Terceiro protótipo do KF-21 Boramae

SEUL — O terceiro protótipo do caça sul-coreano KF-21 Boramae realizou seu voo inaugural bem-sucedido no dia 5 de janeiro, informou a agência de compras de armas, sinalizando progresso no projeto de desenvolvimento de jatos de alto perfil do país.

O protótipo decolou da 3ª Ala de Treinamento de Voo da Força Aérea em Sacheon, cerca de 300 quilômetros ao sul de Seul, às 13h01 e completou um voo de 37 minutos, de acordo com a Administração do Programa de Aquisição de Defesa (DAPA). O primeiro e o segundo protótipos do KF-21 realizaram seus voos inaugurais em julho e novembro, respectivamente.

Ao contrário dos modelos anteriores, o protótipo mais recente é equipado com sistemas necessários para testes de velocidade e peso carregável do caça, abrindo caminho para mais testes nas capacidades do caça, de acordo com a DAPA.

Anteriormente, o teste de velocidade era feito apenas no primeiro protótipo, enquanto o segundo protótipo servia para testar a capacidade de carga estrutural do avião. A agência disse que planeja começar a realizar voos para mais três protótipos em etapas até o primeiro semestre deste ano, sob um plano de realizar cerca de 2.000 testes no total até fevereiro de 2026.

Lançado em 2015, o projeto KF-21 de 8,8 trilhões de wons (US$ 6,9 bilhões) visa desenvolver um caça supersônico para substituir a antiga frota de jatos F-4 e F-5 da Coreia do Sul.

 

FONTE: Yonhap

Subscribe
Notify of
guest

70 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Bosdesniavranka

Daqui a algumas semanas tem mais KF-21 voando do que Su-57… Hahaha.

Brincadeiras a parte, parabéns para a Korea, que não brinca em serviço com sua segurança (dado a vizinhança é bde bom tom estar vigilante e alerta)

Underground

Daqui algumas terá mais BoraMae que Gripen.

Underground

Parabéns aos coreanos que estão fazendo o dever de casa.
Aqui não temos sequer um papel com uma grade com uma data de quando mais ou menos vamos iniciar estudos para talvez substituir os T25.

Marcos Silva

Não fale assim porque magoa os iludidos…

leonidas

Verdade, a galera do supertrunfo fica dolorida.
Vão dizer que a Coreia precisa e nós não pois vivemos em um continente pacífico e somos mais fortes que nossos vizinhos.
Isso seria reconfortante se este continente ficasse em outro planeta, mas infelizmente fica na Terra ao alcance de todas as potências, e sobre nossos vizinhos, cita-los para fins de comparação de força e como alguém de 1,54 de altura e 45 kg se achar forte só porque é o único adulto em um berçário… rs

BK117

Tinha um projeto de aeronave nacional pra substituir, mas faz anos que não vi mais nada. Os T-25 são bem mantidos, mas, ao meu ver, já passou da hora de trocar.

Victor

Aparentemente tudo ta fluindo e a velocidade do programa está bacana… Alguem sabe qual é a assinatura radar do KF-21? Pelo design, deve ser bem baixo

Luís Henrique

O objetivo é ter RCS de caça de 4,5 geração ou geração 4++. Objetivo de ser muito bom neste quesito, talvez entre os melhores 4++ neste quesito. Mas não é 5a geração, não é furtivo.

A6Mzero

Luiz o programa realmente criou um 4.5+, mas a intenção do programa é evoluir o caça usando como uma plataforma para virar um verdadeiro 5g em novas versões, agregando mais capacidades sempre que disponíveis.

A ideia da KAI é que ele seja modular o bastante para permitir evolução do projeto com o tempo.

