Segundo o Comunicado do Conselho de Ministros de 4 de julho de 2024, foi aprovada uma resolução que autoriza o início das discussões técnicas e negociais tendo em vista a eventual aquisição, pelo Estado Português, de aeronaves A-29 Super Tucano e a concepção e desenvolvimento da sua configuração NATO/OTAN.

O Ministro da Defesa de Portugal, Nuno Melo, já tinha afirmado no dia 25/6 que a compra do A-29N Super Tucano seria legalmente aprovada muito em breve.

A Embraer anunciou durante a LAAD Defence & Security 2023, o lançamento da aeronave A-29N Super Tucano, avião de ataque leve, reconhecimento armado e treinamento avançado, na configuração da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte), com foco inicial no atendimento às necessidades de nações da Europa.

A nova versão A-29N incluirá equipamentos e funcionalidades para atender aos requisitos operacionais da OTAN, tais como um novo datalink, single-pilot operation, entre outras modificações.

Tais funcionalidades aumentarão ainda mais as possibilidades de emprego da aeronave, permitindo por exemplo sua utilização em missões de treinamento JTAC, do inglês Joint Terminal Attack Controller. Os dispositivos de treinamento serão igualmente atualizados para os padrões mundiais mais exigentes, incluindo realidade virtual, aumentada e mista.

Subscribe
Notify of
guest

177 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Camargoer.

Que legal… vida longa ao A29.

Será que algum país teria interessem em unidades usadas da FAB? Assim, quem sabe, ao invés de um programa de modernização, a FAB já chuta a porta e compra um esquadrão de A29 novinho.

Jadson S. Cabral

Sei não… não vemos a FAB comprando equipamento novo dos quais precisamos com prioridade… imagina comprar A-29 novos, se eles podem argumentar que têm algo em torno de 100 e que não são tão velhos assim. Aliás, tenho entendido que o problema da frota de A-29 da FAB não é nem a idade, mas a incapacidade, pois seriam “capados”. Afinal, para interceptar aeronaves do tráfico não se necessita de muito além de uma metralhadora e um rádio. Agora, quando a real capacidade de ataque ao solo… qual seria a condição geral da frota? Quantos possuem pods designadores de alvo, capacidade… Read more »

Marcos Silva

A-29 capado????
Algo me diz que vc não conhece o A-29…

Jadson S. Cabral

E o seu comentário me mostra que você não só não conhece o A-29, como provavelmente possui problemas com interpretação de texto

Marcos Silva

(……)
Tudo pra vcs,experts de internet,masters of super-trunfo é sucata ou é capado.
No caso do Gripen é pior ainda,é”Gripadinho” ou é capado também.

Last edited 5 dias atrás by Marcos Silva
Jadson S. Cabral

Não sei de quem você está falando, mas de mim é que não é. Primeiro porque eu nunca disse que sou especialista em nada e segundo que sou um dos mais ferrenhos defensores do Gripen na FAB

Alexandre

Os A-29 da FAB foram os primeiros entregues e, perto dos modelos atuais e do A-29N são “capados” em vários sentidos. Por exemplo, posduem 2 MFD no cockpit, em vez de 3 dos atuais. Não possuem sistema de treinamento virtual embutido, como os da Fuerza Aerea de Chile, cujos pilotos de caça saem do Super Tucano direto para o F-16. Espera-se que o MLU previsto resolva isso.

Leandro Costa

Então acho que ‘capados’ não seria o termo correto. Mas sim, antigos. Obsoletos não estão. É como um F-16C/D block 30/40 da vida. Não são capados, mas não tem as mesmas capacidades de um F-16C/D block 50/52.

Jadson S. Cabral

São capados porque a FAB escolheu adquirir-los sem vários comportes para que fossem mais baratos. O famoso pé de boi

Rinaldo Nery

Ela escolheu o que estava nos requisitos, que fui eu um dos que escreveu. À época, 1992, não fazia sentido o avião ter determinadas capacidades. E muitas coisas nem haviam sido desenvolvidas. Pára de afirmar coisas que não sabe.

Rafael Gustavo de Oliveira

Comandante, moro em Campinas relativamente próximo de Pirassununga e costumo ver as aeronaves de T-27 nos céus com certa frequência, mas já consegui ver os A-29 do EDA também. Certa vez em viagem a Natal enquanto o pessoal olhava para a praia eu olhava para os céus para ver os super tucanos passarem em treinamento (lindas aeronaves operativas já camufladas)…quem disser que não são aeronaves que beiram a perfeição boa gente não é…rs….os tucanos e super-tucanos são sonho de consumo, se fosse possível compraria um.

Rinaldo Nery

Voei T-27 por 12 anos. Inclusive como instrutor na AFA.

Santiago/RN

Moro em Ponta Negra, Natal/RN e vejo movimentação diária e intensa de super tucanos e bandeirante. Bem legal. Algumas vezes aparecem os A-4 (deve ser p/ treinar em maxaranguape) e esses sim gostam de passagens mais baixas e barulhentas (sinfonia para mim).

Jaguar

Calma. Vai ter isto no MLU. Afinal se o tempo deixar teremos F-16 em “estado da arte” na FAB. Confia.

Camargoer.

No estado da arte de criança.. riso

comenteiro

Arteiros, como vó dizia…

Rinaldo Nery

Existe um trabalho escrito de um caçador, instrutor de A-29, dispensando o uso de mísseis ar-ar.

