sexta-feira, setembro 30, 2022

Gripen para o Brasil

Força Aérea Iraniana de olho em caças russos Sukhoi Su-35

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Irã e Rússia atuam no acordo de parceria estratégica para aumentar a cooperação, já que a Força Aérea Iraniana coloca os caças Sukhoi Su-35 na agenda de compras

O comandante da Força Aérea do Exército, Hamid Vahedi, anunciou que a Força Aérea da República Islâmica do Irã está analisando a compra de caças russos Sukhoi Su-35.

O General de Brigada Vahedi revelou esta informação ao Borna News enfatizando que enquanto a compra está na agenda da Força Aérea, a decisão final cabe ao Comando do Exército e ao Comando do Estado Maior das Forças Armadas.

Irã pronto para responder a ameaças em qualquer nível
Vale ressaltar que o comandante-chefe do IRGC, Hossein Salami, sublinhou em 1º de setembro, que o Irã tem o privilégio de ter armas de defesa suficientes para estar pronto para responder a ameaças em qualquer nível.

Por ocasião da Semana da Indústria de Defesa, que começou em 22 de agosto, o major-general Hossein Salami descreveu o desenvolvimento alcançado no campo da defesa como “magnífico, credível e dissuasor”. Ele acrescentou que está de acordo com o sucesso tecnológico do Irã em nível global e o enfraquecimento dos avanços do inimigo no campo da defesa.

Salami afirmou que o Irã possui uma ampla gama de diversos produtos de defesa, destacando a preparação do país para responder a ameaças em qualquer nível.

FONTE: Al Mayadeen

- Advertisement -

96 Comments

Subscribe
Notify of
guest

96 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Romão

A título de curiosidade: O Irã é o único país do mundo a operar o F-14 Tomcat, mesmo com as sanções do próprio país fabricante. Como eles conseguem ? Não faço ideia mas se o serviço secreto iraniano consegue manter linhas de suprimento na “deep web” do mercado global, me parece óbvio que conseguir plutônio suficiente para produzir armamento nucelar mais rudimentar (do tipo que jogaram em Hiroshima) via Paquitão, é jogo jogado.

Paulo Neves

.Eles enriquecem urânio em usinas próprias. Não precisariam comprar do Paquistão.

Depende apenas do grau de enriquecimento para ter material para bomba de fissão.

Na verdade, eu acredito que eles já sabem fazer, mas não fazem por que não é conveniente por hora.

Se a coisa apertar pode ser que mudem de opinião .

Red Pill - 红色药丸

Há quem creia que eles já possuem, porém nunca vão assumir, como Israel. Fazer com certeza eles já sabem, no caso de realmente ainda não terem a mesma.

Morgoth

Quem detém conhecimento de enriquecimento nuclear pode em pouco tempo produzir armas atômicas. Até o Brasil pode, apesar de não querer.

ALISON

A dificuldade não é fazer a bomba… é miniaturizar ela

Camargoer.

Olá Alison. Para um bomba de urânio, o esforço para conseguir cerca de 60 kg de combustível a 95% é imenso. São necessárias inúmeras cascatas de enriquecimento e uma enorme quantidade de minério para produzir UF6. Por outro lado, o esforço tecnológico para a miniaturização é imenso porque demandaria bombas de plutônio. Para isso, seria preciso também uma usina para produzir plutônio e um unidade de processamento químico para separar o plutônio.

Z Renato Vilhena Z

O programa de enriquecimento de urânio do Irã, a tecnologia de construção das centrifugas, tem origem no Paquistão, através do mundialmente famoso Abdul Qadir Khan, que faleceu ano passado de Covid. Alias não apenas a tecnologia do Irã, mas também a da Coreia do Norte e também a do Brasil. As centrifugas do Iperó-SP são baseadas no projeto Urenco roubado por Khan, a tecnologia foi vendida para o Brasil durante do governo Figueredo. Fora isto o Irã já possui domínio total do ciclo de enriquecimento de Urânio e se quiser enriquecer a mais de 90% faz isto amanhã mesmo, se… Read more »

Rafael Santos

Mantiveram por tanto tempo e quem aproveitou mesmo foi o Maverick que roubou um para fugir de lá.

Last edited 24 dias atrás by Rafael Santos
Clésio Luiz

Então devemos supor que o “projeto” de caça stealth deles não foi adiante?

comment image

comment image

https://www.aereo.jor.br/2019/02/13/relembre-o-caca-stealth-iraniano-qaher-313/

Last edited 25 dias atrás by Clésio Luiz
MIB

Esse era um projeto muito futurista, como o Y23 não tinha futuro pra ele.

