terça-feira, outubro 4, 2022

Gripen para o Brasil

A Força Aérea de Autodefesa do Japão

Destaques

Sérgio Santana
Sérgio Santana
Colaborador da Shephard Media, autor de livros sobre aeronaves de Inteligência, Vigilância e Reconhecimento

Por Sérgio Santana*

Reconhecidamente uma das Forças Aéreas mais operacionais e avançadas do planeta, a Força Aérea de Autodefesa do Japão (JASDF – Japan Air Self-Defense Force em inglês ou NJK – Nihon Koku Jieitai, em japonês) está organizada em Áreas (chamadas “eria” e divididas em Centro, Sudeste, Norte e Oeste), Comandos (“Koku”, especializado em Defesa Aérea, Apoio Aéreo, Treinamento Aéreo, Desenvolvimento Aéreo e Teste, Material Aéreo), Divisão (“Shidan”), Grupo (“Kokutai”), Ala (“Kokudan”) e Esquadrão (“Hikotai”).

O controle do espaço aéreo ao redor do Japão está sob responsabilidade da JADGE (Japan Air Defense Ground Environment), instalado na Base Aérea de Yokota AB desde novembro de 2005. O sistema gerencia quatro Centros de Operações Setoriais (Sectorial Operations Centers), as 28 estações de vigilância e comunicações associadas e links de dados.

Muitas das estações BADGE associaram instalações de Inteligência Eletrônica (ELINT), que contribuem tanto para a missão de alerta antecipado como para os preparativos para guerra em defesa do espaço aéreo do Japão. O sistema foi continuamente modernizado e aprimorado nas últimas três décadas, especialmente no que diz respeito às suas contramedidas eletrônicas (ECM) e recursos de contra contramedidas eletrônicas (ECCM).

Muitos dos sites estão agora conectados aos centros de comando e controle por cabos de fibra óptica, bem como por sistemas de comunicações por satélite (Satcom).

Os quatro SOCs estão localizados em Misawa; Base Aérea de Iruma; Kasuga; e Naha. O Controle de Aeronaves e as alas de alerta usam os dados JADGE na identificação de alvos, alocação de alvos para aeronaves de combate ou para unidades de mísseis guiados terra-ar (SAM) executarem rapidamente o controle de interceptação.

As instalações ELINT nos complexos JADGE complementam os sistemas de radar na missão de alerta antecipado. Assim, qualquer aeronave se aproximando do espaço aéreo territorial do Japão, se estiver usando radares, IFF, transponders, ou emitindo algum outro sinal eletromagnético, podem ser detectadas à distâncias maiores por instalações de escuta passiva de radar do que por buscas de radar ativo, dependendo da altitude da aeronave e a força de seu sinal de radar ou outras emissões eletrônicas.

Kawasaki C-2 ELINT

Dentro do tempo de paz, a ELINT coletada contribui para a manutenção de tabelas de ordem eletrônica de batalha (EOB) relativa a emissores terrestres e aéreos de interesse para a NKJ, bem como ao desenvolvimento de sistemas de medidas de suporte eletrônico (ESM) e técnicas para combater os emissores de ameaças nocionais. Em situações de conflito, essas instalações ELINT forneceriam a base eletrônica da defesa aérea do Japão – direcionando aviões de combate para interceptar aeronaves atacantes e orientar SAMs para destruir aeronaves atacantes.