Camargoer.

Olá Nunão. Valeu pelo link.

Será que existe um estudo dese tipo sobre armamento ar-solo em açoes COIN?

Rinaldo Nery

O avião foi feito pra isso. Passou por uma AvaOp.

Camargoer.

Sim. Eu lembro daquela matéria, acho que na revista Força Aérea… riso.. faz tempo.. eu morava no apartamentinho perto da universidade.

Jadson S. Cabral

Então, a minha dúvida é principalmente quanto a capacidade da frota da FAB em fazer isso. Das supostas 99 aeronaves, das quais ninguém sabe exatamente quantas operam, quantas têm essa capacidade plena?
Até onde sei, pelo menos as blindagens modulares do cockpit não temos. Eu pelo menos nunca vi um exemplar da FAB equipado com elas.

Rinaldo Nery

Nós temos a blindagem pra toda a frota. Só não usamos porque não é necessário e causa um arrasto enorme. O criador da blindagem (de cerâmica), foi o 01 da minha turma, Cel Diniz. Sim, toda a frota é capaz de lançar todos os armamentos ar-solo certificados. E a FAB não tem que dar satisfação disso.

Santamariense

“E a FAB não tem que dar satisfação disso.”

Esse é um dos motivos para as críticas às Forças Armadas, nessa caso, a FAB. Elas não são entidades à parte do resto da sociedade. Não são inferiores, nem superiores, à ninguém. Mas, salvo exceções, vivem encasteladas e se julgam autossuficientes. Um erro grave, que só as prejudica.

Marcos Silva

Nesse caso especifico eu até concordo com o Cel. Nery.

Rinaldo Nery

Vai continuar não dando satisfação. Sorry.

Santamariense

Eu eu vou continuar achando errado. Também sinto muito.

Carlos Campos

Burrice dos Oficiais da FAB, Sorry

Rinaldo Nery

Não estão preocupados c vc.

Natan

“A FAB não tem que dar satisfação disso”

Errado a FAB tem, e se fosse esperta os oficiais principalmente os do E.M estariam sim preocupados com isso.

Afinal se são uma casta a parte depois não vão chorar aumento de verba no congresso, não chorar quando faltar meios ou quando a opinião da sociedade for desfavorável; final comandante quem não é visto não é lembrado, vão ficar lá intocáveis nas suas torres até quando a água bater na b@nda.

Rinaldo Nery

Entendi, mas é assim que é.

Santamariense

E ninguém faz a menor força para mudar…até que a sociedade civil encha o saco e resolva reformar tudo, de fora para dentro.

Felipe M.

É coronel, essa infeliz mentalidade é parte do que faz terem tanta dificuldades em fazer a população entender a importância dos projetos de defesa. Se fecham num casulo, achando não dever explicar nada a ninguém e, assim, por completa falta de entendimento, a população relega projetos de defesa a um plano secundário, o que, naturalmente, afasta o interesse daqueles interessados no “interesse da população”(ganhos políticos), sendo causa direta da falta de prioridades orçamentárias à área. Uma baita falta de visão estratégica. No jargão popular: Uma baita burrice estratégica. Eu, um mero cidadão latino-americano, não me orgulharia nem um pouco de… Read more »

Joao

Satisfação para que?
Curiosidade?

“Curiosidade é um atributo tipicamente feminino.”

Fernando Vieira

Curiosidade é sinal de inteligência. Então mulheres são mais inteligentes que homens?

Eu acho ambos iguais em termos de inteligência, então essa frase tá furada.

Marcos Silva

Boa! Sujeito fica dando piti porque a força aérea não dá satisfação do modo como opera.
É cada coisa…

Jadson S. Cabral

Vocês pagam impostos para sustentar tudo isso e ainda acham certo que as forças não deem mínimas satisfações de quantos equipamentos existem operando, ou o porquê de muitas coisas… depois reclamam de como as forças usam o dinheiro… vai entender!
Ninguém aqui (eu pelo menos não) está pedindo informações secretas que vão comprometer a segurança nacional. Pelo amor de deus!

Daniel

Deus é com “D” maiúsculo, sempre! Mas concordo com seu ponto de vista.

Camargoer.

Olá Daniel. O terceiro mandamento orienta evitar o uso do nome de Deus em vão. Nos EUA é comum ouvir “Oh my gosh”… pode parecer inusitado, mas gravar “deus” com minúscula significa respeitar o terceiro mandamento.

Eu quase sempre uso “deus”, que é um substantivo comum, que indica qualquer deus. É um bom artifício.

e olha que sou ateu.

Beto

Escreveu besteira.

Camargoer.

Gosh darn it!

Rafael Gustavo de Oliveira

e ainda acham certo que as forças não deem mínimas satisfações de quantos equipamentos existem operando”….como ex militar (não fab) discordo, são informações sensíveis, respeito os entusiastas, mas não acho sensato que algum possível “inimigo do Brasil” possa levantar capacidades militares brasileiras detalhadas.
Se deseja saber se estão operacionais vai obter a resposta (Sim/Não), agora quantos (aí já é algo sigiloso, restrito), munição então (esquece).

