terça-feira, abril 20, 2021

Gripen para o Brasil

Array

Arábia Saudita quer 250 AIM-9X Sidewinder

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

A Arábia Saudita está solicitando aos EUA que liberem a venda de 250 mísseis AIM-9X Sidewinder. Caso o contrato seja realmente firmado, estima-se que o mesmo tenha um valor perto de 164 milhões de dólares. Além dos mísseis, o contrato englobaria mais 84 AIM-9X da versão CATM (Captive Air Training Missiles) e 12 AIM-9X DATM (Dummy Air Training Missiles). Estes mísseis muito provavelmente equipariam os F-15 sauditas de defesa aérea.

O modelo “X” entrou em serviço em novembro de 2003 na USAF e possui uma série de melhorias sobre o modelo “Mike” como um buscador infravermelho FPA (“focal plane array”) com capacidade “off-boresight”, compatibilidade com capacetes JHMS e empuxo vetorado nos três eixos.

- Advertisement -

10 Comments

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Wilson Johann

Quem tem pretodolares pode tudo. Esses caras compram lo às centenas. Caisa pouca é bobagem…

Até mais!!!

Mauricio R.

Os petrodolares são o de menos, o mais importante é o relacionamento bilateral.

Meirelles

Se fosse no Brasil seria: a FAB adquire 18 AIM 9X + 2 de treinamento.
Daria menos de um pra cada F-5M.
Sds.

Walderson

Concordo contigo, Mauro.
Além do fato de que lá está todo mundo se armando. Outro detalhe é que se os EUA não venderem, vão perder a venda, pois eles comprariam de outro.
Sds.

[…] de emprego operacional e quase 100 de treinamento, a um custo total de 164 milhões de dólares (clique aqui para acessar matéria anterior do Blog do Poder Aéreo a respeito). Segundo a Raytheon, mais de […]

Wilson Johann

Quem tem pretodolares pode tudo. Esses caras compram lo às centenas. Caisa pouca é bobagem…

Até mais!!!

Mauricio R.

Os petrodolares são o de menos, o mais importante é o relacionamento bilateral.

Meirelles

Se fosse no Brasil seria: a FAB adquire 18 AIM 9X + 2 de treinamento.
Daria menos de um pra cada F-5M.
Sds.

Walderson

Concordo contigo, Mauro.
Além do fato de que lá está todo mundo se armando. Outro detalhe é que se os EUA não venderem, vão perder a venda, pois eles comprariam de outro.
Sds.

[…] de emprego operacional e quase 100 de treinamento, a um custo total de 164 milhões de dólares (clique aqui para acessar matéria anterior do Blog do Poder Aéreo a respeito). Segundo a Raytheon, mais de […]

Reportagens especiais

Poder Aéreo nos Estados Unidos: CAF AIRSHO – parte 1

No finalzinho de agosto tivemos a oportunidade de participar do show aéreo da Commemorative Air Force (CAF) na cidade...
- Advertisement -
- Advertisement -