sexta-feira, julho 1, 2022

Gripen para o Brasil

Caça F-14 iraniano cai após falha de motor e pilotos sobrevivem

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Relatos da mídia dizem que um avião de combate iraniano caiu perto da cidade central de Isfahan depois que motor falhou, mas ambos os pilotos sobreviveram

TEERÃ, Irã – Um avião de combate iraniano caiu perto da cidade central de Isfahan no sábado (18/6) depois que um dos seus motores falhou, mas ambos os pilotos sobreviveram, informou a mídia.

Os pilotos foram levados para um hospital local, disse a agência de notícias oficial IRNA. Ela disse que houve uma falha técnica num motor do Grumman F-14 Tomcat que levou ao acidente.

Um clipe da agência mostrou colunas de fumaça saindo dos restos da aeronave em uma área desértica.

A Força Aérea do Irã tem uma variedade de aeronaves militares fabricadas nos EUA compradas antes da Revolução Islâmica de 1979, incluindo o F-14 Tomcat. Também possui aviões MiG e Sukhoi fabricados na Rússia. Décadas de sanções ocidentais tornaram difícil obter peças de reposição e manter a velha aeronave.

O Irã tem um histórico de acidentes semelhantes entre sua antiga frota. Em maio, um caça caiu no deserto central do Irã, matando os dois pilotos. Em fevereiro, um caça a jato caiu em um campo de futebol na cidade de Tabriz, no noroeste do país, matando pilotos e um civil.

FONTE: ABC News

- Advertisement -

46 Comments

Subscribe
Notify of
guest
46 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rodrigo

Tai o futuro da Rússia em 20 anos..

Francisco

A Rússia é autossuficiente em material aeronáutico militar e nunca dependeu do ocidente para construir os seus aviões militares. Já em relação à aviação civil a sua afirmação está certa!

Paulo

Os Chips da Intel que o digam kkkkk

andre

botão liga e desliga é importado.

Ivo

O problema agora é que a Rússia estava vendendo muitas aeronaves militares para diversos países, e agora vai vender bem menos. Logo, uma gigantesca fonte de dólares que ajudava a financiar as próprias aquisições militares vai secar. Em partes, o colega tem razão em afirmar que esse será o cenário dela daqui uns anos.

Cesar

Mesmo depois de mais de 40 anos de sanções, eles tem uma capacidade produtiva melhor que muitos países inclusive o nosso.
Esse negócio de avião cair a toa não é exclusividade deles, acontece conosco e acontece também com o novíssimo F35.

Jagdverband#44

Top Gun persa.

João da Lua

O maior ás de F-14 foi um iraniano.

Wellington Kramer

Caiu ou fez um pouso forçado num porta-avioes?!! Kkkk.

Juliano

Cadê o Tom Cruise pra ensinar esses caras

Silvano

Deve estar contando dinheiro para encher o tanque da moto.

Putin está cortando o fornecimento de commodities (energia, gás, petróleo, mineral e agrícola) para UE e EUA.

Brasil, China e Índia já aumentaram suas cotas absorvendo 100% do excedente russo. Próximo passo é pagar com uma moeda do BRICS.

Sanções do baidi e da Úrsula conta a Rússia = Lançamento de granada com o tubo do morteiro a 90 graus.

É isso que eu chamo de “Gostoso e Ponto Final”

Rodrigo

Fonte: “alucinações da minha cabeça”

leandro

xings na sua 20 personalidade…fragmentado mode on…

Lauro

O cara escuta as vozes da cabeça dele e vem defender esses países de ditadores, onde faz a própria tropa sofrer, imagina a qualidade de vida da população deles kkkkkk

Teropode 🇺🇦Slava Ucraina

Tiro o chapéu para os Medo-persas , são heróis e fazem milagres mantendo uma máquina tão complexa operando depois de 40 anos de boicote , não há contrabando de peças que daria sozinha jeito nisto , admiro a sociedade iraniana , apesar dos pesares !

Zé lesqui

Se empolgaram .

Andre

Surpresa é esses F-14 ainda estarem voando. Apesar que depois do cacete que deram nos Mig iraquianos, não é de se espantar que os iranianos não largam esse osso.

Rodrigo Martins Ferreira

Outro dia eu vi uma matéria, que nos exercícios no Iran o Tomcat sempre vence o Mig29, este é um dos motivos deles n terem comprados mais Fulcrums

Nilton L Junior

Deve ser aqueles Mig-29S dos Iraquianos e se não estou enganado jah naquela período não era páreo para os F-14.

Andre

Lembrando que esses f14 foram entregues ainda na década de 1970 e nunca mias tiveram qualquer suporte do fabricante.

O mig29 sempre foi uma bela peça de propaganda.

Nilton L Junior

Bem então deve ser por isso que a Ucrânia esta perdendo todos né rsrsrsrs

Rodrigo Martins Ferreira

E nem assim a Rússia fecha a fatura..

Niltinho, para gostar de passar vergonha.

Nilton L Junior

Oia Rodrigo estava com saudade né camarada, mostra ai a fatura com data de venciemento, sem churumelas, pelo menos o mês.

Andre

Pois é. Esse deve ser o principal motivo.

O estranho é que mesmo perdendo todos sempre sai a noticia da perda de mais um…como naquele link que vc mandou, mostrando que a força aérea russa não consegue garantir o domínio total dos céus ucranianos.

Nunca o todo é todo.

Jadson S. Cabral

Compraram tudo o que puderam dos estoques americanos por meio de contrabando até que fossem descobertos e todos os F-14 virassem panela. Recauchutando ali, canibalizando aqui… com muita persistência e a um alto custo dá pra manter sim por muito tempo, porém não para sempre. E é isso que estamos vendo.

