Rússia teme sobrevoar a Ucrânia com seus melhores jatos, pelo risco de serem abatidos e a OTAN se apoderar dos destroços, diz especialista

  • A Rússia está adiando o uso de seus avançados Su-57 no espaço aéreo ucraniano, informou a inteligência do Reino Unido na segunda-feira
  • Um especialista explicou o motivo ao Business Insider: a Rússia teme as consequências de perder um
  • Não seria apenas embaraçoso, mas também poderia revelar segredos militares russos, disse ele

A Rússia está evitando voar seus jatos de combate avançados sobre a Ucrânia por medo de que os destroços de uma queda revelem os segredos do avião, disse um especialista ao Insider.

O Sukhoi Su-57, uma aeronave russa moderna valorizada por sua furtividade, não tem sido uma ocorrência regular da guerra até agora, apesar dos esforços de Moscou para aumentar suas capacidades.

Ele foi usado no conflito – de acordo com uma atualização de inteligência do ministério da defesa britânico no início desta semana – mas apenas dentro do espaço aéreo russo.

De acordo com a atualização britânica, a Rússia envia os jatos e os faz disparar mísseis de longo alcance contra alvos na Ucrânia. Mas não correrá o risco de enviá-los para a fronteira, onde as defesas aéreas ucranianas podem derrubá-los.

Justin Bronk falou com o Insider sobre por que a Rússia fez isso. Bronk é um especialista em poder aéreo e tecnologia do instituto de estudos Royal United Services Institute (RUSI) em Londres.

Bronk disse ao Insider que a Rússia está com medo das consequências se um Su-57 for abatido e os aliados da Ucrânia na OTAN puderem estudar os destroços.

Esses parceiros “certamente estariam muito interessados em saber mais sobre” algumas das características únicas do jato, disse ele. Em particular, ele destacou seu “arranjo de radar inovador” como de particular interesse.

A atualização do Reino Unido disse que a Rússia estava se segurando com os Su-57 porque estava “evitando danos à reputação, perspectivas de exportação reduzidas e o comprometimento de tecnologia sensível que viria de qualquer perda” da aeronave.

Bronk concordou que uma queda na Ucrânia seria “extremamente embaraçosa” para a Rússia “porque exporia a furtividade como realmente não sendo particularmente eficaz”.

O ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu, disse em agosto que o jato teve um desempenho “brilhante” na invasão, gabando-se de suas características.

“A aeronave tem um grau muito alto de proteção contra vários sistemas de defesa aérea, tem proteção contra mísseis. Há muita coisa lá. Mais importante, tem armas muito poderosas”, disse ele, segundo a mídia estatal.

A tática da Rússia de usar os jatos de seu próprio território é indicativa de sua contínua abordagem avessa ao risco de empregar sua força aérea na guerra contra a Ucrânia.

FONTE: Business Insider

Subscribe
Notify of
guest

83 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Cristiano de Aquino Campos

Óbvio, até os EUA queriam evitar dos Turcos operarem com os F-35 junto dos S-400 pelo mesmo motivo.

Lewandowski

Não. O temor era de que os turcos poderiam passar infos do F35 balizado no s400 para os russos.
.
Ao meu ver, o Su57 não é aquilo tudo. Ou em sa consciência mandariam Su-35 pra ser abatido pq o 57 é fod@ demais? Vide f117, b2 e até o f35 de Israel que foram utilizados devido asua capacidade furtiva.
.
O 57 não passa de um 4g… simples

MFB

Talvez chegue até perto de um 4,5, mas muito longe da quinta geração mesmo.

Mirade1969

Fala de um especialista pós graduado na net e no achismo.

Paulo

Hummm pelo jeito não manja de RCS, nem de formato de saída dos gases de um stealth. Já leu algo? Esse 4++ aí é engodo … E tem gente achando que a Rússia, que nem a Ucrânia quebradaça conseguiu subjulgar, é um exemplo de potência militar. A única coisa que mantém aquele país de pé são a bombas nucleares rsrsrs

Cristiano de Aquino Campos

As milhares de bombas nucleares,as dezenas de submarinos nucleares, e os milhares de caças, blindados, peças de artilharia fora os quase 200 navios de superfície e fora a artilharia antiaérea!
Enfim, tudo que a turma a segunda ou terceira maior potência militar do mundo.

Paulo Montezuma

Como era o nome do navio da Russia que foi afundado por uma marinha sem navios?

