial à Rússia, esteve na fábrica da Sukhoi onde conheceu a linha de montagem e assistiu demonstração do caça.

22/11/2004 – Durante a visita oficial do primeiro-ministro russo Vladimir Putin à Brasília, o ministro da Defesa José Alencar anunciou que o Programa FX deverá ser adiado mais uma vez, provavelmente por três ou quatro anos, mas quem dará a palavra final será o presidente Lula. Segundo o ministro, a tecnologia aeronáutica evolui rapidamente e o país poderia correr o risco de escolher uma aeronave que se tornaria obsoleta em pouco tempo.

23/11/2004 – A realidade é que infelizmente há pouco interesse sobre o assunto dentro do governo, a despeito da extrema urgência de se substituir os veteranos Mirage III da FAB. Independente do que venha a ocorrer nos próximos meses, fatalmente deverá ser colocado em ação um plano alternativo, para a compra de caças de segunda mão, pois os Mirage serão retirados do serviço operacional em 31 de dezembro de 2005. Ou não teremos como defender a soberania de nosso espaço aéreo. Lamentável.

FONTE: http://www.militarypower.com.br

- Advertisement -

27 Comments

Subscribe
Notify of
guest
27 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
welington

O SU-35 BM é o único capaz de cobrir todo o nosso território com poucas unidades e o que iria nos trazer mais conhecimentos e parcerias em varias áreas alem de ser um ótimo vetor porem acho hoje ele como um caça tampão, pois a partir de 2016 o mundo será dos caças de 5º geração e novamente ficaremos atrás do bonde, se tivéssemos optado pelo SU-35 ou pelo Mirage 2000 hoje teríamos um vasto conhecimento e poderíamos ate desenvolver um caça de 5º geração pois temos capacidades para isto mas como não ocorreu o certo é participarmos de do… Read more »

Brigadeiro... de chocolate

Bolsa Família, Vale Gas, Fome Zero, bolsa de estudo pra …, mensalão, mensalinho e alguns dólares nas cuecas. aaaahh povo brasileiro, esqueceram disso né??? Sobra pouco para educar professores (hehehe) e conseqüentemente fazer os futuros brasileiros a ter coragem de enfrentar o mundo honestamente sem ficar naquela de “jeitinho brasileiro” ou na pior das hipóteses sonham em ser mais um zeca pagodinho da vida.

Hornet

Galante,

fez muito bem em ter tirado a palavra. Apoiado!!!!!!!

abraços

camarada

Isso que é mordomia! Será que sobra alguma coisa para o FX2?rs.. Mesmo contando com a maior verba do país para a contratação de assessores pessoais, os deputados da Câmara Legislativa do Distrito Federal pretendem aprovar, até o final do ano, um aumento desse benefício – o que dará a cada distrital um total de R$111 mil por mês para gastos com pessoal, escritório político, transporte e publicidade. Essa quantia é a soma da verba de gabinete pretendida por eles (R$99,8 mil) com a chamada verba indenizatória (R$11,2 mil). Com uma agenda parlamentar mais próxima da atividade das câmaras de… Read more »

Corsario-DF

Eu acho que deveremos esperar os caças da 20ª Geração porque senão estaremos defasados em pouco tempo, enquanto isso vamos voando de Foker Dr.I produzido 95% no Brasil!!!! Lembrando que o material utilizado para cobrir a aeronave é de origem Chinesa.
Sds.