Andre

Pois é, e o pessoal acha que só a fab faz milagres com o f5. Os aiatolás fazem ainda mais….

Luiz Trindade

A falha nesses motores é meio que comum neh?!?

Funcionário da Petrobras

Baseado em que, na morte do Goose?

Paulo

Comentário desnecessário em um fato real levantado pelo amigo. Os F14A tinham motores problemáticos mesmo. Basta ganhar dois minutos da sua vida lendo um pouco que vai descobrir…

jota ká

Sim.
Os motores originais (PW) tinham frequentes problemas de estol do compressor, sendo substituídos pelos GE na USN. Os iranianos permaneceram com os motores originais.

Leandro Costa

Sim, os TF-30 dos F-14A eram ‘temperamentais’ para dizer o mínimo. Foram causa de inúmeros acidentes.

Flanker

Sim. Eram bem “sensíveis”. Não aceitavam bem acelerações e desacelerações bruscas.

Last edited 9 dias atrás by Flanker
Andre K

Esses motores já eram ruins no F-111 e ficaram ainda piores no F-14 pelo papel dele de caça e pelo envelope de uso mais complexo. É o que se paga por usar o “estado da arte” que se tinha na época.
O F-14D com novos motores ficaria muito caro (por isso e por outras atualizações) e acabou não entrando em produção.

Leandro Costa

O F-14 nunca foi projetado com o TF-30 em mente. A ideia era outro motor, que não ficou pronto à tempo, então o Tomcat começou à ser fabricado com o TF-30 mesmo. O F-111 não tinha tantos problemas com o motor devido à perfis de vôo bem diferentes e anulação da entrada de ar também diferente. Um bom número de F-14A’s tiveram seus motores trocados, o que deu origem ao F-14A+ (depois redesignado como F-14B). O motor era o P&W F-110, que eliminou todos os problemas com motorização. O F-14D não apenas tinha esse mesmo F-110, mas também tinha eletrônica… Read more »

Rodrigo Maçolla

Tudo verdade Leandro, mas também a informações que um dos motivos p/ aposentar o F-14 foi a manutenção necessária para manter eles voando no final precisava de 36 a 40 horas de manutenção para cada hora de voo, muito por causa do sistema hidráulico e elétrico, Mas na verdade é que depois do F-14D existia um projeto para um Novo Tomcat, já nos anoso 90 era o “Tomcat 21 com muitas atualizações que simplificaria muito essa manutenção, construído também com materiais compostos diminuindo a assinatura radar, novos aviônicos, novo radar APG-71,novo motor F110-129 com TVC, novos sensores FLIR, LERX, etc…,… Read more »

Leandro Costa

Rodrigo, o congresso americano caiu no papo de que o super Hornet, por ser ‘uma versão’ do atual Hornet, seria algo beeeem mais barato de se financiar, o que seria meio verdade. É bom lembrar que as células mais novas de Tomcat foram aposentadas com míseros 15 anos nas costas. O custo operacional teria sim sido bem reduzido caso mais células novas fossem fabricadas e com maior capacidade, mas ele em sua grande maioria sendo ainda da versão ‘A’ abocanhava um custo imenso, que a pouca quantidade de ‘D’ fabricadas/convertidas, jamais foi capaz de amortizar. As diferentes versões propostas pela… Read more »

Rodrigo Maçolla

Acho que assistiram o TOP GUN -2 e tentaram fazer algo semelhante, mais não deu certo….. 🙂 Brincadeira a parte ainda bem que os pilotos se safaram… Uma vez li que existem suspeitas de que estes “Gatos Persas” foram atualizados e usariam motorização Russa , ou seja turbinas russas… Se é verdade não sei mais a julgar pelo longo embargo existente ao IRÃ e o fato de que nem pode mais comprar sobressalentes contrabandeados dos EUA, pois estes não existe mais, Talvez seja verdade pois como manter motores com mais de 40 anos em condições de operação

Régis

Se for verdade sobre usar motores russos é provável que sejam os AL-31F, dos Su-27/30.

Quanto a aviônica não dá pra dizer nada, por enquanto.

Nino

Mas essa turbina cabe num F14?

pangloss

Talk to me, Goose!

Paulo Brics

Seria fantástico ver um F-14 abater um f-35.

Seria um choque geral e um golpe radical nos egos dos israelenses e dos estadunidenses. Principalmente depois daquela cena ridícula em top gun 2 onde tom boy com um tomcat caindo aos pedaços faz uma manobra impossível para este jato e dá uma rajada naquela representação de SU-57.

Teropode 🇺🇦Slava Ucraina

Isso foi infantil e constrangedor 🤔🤔🤔🤔🤔, já procurou ajuda de um profissional ?

Nilton L Junior

Provocações a parte rsrsrsrs, mas as condições para que isso ocorresse teriam que favorecer enormemente do contrário isso seria improvável.
Agora sobre o filme ainda não assisti mas como entretenimento é claro que a ficção nunca vai se comparar com a realidade.

Tutor

Minha surpresa não esse ter falhado, a minha surpresa é esses aviões ainda voando nas mãos dos iranianos.

Teropode 🇺🇦Slava Ucraina

Qualidade longeva do projeto , contra bando de peças e a determinação do perdas …

Fabio Mayer

É um milagre que, passados 43 anos da Revolução Islâmica e sob embargos econômicos severos, especialmente no que diz respeito a materiais militares, os iranianos ainda voem estas aeronaves.

O Irã é um país resiliente…

Últimas Notícias

Último teste hipersônico dos EUA falha após ‘anomalia’

O último teste de uma arma hipersônica dos EUA falhou depois que uma "anomalia" ocorreu durante o primeiro teste...
- Advertisement -
- Advertisement -