Santamariense

Já fui grande defensor das Forças Armadas brasileiras, mas de uns tempos pra cá, já tô enchendo meu saco. As maiores Forças Armadas do mundo, as dos EUA, discutem no Congresso se determinada aeronave vai ser desativada, ou não. F-15C/D e A-10 são apenas dois exemplos. Discutem também todo o resto. São publicadas todas as falhas e problemas do F-35, das fragatas Constellation, etc. Publicam quantas aeronaves são groundeadas por problemas de projeto, etc. Já aqui, os congressistas não têm a menor ideia do que seja um avião militar ou uma fragata, jogando nas mãos dos militares tudo referente à… Read more »

Rinaldo Nery

Talvez a culpa maior seja dos congressistas ignorantes e que não se interessam pelo tema…. Dá dinheiro? Emenda parlamentar? Voto?

Felipe M.

O que vem primeiro? O ovo ou a galinha? Parlamentares não se interessam pq não dá voto. O povo não se interessa porque é completamente ignorante sobre o assunto. Os militares não acham que devam se comunicar melhor, dando condições do povo se interessar pelo assunto. O povo perde vendo o sistema de defesa nacional deficiente, com sérias dúvidas sobre a capacidade real de atender sua finalidade básica, que é a defesa da soberania nacional. Os militares perdem por não conseguirem os recursos e o apoio que precisam. Os parlamentares continuam suas vidas, pois não faltam “assuntos importantes” para tratarem… Read more »

Rinaldo Nery

Importante relembrar que o QI médio no mundo é 100, e aqui é 83. Explica muita coisa.

Felipe M.

Eu desconheço essa informação. Mas, crendo ser verdadeira, esse seria mais uma razão pras FAs fazerem um esforço adicional para se comunicar adequadamente com a sociedade. Como uma pessoa me disse uma vez. Na vida não adianta ser, você também precisa parecer ser. A pessoa pode ou não discordar dessa “dinâmica da vida”. Mas é um fato. E, se fato é, você precisa trabalhar o considerando. Ah, o QI é menor e existe uma dificuldade de compreensão? Ok, trabalhemos com isso então. E nos esforcemos mais ainda pra fazer com que exista algum entendimento sobre o que fazemos e a… Read more »

Camargoer.

Olá Rinaldo. O teste de QI não tem qualquer validade. Ele apenas mede a habilidade de quem foi treinado para fazer o teste. Foram usados para uma classificação educacional, mas são sem significado e significância. Ele foi muito usado nos EUA para avaliar imigrantes, muitos dos quais não compreendiam inglês… outras questões tinham um viés cultural que não faziam sentido Já vi pessoas falando de QI de pessoas que viveram antes da invenção do teste… Provas como o ENEM no Brasil ou o SAT no EUA usam questões que foram testada e validadas estatisticamente quanto á sua dificuldade. Servem para… Read more »

Rafael Gustavo de Oliveira

Assunto polemico caro Santameriense A politica não se interessa porque FAs no geral não dão voto ainda, mas a participação da sociedade vejo como algo inevitável, mas acho que vai demorar muito ainda, a abertura de documentos poderia sim ajudar. Hoje existe uma pequena comunicação entre o braço político e as forças armadas via ministério da defesa e sempre o assunto de maior interesse (por parte da política) é restrito a verba infelizmente. Exemplo de comunicação é o vídeo de 1 semana atrás do Caiafa que mostrou o brigadeiro presidente do COPAC de forma descontraída explicou o processo de escolha… Read more »

Santamariense

É bem por aí, Rafael. Essa sinergia e troca de opiniões com a sociedade, mesmo que seja através de seus representantes, instituições, associações, etc, seria benéfica para os militares. Eu não concordo com essa divisão sempre presente entre militares e civis. Todos somos brasileiros, todos temos nossas responsabilidades e podemos contribuir. Afinal, as Forças Armadas não existem para os militares, ou somente para eles, são instituições de todos os brasileiros. Mas, essa mentalidade precisa ser cultivada e não é algo rápido e fácil de ser construído. Mas, precisamos insistir.

Marcos Silva

Têndi nada do que vc disse. Mas defendo seu direito de dizer…

Andiere

Rafael,
Sou civil e não militar, mas concordo com seu argumento. Parece-me sensato.

Luiz Antonio

Faltou pedir os códigos também.

Alexandre

Uma vez conversando com um Maj Av fo 1⁰/3⁰ GAv, perguntei sobre a blindagem e ele me disse que os A-29 da FAB podem usá-la, mas não a empregam normalmente por vonta do arrasto que provoca e pelo nosso cenário de emprego não necessitar de seu uso.

Marcos Silva

Porque vc nunca viu,porque não sabe quantos aviões estão operacionais,porque não sabe como a FAB opera ou como precisa operar suas aeronaves então estão,como é mesmo? Capadas? Obsoletas? Estão incapazes de operar?
É isso mesmo?

Jadson S. Cabral

Não foi o que eu disse. Eu disse que as aeronaves são “capadas” (e elas são mesmo) porque a FAB tem os primeiros desenvolvidos e porque esses carecem de uma série de equipamentos que modelos mais recentes, como os do Afeganistão possuem.

Depois eu afirmei não conhecer quantas aeronaves a FAB possui operacionais e quantos desses exemplares possuem tais capacidades. Acredito que fui bastante claro em meus questionamentos.

Felipe M.