Sergio

Sr. welington, escreveu “Os Russos sempre estiveram dispostos a nos transferir a tecnologia do Flanker e formar outras diversas parcerias”
Qual a fonte destas suas afirmações tão seguras?, e não me venha dizer que foi em blogs ou revistas, isso nao vale!

joaquim

A cada dia que passa acredito menos no FX-2 e na imprensa que escreve sobre ele….
LEMOS REVISTAS E JORNAIS PARA NOS INFORMAR E NÃO PARA CORRIGI-LOS…
ONTEM LI UMA REPORTAGEM DA REVISTA AEROMAGAZINE SOBRE O FX-2. ALÉM DE O AUTOR TER COPIADO A MATERIA DE OUTRAS FONTES, TRATOU O INTEPRIDO MINISTRO DA JUSTIÇA NELSON JOBIN DE “MINISTRO DA JUSTIÇA” !!!! É COMO DIZIA MEU SAUDOSO AVO, PORTUGUES DE LISBOA… “AIIIII JESUISSSSSSSSS”!!!!!

Vovódka

Esse fx2 vai ser comedia igaual a esse fx1 e se nao der um fora fx2 nele a veia aqui vai deixar saudade pros neto da viuva que nem que o avozinho purtugues do joaquim ai’ de cima!!!!! A vovo’ aqui quer ver Sukhoi na FAB antes de leva as vodka pro caixao!!!!! Nao deixaram o sukhoi ganha no fx1 no tapetao!!!! Depois tiraram ele do fx2 no tapetao tambem entao e’ no tapetao do medvedev que o sukhoi vai ganha agora !!!!!!!! Medvedev vem ai’ papa papapapa!!!!!

welington

Meu deus até aqui no Blog ta explicando que saíram varias noticias na imprensa especializada e leiga sobre a transferência tecnológica e parcerias com a Rússia, pesquise mais!

welington

Meu deus até aqui no Blog ta explicando que saíram varias noticias na imprensa especializada e leiga sobre a transferência tecnológica e parcerias com a Rússia, pesquise mais.

Vovódka

Maquete?????!!!!!!!! eu segurando maquete????!!!! A vovo’ aqui vai ta’ na procissao voando no Sukhoi na pos combustao com uma vodka na mao e uma faixa na outra!!!!!
faixa bem comprida FOOOOOOOOOOORAAAAAAAAAA FX2!!!!!!!!!!!!

Francisco AMX

O Welington ficou abalado com a saída do Su35BM! : )
O Mauro tenha paciência com noss querido amigo! : )
Abrço aos 2!
Francisco

welington

Mauro você já disse tudo que outra aeronave pode cobrir todo o nosso território e até o de nossos visinhos com as poucas unidades que vamos adquirir?
E que outro país quer formar diversas parcerias em áreas de tecnologias sensíveis?
Por isso viva ao FX3 e morte ao FX2.

welington

O SU-35 BM é o único capaz de cobrir todo o nosso território com poucas unidades e o que iria nos trazer mais conhecimentos e parcerias em varias áreas alem de ser um ótimo vetor porem acho hoje ele como um caça tampão, pois a partir de 2016 o mundo será dos caças de 5º geração e novamente ficaremos atrás do bonde, se tivéssemos optado pelo SU-35 ou pelo Mirage 2000 hoje teríamos um vasto conhecimento e poderíamos ate desenvolver um caça de 5º geração pois temos capacidades para isto mas como não ocorreu o certo é participarmos de do… Read more »

Brigadeiro... de chocolate

Bolsa Família, Vale Gas, Fome Zero, bolsa de estudo pra …, mensalão, mensalinho e alguns dólares nas cuecas. aaaahh povo brasileiro, esqueceram disso né??? Sobra pouco para educar professores (hehehe) e conseqüentemente fazer os futuros brasileiros a ter coragem de enfrentar o mundo honestamente sem ficar naquela de “jeitinho brasileiro” ou na pior das hipóteses sonham em ser mais um zeca pagodinho da vida.

Hornet

Galante,

fez muito bem em ter tirado a palavra. Apoiado!!!!!!!

abraços

Corsario-DF

Eu acho que deveremos esperar os caças da 20ª Geração porque senão estaremos defasados em pouco tempo, enquanto isso vamos voando de Foker Dr.I produzido 95% no Brasil!!!! Lembrando que o material utilizado para cobrir a aeronave é de origem Chinesa.
Sds.

camarada

Isso que é mordomia! Será que sobra alguma coisa para o FX2?rs.. Mesmo contando com a maior verba do país para a contratação de assessores pessoais, os deputados da Câmara Legislativa do Distrito Federal pretendem aprovar, até o final do ano, um aumento desse benefício – o que dará a cada distrital um total de R$111 mil por mês para gastos com pessoal, escritório político, transporte e publicidade. Essa quantia é a soma da verba de gabinete pretendida por eles (R$99,8 mil) com a chamada verba indenizatória (R$11,2 mil). Com uma agenda parlamentar mais próxima da atividade das câmaras de… Read more »

Sergio

Sr. welington, escreveu “Os Russos sempre estiveram dispostos a nos transferir a tecnologia do Flanker e formar outras diversas parcerias”
Qual a fonte destas suas afirmações tão seguras?, e não me venha dizer que foi em blogs ou revistas, isso nao vale!

joaquim

A cada dia que passa acredito menos no FX-2 e na imprensa que escreve sobre ele….
LEMOS REVISTAS E JORNAIS PARA NOS INFORMAR E NÃO PARA CORRIGI-LOS…
ONTEM LI UMA REPORTAGEM DA REVISTA AEROMAGAZINE SOBRE O FX-2. ALÉM DE O AUTOR TER COPIADO A MATERIA DE OUTRAS FONTES, TRATOU O INTEPRIDO MINISTRO DA JUSTIÇA NELSON JOBIN DE “MINISTRO DA JUSTIÇA” !!!! É COMO DIZIA MEU SAUDOSO AVO, PORTUGUES DE LISBOA… “AIIIII JESUISSSSSSSSS”!!!!!

Vovódka

Esse fx2 vai ser comedia igaual a esse fx1 e se nao der um fora fx2 nele a veia aqui vai deixar saudade pros neto da viuva que nem que o avozinho purtugues do joaquim ai’ de cima!!!!! A vovo’ aqui quer ver Sukhoi na FAB antes de leva as vodka pro caixao!!!!! Nao deixaram o sukhoi ganha no fx1 no tapetao!!!! Depois tiraram ele do fx2 no tapetao tambem entao e’ no tapetao do medvedev que o sukhoi vai ganha agora !!!!!!!! Medvedev vem ai’ papa papapapa!!!!!

welington

Meu deus até aqui no Blog ta explicando que saíram varias noticias na imprensa especializada e leiga sobre a transferência tecnológica e parcerias com a Rússia, pesquise mais!

welington

Meu deus até aqui no Blog ta explicando que saíram varias noticias na imprensa especializada e leiga sobre a transferência tecnológica e parcerias com a Rússia, pesquise mais.

Vovódka

Maquete?????!!!!!!!! eu segurando maquete????!!!! A vovo’ aqui vai ta’ na procissao voando no Sukhoi na pos combustao com uma vodka na mao e uma faixa na outra!!!!!
faixa bem comprida FOOOOOOOOOOORAAAAAAAAAA FX2!!!!!!!!!!!!

Francisco AMX

O Welington ficou abalado com a saída do Su35BM! : )
O Mauro tenha paciência com noss querido amigo! : )
Abrço aos 2!
Francisco

welington

Mauro você já disse tudo que outra aeronave pode cobrir todo o nosso território e até o de nossos visinhos com as poucas unidades que vamos adquirir?
E que outro país quer formar diversas parcerias em áreas de tecnologias sensíveis?
Por isso viva ao FX3 e morte ao FX2.

[…] Cronograma do F-X da FAB do ano 2004 […]

Últimas Notícias

Teste do míssil hipersônico AGM-183A da USAF falha pela segunda vez

Em 28 de julho, o míssil foi acoplado com sucesso ao bombardeiro B-52H, mas quando foi feita uma tentativa...
- Advertisement -
- Advertisement -