Atualmente, a Força Aérea de Autodefesa do Japão possui as seguintes aeronaves, distribuídas na ordem de batalha abaixo:  62 caças Mitsubishi F-2A; 155 caças Mitsubishi F-15J; 23 caças Lockheed Martin F-35A/B 23 (de 123 encomendados); quatro Boeing E-767; um transporte Kawasaki C-1 de guerra eletrônica; um transporte Kawasaki C-2 de reconhecimento; 17 E-2C/D (AEW); 26 Hawker 800 para missões; quatro NAMC YS-11 de guerra eletrônica; um reasbastecedor Boeing KC-46A (de três encomendados); quatro reabastecedores Boeing KC-767J; dois reabastecedores Lockheed KC-130H; 11 transportes Kawasaki C-1; 11 transportes Kawasaki C-2; 14 Lockheed C-130H; cinco Gulfstream IV; 17 helicópteros Boeing CH-47J; 54 helicópteros Sikorsky S-70/UH-60J (com mais 21 encomendados); treze treinadores Beechjet 400; 25 treinadores Mitsubishi F-2B; 45 biplaces Mitsubishi F-15DJ; 49 treinadores Fuji T-3; 200 treinadores Kawasaki T-4 e dois NAMC YS-11.

Mitsubishi F-2
F-35A do Japão
E-2D Advanced Hawkeye ao Japão

Norte

Base Unidade Equipamento
Abashiri** 28º Esquadrão de Controle Aéreo e Alerta J/FPS-3, J/FPS-4
Akita** Comando de Defesa Aérea / Ala de Resgate Aéreo/Esquadrão de Resgate Aéreo de Akita UH-60J/U-125A
Chitose* Comando de Defesa Aérea / Força de Defesa Aérea do Norte
/ 2ª Ala /201º EsquadrãoComando de Defesa Aérea / Força de Defesa Aérea do Norte
/ 2ª Ala / 203º EsquadrãoComando de Defesa Aérea / Ala de Resgate Aéreo
/ Esquadrão de Resgate Aéreo de ChitoseComando de Apoio Aéreo/Grupo de Transporte Especial
/ 701º Esquadrão
F-15J/DJ/T-4

 

F-15J/DJ/T-4

 

UH-60J/U-125A

B777-300ER

Erimo** 36º Esquadrão de Controle Aéreo e Alerta J/FPS-3
Kamo** 33º Esquadrão de Controle Aéreo e Alerta J/FPS-4
Misawa* Comando de Defesa Aérea/Força de Defesa Aérea do Norte
/ 3ª Ala/Unidade de Apoio ao QG do NorteComando de Defesa Aérea/Força de Defesa Aérea do Norte
/ 3ª Ala / 301º EsquadrãoComando de Defesa Aérea/Força de Defesa Aérea do Norte
/ 3ª Ala / 302º EsquadrãoComando de Defesa Aérea / Ala de AEW&C
/ Grupo de Vigilância e Alerta Aéreo / 601º EsquadrãoComando de Defesa Aérea / Ala de Resgate Aéreo /
Esquadrão de Helitransporte de Misawa

Comando de Defesa Aérea / Grupo de Reconhecimento Aéreo

T-4

 

F-35A/T-4

 

F-35A/T-4

 

E-2C/E-2D

 

CH-47J

 

RQ-4B

Naganuma** 3º Grupo de Mísseis de Defesa Aérea Patriot PAC-3
Nemuro** 26º Esquadrão de Controle Aéreo e Alerta
/ Unidade de Coleta de Informações nº 2
J/FPS-2
Okushiritou** 29º Grupo de Controle e Alerta Aéreo J/FPS-5
Ominato** 42º Grupo de Controle e Alerta Aéreo J/FPS-5
Shariki** 6º Grupo de Mísseis de Defesa Aérea Patriot PAC-3
Tobetsu** 45º Grupo de Controle Aéreo e Alerta J/FPS-4
Tohokumachi** 4ª Divisão de Abastecimento
Yakumo** 20ª Divisão Antiaérea, 23ª Divisão Antiaérea Patriot PAC-2
Yamada** 37º Esquadrão de Controle Aéreo e de Alerta J/FPS-2
Wakkanai** 18º Esquadrão de Controle Aéreo e Alerta, Unidade de Coleta de Informações Aéreas Nº 1 J/FPS-2

* Base; ** Sub Base

Central

Base Unidade Equipamento
Aibano** 4º Grupo Antiaéreo, 12ª Unidade Antiaérea Patriot PAC-3
Gifu* Comando de Desenvolvimento Aéreo e Teste/Ala de Comando de Desenvolvimento Aéreo e Teste