Victor

O KF-21 tbm tem previsão para esse upgrade? Eu vi que o caça turco sim, é um projeto de caça 5g mas que vão operacionalizar primeiramente como 4.5…

Quanto ao RCS do KF-21, eu pesquisei e a unica informação que encontrei, em uma fonte koreana, é de que o RCS dele seria algo intermediário, entre os Stealths e caças de baixa assinatura como o F-16

A6Mzero

Victor sim existe uma previsão, os modelos iniciais seriam block I voltados a superioridade aérea, evoluindo logo após para o block II com capacidade multirole e com novas capacidades e melhorias sobre o block I.

Se reencontrar as fontes trago aqui depois.

Quanto ao RCS não encontrei nada, apenas que o mesmo possui os pontos para armamentos com um desenho não usual (reentrâncias na fuselagem que mantém as armas parcialmente cobertas e que deve ajudar a reduzir ainda mais o RCS).

Luís Henrique

Sim, eu sei disso. Mas ainda não sabemos quando apresentarão uma nova versão com baías internas para armamentos, por enquanto, o que está iniciando voos de testes são caças de geração 4++.
Devem ser muito bons, mas ficam abaixo dos caças de 5a geração.

Marcelo

Que inveja dos koreanos,nos brasileiros com a terceira maior construtora de aviões do mundo prescisamos comprar avioes suecos,ta de brincadeira !!!!

Emmanuel

“(…) brasileiros com a terceira maior construtora de aviões do mundo prescisamos comprar avioes suecos(…)” Parceiros do projetoEnquanto a KAI era a principal construtora, inúmeras outras empresas nacionais e estrangeiras foram contratadas para fornecer componentes ou suporte de aeronaves. Várias dessas firmas trabalharam com a KAI no T-50. Para certas tecnologias sensíveis, as empresas estrangeiras consultaram apenas o suporte de testes, a fim de evitar restrições de comércio de armas. [6] A Hanwha Techwin assinou um acordo com a General Electric para a fabricação de motores General Electric F414 para aeronaves KF-X. De acordo com o contrato, Hanwha deve fabricar peças-chave, montar… Read more »

Pablo

Quantos cacas o Canadá possui da Bombardier??
F35 ganhou a licitacao la, se nao me engano. Um grande caça da Bombardier, né?!

Underground

Quando o Canadá abriu mão do Arrow, abriu mão de todo o resto.

Pablo

E antes disso fez algum caça pros canadenses?

Marcelo

Nao tem pq a pressão dos falcões de Washington foi forte e foi o que aconteceu eles abandonaram o projeto e passou a comprar aviões da indústria americana !!!!

Pablo

Pois é, e aqui a embraer construiu o A1, tucano, super tucano, kc 390. Sem contar a modernização do F5, e A1, da Fab, A4 da marinha e agora nas Fragatas Tamandaré, também da Marinha, tambem envolvida na construção. Pro Eb, os radares da familia SABER.
Acha pouco o serviços prestados as nossas forcas armadas??
Tu ta reclamando de barriga cheia!!
Aqui tu ve um problema, a concorrente da embraer nao tem problema???

Nonato

Que modelo de aviação regional a Coreia Sul produz?
E jatinhos executivos?

roberto

Uma dúvida a indústria aeronáutica Coreana é mais avançada que a brasileira ? Por que sempre ouvi que a EMBRAER não tinha os conhecimentos necessários para um caça próprio supersônico e que as transf. de tecnologia iriam resolver isso.Enquanto isso Coréia do Sul e até Turquia apresentam seus modelos .
Obrigado a quem me esclarecer .

Allan Lemos

A Embraer é uma montadora e ela de fato não tem o conhecimento necessário para fabricar um caça supersônico, para se construir um desses seria preciso investimentos maciços em P&D e também em toda a a cadeia produtiva da BID e mesmo assim muitas peças teriam que ser importadas. Para nós, não valeria a pena já que supostamente “não temos inimigos” e os próprios militares quase nunca optam por produtos nacionais e nem têm comprometimento com a indústria local, a FAB, por exemplo, cancelou vários dos pedidos do KC-390 e também os estudos para o desenvolvimento de um UCAV em… Read more »

Thiago A.