Cristiano de Aquino Campos

MOSKVA, Cruzador dos anos 70 projetado para bater de frente com os PA dos EUA no meio do oceano Atlântico ou Pacífico. Recebeu impactos até onde se sabe de mísseis anti-navios disparados da Costa, onde ele deveria estar bem longe pois não foi projetado para isso, assim como qualquer PA e Cruzador. Falha tática dos Rússos, como muitos nessa guerra. Não se sabe quantos misseis foram lançados contra ele, só sabemos que a Ucrânia disse que 2 acertaram, mas eles podem ter lançado no mínimo 8 que e a quantidade de dois lançadores padrão. Fica difícil para qualquer navio se… Read more »

Palpiteiro

Voar em desfiles é bem mais seguro. Aliás esses avião são de guerra ou de demonstração?

Mirade1969

São os dois, aliás isso vale também para os europeus e americanos que só voam em demonstrações. Ou eles estão em alguma guerra contra aviões do mesmo estado de arte ? não. Então é só demonstração.

Nei

Onde esse jato SU-57 tem todas as características de jato furtivo de 5ª geração?

Cristiano de Aquino Campos

Não existe uma definição definitiva do quê caracteriza um caça de 5° geração dos demais, tipo, tem que ter RCS de até 1 m para ser um 5°n se não tiver e 4°+! Só e consenso que o caça tem que ter assinatura radar reduzida, super Cruise, e operar em rede. A OTAN estima que o SU-57 só pode ser detectado por um radar com 200km de alcance á uns 44km, ou seja, só é detectado a 20% do alcance do radar, um caça que leva mísseis ar-superficie com 40, 150 e 300km de alcance não está bom não? Ele… Read more »

Z Renato Vilhena Z

“”Não existe uma definição definitiva do quê caracteriza um caça de 5° geração dos demais, tipo, tem que ter RCS de até 1 m para ser um 5°n se não tiver e 4°+!”” Pois é, eu me pergunto de que geração o F-35 é quando está carregando aqueles misseis de curto alcance na ponta das asas? Deve retornar a algo tipo “geração da Guerra do Vietnã.” Quero saber dos atlantistas se eles pretendem enfiar o cavalo de batalha deles em combate sempre com o perfil limpo, sem os misseis de curto alcance? Confiando apenas no combate BVR? SU-57 independente do… Read more »

Leandro

Interessante, os americanos utilizam o F-35 contra terroristas de chinelo de dedo, sem defesa aérea. Quando utilizaram contra alguém que tinha, como na Iuguslavia, perderam um F117. Mas esses são os super wunderwaffe. Menos pessoal.

Paulo

Esse não busca informações antes de falar, posso colocar fotos dos Adir sobre a Líbia??

Last edited 21 dias atrás by Paulo
Cristiano de Aquino Campos

Pode sim, mas não esquece que na época, como ainda hoje, a Líbia não estava em guerra com Israel, não tinha força-aérea, defesas anti-aérea.
Os Líbios iam abater ele com o quê, misseis ou canhões de curto-alcance?

Paulo

E olha que faz uns 20 anos que usam stealth sobre território inimigo, e vc só sabe disso pq UM foi abatido.

Cristiano de Aquino Campos

Na verdade, a operação em quê os F-117 foi abatido, foi a segunda missão deles em combate e foi a primeira em um país com defesas mais ou menos, isso porque as outras missões foram, Iraque depois de anos de embargo e sem apoio e Panamá, que tinha defesas nível Bolívia.

Andre

Em mais de 15 anos de operação, participando em diversas guerras com centenas de missões e UM foi perdido.

Em menos de um ano na Ucrânia, quase 20 su-34, que é 10 anos mais novo que o F-177, foram perdidos.

Cristiano de Aquino Campos

Quer comparar caças de 5° operando em ambientes de baixa e média intensidade com caças de 4° em uma guerra de alta intensidade?

Andre

O f117 não era um caça de 5gen e a iugoslavia não era um ambiente de baixa ou media intensidade.

Estou comparando dois aviões construindos com o mesmo objetivo, um na década de 1980 e outro na decada de 1990. Se a tecnologia do construído na década de 1990 é inferior isso não impede a comparação.

Sensato

Perderam mas usaram, e muito. Diferente do que está ocorrendo com o Felon. Somente esse piloto já estava na terceira missão do dia. Sabe quantas outras missões foram realizadas sem qualquer intercorrência?

Mirade1969

Na propaganda de hollywood eles são invenciveis, são os Rambos, Bradock e Top Gun mas na realidade não são bem assim isso é óbvio. Apesar de serem muito fortes eles sabem que tem fraquesas e que o adversário quando é forte eles tremem na base.