MIB

O Brasil podia ter entrado nesse projeto com transferência de tecnologia quando o nine fingers era o nosso governante.

Allan Lemos

Duvido que a FAB embarcaria nessa furada.

Underground

Essa aeronave iraniana não era furada. Tratava-se de um projeto ambicioso de desenvolvimento de uma aeronave de sexta geração. Não foi adiante por conta dos embargos do império estadunidense (gosto desse adjetivos, são muito cômicos – e tem gente que acredita). Seguindo… é como nosso programa espacial, que também não foi para frente por conta dos embargos.

SteelWing

Porque os EUA pressionam o Egito a não comprar aeronaves russas? Indonésia e Turquia equipamentos também? Não eram os defensores da paz liberdade? Só em Hollywood os EUA são os heróis, é tem gente que acredita….

Slow

“ Liberdade de econômica que fala “ k k k k

Radagst, o Castanho

Putz… achei mais um coleguinha. Vem vamos juntos dar um role pela terra Media.

MIB

Estou sendo sarcástico, kkkk, eu acho que a FAB entraria de cabeça, era um projeto promissor igual os foguetes ucranianos.

Inimigo do Estado

Os foguetes iranianos deram trabalho até para os americanos, Arábia Saudita mesmo já é freguesa há muito tempo, Patriot nem sentiu o cheiro do ataque as refinarias. Acho que a FAB teria muito a ganhar com o Irã, talvez tivéssemos capacidades muito maiores que aquele foguetinho que lançam de vez em quando, para dizer que Bananalândia tem um programa espacial.

MIB

Estava me referindo aos foguetes ucranianos ciclone, que a FAB pagou uns bilhões e não deu em nada.

Henrique

expectativa nessa transferência : “intercambio de tecnologia”

Realidade: “lulinhapaz e amor mandando dinheiro de imposto br pra satisfazer os desejos da ditadura do irã a troco de nada”.

Heli

Seria interessante você sofre um acidente qualquer e perder um dedo também, ou uma mão, ou um braço….

MIB

Bom, pelo jeito de vc se expressar, vc ja deve ter perdido uma parte da massa cinzenta, foi substituído por coliformes fecais… Iria escrever que vc é da espécie Equus asinus, mas estaria ofendendo a espécie…

Carlos Campos

ouvi dizer que ele ia ter motores de plasma, canhão laser e micro-ondas, isso para combate de curta distância, os mísseis iam ser todos ramjet

Radagst, o Castanho

Vc tá falando sério ou só está sendo sarcástico? Qualquer criança sabe que isso era só uma peça de propaganda e não um projeto sério.

Gustavo

“isso” foi um dos episódios mais ridículos deles. kkk

Arthur

Se fosse um pouco menor, seria do tamanho de um Bayraktar. Ridículo! kkkkk!

Red Pill - 红色药丸

A chuva de IRBMs que eles fizeram ano passado foi fake ?

Rodrigo

Fanfarronice, bulha, troça, apenas para desviar atenção e quem sabe adquirir peças etc, para algum outro projeto.. Ou sabe lá o que..
Bobo é quem pensa que eles são bobos.

Anthony

Mais hilário q essas fotos, eh o povo “bebatendo” sobre ela ….. Kkkk Sem noção!kkkkk

Neto

comment image&f=1&nofb=1

Quando eu olho esse protótipo Iraniano lembro deste do Draken.
.
Se o iraniano voa eu não sei, mas em termos de construção não vejo um problema pela a estrutura em si.

Underground

Como diria o Galvão Bueno: vai firme, Tafarel!!!!

Joe

Só não podem esquecer de comprar isso aqui junto…

images (2).jpeg
Marcelo

Isso so confirma que os avioes fabricados para o Egito será repassados ao Irã !!!!
A ameaça de sanções americana funcionou no Egito !!!
Lembrando que o Egito tinha pago adiantado pelos aviões!!!!

Last edited 25 dias atrás by Marcelo
Arthur

Se adquirirem esses Sukhoi e os mantiver como fizeram com os F-14, voarão por no mínimo uns 100 anos. O Irão está concorrendo com a Argentina para ver quem sonha mais!

Hellen

Se conseguiram manter os f-14 voando ate hoje sem pos venda americano vc imagina que vai ser mamão com açúcar manter o su-35 ( família su -27 ) que tem peças em fartura no mercado negro e nas ex repúblicas soviéticas e na China que copiou o avião inteiro !!!!