 

 

 

Instalações de Manutenção

C-1/C-1FTB/

C-2/

F-2A/B/

F-15J/DJ/

T-4/T-7

Hakusan** 4º Grupo de Mísseis de Defesa Aérea, 14ª Unidade Antiaérea Patriot PAC-3
Hamamatsu* Comando de Treinamento Aéreo/1ª Ala/31º Esquadrão

Comando de Treinamento Aéreo/1ª Ala/32º Esquadrão

Comando de Treinamento Aéreo/1ª Ala/41º Esquadrão

Grupo de Treinamento Aéreo/1ª Escola Técnica

 

Comando de Defesa Aérea/Ala de AEW&C/602º Esquadrão

Ala de Resgate Aéreo/Esquadrão de Resgate de Hamamatsu

T-4

T-4

T-400

F-2A/B, F-15J

T-4,T-7

E-767

UH-60J/

U-125A

Ioujima** 4º Grupo de Mísseis de Defesa Aérea Patriot PAC-3
Kasatoriyama** 1º Grupo de Controle Aéreo e Alerta J/FPS-4
Komaki* Comando de Apoio Aéreo/1ª Ala de Transporte/401º Esquadrão

Comando de Apoio Aéreo/1ª Ala de Transporte/404º Esquadrão

Comando de Defesa Aérea/Ala de Resgate Aéreo/Esquadrão de Treinamento de Resgate

Instalações de Manutenção

C-130H/

KC-130H

KC-767

 

UH-60J/

U-125A

Komatsu* Comando de Defesa Aérea/Força de Defesa Aérea Central/6ª Ala/303º Esquadrão

Comando de Defesa Aérea/Força de Defesa Aérea Central/6ª Ala/306º Esquadrão

Comando de Defesa Aérea/Comando de Treinamento Aerotático/Grupo Agressor

Ala de Resgate Aéreo/Esquadrão de Resgate de Komatsu

F-15J,F-15DJ

T-4

F-15J,F-15DJ

T-4

F-15DJ, T-4

 

UH-60J,

U-125A

Kouzouji** 4º Depósito de Suprimentos  
Kushimoto** 5º Esquadrão de Controle Aéreo e Alerta J/FPS-3
Kyogamisaki** 35º Esquadrão de Controle Aéreo e Alerta

 

J/FPS-4
Matsushima** Comando de Treinamento Aéreo/4ª Ala/11º Esquadrão (Blue Impulse)

Comando de Treinamento Aéreo/4ª Ala/21º Esquadrão

Comando de Defesa Aérea/Ala de Resgate Aéreo/Esquadrão de Resgate de Matsushima

T-4

 

F-2B, T-4

UH-60J,

U-125A

 

Nara* Escola de Aspirantes a Oficiais
Niigata** Ala de Resgate Aéreo/Esquadrão de Resgate de Niigata UH-60J,

U-125A

Ohtakineyama** 27º Grupo de Controle Aéreo e Alerta J/FPS-7
Omaezaki** 22º Esquadrão de Controle Aéreo e Alerta J/FPS-2
Sado** 46º Esquadrão de Controle Aéreo e Alerta J/FPS-5
Shizuhama* Comando de Treinamento Aéreo/11ª Ala de Treinamento de Voo/1º Esquadrão

Comando de Treinamento Aéreo/11ª Ala de Treinamento de Voo/2º Esquadrão

T-7

 

T-7

Wajima** 23º Grupo de Controle Aéreo e Alerta J/FPS-3, J/FPS-4

* Base; ** Sub-base

Ocidental

Base Unidade Equipamento
Ashiya* Comando de Treinamento Aéreo/13ª Ala de Treinamento Aéreo/1º Esquadrão

Comando de Treinamento Aéreo/13ª Ala de Treinamento Aéreo/2º Esquadrão

Comando de Defesa Aérea/Ala de Resgate Aéreo/Esquadrão de Resgate Aéreo de Ashiya

T-4

 

T-4

 

UH-60J/U-125A

Fukuejima** 15º Esquadrão de Controle Aéreo e Alerta J/FPS-5
Fukuoka/Kasuga* Comando de Defesa Aérea/Força de Defesa Aérea Ocidental/Esquadrão de Apoio do QG da Força de Defesa Aérea Ocidental

Ala de Resgate Aéreo/Esquadrão de Helitransporte de Kasuga

T-4

 

 

CH-47J

Hofu-kita* Comando de Treinamento Aéreo/12ª Ala de Treinamento de Voo/1º Esquadrão

Comando de Treinamento Aéreo/12ª Ala de Treinamento de Voo/2º Esquadrão

T-7

 

T-7

Hofu-minami* Ala de Treinamento Básico de Voo
Kouradai** 2º Grupo de Mísseis de Defesa Aérea, 8ª Unidade de Mísseis Patriot PAC-3
Miho* Comando de Apoio Aéreo/3ª Ala de Transporte/403º Esquadrão

Comando de Apoio Aéreo/3ª Ala de Transporte/405º Esquadrão

C-2

 

KC-46A

Mishima** 17º Esquadrão de Controle Aéreo e Alerta

 

J/FPS-2
Nyutabaru* Comando de Defesa Aérea/Força de Defesa Aérea Ocidental/5ª Ala/305º Esquadrão

Comando de Defesa Aérea/Ala de Resgate Aéreo/ Esquadrão de Resgate de Nyutabaru

Comando de Treinamento Aéreo/Grupo de Treinamento Aéreo/23º Esquadrão

F-15J/F-15DJ, T-4

UH-60J,

U-125A

F-15J/F-15DJ, T-4

Sefuriyama** 43º Grupo de Controle Aéreo e Alerta
Shimo-koshikijima** 9º Grupo de Controle Aéreo e Alerta J/FPS-5
Takahatayama** 13º Grupo de Controle Aéreo e Alerta J/FPS-3
Takaoyama** 7º Esquadrão de Controle Aéreo e Alerta J/FPS-4
Tosashimizu** Corpo de Comunicações de Tosashimizu
Tsuiki* Comando de Defesa Aérea/Força de Defesa Aérea Ocidental/8ª Ala/6º Esquadrão

Comando de Defesa Aérea/Força de Defesa Aérea Ocidental/8ª Ala/8º Esquadrão

F-2A/F-2B/T-4

 

F-2A/F-2B/T-4

Unishima** 19º Grupo de Controle Aéreo e Alerta J/FPS-7

* Base; ** Sub Base

Sudeste

Base Unidade Equipamento
Amami Oshima** Corpo de Comunicações Amami J/FPS-7
Chinen** 5º Grupo de Mísseis de Defesa Aérea Patriot PAC-3
Kumejima** 54º Esquadrão de Controle Aéreo e Alerta J/FPS-3,

J/FPS-4

Miyakojima** 53º Esquadrão de Controle Aéreo e Alerta J/FPS-2
Naha* Comando de Defesa Aérea/Força de Defesa Aérea do Sudeste/9ª Ala/Unidade de Apoio ao QG do Sudeste

Comando de Defesa Aérea/Força de Defesa Aérea do Sudeste/9ª Ala/204º Esquadrão

Comando de Defesa Aérea/Força de Defesa Aérea do Sudeste/9ª Ala/304º Esquadrão

Comando de Defesa Aérea/Ala de AEW&C/Grupo de Vigilância e Alerta Aéreo

Comando de Defesa Aérea/Ala de Resgate Aéreo/Esquadrão de Helitransporte de Naha

Comando de Defesa Aérea/Ala de Resgate Aéreo/Esquadrão de Resgate de Naha

5º Grupo de Mísseis de Defesa Aérea

T-4

 

F-15J,F-15DJ, T-4

F-15J, F-15DJ, T-4

E-2C

 

CH-47J

 

UH-60J

U-125A

Patriot PAC-3

Okinoerabu-jima** 55º Esquadrão de Controle Aéreo e Alerta J/FPS-7
Onna** 5º Grupo de Mísseis de Defesa Aérea Patriot PAC-3
Yozadake** 56º Grupo de Controle Aéreo e Alerta J/FPS-5

* Base; ** Sub Base


*Bacharel em Ciências Aeronáuticas (Universidade do Sul de Santa Catarina – UNISUL), pós-graduado em Engenharia de Manutenção Aeronáutica (Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC/MG). Colaborador de Conteúdo da Shephard Media. Colaborador das publicações Air Forces Monthly, Combat Aircraft e Aviation News. Autor e co-autor de livros sobre aeronaves de Vigilância/Reconhecimento/Inteligência, navios militares, helicópteros de combate e operações aéreas.

- Advertisement -

39 Comments

Subscribe
Notify of
guest

39 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Thiago A.

Excelente matéria, Sérgio.
Grato por nós fornecer a oportunidade de conhecer melhor a força aérea nipônica e mais ainda por fugir da trindade ( USAF/PLAAF/VVS) que monopoliza a atenção e empobrece o debate.
Muito bom mesmo.

Thiago A.

240 caças e 20 aeronaves de alerta aéreo antecipado para um país que territorialmente é pouca coisa maior que Mato Grosso do Sul …

Verdade, é um arquipélago, é necessário contextualizar fatores geográficos e políticos, ainda assim impressionante.

Screenshot_20220918-163219~2.png
Thiago A.

Screenshot_20220918-162835~2.png
joao pedro

Pensei exatamante a mesma coisa.
O que salva é a vizinhança tranquila e pobre.

Last edited 12 dias atrás by joao pedro
Allan Lemos

Esse é o lado benéfico de ter inimigos declarados na fronteira, o país acaba sendo forçado a investir pesado em sua defesa. Infelizmente, não temos adversários e estamos em uma área pacífica com países que pela falta de tamanho econômico, populacional e militar, jamais poderiam representar uma ameaça para nós, isso acaba fazendo com que políticos e militares negligenciem os investimentos na área militar.

Thiago Santos

Infelizmente? Agradeço todos o dias por estar em uma área pacifica, mas isso não é desculpa para nossas forças armadas serem mal equipadas e administradas.

Allan Lemos

Sim, infelizmente. Esse é um dos principais motivos que fazem o Brasil não ter hard power. Isso comprometerá a nossa integridade territorial e soberania no futuro. É bem provável que a nossa situação fosse melhor caso tivéssemos uma Coreia do Norte da vida na fronteira.

Pedro Calmon

Eu tambem lamento nao ter um vizinho bebado e violento aqui perto de casa para melhorar a minha situacao.
A vida me castigou com uma vizinhanca tranquila.

Allan Lemos

Falsa equivalência.

Nuk77

Área pacífica? Aqui temos pseudo FAs (= forças neocoloniais dos EUA); por isso é tão “pacífico” por aqui…

Coronel James Braddock

Area pacífica?
Desconheço este Brasil pacífico.
Vivenciamos uma matança desenfreada e com números maiores do que qualquer guerra convencional.

Não confunda o Brasil das novelas da Globo com a realidade.

Thiago A.

Alan, é um assunto controverso e off-topic mas já li e assisti palestras de analistas e pesquisadores que apontavam uma correlação entre a guerra e a disciplina social como legado e consequência da mesma. Por exemplo, uma das mudanças no comportamento social era uma maior coesão entre as pessoas cujas famílias sofreram diretamente a violência da guerra , as mesmas apresentavam níveis muito mais altos de engajamento cívico e político em comparação com as não vítimas – elas eram mais propensas a participar de reuniões comunitárias, votar em eleições, participar de grupos sociais e políticos. Israel poderia ser um ótimo… Read more »

Carlos Gonzaga

Eu acho ótimo. Se fossemos minimamente inteligentes bastaria FAs profissionalizada e bem equipada. Um contingente reservista bem preparado com exercícios programados de dois em dois anos. Para cada grupo e distribuídos em 24 meses.

Glasquis7

Não está numa área pacífica e essa sensação de superioridade bélica não é assim tão “incontestável” quanto vc acha.

As ameaças nascem por interesse e no caso do Brasil, pela sua localização e a sua riqueza, é sim passível de ameaças fronteiriças.

Jefferson Ferreira

Não existe essa de ter inimigos declarados… é projeto de país e defesa… Simples assim. Olha o tanto de inimigos declarados que existe no continente africano e vê se eles se equipam, nem sempre ter inimigo declarado quer dizer investimento em defesa! Mesma coisa aqui. Não temos projeto de país! Olha Austrália, Suíça, Canada… que não tem fronteiras contestadas e o que eles gastam em equipamento para suas forças… Nós privilegiamos soldos e gratificações!

Luís Henrique

Você esqueceu dos caças Biplace, são 200 F-15, 87 F-2 (f-16) e 23 F-35, ou seja, 310 caças.

Thiago A.

Verdade, Luis. Não considerei os treinadores. Valeu

Bruno Vinícius

E, detalhe, muito em breve 123 desses serão caças de quinta geração.

Carlos Crispim

impressionante.

Antunes 1980

Parabéns a trilogia pela excelente matéria!

Em relação as quantidades de F-15J (155) , o Brasil deveria operar no mínimo uns 200 Gripen E/F.

Last edited 15 dias atrás by Antunes 1980
Carlos Campos

Sérgio sempre com materias tops, o Japão continua sendo um dos grandes players militares da Ásia e se forem mesmo gastar mais em defesa então só quero ver o Choro da Coreia do Norte e do Sul, além da China é claro

Rinaldo Nery

Choro da Coréia do sul? Ela e Japão são inimigos?

Digo

Sempre tiveram problemas, não diria inimigos, mas um Japão militarizado preocupa a Coreia do Sul.

Carlos Campos

tenho que falar do F2 que conseguiu deixar o desenho do F16 ainda mais bonito, essas cores são lindas

sub urbano

Se fosse contar a aviação naval japonesa poderia colocar quase 100 P3Orion e Kawasakis P1, além dos quase 100 helicopteros para guerra ASW e ASuW. É até desproporcional, quase o numero da USNavy, Freud explica. Parece que o japão é um país traumatizado com o sucesso dos submarinos americanos contra sua marinha mercante na segunda guerra mundial. Chegaram ao ponto de ter de fabricar projeteis de madeira para pistolas e fuzis. Os tomadores de decisão dessas compras militares devem ter passado as privações da época, 1 ano sem comer pão ou ver os funcionarios do governo levando as colheres e… Read more »

Nuk77

O Japão é território ocupado militarmente; uma neocolônia dos EUA. Não tem Soberania alguma; como outros exemplos gráficos como países da OTAN e a Coreia do Sul.

Aliás, militares dos EUA chamam Alemanha e Itália até hoje de AMGOT (Allied Military Government of Occupied Territories)…

O Japão é uma AMGOT asiática (neocolônia e bucha de canhão dos EUA); nada mais que isso.

Antunes 1980

Tanto Japão como Alemanha e algumas partes da Itália vivem com um dos melhores padrões de vida do planeta.
Ou você prefere ser um colônia chinesa ou russa? (Vide Coreia do Norte e Venezuela).

Last edited 14 dias atrás by Antunes 1980
ANTONIO SANTOS

Prefiro ser colônia de ninguém, amigão. Sem viralatismo pfv.