Mirade1969

Nem o F-35 foi usado em ambientes com forte AAA ou misseis pois se ocorrer um abate a reputação de dele cai por água abaixo. O mesmo tá fazendo os russos não é novidade nenhuma pois os americanos estão fazendo o mesmo também. Se ocorrer um abate ou acidente e cair na linha inimiga vão ter que destruir o avião para não cair em mãos erradas e descobrir os seus segredos.

Jefferson Ferreira

Concordo que o su57 não é um 5g, mas israel faz exatamente a mesma coisa com o f35, só ataca de espaços aéreos seguros e sem contestação, vide que todos os mísseis que lançou foram do espaço áereo do Líbano contra a síria

Paulo

É tão bom ler um comentário lúcido quando falam de russos. Essa jaca de Su-57 é um engodo desgraçado, enquanto os Adir estão se esbaldando sobre Líbia, Síria e os cambal esse aí tá igual rato de laboratório, preso sem ver a natureza kkkk

Arthur

Claro que operar na Líbia, Síria e os cambal é muito mais perigoso que na Ucrânia…

Cristiano de Aquino Campos

Verdade, os Adir estão lançando mísseis na Síria a partir do Líbano apesar de sua poderosa força aérea e densa defesa anti-aérea de médio e longo alcance.
Ainda não sei porquê eles ainda não foram no Irã.

Cristiano de Aquino Campos

Se eles reduziram a metade da assinatura radar do SU-35 com o SU-57, já será um ganho brutal aliado aos seus sensores e armas de longo alcance, dá no mesmo. Ele vai atacar sem ser detectado pelos radares inimigos antes do ataque como tem feito. Quanto ao medo dos Turcos passarem informações sobre o F-35. Esse risco eles correm com qualquer um que opere os mesmo, tendo S-400 ou não. Quanto a Israel usar seus F-35, site um emprego deles em uma área densamente defendida por defesas anti-aérea de médio e longo alcance, além de caças e aeronaves AEW. Não… Read more »

Rafael Coimbra

É o medo do efeito MIG25… Receio de que quando se apoderarem de mais informações sobre o SU57, descubram que não é tudo isso que divulgam por ae…

Sergio Machado

Mas qual a justificativa de empregar a aeronave sob solo Ucraniano se a mesma esta sendo usada para mísseis de longo alcance? Além disso, o radar é de grande detecção e abrange a área contestada voando sobre solo amigo. Sendo SU57 ou não, qual seria a necessidade de se expor ? Provar que pode?

gordo

A justificativa seria poder jogar bomba burra de forma impune, sai bem mais barato que mísseis de cruzeiro. Alguns analistas tem dito que a Rússia vem alterando o modos operante e isso implica em um aumento no uso de drones. Provavelmente veremos daqui pra frente os drones atuando, impunes ou não (tanto faz porque são feitos para dar prejuízo até quando são abatidos) sobre as áreas contestadas.

Mirade1969

A lógica da guerra é usar um drone de alguns mil dólares sendo que a Ucrania usa misseis de milhares de dólares que não tem para abate-lo, um desperdicio de dinheiro e fará falta.

Last edited 21 dias atrás by Mirade1969
Underground

Se você não vai entrar com uma aeronave em ambiente contestado, somente efetuar disparos de longa distância, então não há necessidade de aeronave furtiva.

Cristiano de Aquino Campos

Mas se você quiser testar os sensores da aeronave, o seus sistemas de armas e sua disponibilidade em situação real, vale a pena sim.

Allan Lemos

Esse é o preço que se paga por não saber fazer SEAD/DEAD.

Rinaldo Nery

Tem lógica.

André Macedo

Não é mais fácil entrar com os chineses num projeto deles, como o FC-31? O Su-57 é tipo um F-35 mas sem o dinheiro e cheque em branco por trás pra sair tapando os buracos do projeto (até porque a situação econômica dos russos não está das melhores), o primeiro voo do Checkmate foi adiado pra 2025 por complicações causadas pelo embargo.

Andre

E o que os chineses ganhariam com isso?

O j20 já está muito a frente do su57.

Maurício.

“informou a inteligência do Reino Unido na segunda-feira.”

Até que estava demorando para a “inteligência” do Reino Unido aparecer.
Confia…

Nonato

Por falar nisso, misseis de longo alcance podem ser disparados de “qualquer” aeronave apta para tal (SU 24, 27, mig 29) e até do solo.

Nilton L Junior

Isso que é serviço de inteligência imagina se fosse um serviço de mimimimi

Alfredo

E outra questão.
Para que usar o Su-57?
Qualquer mosca ucraniana que levanta voo os Su-35 abatem.

alexandre

o adorador do putin ataca novamente…..querido kings

Felipe Morais

dá uma pena. Olhei as postagens de hoje, tem uns 10 nicks diferentes dele.

Deve ser triste não ter um brother, nem pra tomar uma cervejinha num bar.

Aí precisa ficar nessa situação aí, trocando ideia com ele mesmo em um blog kkkkkkk

Hélio Eduardo

Mas não entendo…
A Ucrânia não tem mais defesa aérea e não tem mais força aérea, é o que afirmam vocês fazem meses.
Então, o que temem os Su-57? Fogo amigo?
Se vocês me dizem que o Su-57 não é necessário naquele TO, tudo bem, isso é plausível (dentro do discurso pro Rússia). Mas qualquer outra explicação me parece por demais afastada da realidade.

Plínio Jr

Ahh sim, já destruíram a Fã ucraniana umas oitenta vezes 🙄

Cristiano de Aquino Campos

Sem falar nos MIG-31 que tem abatido os caças Ucranianos usando mísseis de longo alcance.

Zorann

Não é por nada não, mas estes dias mesmo, um dos membros da OTAN havia afirmado que o Su-57 estava voando missões na Ucrânia.

Entendi: eles tem medo de voar, mas estão voando.

Bardini

Estavam voando missões relacionadas ao conflito, dentro do território russo…

Nilton L Junior

Nossa como é inteligente essa inteligência dos ingleses, vamos palpitar porque não usam o Su-57, quem sabe porque a Ucrânia não tem mais força aérea? pq os misseis e drones fazem o mesmo serviço sem colocar em risco a vida do piloto??
Agora também podemos imaginar a mesma coisa pq a NATO não envia seus caças pika das galáxias para atacar a Rússia? afinal o F-35 é “menos visível aos radares né, e os Russos malvados não tem sistemas eletrônicos de detecção moderno.

sub urbano

É a cereja do bolo. Vai colocar o Messi pra jogar um amistoso com o Asa de arapiraca?

alexandre

só que esse amistoso tá complicado…já tá virando um ano….pior que jogo com prorrogação e pênaltis….com risco de derrota para o país mais pobre da europa….

Andre

O Asa saiu perdendo mas buscou o empate. Em um jogo equilibrado o Asa estava melhor, mais presente no ataque. Em um lampejo do que foi o início do jogo, Messi conseguiu pegar uma bola e avançar, mas rapidamente foi parado.

O jogo está equilibrado, o Asa surpreende e mantém o equilíbrio em um jogo que muitos acreditavam que seria um passeio no parque.

Parece que os reforços enviados da MLS estão fazendo a diferença.

Segue o jogo….

sub urbano

Pra que abrir o uisque 12 anos em churrasco de parente? Bota umas brahmas lá e uma “Boazinha” q ta bom demais… 6 meses no balsamo, desce suave na garganta, ngm recusa

alexandre

outra menina adoradora do putin..deve ser o kings

PSTx27

Uiiiii que dengosidade

Plínio Jr

Nao é somente o receio de perder uma aeronave mas tbm porque não está devidamente pronta para.combate visto as poucas unidades disponíveis e os problemas que o projeto tem enfrentado .

Caso o mesmo estivesse em condições seria uma boa oportunidade coloca lo em operação para tentar atrair potenciais clientes , coisa que o mesmo não conseguiu até o presente momento .

Teropode

A Rússia possui armas que dispensam a necessidade do SU57 sobrevoar a Ucrânia, os F 35 Adir também evitam a penetração em território que possa lhe causar problemas, tudo normal…..

Matheus

Meio óbvio né?
Mas a inteligencia Britânica tambem disse que eles estão operando o Su-57 nessa guerra, lançando R-37M a partir do espaço aéreo da Bielorússia.

Paulo

Pelo jeito não leu todo o artigo…

Wagner Figueiredo

Esse “especialista”, deve ser da rede Globo né? hehehehe

m4l4v1t4

Usar o SU-57 na Ucrânia, ao menos por enquanto, seria idiotice.
Porque primeiro, alimentaria as bibliotecas eletrônicas do ocidente e isso criaria doutrina contra aquele sistema de armas. E porque segundo, não será mais possível dizer que o SU-57 é superior ao F-35 ou até mesmo ao F-22, como já foi dito pelos russo e que nós sabemos que não chega nem perto de ser verdade.