Last edited 25 dias atrás by Hellen
Anthony

Conseguiram anter QUANTOS voando? Porque com 70 células sendo canibalizadas, “pode-se” manter 10 voando……

E obviamente……. Há técnicos treinados p q foram treinados nos EUA…. Depois de tantos anos…. Eles conhecem esses vetores a fundo, como nós conhecemos nossos F5 e AMx…..

Luis Carlos

E, provavelmente, servirão para abater os B-52 americanos.
kkkkkkkkk

Renato B.

Que eu me lembre os únicos abates de B-52 foram no Vietnã. Foi a única vez que os B-52 encararam um espaço aéreo realmente contestado e cumpriram a missão. Porém, acho improvável que os americanos dêem esse mole de novo.

Luis Carlos

Acho que vc não entendeu.
A questão não é essa.
É que os B-52 estarão voando até lá.
Maria Fumaça.

Radagst, o Castanho

Para vc ver o que realmente é um bom projeto.

Red Pill - 红色药丸

Se fizeram isso com o F-14, que é um vetor complexo, imagina o que não dominam em um drone… O pessoal pega o exemplo do Tomcat como depreciativo quando na verdade é exatamente o oposto. Geopolítica e soberania = pragmatismo e dedicação, não lacração e ideologismo.

Radagst, o Castanho

Nesse ponto concordo com vc. Manter um vetor antigo voando com base em engenharia reversa realmente é de se aplaudir e não depreciar.

Tem os misseis BVR também (não lembro o modelo), parece que eles conseguiram colocar vários para funcionar muito bem, o que é mais um ponto para os persas.

Luís Henrique

Parece que a intenção do Irã é adquirir os 24 Su-35S do pedido egípcio. O Egito foi pressionado pelo CAATSA dos EUA e deve ter abandonado a compra para não sofrer as sanções.
O Irã parece querer este 24 com entrega rápida e um outro lote de +36, totalizando 60 Su-35.

Luis Carlos

As últimas notícias eram que as entregas ao Egito continuam como previstas.
Inclusive, com as cores egípcias nos aviões.
Ademais, creio que com a nova situação mundial deflagrada após 24/02, esse CAATSA perdeu muito de sua ‘importância’.

Luís Henrique

Para o Egito acho difícil. O Egito recebe uma ajuda militar americana de U$ 1,3 bi por ano.
E as sanções podem prejudicar empresas egípcias, a economia do Egito, além de poderem perder esta grana de ajuda militar.

U$ 1,3 bi por ano, da para adquirir alguns F-15EX
ou seja, em vez de pagar U$ 2 bi por 24 Su-35 e perder a ajuda e sofrer sanções, o Egito pode adquirir F-15 “de graça”, pago pela ajuda americana e não sofrer as sanções.

Mirade1969

Me parece que não. Já tentaram outras vezes conseguir comprar o F-15 mas não vão liberar para o Egito pois Israel o barraria e se fosse liberado para eles seria uma versão muito simploria que não valeria a pena adquirir.

Luís Henrique

Já saiu matéria tratando disto, Israel já aceitou porque possui o F-35 que é de 5a geração. Já teve general americano discutindo isso, falando que o Egito receberá caças F-15. O Egito deve ter pressionado dizendo que só possui F-16 capado e sem AIM-120 e por isso foi atrás do Su-35.
E os EUA parece que liberaram os F-15 para cancelar o contrato do Su-35.

Satyricon

Não foi bem assim não:

https://www.google.com/amp/s/www.globaldefensecorp.com/2021/07/19/su-35-fails-to-withstand-rafales-spectra-electronic-attacks/amp/

O Egito resolveu confrontar os Rafale F3 com o Su-35 e, para a surpresa de ninguém, o arcaico radar PESA do Sukkoi foi “cegado” pelo sistema Spectra de guerra eletrônica ocidental.

Podem culpar o CAATSA o quanto quiserem, mas, pelo visto, a realidade é outra.

Isso também chegou aos ouvidos da Força Aérea da Indonésia, que também resolveu mudar de barco:

https://www.aviacionline.com/2021/12/indonesia-definitively-closes-the-door-on-su-35-wants-rafale-and-f-15ex/

Teriam chegado à mesma conclusão (visto que a China também opera Su-35)?

Luís Henrique

O sr. realmente acredita nesta propaganda de armamento ocidental?
O sr. acredita que o Egito comprou 24 Su-35 sem saber dos pontos fortes e fracos da aeronave? Sem avaliar? Comprou as cegas?
E depois desistiu da compra porque testou contra o Rafale, depois de ter comprado?
É piada, né?