A EMBRAER nao é apenas uma montadora, mesmo que esse complexo de inferioridade não largue a existência do brasileiro, a realidade e os fatos são outros. A EMBRAER desenha e PROJETA as suas aeronaves, assim como vários subsistemas das mesmas como no caso da produção dos trens de pouso e componentes hidraulicos por meios de suas subsidiárias como a ELEB, que é uma excelência brasileira( sem um pingo de ufanismo). Além de todo o know-how que a empresa adquiriu na gestão e coordenação de projetos complexos envolvendo parceiros internacionais. Algo totalmente diferente de apenas montar . Até no caso do… Read more »

Thiago A.

Sobre o demais, concordo. Falta continuidade e compromisso com a indústria nacional, apesar da FAB ser a melhor das forças nesse quesito . E não depende só dos militare mas de uma coordenação política mais amplas. Falo de Política com a P maiúscula, política de estado, não partidária. Planejamentos e metas de médio e longo prazo. Mas as metas devem ser do ESTADO brasileiro e não apenas das FA. A indústria aeronáutica coreana recorreu com frequência as TOTs que muitos criticam. A diferença é que ali eles têm metas, prazos, compromisso e continuidade nos programas. Aqui, peguem o nosso HX-BR,… Read more »

Thiago A.

*desenvolveram centenas de versões *

Correção:

*Desenvolveram várias versões e produziram centenas de unidades.

Carvalho2008

Se a Embraer desejar, ela faz igual ou melhor. Porque não faz? Porque por obvio somente o fará se tiver dinheiro do retorno do projeto. Quem vai comprar? Brasil não compensa no número de encomendas. Mercado europeu já tem os seus…americano, idem….sobram os satélites…e aí a coisa complica pois os satélites estão alinhados ao time azul ou amarelo….e assim, sob risco de embargos… embargos não apenas de peças, mas se por exemplo teimar em fornecer para algum satélite adversário dos americanos, sofreriam embargo econômico de sua linha comercial de aeronaves nos USA…então, noves fora, não faz Porque não vê dinheiro…é… Read more »

Frederick

A Embraer é uma empresa brasileira que, desde a sua criação, possui o domínio pleno de projeto, desenvolvimento, construção, ensaio e outras atividades aeronáuticas de alta complexidade.

Saiba mais sobre tesouros nacionais como esse.

Last edited 20 dias atrás by Frederick
Santamariense

Tudo que você falou é verdade, mas a Embraer ainda não sabe projetar e construir uma asa e uma fuselagem com perfis que possibilitem velocidades supersônicas. Mas, se eu estiver enganado, vou ficar muito feliz em me retratar.

Frederick

A Embraer detém todos os métodos de gestão, incluindo o de parcerias, e conhecimento para materializar esse projeto. Saberia, sem sombra de dúvidas, atender às necessidades e especificações da FAB.

Conhecimento tem. A viabilidade habita na disposição do Estado brasileiro – e seus governos instáveis -. em reservar vultuosos recursos para o desenvolvimento, aquisição e operação dessa tecnologia.

Vendo o KC-390, creio que não.

Everton

Amigo o amx foi é um caça dessenvolvido em parceria com uma empresa italiana. E desde então a Embraer pegou a espertise para fabricar caças comerciais a jato. Ou seja já fabricou caças acima da velocidade do som. Quanto a fabricar aviões Mach 2 pra cima. Você acha mais fácil tentar construír do zero com os conhecimentos e habilidades atuais. Ou fechar uma parceria pra continuar a desenvolver caças de novas gerações? A parceria com o Saab tá trazendo novos aprendizados que futuramente pode habilitar ambas as partes produzir aviões de 6 geração. Então só concluindo, no Brasil já se… Read more »

Victor

Não sei dizer se a indústria aeronáutica Coreana é mais avançada que a Brasileira, mas com o Know how obtido pela embraer nos projetos do AMX, ALX, KC-390, aviação comercial, modernização dos F-5, A-4 e a transferência de tecnologia ja iniciada dos Gripen-E, certamente a EMBRAER hoje é capaz de produzir um caça supersônico de geração 4.5

Thiago A.