A falta de informação clara abre espaço para a dedução. E, pior, para a propagação de deduções equivocadas. Não vejo ninguém pedir informações sensíveis, que devem ser preservadas. Como o exemplo esdrúxulo citado logo acima “falta pedir os códigos”. Já informações não sensíveis, deveriam ser publicadas não só em prol da transparência, exigida em uma República (coisa pública), mas como estratégia de aproximação de quem pode gerar a “abertura do cofre” para o custeio do que se precisa fazer, além do apoio que se precisa ter. É tão difícil assim de entender o quão benéfico isso seria para as FAs?… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini

Olá, Camargo.
Transmitirei os agradecimentos ao Galante.
(Tudo eu, tudo eu…)

Camargoer.

Ops…obrigado Galante

Neto

hahaha já cometi essa gafe. Nunão é tão onipresente que as vezes confundimos com os editores.. rsrs

Camargoer.

Sempre ele.. sempre ele

Jadson S. Cabral

Com certeza o caçador deve saber mais do que eu, mas ainda assim, não seria o tal caçador o dono da razão. Suponho que deva haver muita gente tão capacitada quanto ele, inclusive dentro da FAB mesmo, que discorde, se não em tudo, ao menos em parte.

Rinaldo Nery

Não, não tem, porque senão o Alerta DA seria com míssil.

Melky Cavalcante

Sr. Rinaldo Nery, bom dia!
Recentemente no conflito Rússia/Ucrânia vimos velhos aviões Yak-52 sendo utilizados para caçar drones de médio porte. Na opinião do senhor, o A-29 equipado com sistema FLIR seria uma boa plataforma para essa função? e em um campo de batalha mais moderno, como vemos no leste europeu, o A-29 teria alguma função além dessa ou seria muito arriscado opera-lo em tal campos de batalha.
Obrigado

Rinaldo Nery

O FLIR não tem essa função. É, primordialmente, para o vôo noturno e para aquisição de alvos no solo. Visualizar um alvo no ar, com FLIR, é bem difícil. Melhor usar os olhos.

Rinaldo Nery

A precisão do modo CCIP do A-29 é de 8 metros. E lança no modo CCRP também.

Dudu

” Agora, quando a real capacidade de ataque ao solo…”

Pergunte aos bandidos que sobraram das farc, boku haram, taliban e do estado islamico, que eles sabem.

Kkkkkkkkkkkk

Jadson S. Cabral

Eu falei da frota de A-29 da FAB e ainda deixei implico que estava perguntando sobre as condições gerais da frota, pois ainda que essa força possua 100 aeronaves, dificilmente todas elas possuem a mesma configuração (e nem faria sentido se assim o fosse).
No que os A-29 da FAB são parecidos com os da Colombia e Afeganistão, além do formato?
Haja paciência para tanta incapacidade de interpretação, viu?!

Rinaldo Nery

Todas tem a mesma configuração. Parece que o desconhecimento é flagrante.

Jadson S. Cabral

Por isso as minhas perguntas. Eu não sou militar e em nenhum momento desde que conheci o fórum afirmei que sou especialista. Eu sou apenas um estudante de engenharia, que também é um entusiasta.

Alexandre Fontoura

Dos 99 A-29A/B adquiridos pela FAB, alguns foram perdidos e, dos cerca de 85/86 restantes, me parece que 66 serão submetidos ao MLU.
Por terem sido os primeiros entregues pela Embraer, os da FAB têm uma configuração mais simples do que os do Afeganistão, Volômbia, Chile etc. No cockpit, a diferença mais visíve e o uso de apenas 2 MFD, em vez de 3.

Jadson S. Cabral

Muito obrigado, Alexandre! Gostei muito da ultima live do senhor com o Salles

FABIO MAX MARSCHNER MAYER

De lembrar do noticiário, eu sei que ao menos 12 A29 foram transferidos para a Esquadrilha da Fumaça, e então, dos 99 adquiridos, 87 foram para os esquadrões.

Mas se falou-se em 66 modernizados, então temos 21 perdas (mais de 20% da frota) em apenas 20 anos de operação?

Ou haverá uma parcela dos 87 que continuará fora do projeto de modernização?

A previsão é modernizar 68, não 66.

Eu acredito que os exemplares da Esquadrilha da Fumaça não precisarão ser modernizados (talvez apenas pequenas atualizações).

As perdas em 20 anos foram de cerca de 10 aviões, número relativamente baixo para os tipos de missões realizadas.

Santamariense

“Quantos possuem pods designadores de alvo, ” – Se você se refere às torretas FLIR, para detecção e aconpanhamento de alvos, são usadas nos A-29B e, quando usando a torreta, a aeronave não pode usar nada mais nos pilones sob as asas ou no pilone ventral, à exceção de, no máximo, 2 tanques subalares. Tem um texto bem interessante no site da ABRA-PC sobre o uso do FLIR nos esquadrões do 3⁰ GAV; “Capacidade de disparar mísseis ar-ar de curto alcance” – Nunca vi nenhum A-29 operacional da FAB com trilhos para mísseis ar-ar. Os que vi, eram protótipos. Não… Read more »

Santamariense

Antes que me questionem de onde tirei as informações sobre o uso do FLIR limitar as cargas externas, coloco abaixo o trecho do artigo fonte da informação: “USO OPERACIONAL DO FLIR NOS ESQUADRÕES DO TERCEIRO GRUPO DE AVIAÇÃO  (Prêmio Pacau Magalhães-Motta, ano de 2006, 1º lugar) . . . . No que se refere ao desempenho do A-29, a TFU gera um arrasto de índice 68 e o sistema completo acrescenta ao avião um peso de 61,5 kg. A velocidade fica restrita a 280 kt ou Mach 0,56, sendo a aceleração máxima prevista de -2,5 a 5,0 G. As configurações… Read more »

GuiBeck

Muito interessante. Não questiono as informações ou o artigo, mas lembro que o A29 quando testado pela usaf tinha a torreta flir e 2 lgb nos pilones das asas. Ou as coisas mudaram, ou teve alguma adaptação para testes, sei lá.. ab

Santamariense

Deve ter sido uma evolução operacional. Qiando do artigo que citei, a aeronave havia entrado em operação na FAB havia dois anos. Portanto, creio que com o passar do tempo, novas configurações e capacidades foram sendo testadas e adotadas.