Satyricon

Eu acredito nos fatos, simples assim.

Fosse o Su-35 essa Coca-Cola toda, a força aérea Ucraniana teria sido varrida do mapa meses atrás, não?

Mas a realidade não é bem essa, não é mesmo?

Luís Henrique

A força aérea ucraniana resiste devido à táticas inteligentes e habilidade de seus pilotos. Mas todo mundo sabe que os caças russos possuem superioridade tecnológica e é justamente por isso que os ucranianos realizam poucas missões, voam extremamente baixo e de forma agressiva e espalharam seus poucos caças em bases distantes e desconhecidas, etc. Isso não é evidência que o Su-35 é ruim. Poderia ser o F-22 e os caças ucranianos utilizando as mesmas táticas também estariam resistindo. Claro que vez ou outra tem um caça russo por perto e um caça ucraniano é abatido. Como vez ou outra um… Read more »

sub urbano

Não são arcaicos. Foram desenvolvidos recentemente levando a tecnologia PESA ao extremo, o motivo é a geografia russa já que tem alcance maior que os AESA. Duvido que o ocidente subestime os PESA monstros russos como o ZaslonM do Mig31BM e o irbisE do SU35. Perdem para os AESA em resistencia ao jamming? sim claro. Mas a distância de detecção, em comparação ao radar do F-35 por exemplo, é aproximadamente 3x maior!!! Na função interceptação, principamente contra bombardeiros, não existe nada melhor hoje em operação.

Vitor

Só de não parar na Venezuela ou Argentina está ótimo!

Heinz

Seria muito bom essa aeronave nesses países, poderia até forçar o Brasil a comprar mais Gripens para manter a superioridade aérea.

Camargoer.

Olé Heinz. Creio que a ideia seja o contrário então. Se a aquisição de equipamento militar pelos países vizinhos obrigaria o Brasil a elevar os gastos militares (em um arremedo de corrida armamentista), o melhor seria para todos que estes gastos militares adicionais nunca ocorressem.

Henrique

sim, dai a gente fica sem proteção pra nada a ponto de qualquer país daqui com galho maior que outro ja tentar a sorte.. ignorando o pessoal que vem de fora do cenário
.
prefiro a corrida armamentista, ela gera uma loucuras como foi com os dreadnought, mas ninguém apanha e baixa a bola pro primeiro de falar mais alto

Camargoer.

Caro Henrique. Uma corrida armamentista na verdade aumenta o risco de conflitos, não o contrário. Corridas armamentistas antecederam tanto a primeira quanto a segunda guerra.

Anthony

Não faria muita diferença…..

Mais do q ter, e preciso manter…..

Luis Carlos

Excelente notícia.
Já deveria ter feito isso há muito tempo.

Adriano Madureira

Espero que fechem o acordo para a aquisição das aeronaves…

Rinaldo Nery

Me chamou a atenção o fato da Força Aérea ser subordinada ao Exército em pleno século XXI… Igual China.

Zorann

Eu não acho isso antiquado não. Cada país faz de uma forma.

Particularmente, principalmente em nosso caso, eu acredito que ter todas as forças armadas unidas em uma só é muito mais inteligente. Hoje não existe esta clareza de papéis que havia no século XX quando esta divisão foi feita. Hoje os cenários são muito mais complexos, envolvem simultaneamente terra água e mar.

Ter forças armadas separadas hoje é uma desvantagem. Cada uma treina seu cenário, ou aquilo que acha ser sua tarefa, que seja importante e não trabalham os desafios como um todo, como deveria ser.

Camargoer.

Olá Zorann. Além dos problemas doutrinários e de treinamento, a falta de integração das forças armadas cria problemas de logística, de dispersão de recursos, sobreposição de responsabilidades e duplicidade de atribuições. Além disso, a separação das forças cria um problema obvio de subfinanciamento dos programas estratégicos, que deveriam estar acima das disputa orçamentaria das forças.

Camargoer

Olá Rinaldo. Talvez o mais importante seja uma integração das forças do que como isso acontece. No Brasil, o Min.Aeronaitica foi fundado por Vargas principalmente para reorganizar e implementar a infraestrutura aeronáutica. Foi apena com FHC que o país criou o Min.Defesa que até hoje ainda tem dificuldade de integrar as forças.