E se faltar alguma peça do quebra-cabeça é possível recorrer a consultorias e assistências técnicas externas, como os próprios coreanos fizeram.

Allan Lemos

AMX, F5, A4? Aviões com tecnologia da década de 60 e 70, faça me o favor cara, isso é muito diferente da exigida para um caça de 4.5 geração.

A Embraer só conseguiria fabricar um caça supersônico se tivesse um prazo de uns 20-25 anos e ao custo de bilhões de investimento em P&D.

Diminua esse ufanismo ai.

Thiago A.

Se procede por evolução e não por revoluções . A KAI é emblema disso. O Boromae não nasceu ontem, as bases para esse programa começaram 20 anos atrás e foram juntando todas as competências necessárias, peça por peça, procuarando dominar as tecnologias necessárias passo por passo e recorrendo muito frequentemente á parcerias externas. Israelenses, suecos, estadunidenses… onde quer que fosse eles iam. Os estudos de viabilidade remontam ao 2008.

Não gastaram 2 reais e um picolé para desenvolver essa belezinha ai, foram bilhões e bilhões de dólares…

Victor

Amigo, não é ufanismo… quis dizer que a soma de todas as experiências proporciona um Know-how a EMBRAER. O projeto do AMX não é da “década de 60 e 70”, e proporcionou certamente muita troca de conhecimento entre a EMBRAER e a ALENIA e AERMACCHI. E obviamente que F-5 e A-4 são obsoletos, mas os aviônicos que a EMBRAER instalou nas modernizações são reconhecidamente compatíveis com aviões da geração 4.5, sem contar a troca de conhecimento que ja está em andamento com a SAAB. É claro que a EMBRAER dependeria de importar componentes importantes para uma eventual construção, assim como… Read more »

Rafael

“Certamente”. Mas nenhum dos exemplos dados confirmam a opinião.

A6Mzero

A KAI vem em um processo de constante evolução nos anos 2000 começaram com o KT-1 que é um aeronave de treinamento do porte do pilatus ou do tucano, em 2005 veio o T50 (com muito apoio da indústria americana), em 2011 o KC/KT 100 e agora o KF-21. Ou seja é uma indústria em constante evolução que investe pesado em novos produtos (helicópteros, armamentos, foguetes, drones e satélites) e busca cada vez mais os produzir com tecnologias locais e desenvolvidas por seus proprios meios. Não sei se é possível comparar a KAI com a Embraer pois seus objetivos e… Read more »

Underground

Não se trata de ser mais avançada ou não, se trata de ter objetivos. Nunca havíamos projetado qualquer coisa e fizemos o Babdeirante, depois o Xingu, Tucano, Brasília, AMX, ERJ145, E170/190, KC390…
Mas não fizemos o BQM-1BR, não fizemos o STOUT, não fizemos o Drone de Combate da Embraer.
Não fizemos não porque precisávamos ajudar os pobrinhos, mas para garantir recursos para uns poucos.

Alberto

A Coréia do Sul é uma superpotência industrial e tecnológica, a Turquia é uma potência industrial e tecnológica, são países que possuem um vasto parque industrial de tecnologias avançadas, o Brasil não possui isso, praticamente só a Embraer e que faz a montagem com quase todos os componentes vindos do exterior.

Thiago A.

20230110_003420.jpg
karl Bonfim

Quão rápidos, estão sendo os coreanos!

Underground

Eles não são rápidos, nós é que estamos parados.

Teropode

Já engatamos a ré , a desindustrialização deixa isto bem claro ….

