quarta-feira, maio 12, 2021

Gripen para o Brasil

Demonstrador de tecnologia Sikorsky X2

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A Sikorsky Aircraft Corporation concluiu com êxito o primeiro vôo do seu demonstrador de tecnologia X2, em 27/08. O protótipo realizou manobras como hover, deslocamento para a frente e hover turn, em um vôo teste que durou cerca de 30 minutos.

O piloto-chefe de testes da Sikorsky, Kevin Bredenbeck realizou o vôo nas instalações da Sikorsky Schweizer  Aircraft Corp.
O marco culminou depois de quatro anos de concepção, desenvolvimento e teste da aeronave e o conjunto de tecnologias que são destinados a fazer avançar o estado-da-arte, como o rotor coaxial de contra-rotação para helicópteros.
“Hoje, a conquista é o resultado do esforço dedicado por todo o time da  X2 TECHNOLOGY ™ Demonstrator, disse James Kagdis, Gerente de Programas e Programas Avançados. “Completamos o compromisso assumido pela Sikorsky Aircraft para este programa e para a exploração da inovação no setor da aviação. Estamos ansiosos para a expansão dos envelopes para o Demonstrador e continuar a realizar a análise de mercado para determinar os próximos passos para este importante programa. ”
O X2 destina-se a estabelecer que um helicóptero pode, confortavelmente, realizar um vôo de cruzeiro a 250 nós, mantendo como atributos desejáveis para um helicóptero um excelente vôo a baixa velocidade, pairando eficientemente e uma segura auto-rotação, combinada ainda com uma perfeita e simples transição para a alta velocidade.
Entre as tecnologias inovadoras, a X2 TECHNOLOGY ™ emprega os seguintes:

  • Controles de vôo fly-by-wire
  • Contra-rotação, composta por pás rigídas.
  • Hub drag reduction
  • Controle ativo de vibração
  • Sistema Integrado de propulsão auxiliar
A Sikorsky Aircraft anunciou a primeira iniciativa de desenvolver um conjunto integrado de tecnologias chamado X2 TECHNOLOGY ™ em junho de 2005, com o projeto financiado exclusivamente pela Sikorsky.

- Advertisement -

28 Comments

Subscribe
Notify of
guest
28 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Raphael

Ai esta o futuro dos helicopteros. O X-2 eh uma fusao e evolucao do Sikorsky S-69, S-72, S-75 e finalmente o RAH-66. Tomara que tudo deh certo e este projeto vah para frente.

LeoPaiva

Meio atrasadinha a Sikorsky, pelo menos em relação ao rotor axial de contra rotação, essa tecnologia está sendo desenvolvida pela Kamov Helicopters desde a década de 70, a propulsão auxiliar vista na foto também é usada em aeronaves compostas da década de 60.

Eles devem ter evoluído bastante nesses itens e nos outros itens do X2 TECHNOLOGY para poderem chamar esse helicóptero de demonstrador de tecnologia.

Sds.

Raphael

LeoPaiva, nao eh o primeiro heli deles com esta tecnologia.

Bosco

A semelhança entre o rotor axial de contra rotação desta aeronave e o dos Kamov é apenas visual. São tecnologias completamente diferentes. O sistema axial contra-rotativo convencional (usado pelos Kamovs) é em geral bem menos eficiente que o sistema rotor principal/rotor de cauda da maioria dos helicópteros. O ocidente descartou o sistema de rotores coaxiais como uma maneira de se conseguir o efeito anti-torque e o controle do aparelho já no nascedouro do helicóptero em benefício do sistema convencional que se mostrou melhor e mais seguro em todos os sentidos. O peso do sistema é muito grande e consome muita… Read more »

Bosco

É claro que mesmo com todos os aperfeiçoamentos do X2 ele é bem mais pesado que um convencional, só que compensa isto pelo aumento da performance (alcance e velocidade). No Kamov o sistema não oferece nenhuma vantagem adicional substancial para compensar o aumento de peso e o maior consumo. Embora seja ideal para várias funções em que o rotor de cauda atrapalha (segurança em terra). Aí sim compensaria o aumento de custo (de aquisição, manutenção e de combustível) e a perda de eficiência. Por exemplo: resgate de vítimas em alto estradas, que em geral obriga o helicóptero a pousar. Também… Read more »

Bosco

correção: “auto-estradas” e não “alto-estradas”

Vassily Zaitsev

ô bixo feio, sô!!!!!

Mas como boniteza não se leva ao prato, vamos ver no que dá.

LeoPaiva

Muito esclarecedor Bosco, já os russos optaram por continuar o desenvolvimento do rotor axial após muitas provas comparando o Mi-28 com o KA-50, a própia Mil fez muitos testes e em todas as provas realizadas o KA-50 se mostrou superior, principalmente quanto a manobrabilidade. E, mesmo comparado com helis do mesmo porte, em relação a dimensão e não ao peso, como o AH-64, que tem propulsores com potência apenas um pouco menor, a diferença para o KA-50 é muito grande em velocidade Max. Quanto a utilização dos materiais compostos e titânio, os apache já os usavam, principalmente nas bordas de… Read more »

Raphael

http://www.youtube.com/watch?v=OtdOi80IkPw&feature=related

Os Russos como sempre, tem coisa melhor!

Bosco

Como só os americanos possuem ETs e discos voadores rs.. e os russos não, e como só os americanos estão desenvolvendo a “antigravidade” rss.. este helicóptero que não gira os rotores só pode ser devido a um efeito da filmadora.

LeoPaiva

Se é para apelar segue a baixo um vídeo com os helicópteros da força aérea do Haiti :

http://www.youtube.com/watch?v=xlcnDgLFC9g&feature=related

Roberto

“Raphael em 20 set, 2008 às 22:41
http://www.youtube.com/watch?v=OtdOi80IkPw&feature=related

Os Russos como sempre, tem coisa melhor!”

Muito interessante, qual será o material dos fios e do pára-quedas invisível deste heli ????? realmente os russos estão muuuuuuuuuuuuuuuuiiiiiiiito a frente…rsrsrsrs

Raphael

Soh para esclarecer, o heli que nao gira os totores eh uma ilusao. Os rotores estao girando ao mesmo tempo de rotacao que o filme da camera. Entao cada vez que uma imagem eh gravada, os rotores estao na mesma posicao.
🙂

Bosco

O Departamento de Defesa Americano estuda atualmente 3 conceitos de aeronaves compostas. O X-2 que é o tema do post, o X-49 que usa um sistema anti-torque VTDP e um sistema baseado no conceito Cartercopter, que usa o empuxo diferencial de dois motores turbohélices como sistema anti-torque, até que as asas assumam a sustentação.
Sem falar no V-22 que já é uma realidade, e que serve como base para um sistema “tilt rotor” com 4 rotores que também está sendo avaliado.
SDS.

Raphael

Ai esta o futuro dos helicopteros. O X-2 eh uma fusao e evolucao do Sikorsky S-69, S-72, S-75 e finalmente o RAH-66. Tomara que tudo deh certo e este projeto vah para frente.

LeoPaiva

Meio atrasadinha a Sikorsky, pelo menos em relação ao rotor axial de contra rotação, essa tecnologia está sendo desenvolvida pela Kamov Helicopters desde a década de 70, a propulsão auxiliar vista na foto também é usada em aeronaves compostas da década de 60.

Eles devem ter evoluído bastante nesses itens e nos outros itens do X2 TECHNOLOGY para poderem chamar esse helicóptero de demonstrador de tecnologia.

Sds.

Raphael

LeoPaiva, nao eh o primeiro heli deles com esta tecnologia.

Bosco

A semelhança entre o rotor axial de contra rotação desta aeronave e o dos Kamov é apenas visual. São tecnologias completamente diferentes. O sistema axial contra-rotativo convencional (usado pelos Kamovs) é em geral bem menos eficiente que o sistema rotor principal/rotor de cauda da maioria dos helicópteros. O ocidente descartou o sistema de rotores coaxiais como uma maneira de se conseguir o efeito anti-torque e o controle do aparelho já no nascedouro do helicóptero em benefício do sistema convencional que se mostrou melhor e mais seguro em todos os sentidos. O peso do sistema é muito grande e consome muita… Read more »

Bosco

É claro que mesmo com todos os aperfeiçoamentos do X2 ele é bem mais pesado que um convencional, só que compensa isto pelo aumento da performance (alcance e velocidade). No Kamov o sistema não oferece nenhuma vantagem adicional substancial para compensar o aumento de peso e o maior consumo. Embora seja ideal para várias funções em que o rotor de cauda atrapalha (segurança em terra). Aí sim compensaria o aumento de custo (de aquisição, manutenção e de combustível) e a perda de eficiência. Por exemplo: resgate de vítimas em alto estradas, que em geral obriga o helicóptero a pousar. Também… Read more »

Bosco

correção: “auto-estradas” e não “alto-estradas”

Vassily Zaitsev

ô bixo feio, sô!!!!!

Mas como boniteza não se leva ao prato, vamos ver no que dá.

LeoPaiva

Muito esclarecedor Bosco, já os russos optaram por continuar o desenvolvimento do rotor axial após muitas provas comparando o Mi-28 com o KA-50, a própia Mil fez muitos testes e em todas as provas realizadas o KA-50 se mostrou superior, principalmente quanto a manobrabilidade. E, mesmo comparado com helis do mesmo porte, em relação a dimensão e não ao peso, como o AH-64, que tem propulsores com potência apenas um pouco menor, a diferença para o KA-50 é muito grande em velocidade Max. Quanto a utilização dos materiais compostos e titânio, os apache já os usavam, principalmente nas bordas de… Read more »

Raphael

http://www.youtube.com/watch?v=OtdOi80IkPw&feature=related

Os Russos como sempre, tem coisa melhor!

Bosco

Como só os americanos possuem ETs e discos voadores rs.. e os russos não, e como só os americanos estão desenvolvendo a “antigravidade” rss.. este helicóptero que não gira os rotores só pode ser devido a um efeito da filmadora.

LeoPaiva

Se é para apelar segue a baixo um vídeo com os helicópteros da força aérea do Haiti :

http://www.youtube.com/watch?v=xlcnDgLFC9g&feature=related

Roberto

“Raphael em 20 set, 2008 às 22:41
http://www.youtube.com/watch?v=OtdOi80IkPw&feature=related

Os Russos como sempre, tem coisa melhor!”

Muito interessante, qual será o material dos fios e do pára-quedas invisível deste heli ????? realmente os russos estão muuuuuuuuuuuuuuuuiiiiiiiito a frente…rsrsrsrs

Raphael

Soh para esclarecer, o heli que nao gira os totores eh uma ilusao. Os rotores estao girando ao mesmo tempo de rotacao que o filme da camera. Entao cada vez que uma imagem eh gravada, os rotores estao na mesma posicao.
🙂

Bosco

O Departamento de Defesa Americano estuda atualmente 3 conceitos de aeronaves compostas. O X-2 que é o tema do post, o X-49 que usa um sistema anti-torque VTDP e um sistema baseado no conceito Cartercopter, que usa o empuxo diferencial de dois motores turbohélices como sistema anti-torque, até que as asas assumam a sustentação.
Sem falar no V-22 que já é uma realidade, e que serve como base para um sistema “tilt rotor” com 4 rotores que também está sendo avaliado.
SDS.

Reportagens especiais

PAMA-SP 2014: Poder Aéreo no Domingo Aéreo – parte 1

Caça F-5EM da FAB realizou diversas passagens baixas sobre o Campo de Marte, em São Paulo. Um jato de...
- Advertisement -
- Advertisement -