Jadson S. Cabral

Muito obrigado!

Atirador

Tem uma matéria aqui de um oficial da FAB sobre o uso de mísseis ar-ar.

Saldanha da Gama

Cada vez que vejo este tipo de notícia, me lembro…
A Embraer vai falir sem a boeing…
Abraços

Camargoer.

Olá Saldanha…. fez bem em lembrar…

agora, se a FAB começar a comprar avão usado, nem precisa da Embraer.. riso

Saldanha da Gama

Podemos pagar avião usado com o tot? kkk kkk kkk

Abraços

Camargoer.

Riso… ToT tipo oficina de esquina… se o motor do avião usar carburador já tá resolvido. Funilaria é com martelinho de ouro. Já os pneus podem ser os remoldados mesmo.

Show. riso

Santamariense

Concordo com tudo que você escreveu, sem dúvida. Mas, só um aparte: a divisão militar da Embraer NÃO estava envolvida no negócio, assim como a aviação executiva. A venda seria da divisão de aviação comercial. Mas, isso são águas passadas e a Embraer continua como sempre foi.

Marcelo

Que novela Portugal está fazendo para comprar 12 super tucano da Embraer.
Todo mundo sabe que ninguém vai comprar o Super tucano fabricado em Portugal porque será muito caro e será mais facil comprar direto da Embraer no Brasil ou no estados unidos com um preço mais baixo !!!

Fernando "Nunão" De Martini

Todo mundo quem?

Bueno

Qual será o preço ?

Camargoer.

Olá Bueno, Há alguns anos, a Nigéria comprou um esquadrão de 12 aeronaves A29 por cerca de US$ 350 milhões, ou US$ 30 milhões por aeronave, que deve incluir no pacote apoio logístico, treinamento e todos os penduricalhos….

Acho que dá para apostar em algo entre 25$ e 35$ milhões de kichutes por cada aeronave, com a vantagem para Portugal que os aviões serão finalizados lá, gerando algum retorno econômico, o que reduz o impacto da despesa.

Last edited 4 dias atrás by Camargoer.
Bueno

Maravilha !
Então não é nada de proibitivo e fora de preço que já é comercializado no Brasil EUA,

Last edited 4 dias atrás by Bueno
Camargoer.

Apenas lembrando que é um chute… temos que esperar a assinatura do contrato para saber o valor definitivo.

O contrato de Portugal dos Kc390 foi da ordem de Eur$ 900, pelo que lembro

Bueno

sim , mas o colega Marcelo disse que será muito caro!!
Acho que não via sai muito fora do que você disse, e tudo indica que o A29M será o mais moderno para a sua categoria

Carlos

O contrato foi de 850 milhões de euros e teve um desconto por antecipação do pagamento total, ou seja Portugal nada deve à Embraer mas esta deve ainda 3 aviões, um simulador e muito material de reserva. Portugal tem 180 milhões de euros para a compra dos A-29 e espero que nunca se realize.

Santamariense

Como é feito o treinamento avançado e de evolução operacional para a caça? Como o piloto, que inicia seu treinamento com o DHC-1 Chipmunk e depois no Épsilon TB30, se prepara para operar o F-16? Esse treinamento é feito fora da FAP ou o piloto sai do TB30 direto para o F-16? Esses A-29 no poderiam estar sendo adquiridos para fazer essa fase do treinamento e da progressão operacional dos pilotos de caça portugueses?

Carlos

O DHC-1 era construído em Portugal e já deixou de o ser e se nunca viste um DHC-1 a fazer um looping, eu já, mas sempre podes ler este artigo https://www.aereo.jor.br/2019/11/28/espanha-compra-24-treinadores-turboelice-pilatus-pc-21-por-e-205-milhoes/ onde podes ler que a Espanha comprou 24 aeronaves PC-21 por 205 milhões de euros e já vi e ouvi um youtuber a dizer que 180 milhões de euros dava para comprar 6 A-29 ST, fazendo contas os espanhóis compraram 24 aeronaves pelo preço unitário de 8,55 milhões de euros e Portugal iria comprar 6 A-29 ST pelo preço unitário de 30 milhões de euros e ambas aeronaves poder… Read more »

Last edited 3 dias atrás by Carlos
Santamariense

Eu não estou falando da compra do A-29 ser boa, ou não, para Portugal. Também não estou achando que a aeronave é barata ou cara. Isso eu deixo para vocês, portugueses, decidirem. A pergunta que tu não me respondeu é: como é feito o treinamento avançado e de formação de pilotos de caça na FAP?

Camargoer.

Obrigado por publicar o valor exato.

Escrevi “da ordem!” porque foi de memória.

Rinaldo Nery

A FAB pagou 6 milhões cada.

Camargoer.

Bem lembrado. Já são 20 anos…

usei uma calculadora de inflação do dolar… US$ 6 ,milhões valeriam entre US$ 10~11 milhões hoje.

Carlos

Não existe nenhuma razão para comprar o A-29, nem mesmo para treino, as aeronaves PC-21 que a Espanha comprou, não há muito tempo, ficaram na ordem dos 9 milhões de euros a unidade e isso leva-me a pensar num outro aspeto que me levantam dúvidas. Para missões em África, a experiência portuguesa nos diz que o helicóptero é uma arma muito melhor. Alguém sabe qual foi o valor exato do contrato da Embraer com a Hungria? Não ninguém sabe. Este Ministro da Defesa me lembra de outro que também foi líder do CDS e também foi Ministro da Defesa e… Read more »

Marcelo M

12 aeronaves para um país pequeno como Portugal é o equivalente a uma compra de 240 aeronaves para o Brasil, que tem uma população 20x maior.

Santamariense

Conpra um Esquadrão novo, com o dinheiro que viria de onde? Não conseguimos manter em dia o programa do Gripe e tu mesmo vive falando que qualquer dinheiro tem que ir para compra do caça sueco! E compra um Esquadrão de A-29 novos ao invés do programa de modernização. Muito bem…e daí faz o que com os outros A-29 não modernizados?

Neto

Se tivéssemos uma política de defesa E de industria esse seria o caminho. . Se temos industria de algo, a prioridade deveria ser manter a linha de produção do presente e planejar o produto do futuro. . O A-29 é uma aeronave formidável para baixa intensidade. Quantos países precisam de uma aeronave como o A-29 para vigilância/contra-insurgencia e de policiamento contra o narcotráfico? . Manter uma política de compras de lotes com o estado da arte de nosso produto e ofertar, governo a governo, aeronaves usadas oportunizando a disseminação de produto nacional de qualidade e manter uma cadeia logística mais… Read more »

Camargoer.

Olá Neto. Creio ser necessário levar alguns pontos. Em relação á Embraer, os engenheiros de uma determinada linha de produção podem ser alocados em outras linhas, dependendo da demanda de cada modelo. O ponto mais crítico é a manutenção da disponibilidade da linha de produção e das ferramentas. Geralmente, estas linhas de produção ocupam enormes espaços na fábrica. Caso a linha se torne ociosa por muito tempo, ela se torna antieconômica. Curiosamente, a FAB adquiriu 99 aeronaves A29. Uma parte delas se perdeu, como é comum acontecer. O que chama a minha atenção é o plano de modernizar apenas 1/3… Read more »

Rinaldo Nery

68 é mais que um terço de 99….

Camargoer.

Olá RInaldo… errei. Obrigado. Seria 2/3… o revisor deixou passar.
Obrigado

RRN

A FAB poderia sim ter um programa de substituição de suas aeronaves de forma a vender as aeronaves antigas e repor com novas. Infelizmente isso é sonho.

Camargoer.

Pois é… mas acho que agora existe duas prioridades. 1) mais Gripen 2) A29M.

bola prá frente

Marcos Silva

Parece que o Uruguai ai comprar 06 unidades do A-29. Noticias teriam sido divulgasas hoje no país vizinho.
Aguardemos.

Camargoer.

Comprou mesmo

Maurício Veiga

A FAB tem A29 sobrando no “estoque”…

Orivaldo

Isso Portugual, continue abrindo as portas da Europa para Embraer. Muito bom essa notícia

Rinaldo Nery

Ainda não entendo essa de “capacidade single pilot”. O A-29 SEMPRE foi single pilot.

Tallguiese

Talvez pra alguns essa foi a forma de “desenhar”, já que explicando não adianta muito kkkk

Tallguiese

Será que essa nova versão vira com display do Gripem? Seria legal uma nova designação para a aeronave aqui no Brasil como A-29C. A-29N para NATO

Rinaldo Nery

Será A-29M

Camargoer.

Olá T. Creio que a proposta para o A29M seria o WAD. A sua ideia de equipar as novas versões do A29 com este painel é muito boa. Muto bem colocado

Rinaldo Nery

Um pod designador e capacidade de lançar LGB seria bem vindo.

Camargoer.

Oi Rinaldo. Considerando aquele seu estudo inicial, o que você acha que mudou daquele cenário para o atual? Além deste pod, haveria outros pontos? Aliás, vocẽ chegou a cogitar isso lá no começo?

Rinaldo Nery

Sistemas de auto defesa: RWR, Chaff Flare dispenser, MAWS.

Jadson S. Cabral

Coronel, minha dúvida lá no começo era justamente em relação a isso. Os A-29 da FAB não possuem pode designadores laser e contramedidas? O ataque leve feito por eles aqui seria apenas com bombas burras atualmente? Aliás, a FAB costuma empregar o A-29 nesse tipo de missão de destruição de infra-estrutura clandestina ou isso é feito apenas pelos AMX?

Rinaldo Nery

Sim, só bombas burras com precisão de 8 metros. Não possuem pods designadores nem contramedidas. Ambiente contestado é só com os A-1. Agora com os F-39.

Alexandre Fontoura

Coronel Nery, parece que a FAB poderá adotar a torreta MX-10 Wescan da L3 Systems em vez da Star Safire II da FLIR Systems, pois ao contrário dessa, a MX-10 possui designador Laser.

Last edited 5 dias atrás by Alexandre Fontoura
Rinaldo Nery

Ótimo.

GuiBeck

Acho que a dita capacidade single pilot teria a ver com a possibilidade de emprego deste tipo de armamento, com um piloto só. E acho que essa era a dúvida sobre a capacidade atual do A29, lançar armamento de precisão com apenas um piloto operando a aeronave.

Rinaldo Nery

Sim, pode ser.

Marcos Silva

Mas o WAD do Gripen serve no A-29? Ou seria um modelo específico para o Super Tucano?.

Camargoer.

Não sei. Talvez tenha que reduzir o tamanho… mas tecnologicamente muda quase nada. O dispositivo é o mesmo.

Talvez o RInaldo tenha uma ideia melhor sobre o tamanho do painel do A29 comparado ao do Gripen

Fernando "Nunão" De Martini

Por que reduzir o tamanho?
Cabines têm certos padrões mínimos de tamanho e proporções dados pela ergonomia. A largura da fuselagem de um A-29 na região do painel tende a não diferir da largura na mesma região de um Gripen.

Marcos Silva

Por isso perguntei. Já vi o A-29 bem de pertinho,,mas não o Gripen. Se bem que existe um padrão pra construção de cockpits de aeronaves militares. Ou estou enganado?

Fernando "Nunão" De Martini

Sim, há padrões.

Já estive em simuladores do Gripen e conheci a cabine do Super Tucano. Minha lembrança é de largura / espaço lateral semelhante em ambos.

Acho muito provável que o WAD que cabe no Gripen caiba no Super Tucano.

Rinaldo Nery

Creio q é bem semelhante.

Camargoer.

Entendo… como disse, não tenho certeza, mas se o A29 for menor, é possǘvel reduzir a tela sem prejuízo da tecnologia. Acredito que é algo parecido às telas de celulares.. algumas são maiores, outras menores, mas tecnologicamente são idênticas.

Jadson S. Cabral

Queria saber quantas polegadas tem aquele display, só para ter uma noção melhor de tamanho mesmo, já que prevalente nunca chegarei perto de uma coisa dessas. Será que dá umas 20 polegadas em super widescreen?

Leandro Costa

A informação que eu vi é que era de 19×8 polegadas.

Camargoer.

A dimensão de polegadas de telas é em relação á diagonal. Precisaria saber a largura da tela.

vendéen

Caso a compra se concretize, no que diz respeito ao curso de formação de pilotos portugueses que voaram Socata TB.30 Epsilons e De Havilland Canada DHC-1 Chipmunks, o A-29N Super Tucano representará um verdadeiro salto em frente.
Também caso a compra se concretize, diz-se que o ministro da Defesa português (Nuno Melo) pretende com esta aeronave reativar uma antiga esquadra: a esquadra “103 Caracóis” (Esquadra Complementar de Formação de Pilotos).

Fora isso, deixando de lado o desempenho militar, acho o A29N Super Tucano verdadeiramente magnífico e super atraente!

Resumindo, minha futura encomenda do Papai Noel lol!

Jadson S. Cabral

A aeronave realmente tem curvas muito belas, não é? Eu iria até dizer sexy, mas… é uma aeronave lol

vendéen

Bonjour Jason S. Cabral,

Concordo com você…………………………………………………………….. é um avião lol

Fernando Vieira

Por um acaso os DHC-1 são da versão Alvin, Simon ou Theodore?

vendéen

Olá Fernanda Vieira,

Desculpe, mas não tenho nenhuma informação sobre a(s) versão(ões).

Leandro Costa

Foi uma piada, Vendéen 😛

vendéen

Atenção Leandro Costa você deve saber que não gosto de piadas……………………………. ………………………………………lol quando par!!!

Para me vingar não darei nenhuma informação (Um furo global) sobre a revolucionária próxima versão futura do A-29 Super Tucano: O Embraer A-29SV…………………………………………………………… “A-29 Stealth Vendéen”.

Marcos Silva

“A-29 Stealth Vendéen”.
Achei que era de Super VTOL…kkk

Fernando Vieira

Não seja por isso. Também não direi nada do projeto do A-29NN: um Super Tucano naval que pode decolar e pousar do Atlântico e ainda carregar dispositivos nucleares.

Miguel Carvalho

Esta aeronave para aquilo que se pretende é optima.

Instrução, Instrução avançada e apoio a forças no terreno.

É o avião ideal para treinar pilotos antes de passarem para aviões de alto desempenho.

Vitor Botafogo

Excelente Notícia!

Carvalho2008

Um pod ELM 20600 pesa uns 200 kg….será que caberia nele?

comment image

Last edited 5 dias atrás by carvalho2008
Carvalho2008

comment image

Um flir de navegação pequeno, como o do A1 permitiria com mais facilidade a navegacao noturna discreta

Rafa

E que fim levou os A-29 que ficaram para trás no Afeganistão?
Alguém sabe?

Last edited 5 dias atrás by Rafa
Matheus

Maioria ficou no Afeganistao, uns foram parar no Quirguistão e outros no Kazakhstao.

Camargoer.

Lembrei do Borat.

comment image

hitoera

É, quem disse que o A29N não teria o que fazer, em Portugal ou na Europa, parece que vai quebrar a cara.

