terça-feira, junho 15, 2021

Gripen para o Brasil

Array

Força Aérea Chilena compra Super Tucano

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A Embraer e a Força Aérea Chilena (FACH) assinaram contrato para a venda de 12 aeronaves Super Tucano. O anúncio é o resultado final da concorrência feita pela FACH, que selecionou o avião fabricado pela Embraer como a melhor solução para treinamento tático dos seus pilotos. O primeiro Super Tucano deverá ser entregue no segundo semestre de 2009.
O Super Tucano opera atualmente nas Forças Aéreas Brasileira e Colombiana, sendo utilizado com sucesso para o treinamento de pilotos e ataque leve de alta precisão em missões de segurança interna. A proposta da Embraer selecionada pela FACH inclui um amplo pacote de Suporte Logístico Integrado (Integrated Logistic Support – ILS) e um avançado sistema de treinamento e apoio à operação (Training and Operation Support System – TOSS), abrangendo não somente a aeronave, mas também estações de apoio em solo.
“Estamos muito orgulhosos em anunciar que o Super Tucano foi a aeronave selecionada pela Força Aérea Chilena, uma instituição reconhecida internacionalmente pela alta capacitação dos seus profissionais”, disse Luiz Carlos Aguiar, Vice-Presidente Executivo da Embraer para o Mercado de Defesa e Governo. “Oferecemos a solução de treinamento tático mais eficiente, com a melhor adequação operacional do mercado, tecnologias de última geração e pacote de serviços abrangente. Temos certeza de que a disponibilidade do Super Tucano contribuirá positivamente com a formação dos pilotos da FACH.”
O TOSS da Força Aérea Chilena será composto por três sistemas: um de planejamento de missões de navegação e ataque (Mission Planning Station – MPS), um para o relato de missões (Mission Debriefing Station – MDS), e um simulador de vôo (Flight Simulator – FS).
A escolha do Super Tucano pela Força Aérea Chilena também será uma grande oportunidade para ampliar a parceria bem-sucedida entre a Embraer e a Empresa Nacional de Aeronáutica de Chile – ENAER (www.enaer.com), estabelecida há mais de dez anos para o desenvolvimento do jato regional ERJ 145.

- Advertisement -

23 Comments

Subscribe
Notify of
guest
23 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Baschera

Pois é, falta a confirmação sobre a venda dos ST à Força Aérea do Equador, que teria comprado 24 e estaria estudando a compra de 2 R-99A.
Sds.

Voluntário da Pátria

E ainda tem “cupanhero” que chora pelos 12 S. TUCANO que o governo Brasileiro irresponsavelmente venderia ao CHAVEZ. Em troca da negativa, já vendemos quase 60 SUPER TUCANOS, inclusive para BLACKWATER. Os COIN Brasileiros, agora estão por aí, fazendo O BEM À HUMANIDADE, “NEUTRALIZANDO” “REVOLUCIONÁRIOS”…

Paulo Costa

Duvido que seja vendido o nosso R-99 ao equador,são os aviões mais caros de qualquer inventario.

Zuavo

O ataque dos Super “Tucas” contra as FARC impressionou bastante todos os potenciais clientes. O Chile que previa comprar os “Havard II” não perdeu tempo e mudou para o nosso prduto.
Isso sim é reconhecer competência de quem faz um excelente produto!

Baschera

Os R-99 tem preço estimado entre Us$ 80 à Us$ 90 milhões cada.
Sds.

Wilson Johann

Caro Voluntário da Pátria,

O Brasil iria negociar (ou vender) 12 AMX-T à Venezuela, e não Super Tucanos. A Embraer tem o projeto desenvolvido. Derrepente, é este o projeto do AMX que querem relançar para nossa Força Aérea e mercado latino-americano.

Abraços!

Billy

A venezuela também cogitou adquirir os SUPERTUCANOS.

[…] Tucano para uma força aérea da América Latina. Em agosto de 2008, a Empresa anunciou acordo com a Força Aérea Chilena (FACh) para a venda de 12 aeronaves e, no início deste ano, confirmou a venda de oito unidades para a Força Aérea da República […]

[…] do Blog: em breve, pilotos chilenos e equatorianos poderão trocar experiências no EMB-314 Super […]

francisco alves pereira

Talvez não fosse sonhar demais, e AMX-T com tecnologia e designer modernizado, e por que não sonhar um pouco mais com o a-29 supertucano com um designer mais futurista, tecnologia sthealt e turbinas a jato com supercruiser, este eu gostaria de ver pelo menos em desenho gráfico. sonhar é possível e em aviação tudo começou de um sonho, não apenas do compatriota Santos Dumont, mas de tantos outros que antes dele lutaram para realizar o sonho de voar como as aves.

Baschera

Pois é, falta a confirmação sobre a venda dos ST à Força Aérea do Equador, que teria comprado 24 e estaria estudando a compra de 2 R-99A.
Sds.

Voluntário da Pátria

E ainda tem “cupanhero” que chora pelos 12 S. TUCANO que o governo Brasileiro irresponsavelmente venderia ao CHAVEZ. Em troca da negativa, já vendemos quase 60 SUPER TUCANOS, inclusive para BLACKWATER. Os COIN Brasileiros, agora estão por aí, fazendo O BEM À HUMANIDADE, “NEUTRALIZANDO” “REVOLUCIONÁRIOS”…

Paulo Costa

Duvido que seja vendido o nosso R-99 ao equador,são os aviões mais caros de qualquer inventario.

Zuavo

O ataque dos Super “Tucas” contra as FARC impressionou bastante todos os potenciais clientes. O Chile que previa comprar os “Havard II” não perdeu tempo e mudou para o nosso prduto.
Isso sim é reconhecer competência de quem faz um excelente produto!

Baschera

Os R-99 tem preço estimado entre Us$ 80 à Us$ 90 milhões cada.
Sds.

Wilson Johann

Caro Voluntário da Pátria,

O Brasil iria negociar (ou vender) 12 AMX-T à Venezuela, e não Super Tucanos. A Embraer tem o projeto desenvolvido. Derrepente, é este o projeto do AMX que querem relançar para nossa Força Aérea e mercado latino-americano.

Abraços!

Billy

A venezuela também cogitou adquirir os SUPERTUCANOS.

[…] Tucano para uma força aérea da América Latina. Em agosto de 2008, a Empresa anunciou acordo com a Força Aérea Chilena (FACh) para a venda de 12 aeronaves e, no início deste ano, confirmou a venda de oito unidades para a Força Aérea da República […]

[…] do Blog: em breve, pilotos chilenos e equatorianos poderão trocar experiências no EMB-314 Super […]

francisco alves pereira

Talvez não fosse sonhar demais, e AMX-T com tecnologia e designer modernizado, e por que não sonhar um pouco mais com o a-29 supertucano com um designer mais futurista, tecnologia sthealt e turbinas a jato com supercruiser, este eu gostaria de ver pelo menos em desenho gráfico. sonhar é possível e em aviação tudo começou de um sonho, não apenas do compatriota Santos Dumont, mas de tantos outros que antes dele lutaram para realizar o sonho de voar como as aves.

Paulo Antonio

NÃO SERIA BEM UM COMENTÁRIO, MAS UMA PERGUNTA QUE GOSTARIA DE FAZER FAZ MUITO TEMPO. ACREDITO QUE O BRASIL POSSUI GRANDES PROFISSIONAIS, PROJETISTAS, ENGENHEIROS, ETC DO RAMO DA AVIAÇÃO QUE SERIAM CAPAZES DE CRIAR PROJETOS OUSADOS, AO PONTO DE ATÉ SUPERAR MODELOS RUSSOS E AMERICANOS. O QUE IMPEDE O BRASIL DE METER A CARA NUM PROJETO DESSES, CRIAR UM NOME NO MERCADO INTERNACIONAL, MODERNIZAR A FROTA DE CASA A AINDA DE QUEBRA GANHAR MUITO, MAS MUITO DINHEIRO VENDENDO ESSAS MÁQUINAS DE FABRICAÇÃO “CASEIRA”? – FICO INDIGNADO COM O FATO DO BRASIL VIVER METIDO EM NEGÓCIOS COM OS GRINGOS QUANDO A… Read more »

j. Claro

Por tudo q tenho visto a respeito do nosso supertucano, posso concluir q ele é o queridinho do mundo da defesa. É por essas e outras q a cada dia q se passa, fico convencido de q não sentir orgulho em ser brasileiro é ta-
refa prá quem não possui a menor ideia do q seja civismo. Um abraço a todos. Avante Brasil.

j. Claro

Em tempo, sei q o mundo dos negócios vive de lucros, mas não gostaria de ver nenhum amx e muito menos supertucano sendo negociado com o chapolim colorado. A nossa Embraer pode muito bem voar cada vez mais alto, sem fazer negócios com esse agente da intraquilidade sulamericana.

Reportagens especiais

Visita ao National Naval Aviation Museum – última parte

Na última parte da reportagem da nossa visita ao National Naval Aviation Museum, publicamos as fotos do pavilhão que abriga...
- Advertisement -
- Advertisement -