Então, melhor guardar o SU-57 para não correr o risco de vermos seus defeitos

Cristiano de Aquino Campos

Exato, estão certos eles em fazer igual os americanos e aliados que até agora não usaram seus F-35 em território inimigo dotado de defesas anti-aereas e força aérea mais ou menos descrente. Mas porquê será mesmo?

m4l4v1t4

Dos operadores de F-35:

  • Nenhum operador de F-35 entrou em guerra contra um país com aviação de caça de quarta geração;
  • Alias, nenhum operador de F-35 entrou em guerra contra um país com aviação de caça;
  • Alias … nenhum operador de F-35 se quer entrou em guerra após o início da operação do F-35;
Japaman

Não é um cenário para a atuação do SU57, e a Rússia está perdendo essa guerra por outros motivos.

Quanto maior for a demora, maiores os custos. Em um momento delicado da economia mundial, acredito que essa loucura do Putin levará o seu país à bancarrota.

Questão de tempo.

ORIVALDO APARECIDO SALVADOR JUNIOR

Eu acho que o problema é que se abater um desses, não vai ter outro para voar

Felipe

Parei de ler no “informa inteligência do Reino Unido”.

João Moita Jr

Então deve ser uma força aérea alienígena esse tempo todo sobrevoando a Ukrania. A trilogia já nem tenta fingir uma imparcialidade nas reportagens. Triste, isso.

Nilton L Junior

João não é fácil se colocar contra patrocinadores

Humilde Observador

Eu já imaginava algo assim.

Paulo

Estão se borrando de um míssel provar que essa jaca não tem nada de stealth kkkkk

Cristiano de Aquino Campos

Verdade, não sei porquê Israel, fica lancando mísseis na Síria do Libano que nem força aérea e defesa de médio alcance tem. Um local de onde eles operam até os F-15 E F-16.

Andre

Vai que os americanos põe as mão do sistema de navegação via satélite eTrex Legend que equipa os mais modernos aviões russos.

Um perigo…

Giancarlo Zamolo

óbvio que o “especialista” de um instituto militar do Reino Unido , país participante do conflito , vai inventar uma história dessa pra corroborar com a narrativa de que a é possível a Ucrânia ganhar a guerra.

O dito “especialista” só não menciona nada sobre táticas de combate aéreo moderno , ou como os russos estão aperfeiçoando o uso de seus recursos e a efetividade de seus ataques.

Andre

e mesmo com as táticas modernas russas eles levam 6 meses para tomar uma pequena cidade, que antes da invasão tinha 10mil pessoas?

Carlos Campos

Tem uma informação da Inteligencia Britanica que o SU57 já voou na Ucrania, se é verdade não sei.

Grifon Eagle

Assim como os EUA temem sobrevoar o território russo com seus caças F-22 com medo de serem abatidos e a Rússia se apoderar de seus restos. Não duvido que os EUA tbm temam sobrevoar o território ucraniano com seus F-22.

Arthur

Mas bah, tchê! Isso é puro medo de russo cagão! Não quer que sua tecnologia mega-blaster das galáxias caia em mãos inimigas e com isso, os yankees voltarem a fabricar aviões de combate. A mesma coisa se dá com os americanos, que não enviam seus F-35, com medo de que russos, norte-coreanos e iranianos descubram suas inigualáveis técnicas de pouso suave…

Guilherme Lins

Os adoradores de Putin e suas desculpas…
A Rússia tá envolvida numa guerra, tem todas as super armas que acabariam com a guerra no primeiro dia, mas não usa pq não precisa. É um tal de “pra que T-14 armata? T-72 já resolve, pra que su-57? Su-35 já resolve”, e por aí vai…
Aí vai ver a real da coisa, a Rússia tá fazendo convocação de reservistas e tirando tanque de depósitos mais lascados do que os do DETRAN. Com as super armas lá encostadas, pq não precisam delas…

wiliam

Para mim e com a devida vênia aos colegas, isso demonstra a capacidade protetiva antiaérea que bateria de S400 representa. Independente ser F-35 ou SU-57… onde tem um S-400 vc corre riscos pois furtividade não é invisibilidade..abs a todos

Marcelo Martins

De que serve avançado equipamento militar se as forças armadas têm receio de usá-los? Pra que gastar bilhões de dólares, ou no caso, Rublos, se existe medo de usar esses equipamentos? Chega a ser ridículo esse tipo de situação.

Foxtrot

Isso é para quem diz que engenharia reversa não existe.
Provavelmente não na cabecinha diminuta deles e no Brasil, mas no resto do mundo !