Carvalho2008

As versões mais modernas já vendidas do A29 já possuem lançadores flare
comment image

Last edited 5 dias atrás by carvalho2008
Carvalho2008

comment image

Carvalho2008

comment image

Carvalho2008

Um abafador dos escapes de exaustão seriam excelentes

Carvalho2008

Como a carga precisa ser otimizada, poderiam usar pods de foguetes em que a parte dianteira dele é o lançador e a parte traseira é o tanque de combustível….Isto não é mais novidade e já feito antes
comment image

Carvalho2008

comment image

Carvalho2008

Em que pese o míssil ar ar receber depreciação de alcance e energia cinética num turbo hélice, a verdade é que nunca é esque ida ou desprezada esta capa idade num combate real em que janelas de oportunidades se abrem na medida que a hora real tudo acontece diferente…inclusive, Helicópteros também o usam

Carvalho2008

comment image

Aqui um AT6 apresentando junto com AIM-9X….como sempre digo…se helicóptero usa….

Carvalho2008

Tem muita coisa a se fazer, não paro de imaginar estes turbo hélices atuando como baterias antiaéreas móveis….quer seja com APKWS contra drones, helis ou até corpo a corpo contra caças se ocorrer e ouso dizer, Pyton ou até mesmo derbys…atuando na retaguarda de pontos estratégicos, onde a velocidade e o cone estreito de penetracao do invasor afunila….pilones duplos talvez permitissem 2 Derbys no centerline

Carvalho2008

comment image

Fernando "Nunão" De Martini

Carvalho,
Não sei se há lançador de Derby por ejeção. Na estação central só seria possível com ejeção e acionamento do motor alguns segundos após a separação. Míssil BVR num turboélice monomotor já seria uma inovação e tanto, na estação central isso seria ainda mais inovador. Melhor pensar nas estações subalares mesmo, com lançamento por trilho.

carvalho2008

Pode ser mestre Nunão, mas precisa haver uma combinação de 2 derbys + ao menos um ou dois POD de Foguetes APKWS para drones…não sei se dá…

Carvalho2008

Mestre Nunao…se um MICA, um Derby ou diversos outros são disparados também de estação terrestre, imóveis….porque a plataforma também não poderia ser em algo que voa a 450 km/h vetorado ou não….? Com pod… A coisa é apenas uma peça de sistema…até o infante com dois pezinhos corre para se posicionar e lançar um manpad quando informado pelo sistemas de informações que um míssil Cruise ou avião ou heli irá passar perto de seu setor….tô certo ou errado….rzrzt?

Carvalho2008

Outro…..similar a mesma doutrina do RBS 70….o infante é alertado de que algo passará por lá em determinada direção…daí ele se posiciona e enquadra

https://www.forte.jor.br/2022/10/10/video-forcas-ucranianas-alegam-abate-de-missil-de-cruzeiro-russo-com-manpads/

Last edited 4 dias atrás by carvalho2008
Fernando "Nunão" De Martini

Carvalho,

Eu apenas da necessidade de lançamento por ejeção porque você comentou de instalar lançadores no pilone central da fuselagem. Não dá pra ser por trilhos por causa da hélice.

Vamos por passos. Um míssil IR de curto alcance (levando em conta que o curto alcance atual nem é tão curto assim) depende apenas de seus próprios sensores para travar no alvo. Um míssil BVR dependeria de radar, que como o A-29 não possui, já estaríamos complicando um pouco mais, com designação de alvos por outra plataforma etc.

carvalho2008

O pod……o E-99…o Link…a rede,,,a estação de terra…

e lembrando….não estou falando dele avançado no front…e sim dele recuado como estação de defesa de alvos estratégicos….

…como oi mesmo em Israel x Irã…..?….

…compreende…

Last edited 4 dias atrás by carvalho2008
Bueno

Interessante suas colocações… É uma opção real contra drones

Marcos Silva

Existem imagens do A-29 com mísseis Piranha. Não sei era operacional ou de propaganda da Embraer.

Marcos Silva

comment image

Carvalho2008

Sim, ele já é integrado aos mísseis AIM sidewinder, Piranha e creio Pyton. O que existe é uma discussão da validade custo benefício e operacional. Já ocorreram estudos que em resumo,apontavam não ser prático contra caças a jato de alto desempenho. Havia validade contra jatos lift subsonicos menores….ou helis… Mas eu contesto a conclusao pois ela foi fundamentada em cenário amazônico 1×1…e pegam isto para mantra de todos os demais cenários indevidamente. Existem uma série de cenários em que isto alterna de relevância, facultando seu emprego com maior ênfase. Ucrania é exemplo, onde as defesas antiaéreas são tão perigosas, que… Read more »

Fabio Araujo

Vai ser muito importante para as forças de paz de Portugal na África, e ainda vai ser uma boa propaganda na África!

Carlos

A experiência portuguesa diz-nos que a melhor arma é o helicóptero https://www.youtube.com/watch?v=7ld1ntHfnZs&t=748s&ab_channel=For%C3%A7aA%C3%A9reaPortuguesa. só de Alouette III, Portugal chegou a operar 140 helicópteros

Abymael

Os portugas não estavam brincando.
Vamos torcer para o tio Sam não se incomodar e decidir socar aquele AT-6B goela abaixo deles. Não seria a primeira vez que a Embraer veria esse tipo de coisa.