Alberto

É incrível a semelhança deste projeto com o TF-X da Turquia, lembrando que Turquia e Coréia do Sul possuem diversos projetos estratégicos juntos. Para quem não sabe, na Coréia do Sul se tem grande estima pela Turquia, devido milhares de soldados turcos que lutaram pelo Sul na guerra da Coréia. Trabalhei em uma multinacional coreana, me lembro na Copa de 2002 Brasil x Turquia os coreanos torcendo pela Turquia.

Foxtrot

Parabéns Coréia do Sul.
Nem vou fazer comparações com uma republiqueta ao Sul do trópico de Capricórnio para o desgosto não ser tão grande !

Santamariense

Essa republiqueta que tu citou seria o Uruguai? Porque o Brasil se situa, como um país (como um todo), abaixo do equador. Abaixo do trópico de capricórnio, no Brasil , apenas RS, SC e parte de PR, SP e MS.

Foxtrot

Realmente errei na geografia, mas não na republiqueta.
Corrigindo então, uma republiqueta (que com os recentes eventos em Brasília tem demonstrado , realmente é)abaixo do Equador !
Agora não tem como confundir, tem ?

Silvano

Esse avião é fruto daquele acordo que o Brasil, no governo passado, iria fazer com os EUA envolvendo a indústria de defesa deles, empresas brasileiras e americanas unindo forças em produtos de defesa ou algo nessa linha, é claro, que tudo teria que ser autorizado, uso e exportação, na época, muita gente caiu matando, a história do vira lata submisso, dos auto proclamados “nacionalistas” e “soberanistas”, um papo furadérrimo, gente que só busca seus próprios interesses. A Coreia do Sul tem que estar sempre preparada, suas ameaças são enormes, estes acordos são necessários e ajudam a economia local também, se… Read more »

Joanderson

Parece mais avançado tecnológico do qui o su57 espero que so pareça msm, a Rússia não pode fucar para trás é um peso de equilíbrio no mundo.

Luís Henrique

O Su-57 come esse caça no café da manhã.
Su-57 é de 5a geração. Boramae KF-21 é da geração 4++.

Joanderson

O caça russo é chamado pelos russis de 5 geração o caça su koreno é chamado pelos coreanos de 4++ porém na prática o caça sul coreano parece ser mais bem feito do qui o su 57 russo.

Marcelo

Olha ai Su-57 na cor do Irã !!!

FB_IMG_16732703222206468.jpg
Thiago A.

Eu lembro, eu tirei essa foto . O piloto era Pamela Anderson.

Thiago A.

Para os desavisados que colocaram uma joinha: a imagem é claramente um fake! A primeira circula na rede desde 2015.

Last edited 20 dias atrás by Thiago A.
Luís Henrique

O objetivo da Rússia com o Su-57 é produzir um caça que possa rivalizar com o F-22 americano. Por isso o caça é pesado, de superioridade aérea, muito potente com capacidade supercruise bem elevada, agilidade extrema, é furtivo, possui baías internas para os armamentos, radar principal AESA de grande porte, mais um conjunto de radares laterais, sistema IRST, etc. Já o objetivo do KF-21 Boramae é destinado a substituir os caças F-4 e F-5 e devem possui capacidades superiores aos F-16, porém uma capacidade inferior ao F-35. O caça não tem o objetivo de ser o top. O objetivo é… Read more »

Santamariense

Super-Trunfo? Presente!

Luís Henrique

Porque não rebate argumentos com argumentos? Coloquei minha opinião porque eu acho que o Su-57 é superior ao caça sul-coreano. Os russos estão projetando e construindo um caça para ser o top de linha, para ser concorrente do F-22. Já os sul-coreanos estão projetando um caça para substituir F-4 e F-5 e o objetivo é ser mais furtivo que Rafale e Eurofighter, porém menos furtivo e menos capaz que o F-35. Ou seja, não estão projetando um caça de superioridade aérea top de linha e sim um multirole equilibrado, muito capaz, mas não top de linha, para ficar abaixo das… Read more »

Santamariense

“ O Su-57 come esse caça no café da manhã.”

Eu ironizei essa tua frase. Não é uma colocação super-trunfo?

Luís Henrique

Foi em resposta à um comentário de outro colega que disse achar o KF-21 mais avançado que o Su-57 no olhometro. Essa Tb é super trunfo? Eu detesto esse negócio de chamar de super trunfo qualquer apontamento de capacidades de equipamentos. Normalmente as pessoas exaltam o seu equipamento favorito falando da furtividade, do radar, da guerra eletrônica ou qualquer outra coisa, é quando alguém destaca algo ruim ou algo que outro caça tem de melhor, aí é imediatamente taxado de super trunfo. Nunca gostei disso. Eu vi esse termo surgir nos blogs de defesa há mais de 20 anos e… Read more »

Adriano Madureira

Sempre achei que o Brasil deveria estreitar laços com os sul-coreanos🤔🇰🇷, a BID deles tem produtos militares muito interessantes, acho que deveríamos sair dessa nossa ponte aérea eua-europa e ver que há muitos outros mercados promissores.

SmokingSnake 🐍

Exatamente, países como Coréia do sul, Turquia, Israel hoje produzem equipamentos militares top de linha. E o melhor é que não se intrometem, EUA e Europa só querem que o Brasil seja puppet deles, Rússia e China idem.

Rafael

Bandeirinha da Indonésia só está aí para não ficar chato. Os caras lembram até um certo país participando de consórcios internacionais: os políticos comparecem em todas as cerimônias, fazem várias exigências, a imprensa noticia os devaneios e na hora de abrir o cofre… Como no programa dos submarinos, a Coreia, mais uma vez, não começou pelo telhado. Ou pelos acabamentos. No caso, a ausência das baias internas se justificam plenamente, pois seriam um enorme desafio técnico que poderia naufragar o projeto todo. Sem elas, o tamanho da aeronave diminui, e a acomodação de turbinas, aviônicos, trem de pouso, etc, ficam… Read more »

Thiago A.

A Indonésia em certos aspectos lembra los Hermanos, caloteiros por antonomásia.

Sergio Peixoto

Este aqui não cai “pecinha”…..e é mais barato……Não dá B.O.

eduardo

Tudo cópia do F-35. Koreanos, Chineses…

Carvalho2008

Se a Embraer desejar, ela faz igual ou melhor. Porque não faz? Porque por obvio somente o fará se tiver dinheiro do retorno do projeto. Quem vai comprar? Brasil não compensa no número de encomendas. Mercado europeu já tem os seus…americano, idem….sobram os satélites…e aí a coisa complica pois os satélites estão alinhados ao time azul ou amarelo….e assim, sob risco de embargos… embargos não apenas de peças, mas se por exemplo teimar em fornecer para algum satélite adversário dos americanos, sofreriam embargo econômico de sua linha comercial de aeronaves nos USA…então, noves fora, não faz Porque não vê dinheiro…é… Read more »

GRAXAIN

Velocidade de desenvolvimento impressionante! Ah, e com IRST montado…heheheh

TeoB

Só pra não perder a oportunidade…
o protótipo estava voando com o IRST.
acho esse projeto muito interessante, pena que para nós o time não fechou pra participar dele

Humilde Observador

Os sul-coreanos estão produzindo equipamentos militares de qualidade, mas, à preços proibitivos. Se praticam-se preços melhores inicialmente poderiam ganhar espaço em novos mercados.

CLAUDIO REIS

O povo discutindo sobre a Embraer projetar um caça para o Brasil ,,, entendam teremos os suecos ate o ano de 2100 kkkk temos uma é muito funcionário publico para sustentar e uma divida interna mostra não sobra mais para nada ! esqueçam,,,,,