Renato

Me parece mais questão de nomenclatura. A china e o Iran tem os três ramos militares (exercito; marinha e aeronáutica) bem delimitados. Tem a Marinha do exercito e a aeronáutica do exercito. Se trocar a palavra exercito por forças de defesa… a diferença quase que some. O chefe do Exercito equivale a um ministro da defesa (militar) a quem os três ramos se subordinam.

sub urbano

Na China é só no nome.

Last edited 24 dias atrás by sub urbano
Nilton L Junior

Se os Persas forem mais exigentes colocaria no acordo transferência de tecnologia com a construção desse caça no Iran.

Luis Carlos

Acabei de ler notícia de que o Irã aumentará sua produção de petróleo para mais de 4 milhões de barris até março de 2023.
Portanto, recursos para isso não faltarão.

https://oilprice.com/Latest-Energy-News/World-News/Iran-To-Raise-Oil-Output-To-Over-4-Million-Bpd-By-March-2023.html

Nilton L Junior

Interessante a reserva estratégica que eles acumulam, ou seja as sanções serviram para os Persas como um aprendizado que só é possível em decorrência da ser uma nação soberana e tem um projeto de país.

Andre

Coitados dos iranianos, baita canoa furada, deveriam fazer como os paquistaneses e comprar algo da China.

Os indianos já pularam fora, turcos tbmm…

Luis Carlos

Dezinho e sua cruzada anti-Rússia.

‘Em desafio aos EUA, Turquia anuncia cooperação militar com a Rússia.’..

Putin_and_Erdoğan_apertando_as_mãos-1024x632.jpeg
Andre

Ai em Oz acontece cada coisa diferente daqui da terra. Enquanto ai a Turquia anuncia cooperação militar com a Rússia e ai ela iria comprar a canoa furada da sukoi, aqui ela segue enviando drones para a Ucrânia.

Luis Carlos

Claro que vai enviar drones para a Ucrânia.
Dinheiro ‘molinho’.
A Turquia envia, os EUA pagam e a Rússia derruba.
A Turquia envia, os EUA pagam e a Rússia derruba.
A Turquia envia, os EUA pagam e a Rússia derruba.

Putin nem está se opondo a isso.
Tipo a Suécia e a Finlândia entrarem para a OTAN.
Não fede e nem cheira.

Henrique

Tipo a Suécia e a Finlândia entrarem para a OTAN.
Não fede e nem cheira
.
ué kkk a guerra não era pra impedir a OTAN de expandir? kkkk

Luis Carlos

No ‘terreiro’ da Rússia, não!
Ademais, a OTAN queria colocar as garras era na Ucrânia.
Suécia e Finlândia foram apenas prêmios de consolação.
E pode esquecer que isso já é página virada.

ALISON

Se expandir na direção do territorio russo seu animal…

RPiletti

Aqueles blindados que foram destruídos antes de chegar na parte “Rússia derruba” não entram na tua frase?

Fabrício Lustosa

“Os indianos já pularam fora” sério?: https://www.thearcticinstitute.org/india-russia-cooperation-arctic-rising-prospect-polarization-arctic-governance/ Cooperação Russia-India no Ártico, notícia de 21 de junho de 2022. https://economictimes.indiatimes.com/news/india/us-pressure-wont-affect-india-russia-partnership-russian-fm-lavrov/articleshow/90591533.cms Pressão dos EUA não afetará a relação Rússia-Índia, notícia de abril de 2022. https://theprint.in/diplomacy/russia-cherishes-special-privileged-partnership-with-india-says-envoy-denis-alipov/993772/ Rússia celebra a parceria com a Índia, notícia de junho de 2022. Russian President Vladimir Putin congratulated his Indian counterpart Draupadi Murma and Prime Minister Narendra Modi on the 75th anniversary of the republic’s independence https://www.tasnimnews.com/en/news/2022/08/15/2758351/russia-india-relations-develop-in-spirit-of-strategic-partnership-putin Relação Rússia-Índia se desenvolve com espírito de parceria estratégica, notícia de agosto de 2022.”os turcos tbmm…” sério?: https://www.dw.com/en/turkey-and-russia-a-partnership-essential-to-both/a-62790489 Just 17 days after the last Astana summit in Tehran, Turkish President Recep Tayyip… Read more »

Luis Carlos

Liga não.
Dezinho vive no mundo do faz-de-conta.
Ou Hollywood.
Tanto faz.

Luiz

A questão é mais econômica e política (embargos)do quê com as aeronaves. Os comandantes russos parecem não se importar em expor seus equipamentos ao inimigo usando os de forma errada no campo de batalha. Isso faz com quê os equipamentos russos sejam vistos com desconfiança.