Nuk77

Comentário esperado de BraZicano! Japão tem um dos maiores custo de vida do mundo e está estagnado economicamente faz quase 30 anos. País sob ocupação; vergonhoso poodle asiático dos EUA. Isso é exemplo pra quem? Só para braZicano mesmo… A Alemanha e a Itália, idem sob ocupação, estão indo para o buraco nos próximos meses como buchas de canhão da Política de Estado dos EUA contra a Rússia! A Venezuela e Coreia do Norte são países profundamente prejudicados pelas sanções criminosas dos EUA! Mas no mundo braZicano tudo é culpa do “comonesmo”, geopolítica não existe! Mas são países soberanos. Muitíssimo… Read more »

Zezão

Este tipo de comentário é inveja ou pura ignorância? Na verdade, os japoneses não estão nem aí em ser xingados de AMGOT. Graças a essa situação de “ocupação” (que foi consequência da derrota deles na segunda guerra mundial), o Japão economizou bilhões de dólares em gastos militares, podendo direcionar esses recursos valiosos pra reconstruir o seu país após a derrota na guerra, isso é fato! Por mais de meio século (desde 1961), o pais destina no máximo 1% do PIB em defesa por causa da proteção garantida dos EUA. Diante da posição geográfica do Japão, com a Rússia, Coreia do… Read more »

obama_slammed_for_bowing_to_japansemperor.jpg
rui mendes

Que ocupação?????!!!!
Os EUA têm bases em todo o mundo, lógico que ficarem localizadas em países amigos e aliados é o normal, onde haviam de estar localizadas, em países inimigos????
Não existe ocupação, quando os Japoneses quiserem os EUA saiem, mas não vai acontecer, pois o Japão e os EUA, são aliados, amigos e sabem que juntos são mais fortes e as democracias do mundo bem precisam de estar unidas, cada vez mais e agora mais que nunca.

Nuk77

Medeos… Só “pérolas”: “são aliados, amigos e sabem que juntos são mais fortes e as democracias do mundo bem precisam de estar unidas, cada vez mais e agora mais que nunca”...

É de rir alto quem acredita nisso… É muita Disney!

Aliados? O EUA não tem aliados!

E o Japão é um exemplar.

Já caiu governo que prometeu tirar a base dos EUA de Okinawa!

O Japão não tem Soberania alguma. É território sob ocupação. Cai governo e as bases ficam! Até o dia que tomarem vergonha na cara e deixarem de serem capachos e neocolônias dos EUA!

Nuk77

A única ignorância aqui é a tua! Inveja de quem? De capachos? Só tenho desprezo. O Japão não tem Soberania alguma. Não dá um pio sem autorização dos EUA. É uma país sem relevância alguma Geopolítica. Sua Política de “Estado” é automaticamente a dos EUA! É o Japão que tem bases dos EUA que hostilizam os países vizinhos ao seu território sob ocupação, não o contrário! E já caiu Primeiro-Ministro que se elegeu prometendo tirar a base yankee de Okinawa, odiada pelos locais pelos seguidos roubos e estupros de tropas dos EUA; o que aconteceu? Obviamente ele que caiu! Esquerda… Read more »

rui mendes

Colónia é a tua cabeça e não é Americana.
Só dizem mentiras e mentiras, aprenderam bem com os vossos ídolos Cino-Russos.

Nuk77

História e Geopolítica.

Duas coisas que tu é um completo analfabeto preso dentro da micro bolha opaca da visão de mundo ideológica-cultural colonizada dos EUA.

Last edited 12 dias atrás by Nuk77
Nelson Junior
olivete da silva

Bem…detalhado assim..fica facil destruir tudo com um missel teleguiado a laser…….já deram um planejamento detalhado de tudo que tem a força aerea japonesa….

Anthony

A força já se recuperou da perda das aeronaves, causada p furacão(?)?

juarez

Parabéns pela excelente matéria! Por favor, continue, é um tema muito interessante

Últimas Notícias

Maioria dos C-130H da USAF está ‘groundeada’ por problemas nas hélices

A Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) "groundeou" (proibiu o voo) a maioria de seus aviões C-130H Hercules (e...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -