O Pacific Skies 24 é uma combinação de vários exercícios das forças aéreas, nos quais participam as forças aéreas da Alemanha, França e Espanha como nações europeias. Existem cinco partes no exercício que acontecem em cinco locais diferentes ao redor do mundo.

Os jatos Tornado alemães começarão participando de um exercício de voo em baixa altitude no Alasca. Esta será a última apresentação da frota Tornado alemã em um palco internacional. Em seguida, os Tornados serão acompanhados por oito Eurofighters alemães e quatro espanhóis, além de quatro jatos Rafale franceses, quatro helicópteros leves alemães, quatro aeronaves de transporte e reabastecimento A400M alemãs, duas espanholas e três francesas, bem como sete A330 MRTT (Multi Role Tanker Transport).

Eles participarão junto com os Estados Unidos do exercício multinacional “Arctic Defender”. Este exercício será liderado pela Alemanha e serve para treinar os padrões da OTAN.

Depois disso, os parceiros europeus se deslocarão para o Japão, onde a frota Eurofighter alemã se dividirá: após o reabastecimento e troca de tripulações, cinco jatos se deslocarão para a Austrália junto com as tripulações francesas e espanholas para participar do exercício multinacional da força aérea “Pitch Black”.

Ao participarmos no Pacific Skies 24, nós, enquanto europeus, demonstramos presença numa parte do mundo que é de grande importância para todos nós. Iremos para a região Indo-Pacífico juntamente com Espanha e França e participaremos em cinco exercícios diferentes.

Tenente General Ingo Gerhartz, Comandante da Força Aérea Alemã

Os três jatos Eurofighter alemães restantes permanecerão no Japão para treinar junto com a Força Aérea de Autodefesa do Japão (JASDF) no exercício “Nippon Skies”. Após este evento histórico – pela primeira vez, jatos de combate alemães treinarão no espaço aéreo japonês – esses três jatos se deslocarão para o Havaí para treinar junto com a Marinha Alemã e parceiros internacionais no exercício “Rimpac”. A equipe germano-francesa na Austrália se deslocará para a Índia, onde ocorrerá a Fase 1 do exercício liderado pela Força Aérea Indiana “Tarang Shakti”.

O Pacific Skies 24 foi projetado devido à importância especial da cooperação em segurança com os parceiros da Alemanha na região do Indo-Pacífico. Através do treinamento conjunto, os parceiros aumentarão sua capacidade operacional e provarão que, em uma emergência, serão capazes de impor os princípios de uma ordem internacional baseada em regras.

FONTE: Luftwaffe / FOTOS: Ejército del Aire y del Espacio

Subscribe
Notify of
guest

6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Dudu

” em uma emergência, serão capazes de impor os princípios de uma ordem internacional baseada em regras.”

Impor a quem? Se for a um país convencionalmente armado, conseguem. Mas se for a um país nuclear, coisa que não é rara naquela região, a história é diferente.

Last edited 8 dias atrás by Dudu
Jadson S. Cabral

Dois MRTT voando Juntos é poder. Pena que não veremos isso aqui. Não veremos 1, quanto mais 2

Rafael Aires

Japão e Alemanha juntos? Se tivesse Itália também, começaria a me preocupar. Rsrs
Brincadeira, é claro!

No One

E pior que vai ter rsrsrs… Estarão todos reunidos no maior exercício da RAAF. 4 F-35 A, 4 Eurofighter l, 1 Gulfstream E.550 CAEW e as relativas aeronaves de apoio chegarão na Austrália… Ha também mais 2 F-35 B da Aeronautica Militare Italiana a bordo do Cavour da MMI que está conduzindo uma campanha que durará pelo menos 5 meses, participando de vários exercícios na região. Estes exercícios são importantes para as FA italianas porque permitem uma troca de conhecimento e experiência com parceiros que compartilham muitas necessidades em comum ( Japão in primis) e além disso fazem parte da… Read more »

Rafael Aires

Ferrou, então! Rs

Macgaren

Barzil tem quantos desse?