Luís Henrique

A Índia comprou quase 300 Su-30 MKI e agora pretendem modernizar toda a frota para um padrão semelhante ao do Su-35.
A China vende JF-17 para o Paquistão mas não compra para sua própria força aérea, por outro lado, mesmo tendo caças modernos como J-10, J-16 e J-20 a China comprou caças Su-35 russos.
Isso já comprava que não é essa porcaria toda como você indica.

Nilton L Junior

Então quer dizer que a HAL não pode mais fabricar o Su-30MKI, caramba pularam fora mesmo.

groosp

Deviam comprar um Su-57 para a vida imitar a arte.

Andre

Deveriam comprar o su75, já que eles ajudaram no desenvolvimento daquilo que foi apresentado.

Luis Carlos

O Su-75 será desenvolvido/produzido junto com o stealth turco.
E o stealth turco, provavelmente será usado em uma guerra entre Turquia e Grécia, visto que a crise entre esses países está se agravando.
E olha que eles estão dentro da OTAN.
Ou não?

Henrique

E o stealth turco, provavelmente será usado em uma guerra entre Turquia e Grécia, visto que a crise entre esses países está se agravando.
.
aquele devaneio…

ALISON

kkkkkkk. essa foi boa. kkkkk

Maurício.

Seguido aparece notícias que o Irã quer comprar caças novos, desde Su-35 até J-10, mas até agora nada.

Last edited 24 dias atrás by Maurício.
Luiz Trindade

Bem… Seria um passo adiante mas tão adiante visto que Israel já tem F-35. Seria um caça de 4ª geração e meia contra um de 5ª geração. Será que vale a pena?!?

Inimigo do Estado

Considerando que o F-35 é uma bomba voadora, qualquer treco vale.

Luís Henrique

Caso se confirme esta compra de 24 Su-35 e o 2o lote “pretendido” de +36, a força aérea do Irã se tornará uma força respeitável na região com 60 caças pesados de superioridade aérea Su-35S, além dos cerca de 40 F-14 modernizados ainda em operação, 40 Mig-29, cerca de 60 F-4 e 60 F-5, além dos F-5 modificados.

bitten

Não vou comentar os comentários ideológicos pq, como diz um teórico q conhece o tema para além do zapzap “ideologia e nariz, todo mundo tem um”. Mas qto à bomba atômica iraniana, não sei q diferença fará, mas com certeza o Irá deve ter um vetor de lançamento, como os tem a Coreia do Norte e Israel. O pessoal aqui é do ramo o suficiente para saber a complicação q é colocar um foguete na estratosfera e fazê-lo retornar e atingir um pt pré-estabelecido. Os mísseis da Coreia do N. geralmente voam em trajetória baixa e caem no mar. Eles… Read more »

Adriano Madureira

Os Su-35 custam cerca de US$ 1 bilhão para cada doze aeronaves, embora isso possa variar dependendo de como são equipados ou da escala em que são adquiridos. Embora os caças tenham conquistado um interesse estrangeiro considerável, as ameaças de medidas de guerra econômica ocidental contra qualquer país que os adquira dissuadiram a grande maioria, enquanto a concorrência do Su-30SM, muito mais barato, mas na maioria das áreas com capacidade comparável, e do Su-30SM de ponta superior. 57, restringiu ainda mais a participação de mercado. Se o Su-35 é a escolha ideal para o Irã permanece em séria questão, com a aeronave tendo muitos pontos fortes notáveis,… Read more »

Sem títulobbb.jpg
Adriano Madureira

O Comandante da Força Aérea do Exército Iraniano confirmou que a República Islâmica está buscando comprar caças Sukhoi Su-35 da Rússia.  O general de brigada Hamid Vahedi disse na segunda-feira que a compra de Su-35 está na agenda da Força Aérea, mas o país não tem planos de comprar Sukhoi Su-30, ambos desenvolvidos a partir do Sukhoi Su-27, que era um bimotor supermanobrável de origem soviética. avião de combate. O Su-35 é monoposto, mas o Su-30 é um caça multifuncional de dois lugares.  Segundo relatos, a Força Aérea do Exército precisa de pelo menos 64 aeronaves, 24 das quais virão do… Read more »

Últimas Notícias

Força Aérea Brasileira inaugura nova estação radar de vigilância aérea em Rondônia

Estação será usada pelo Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA) para auxiliar na proteção de fronteiras do Brasil A...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -