segunda-feira, junho 27, 2022

Gripen para o Brasil

Segundo O Globo, FAB reduzirá ainda mais a compra de cargueiros KC-390, de 22 para 15 unidades

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Segundo o jornal O Globo, o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior, em reunião com jornalistas ontem em Brasília-DF, informou que a Força Aérea Brasileira decidiu reduzir ainda mais a compra de cargueiros Embraer KC-390, de 22 para 15 unidades.

O contrato inicial previa a compra de 28 unidades, mas no início deste ano a FAB decidiu reduzir a compra para 22 unidades. A Embraer acabou aceitando o acordo.

O Brigadeiro Baptista Junior disse aos jornalistas “que o problema é a imprevisibilidade orçamentária. Não temos como arcar com isso no curto prazo”.

Segundo o jornal, a Embraer não comentou esta tentativa de redução de contrato, relembrando apenas o que está ainda em vigor. “Em relação à questão contratual com a Força Aérea Brasileira (FAB) envolvendo o avião multimissão KC-390, a Embraer informa que possui contrato com a FAB para o fornecimento de 22 unidades”, informou, em nota.

NOTA DA REDAÇÃO: Esta notícia foi publicada pelo jornal O Globo neste link. Abaixo, uma nota publicada pelo site Infomoney sobre o mesmo assunto:

Embraer (EMBR3)
A Embraer (EMBR3) informou que tomou conhecimento da intenção da União de reduzir unilateralmente de 22 para 15 o número total de aeronaves dos contratos 002/DCTA-COPAC/2014 e 10/DCTA-COPAC/2014, firmados em 2014 entre a União, a Embraer e uma de suas subsidiárias. Não há previsão contratual de redução adicional.

- Advertisement -

245 Comments

Subscribe
Notify of
guest
245 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antonio Cançado

A medida permitirá o pagamento de mais pessoal, além de garantir que não faltem lagosta, caviar, uísque 12 anos (21?) e champagne pra oficialidade.

Allan Lemos

Cuidado, camarada, logo vai aparecer o carinha que adora dar carteirada para falar como você é ignorante por não saber que lagosta, caviar e whiskeys são extremamente necessários para que os oficiais da FAB cumpram bem suas atribuições constitucionais.

Last edited 1 mês atrás by Allan Lemos
Rinaldo Nery

Imagina, marretinha! Esqueceu dos charutos!

ROBERT SMITH

EPA!…. charuto não pode… causa câncer :-/

Marcelo

Kkkk

FB_IMG_16534228369363277.jpg
Agressor's

O problema não são as nossas Forças Armadas e sim o sistema que nos governa, vc pode trocar de governante o quanto for que tudo ainda vai continuar do mesmo jeito que está! Existem pessoas de respeito e valor nas nossas FA’s, mas não é do interesse das potências hegemônicas que o braziu seja militarizado e desenvolvido. Qualquer empreendimento que é realizado por aqui acaba sabotado de alguma forma, por qualquer desculpa! Pois nesse país hoje só se mobiliza recursos pra coisas como fundão eleitoral. A frase “república de banana” nunca fez tanto sentido, Ordem & Progresso não condiz com… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Agressor's
Jadson S. Cabral

E la vem o papinho de inimigo externo… parei de ler aí

Agressor's

Nossos maiores inimigos hoje não se encontram além mar, não usam canhões e sabres, tampouco possuem frotas navais a perder de vista, nossos inimigos estão aqui e usam apenas uma caneta. Temos que parar de pensar em “este ou aquele”, mas sim em soberania e não aceitação do que conosco está sendo feito. Há hoje inimigos internos muitíssimos piores que aqueles externos e que quer nossa liberdade a qualquer preço. A solução dos problemas do nosso país estão em nossas escolhas, nem mais nem menos….

Last edited 1 mês atrás by Agressor's
Ricardo

Considerando as nossas possibilidades de escolha no momento, concluo que estamos todos lascados.

Atirador 33

Nossos inimigos hoje irmão, somos nós mesmos que bancamos calados e estrutura gigantesca de estado ineficiente e a cada 4 anos, assinamos nova folha de cheque em branco para os que nos desgoverna. Nosso inimigo não é externo, nosso inimigo e principal causa do nosso atraso é interno mesmo, americanos, chineses, russos e europeus, tiveram nossos mesmos problemas que nós para desenvolver tecnologia, eles deram um jeito, desenvolveram essa tecnologia, como exemplo: Marinha do Brasil com o projeto nuclear, ninguém transfere, voltamos a bancada e desenvolvemos. demora? sim, mais sai. Do resto concordo com você, existem bons profissionais com capacidades… Read more »

Jad Bal Ja

Mas quanta baboseira, devem ser as forças internacionais que obrigam o Estado brasileiro a gastar todos os seus recursos com aposentadorias e privilégios né?
Aonde esta a sabotagem ai?
O Estado brasileiro é voltado para si mesmo, não trabalha pra população, trabalha unicamente para seus burocratas.

Canarinho

Acho que voce nao sabe como funciona o jogo, existem agentes nos bastidores que atuam freneticamente na politica nacional, defendendo interesses estrangeiros sim incauto. Quem voce acha que fomenta a aprovacao de leis apenas para privilegiar a propria casta? A conversa seria algo….olha aprova a lei la que te beneficia e fica quietinho, e nao mexe naquela lei que traz desenvolvimentos para voces…. ou seja os agentes coibidores ganham e os politicos vendidos e convardes ganham

leonidas

Engraçado isso, pois em pleno Regime Militar o Brasil tinha menos de 25 Miragens para realizar defesa aérea em TODO TERRITÓRIO NACIONAL. A Marinha estava amarrada pela picuinha da FAB em só ela ter aviões de asas fixas. E o Exercito Brasileiro (mesmo depois do Vietnã esfregar na cara a importância de helicópteros no Exercito) não dispunha de aviação alguma. Velho, custa admitir que a mentalidade pequena, de uma nação que não rompeu com aquela visão colonial onde as elites do funcionalismo como oficiais das Forças Armadas, Juízes, políticos, promotores sequestram a maquina pública (a revelida de suas obrigações com… Read more »

Cristiano de Aquino Campos

Na verdade amigo, eram 18 Mirage 3 e 48 F-5. 66 caça supersônicos no total, ainda tinhamos acho que 54 Xavantes sub-sonicos. O que nós dava 120 caças de combate a jato.

Flanker

48 F-5 durante o regime militar? Negativo. Os governos militares encerraram-se em 01/01/1985. Nesta época, a FAB operava os restantes de 36 F-5E e 6 F-5B, que devido à perdas em acidentes, era algo em torno de 35/36 aeronaves no total. Os F-5E/F do 2° lote, ex-USAF, chegaram em 1989/90. Quanto ao Mirage III, foram 17 exemplares adquiridos em 1970 e recebidos em 1972/73, complementados por 3 monoplaces ex-França em 1980 e 2 biplaces, também ex-França, em 1984, para repor perdas em acidentes. Finalmente, quanto aos AT-26 Xavante, foram adquiridas 166 unidades, entregues entre 1971 e 1981. Portanto, no final… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Flanker
José de Souza

F-5 supersônico?

Flanker

F-5 não é supersônico???

Nei

Tá ele não é?

leonidas

Sei que havia os F5.
Bons caças mas não puro sangue para a função de interceptação.
Na época caças especializados ainda eram uma realidade.
E mesmo assim já haviam caças mais eficientes que poderiam ter sido adquiridos.
E vamos convir que o total de caças para uma nação continental como o Brasil e sendo governada por um regime militar estava bem abaixo do que deveria ser.
Enfim, coisas de nações latino americanas né?
Afinal o que sobra entre essas nações é mediocridade quando o assunto é capacidade de defesa…

Heitor

O problema são os dois… Inclusive do generalato que ontem mesmo propuseram que o SUS seja pago e também a Educação Pública… Eles tem direitos e você não! Vai pagar as mordomias deles e das filhas, das esposas, netos deles

Nicolas_SS

Desculpinha esfarrapada para tirar a culpa de si mesmo! A verdade que o culpado é o brasileiro e isso se reflete nos politicos, policiais, militares, professores, mães, pais, filhos, etc!

A alta cúpula dos militares é do mesmo nível que os políticos!

ERNANI BORGES

Já parou pra pensar o quanto pesa no orçamento o transporte de “autoridades” ? Ainda mais neste ano eleitoral.
Acrescente-se a isto os efeitos da pandemia, com transporte emergencial de cilindros de oxigênio e desastres naturais havidos como enchentes em Minas Gerais, no Rio de janeiro, no sul do país, que requereu ações das FFAA…
Tivemos também o resgate de brasileiros na China e no leste europeu com a guerra da Ucrânia, etc.
Também sou crítico da gestão de recursos das 3 forças mas, temos que ser justos com nosso julgamento pois vivemos dias imprevisíveis ultimamente.

Marlos

Eu estava lembrando que a União não pode reduzir um contrato acima de 25%, pois pagaria uma pesada multa e no caso a redução de 25% já foi feita inclusive na época a FAB já queria reduzir para as 15 unidades, mas por conta dessa multa que a embraer não abriu mão foi acordado nas 22 unidades. Como vai ser agora vai pagar a multa? A FAB parece que não tem o mínimo de planejamento.

Neto

Se faz necessário abrir mão de aeronaves do GTE para não abrir mão aqui.

FERNANDO

Mais um grande pequeno projeto brasileiro.
JOGADO NO LIXO.
Nada mais a declarar!!!

Agressor's

Toda vez que eu vejo esse tipo de notícia aqui eu me divirto muito, porque esse tipo de coisa acontece em nosso país desde quando foi “proclamada” essa república oligárquica em que vivemos. E todo mundo sabe a razão, mas o povo sempre se mostra surpreso e age como se isso nunca tivesse acontecido antes. As pessoas sempre se mostram perplexas e ficam indignadas!

Ordem & progresso? Bem, deixa quieto…

Last edited 1 mês atrás by Agressor's
Allan Lemos

Já disse isso várias vezes aqui, a república foi a pior coisa que poderia ter acontecido ao Brasil e feriu de morte o grande futuro que o país deslumbrava.

O povo pagará para sempre o preço de não ter pegado em armas e lutado contra o golpe.

Agressor's

O brasileiro precisa conhecer sua verdadeira história! Há anos nas escolas contam meias verdades recheadas de interpretações errôneas e mau intencionadas. Omitem a origem das nossa cultura e tradições, querem um país desunido cheio de preconceitos e divisões para melhor governar em proveito próprio. Desconstrução da história é o que querem, um povo sem história não tem pelo o que lutar. E o brasileiro precisa dar mais valor a sua história! Precisamos conhecer melhor e mais a fundo sobre nossa história para quando vermos um líder da nação batendo continência à outra bandeira ou louvando o hino da “internacional socialista”,… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Agressor's
José de Souza

Gente “mau” intencionada tem que voltar pra escola mesmo…

Neto

O problema da casa dos Pedrinhos é que viveram sobre a escravidão.
.
Mas com o golpe militar que os derrubou, e os deixou vivos (os que estavam, obviamente), o fez por causa da quebra do paradigma da escravidão.
.
O problema oligarquico, que mama nas tetas do tesouro é histórico e, infelizmente, constante.
.
Militares ou não.

Jadson S. Cabral

Eu voltaria um pouco mais no tempo. Tolice achar que os problemas do Brasil começaram na república. Eles sempre estiveram aí. A gente só mudou o sistema. Aliás, nós não, já que não foi um movimento popular e o povo não teve a menor participação nisso

Last edited 1 mês atrás by Jadson S. Cabral
Agressor's

O Brasil começou a dar errado quando essa república em que vivemos foi proclamada. Quando Dom Pedro II foi deposto, o presidente estadunidense da época disse: “morreu a ultima democracia da América do Sul”. O problema do Brasil começou quando foi proclamada a república. Dom Pedro II foi o maior líder da história do Brasil, nunca aceitou aumento de salário, sempre ajudou os pobres, sempre viajava pelo mundo atrás de inovações tecnológicas para trazer para o Brasil. Tínhamos um monarca de primeiro mundo mas o Brasil ainda estava se formando e era profundamente agrário, o Império iniciou a transição para… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Agressor's
Claudio Moraes

Jadson S. Cabral é verdade que os problemas do Brasil vêm desde antes. Mas também temos que admitir que depois da República, esse problemas aumentaram mais ainda.

leonidas

Não sou monarquista, apesar de entender que houve uma grande injustiça com a familia imperial.
Mas se o Brasil tem o tamanho que tem hoje, isso se deve ao império.
Fosse um estado sem monarquia os clãs politicos da época que hoje são representados por gente boa como os: Calheiros, ACM, Arraes, Collor de Mello, Sarneys etc etc etc
Teriam cada um pegado seu pedaço e montado suas respectivas repúblicas…

Fawcett

Um dos maiores erros dos monarquistas atuais é acreditar que o país seria perfeito sem a proclamação da república. Que Dom Pedro II era um bom estadista ninguém duvida, mas só isso não garantia a continuidade do regime. Aliás foi a própria monarquia que plantou as sementes da sua ruína. O que determina o destino de um povo não é o sistema político adotado mas sim a mentalidade da sua população. Em um regime democrático a classe política apenas um reflexo do povo: se o país hoje é uma cleptocracia basta olhar os valores culturais e sociais praticados pelo povo.… Read more »

Marcos

E pra fechar com chave de ouro… O Brasil não vai fabricar o Gripen F

Parabéns aos envolvidos, impossível tankar o Bostil

Saldanha da Gama

Se fizeram o contrato só de boca ou não existia uma cláusula específica é uma coisa, se o BRASIL abriu mão, é outra coisa….

Clésio Luiz

Vai fabricar as unidades monoposto, que terão muito mais unidads fabricadas e ira gerar mais trabalho para a Embraer.

Jadson S. Cabral

E VOCÊ ACREDITA NISSO??? Você está lendo mesmo as ultimas notícias??? Isso é papo pra enganar bobo, meu amigo! BOBO. Daqui a 2 anos (se muito) vem alguém e diz que precisa reduzir a encomenda de Gripens pq a curto prazo o orçamento não aguenta por causa da “imprevisibilidade”.

Henrique

Eu sempre achei o contrato do Gripen exagerado.
Deveria-se ter optado por uma produção sob licença modesta desde o início e o pessoal desdenhava de mim, mas a realidade se impôs.
Não adianta, nosso orçamento (principalmente porque uns 85% é gasto de pessoal) é muito modesto pra querer desenvolver em grande profundidade equipamento militar.

Last edited 1 mês atrás by Henrique
leonidas

Velho, no inicio do programa FX falava-se em um número de caças na ordem de 100/120 até ouvi dizer em 150.
Neste nível de aquisição faz sentido ter linha de produção no Brasil.
Mas um programa que se arrastou por mais de 20 anos para comprar em dois lotes um total de 66 caças (se tudo der certo) não faz mesmo sentido ter linha de produção.
Vai que entre um novo governo e faça com o programa o que este esta fazendo com o KC 390?
Não dá para levar a sério nação deste tipo…

Adriano Luchiari

O problema não é só comprar, é manter. As conjunturas mudam, quem encomendou à época 28 unidades sabia que seria uma quantidade bem maior do que os C/KC-130 a serem substituídos ao longo dos anos e mesmo assim apostou alto. Essa quantidade pretendida vai suprir muito bem as necessidades da FAB, ainda mais com a incorporação dos KC-30 no Corsário em um futuro próximo. Pragmatismo louvável do atual comandante.

Pedro Fullback

Já olhou o tamanho do nosso país? Já viu a responsabilidade da FAB com o nosso país?

Tutu

O que é uma força aérea deficitária para um país onde tudo é deficitário.

Clésio Luiz

Exato. Prioridade deve ser os Gripens. Aviação de transporte está sempre em segundo lugar em qualquer força.

Pedro Fullback

De quais países você está falando? Um esquadrão de transporte está no mesmo patamar que um esquadrão de caças no Brasil. É impossível você deslocar um Gripen de Canoas para Manaus sem uma aeronave de transporte para te dar apoio! Não somos a Espanha, temos um país continental!!

Allan Lemos

Ele deve estar achando que os suprimentos poderão ser enviados de iFood.

Jose

Talvez isso seja verdade para um país pequeno, mas não para o Brasil, temos países muito menores que o Brasil com frota de transporte muito maior. Infelizmente o ideal seria termos uma frota consistente de aviões táticos e estratégicos, mas com 80% do orçamento gasto em salários e pensões fica difícil. Necessário é criar mecanismos para termos investimentos perenes em equipamentos e manutenção, bem como buscar atualizar a forma de incorporação das tropas, buscando reduzir e profissionalizar o contingente, talvez através de contratos como acontece em outros países. Infelizmente os comandantes estão mais preocupados em manter o status quo, seus… Read more »

Luís Henrique

Esta equivocado. A FAB possui a 5a maior frota de aeronaves de transporte do mundo com 125 aeronaves. Só fica atrás de EUA, Rússia, China e Índia. O Japão possui 59, Alemanha 43, Reino Unido 40. Já em relação à Caças o Brasil está em 47o lugar, ou seja, existem 46 países com mais caças que nós. Há mais de 20 anos eu debato sobre o tema em fóruns e as maiores críticas à FAB sempre foram essas: so investe em aviões de transporte e não possui caças o que originou o apelido de TAB Transportes Aéreos do Brasil. Graças… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Luís Henrique
A6Mzero

A frota de transporte apenas da JASDF é de 80 aeronaves com mais 13 já encomendadas, isso além da frota de asa fixa do JGSDF (exercito) de 26 aeronaves e mais 29 da JMSDF (marinha)…

A Inglaterra também tem um grande frota de transporte divida entre os componentes de sua forças.

Já a Alemanha tem 53 aeronaves de transporte com mais 25 já encomendados, mas comparando sua dimensão territorial com a Brasileira temos um território muito maior para cobrir.

Luís Henrique

Que seja, mas nao da para falar que estamos péssimos em aeronaves de transporte. Ja em caças temos uma quantidade muito pequena. Por isso acho que o comando da FAB acerta quando prioriza mais caças Gripen em vez de kc-390.

Felipe Morais

“prioridade deve ser o Gripen”. Lote planejado = 108 unidades com meteor e A darter, com fabricação nacional. ato 1) Alguém viu o A darter por aí? Não só não falam nada do míssil, cujo investimento foi de U$ 150 milhões (??) como adquiriram outro míssil para a mesma função. ato 2) “vai haver só um segundo lote”. ato 3) “o segundo lote vai ser menor do que o previsto”. Sério, que a prioridade tem sido o Gripen? Quantas estruturas foram revistas/diminuídas desde quando o Gripen foi anunciado? Qual foi o planejamento para redução de pessoal? Quais foram os esforços… Read more »

JSilva

Exato, não há mudança de status quo, eles querem fazer uma limonada com meio limão, aí não dá.
É preciso um estudo para rever a estrutura de gastos da Força, é sobre isso que os repórteres e os cidadãos deveriam questionar o comandante.

Last edited 1 mês atrás by JSilva
Rodrigo

Aviação de transporte em segundo lugar?? Você com toda certeza não sabe o que é LOGÍSTICA e o impacto da mesma em campo de batalha.

leonidas

A logística ou ela vem junto com a força ou não precisa vir mais.
Em termos militares ou vc tem as duas ou não tem nenhuma…

Drakken

Não apostou alto, creio que foi a quantidade acordada para Embraer ter lucro de um novo projeto, porque acha que a Embraer esperneou tanto pra não reduzir, os caras prometem uma coisa, cumprem outra e o prejuízo cai no colo de quem? difícil ser um parceiro da Defesa Nacional, Avibrás sabe bem.

Adriano Luchiari

A FAB pagou pelo desenvolvimento do projeto à EMBRAER e fez a ela uma encomenda inicial. A produção do 390 não é exclusivamente dedicada à FAB. O que a EMBRAER está fazendo para vender essas aeronaves no mercado internacional além das que estão em fabricação para a força aérea de Portugal?

Last edited 1 mês atrás by Adriano Luchiari
Patriota

Avibrás quase falindo enquanto os marechais de contracheque felizes com a gorda aposentadoria que vão receber.

Jadson S. Cabral

Ala, é como eu digo. Sempre tem aquele trouxa com síndrome de Estocolmo que engole tudo o que dizem…

Carlos

Pensasse Antes de Assumir o Contrato ,agora , o dinheiro vai de qualquer jeito.
Esse Comandante é Uma Piada ,

Patriota

Até parece.
O Brasil tem 22 milhões de quilômetros quadrados de espaço aéreo para defender. A “Aviação Naval” é uma negação,com apenas 6 “aviões” de 1955.
Se você acha que 35 caças dá conta…acho que precisa tomar um remédio.

Camargoer.

Caro Patriota. Isso depende do tipo de ameaça que o país sofre. O tamanho do território não é a principal variável. Quais as ameaças que o país sofre e qual a estratégia de enfrentamento? O tamanho das forças armadas são definidas por estas duas perguntas.

Gilson

Concordo plenamente com Adriano Luchiari.

Willber Rodrigues

1- se tivesse comprado logo o último modelo do Hércules, ou outro cargueiro qualquer, teria-mos economizado bilhões do dinheiro suado do contribuinte com o P&D disso, com a “desculpa” de “soberania nacional” ou “gerar empregos”…da mesma maneira que os IKL e 90% das desculpas de “ToT” que jaa tivemos.
2- com um histórico desses de corte pelo próprio país que o fabrica, alguem ainda acredita que mais alguem vá comprar esse cargueiro lá fora?
3- se essa grana for direcionada pra mais caças de Gripen num segundo lote, então, beleza, fazer o quê…

José Carlos da Silva Peixoto

Concordo !!!!!!

Jadson S. Cabral

Gripen??? Daqui a pouco começam a cortar tbm pq o orçamento “imprevisível” não permite a curto prazo. Já desistiram inclusive de fabricar o F aqui, sob a desculpa de que fabricando o E as entregas seria mais rápidas (???). A ideia não é fazer devagar para manter a linha de produção por mais tempo enquanto arruma dinheiro pra fazer mais??? Partindo desse pressuposto essa desculpa não faz o menor sentido. A menos que vão encomendar vários outros lotes, o que eu tenho certeza que não ocorrerá, dado o histórico

Willber Rodrigues

Ainda lembro de uma época em que se falavam em 120 Gripens e em 3 lotes.
Depois foi pra 100.
Depois 90.
E agora só se falam em 70, e ninguem mais fala em 3° lote…

Curioso, não?

Jadson S. Cabral

Pois é… já se fala agora em 66. Aparentemente o segundo lote seria de 26. Vamos fazer um bolão pra acertar quando vão fazer a próxima redução. Quem acertar o número final de Gripens leva prêmio extra.

Willber Rodrigues

Perceba que o suposto n° de Gripens num suposto 2° lote foi menor do que a quantidade de caças do 1° lote.
Daqui a pouco se falam em 25.
Depois 20…
E conseguiremos 15, e “está tudo bem, porque somos potência militar na AL”.

JSilva

Pois é, e tem uma galera que acha um absurdo quando se fala em um planejamento que substitua esse extinto 3° lote por caças de segunda linha à reação, que aqui só é tratado como um luxuoso LIFT.
Essa é a realidade, temos torcer para que esse 2º lote com 26 Gripens realmente saia.

Tutu

Gente, sejamos honestos, o Brasil que encomendou esses aviões não é o mesmo de hoje.

Jadson S. Cabral

Pra todos os efeitos, não é mesmo não. Há quem diga que hoje temos idiotas, vendidos, sem a mínima preocupação com os interesses do país no poder. Eu me reverso apenas ao direito de concordar

Henrique

Com menos de 10% do orçamento destinado à aquisições não dá para esperar um grande incremento no material das FFAA.
O pessoal desenvolvimentista não gosta quando falo que não é viável desenvolver material de defesa no BR, mas está notícia mostra que falo a verdade.
Na última década as FFAA tiveram um ligeiro aumento no orçamento, e o quê fizeram? Criaram enormes projetos que hoje são inviáveis, constituem verdadeiros buracos negros que inviabilizam futuras aquisições.

Last edited 1 mês atrás by Henrique
Patriota

Não.
Tiveram um aumento no orçamento e foram botar o dinheiro na conta dos marechais de contracheque. Compraram lombo de bacalhau,cerveja,picanha,whiskey 12 anos,lagosta e agora ficam se vitimizando falando que não tem investimento.

Pedro Fullback

Logo de cara, a FAB encerrou 3 projetos importantes para o desenvolvimento do nosso país. Podemos chamar de aeroclub e colocar no mesmo patamar que os políticos?

Jadson S. Cabral

E de pensar que vínhamos elogiando muito. Vou tomar vergonha na minha cara e nunca mais acreditar em qualquer coisa que venha dessa galera. Vou ficar sempre com os dois pés atrás. De mim eles não recebem mais um elogio

Pedro Fullback

” A FAB é a melhor entre as três forças” Papo furado.

Patriota

É porque ela prioriza a indústria nacional (Embraer,Avibrás,Mectron)…,ela tem equipamento relativamente moderno e ela é mais bem preparada (CRUSEX) e interceptações bem sucedidas,diferentemente da Marinha,que ficou com medo de abordar o navio espião russo Yantar quando este invadiu o Brasil em 2020.
Contudo,ela está avacalhando com essas promessas não cumpridas.

Camargoer.

Olá Pedro. As três forças têm o mesmo grau de profissionalismo

Jorge Augusto

Quer dizer, nenhum.

Camargoer.

Caro Jorge. Baixo.

Jadson S. Cabral

Meu deus kkkkkkkkkkk podem enterrar a industria brasileira. Olha aí o (des)governo que ia investir nas forças armadas. E alguns ainda insistem em dizer que o Brasil está bem melhor

Pedro Fullback

Me desculpa, companheiro. Mas eu acho JUSTO o Governo Brasileiro e a Sociedade Civil não querer doar 1 real para as forças armadas. Eles ocupam a posição 4 dos maiores orçamentos do Governo Federal nos últimos 30 anos. O problema, é que eles preferem gastar com regalias, benefícios e salários ao invés de Defesa Nacional. O problema não é dinheiro!!

Jadson S. Cabral

Mas eu não estou defendendo aumento de orçamento não. Mas cobrar eficiência das forças armadas é um dos papéis do governo federal. Se o orçamento é perene, vai lá no congresso cobrar regularidade. Edita medidas pra enxugar gastos, cortar pessoal e aumentar eficiência. Mas não… a proximidade do presidente com as forças armadas foi só pra aumentar salário e encher o governo de militar pra ganhar salário acima do teto.

Pedro Fullback

Não é só do Governo Federal, mas do congresso como um todo e também, da sociedade civil. Mas a conta fica para os militares que gastam dinheiro do trabalhador brasileiro como se fosse nada.

Patriota

Vide os marechais de contracheque.

Slow

Como se não tivesse bastado a farsa jato ter acabado com indústria naval .. ..
😟

Felipe Morais

olha aí. Esse é um dos efeitos colaterais dessas decisões esdrúxulas e desse governo que não só não fez nada de útil, com raras exceções, como conseguiu retroceder em vários pontos.

Essa galerinha boa se acha no direito de tecer esses comentários ridículos como “a lava jato acabou com a indústria naval”, tendo como pano de fundo a omissão da responsabilidade dos pilantras que surripiaram o Brasil e foram descobertos pela operação.

Slow

Olha o tanto de casos de corrupção que existe na Lockheed Martin e os EUA sempre protege ela …

Não se pode quebrar um patrimônio nacional por causa de algum caso de corrupção ..

Nei

Pode, deve. Crime nenhum pode ser esquecido e não julgado. Cabeça de maionese.

Leonardo

Mas ontem não foi apresentado pelo próprio cmdt um slide com o cronograma de entrega das 22 aeronaves?

Pedro Fullback

Pois é! Para você ver o amadorismo da FAB. Não estamos tratando de uma instituição qualquer, mas de uma força que vai DEFENDER A SOBERANIA NACIONAL. É muito amadorismo.

Jadson S. Cabral

Como é que alguém quer que acreditemos em desenvolvimento da industria nacional, em transferência de tecnologia e projetos estratégicos desses jeito???
Ah, não tem dinheiro? Problema do governo! Vai no congresso! Faz um escarcéu! Diz que tem programas importantes a serem honrados e que se o governo não cumprir com o que foi acertado muita gente vai ficar desempregada e a gente vai ficar sem indústria. Corta na carne! Mas não… mais fácil mandar a industria nacional e todo o dinheiro investido pra pqp mesmo

Jadson S. Cabral

Parece até piada (e é, pois vivemos numa piada chamada Brasil), mas como que. FAB fechou um acordo para 22 aeronaves há menos de 6 meses depois de toda uma confusão desnecessária e agora quer reduzir ainda mais??? Parece até que estão tentando sabotar a Embraer. Não é possível

Alexandre Fontoura

Não foi o que o brig. Baptista Junior disse. Serão 22, entregues até 2034. Ele até exibiu o gráfico, com o cronograma de entregas, ano a ano.

Leonardo

Pois é….

FAB_Press_Comando_AeronauticaIMG_3363-750x563.jpg
Henrique

Uma, duas ou três aeronave(s) por ano até 2034, meu Deus…

Flanker

Não adianta colocar mais aeronaves entregues anualmente, se o orçamento não for suficiente para pagar.

Kornet

Olha a fonte Globo que joga contra governo e o Brasil.
O número explanado pelo comandante foi de 22,mas a mentirosa mor da nação tem que inventar notícias contra o governo, pois não recebe mais seus bilhões do contribuinte.

Maurício.

Esses gráficos da FAB é para inglês ver, o do Gripen mudou umas 3 vezes já.

Willber Rodrigues

Se gráficos/cronogramas valessem de algo no Brasil, o Alvaro Alberto teria sido concluído…ano passado, segundo o cronograma original.
Daí você percebe o quanto planejamento e cronogramas tem valor por aqui…

Nei

Aditivos (palavra-chave)

Sensato

Também estou achando algo de estranho nessa “notícia”. Ontem teve uma live de uma revista antiga e conhecida da área e ele mencionou sobre o cancelamento do conceito do Stout, do número de 26 Gripens no próximo lote mas nada sobre essa redução de KCs. O repórter do Globo foi o único que entendeu certo ou foi o único que entendeu errado. Prefiro aguardar antes de concluir algo.

Jadson S. Cabral

Hoje tem laive da mesma revista já falando sobre isso

Frederick

Esse Ministro da Aeronáutica…

Jadson S. Cabral

A imprevisibilidade não é só orçamentária não. O comando das forças armadas são tão imprevisíveis quanto. Até mais de bobear. Elogiamos muito e muito cedo. Bem que minha mãe diz pra tomar cuidado com essas coisas… Mulher sábia!

Allan Lemos

que o problema é a imprevisibilidade orçamentária.

Claro que é. O fato da maior parte do orçamento ter que ser comprometido todos os anos porque os comandantes das três forças se recusam a reduzir o quadro de pessoal por questões de ego e/ou burrice não tem nada a ver com isso.

jota ká

Não tem dinheiro para 2 esquadrões (equivalentes a batalhões no exército) de cargueiros táticos.
Mas tem dinheiro para manter 81.000 militares… e tudo o que isto representa em passivos futuros (uns 50/60 anos de proventos de inatividade e pensões no topo da carreira).

Jadson S. Cabral

Mas eles estão se sacrificando pela nação, coitadinhos. Eles são de uma classe especial, como diziam durante a reforma da previdência… eu queria me sacrificar desse jeito

Marcelo

O governo americano vendo esse slide da Embraer mantendo a linha do kc-390 aberta para produzir 1 aviao ao ano deve ta morrendo de rir e doido pra embarga algum componente desse avião para matar logo um concorrente do seus produtos

FB_IMG_16364715874299802.jpg
Jadson S. Cabral

Os americanos não precisam embargar nada pra matar o projeto não, nós mesmos já nos encarregamos de fazer isso se essa notícia realmente se confirmar. E eles devem estar rindo justamente por isso.

Jadson S. Cabral

Escrevi esse texto em outro post e vou replicá-lo novamente, pois quem tenha discordado na ocasião talvez já pense que eu tenha razão. Como todo o respeito que tenho aos militares, mesmo porque o problema não é exclusivamente militar, mas sim do funcionalismo como um todo, é mamata sim. O problema do brasileiro é que ele quer deus pra si e o diabo para os outros. E daí que o Brasil é um país cheio de problemas onde o salário mínimo mal dá pra alguém sobreviver? Eu quero receber 26 mil reais + um monte de benefício porque eu estudei… Read more »

Vitor

Os tentáculos da casta politica chegou nas F.A.

Mauro

Não é novo. As Forças Armadas brasileiras sempre foram politiqueiras.

Allan Lemos

Não chegou, nunca saiu. Leia as notícias, os militares têm um projeto de poder até 2035. Essa é a verdadeira preocupação deles.

Camargoer.

Olá Allan. Aliás, que documento mequetrefe. Li ontem.

Nascimento

Se for feito com o mesmo planejamento dos programas de aquisição deles, nem é pra se preocupar… Rs.

Camargoer.

Olá Nascimento. Sou meio rato de biblioteca. Este documento elaborado pelos militares é muito ruim. A ideia de imaginar um futuro fictício e descrever como se chegou até ele para servir de planejamento é uma técnica válida, mas as premissas colocadas são genéricas e falta uma discussão de causa-efeito que possa basear basear as afirmações. Falta contextualização. Além disso, algumas premissas parecem-me erradas.

Camargoer.

Para mim, é um texto anacrônico que reedita a doutrina de segurança nacional, agora contra o “globalismo” (seja lá o que isso signifique) ao invés do velho comunismo soviético.

Vitor

Vi ontém está matéria, querem mais cobrar pelo serviço do SUS aos brasileiros .

Camargoer.

Caro Vitor. É uma visão tacanha do que significa o SUS. Só faltou escrever que saúde universal e gratuita (como preconiza o SUS) é coisa de país comunista. O problema desta premissa (passar a cobrar ressarcimento pelos serviços do SUS) demandaria uma reforma constitucional, já que é o direito á saúde aparece com cláusula pétrea. E no documento não se menciona que tivesse ocorrido uma Assembléia Constituinte (está é apenas uma das várias contradições do documento)

Camargoer.

Caro Vitor. As forças armadas brasileiras sempre interferiram no processo político do país, com resultados desastrosos. Nos 30 anos desde a promulgação da CF88, o país estava indo bem, com problemas normais de ciclos econômicos e disputa política democrática. Voltaram a dar palpite e desandou tudo de novo.

Jadson S. Cabral

Pois é…

JSilva

E o pior é que estamos num ciclo vicioso, você tem muita gente pra pouco equipamento, num setor em que os equipamentos são mais importantes que o pessoal. Sem equipamentos suficientes para tanto efetivo o que é que sobra pra fazer?
Se meter na política…

Camargoer.

Olá JSilva. Tanto o material quando o pessoal treinado são importantes. Contudo, o que acontece nas forças armadas brasileiras (comparativamente à outros países com gastos em defesa parecidos) é que existe muito mais pessoal que equipamento disponível, o que compromete a aquisição de material moderno e prejudica o custeio. Há quem defenda o aumento dos gastos em defesa de 1,3% para 2,0% para elevar os gastos com aquisição e operação. Outros (eu incluído) defendem a redução do tamanho do efetivo para equilibrar os gastos em 1,3%. Uma vez que as forças armadas consigam organizar os seus gastos e equilibrar as… Read more »

Henrique

Uma marinha com efetivo quase duas vezes ao da marinha francesa. Como se justifica isso? Como eles tem cara pra se dizerem muito mais eficientes e honestos que os civis?

Camargoer.

Caro Henrique. Mesmo considerando que a MB tem uma divisão de fuzileiros, o que os franceses não tem, não há justificativa para a MB ter cerca de 75 mil tropas. Eu já fiz uma estimativa para a MB operar todos os navios de seu inventário, manter uma divisão de FN e todos os serviços de terra (saúde, pesquisa, educalção, manutenção), demandaria no máximo 50 mil. A FAB tem 25 mil servidores no DECEA que devem ser excluídos da comparação. Seria ótimo estimarmos se a FAB precisa de 50 mil tropas para operar toda a frota que ela tem no inventário… Read more »

Arthur

Muito cuidado nesta hora. A FAB não pode terminar como a nossa marinha, que sonha alto e depois toma chá e realidade. Até 2013 a MB pretendia construir 2 porta-aviões. Agora, sequer um navio patrulha oceânico.

Jadson S. Cabral

Acho que eles sempre foram iguais. A gente que gosta de se enganar

Felipe Elias Maia

Procede essa informação? Nos slides apresentados havia uma linha do tempo até 2034 com 22 aeronaves entregues.

Jadson S. Cabral

Isso só prova o amadorismo gritante da FAB.

Camargoer.

Caro Jadson. O problema é estrutural das forças armadas como um todo. Não é a FAB, a MB ou o EB. São as forças armadas (perdulárias, ineficientes e anacrônicas).

Nascimento

Exatamente. Disseram que iriam desativar o AH-2 Sabre pra comprar HH-60 e até agora NADA.

Esses cortes do KC-390 também não significarão NADA no longo prazo. Sabemos muito bem que esse dinheiro vai virar salário. Quando foi diferente?

Last edited 1 mês atrás by Nascimento
Rinaldo Nery

Entende TUDO de orçamento federal, SIAFI…

Jadson S. Cabral

Sim, eu não discordo. Especifiquei a FAB porque estamos falando dela e talvez porque passamos muito tempo repetindo o mantra de que a FAB era a força mais pé no chão, mas parece que estávamos errados, pra variar

Camargoer.

Olá Jad. Acredito que as três forças apresentam o mesmo nível de competência.

Jeferson

Daqui a pouco vão comprar apenas uma aeronave, mas a grana para as regalias (leite condensado, bebida, picanha, lagosta, pensões, salários elevados e artigos de natureza sexual) estão garantidas…e brasilzão.

Last edited 1 mês atrás by Jeferson
Jadson S. Cabral

A propósito. Lembram dos 50 helicópteros que já estavam acabando as entregas e todo mundo estava preocupado pois se o governo não fizesse mais, a helibras ficaria sem trabalho e a transferência de tecnologia ia pro saco? Pois bem, não só não vão comprar mais como reduziram o contrato tbm. Menos 1 helicóptero pra cada força.
Brasil, pátria mamada!

Samuca cobre

Reduziram mas vão comprar no lugar 27 esquilos zerados, 15 para a Marinha e 12para a FAB, fora o contrato de manutenção com o Exercito por que você não dá a notícia inteira??

Last edited 1 mês atrás by Samuca cobre
Jadson S. Cabral

Esquilo e programa de manutenção kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Flanker

27 Esquilos que são mais úteis e necessários do que 1 H-36 na FAB, 1 AH-15B (trocaram 1 unidade da versão de ataque – seriam 5 e agora serão 4) na MB e 1 HM-4 no EB. Trocaremos 3 aeronaves por 27 e a extensão do contrato de manutenção dos HM-4 no EB. Tem Esquilo na MB hoje que foi entregue em 1979! Com esses 15 Esquilo novos, a MB reequipa o HI-1, o HU-1 e remaneja as células menos voadas dos atuais UH-12 para os 3 esquadrões distritais que operam o modelo. Assim, renova a frota e a mantém… Read more »

Jadson S. Cabral

Que Pensassem isso antes de assinar o contrato então. Ora essa! Depois de gastarmos tudo o que gastamos me vem com essa? Só falta dizer que não precisavam das unidades que receberam tbm.
Daqui a pouco a FAB vai cortar Gripens em troca de manutenção, o EB vai trocar Guarani por LMV, a MB vai trocar Scorpene por navio patrulha e ainda vai ter gente defendendo essas sandices, esses verdadeiros crimes

Flanker

A questão do H225M já foi discutida exaustivamente aqui. Foi escolha do inominável e empurrada de cima para baixo. E, tu concordando, ou não, os 27 Esquilos serão muuuito mais úteis do que esses 3 H225M. E o que foi gasto não muda, é o mesmo para 50 H225M ou 47 H225M + 27 H125.
Quanto à cortes e trocas de gastos em um equipamento por outro, não é novidade aqui e em qualquer outro lugar.

Tutu

Que transferência de tecnologia, o HXBR é o pior programa conjunto das forças, comprou um produto natimorto, caro e pagou por transferência de matriz para filial.

Jadson S. Cabral

Das coisas que a gente inventa por aqui

Flanker

Onde o Tutu está errado??

Jadson S. Cabral

Eu não disse que ele está errado. Eu endossei o comentário. Disse que essa é uma das coisas que a gente inventa por aqui, transferência que não serve pra nada além de pagar mais caro e ainda pra não honrar os contratos

Flanker

Certo. Desculpa por não ter entendido.

RPiletti

Nem um pouco surpreso se daqui alguns forem no deserto comprar C-130…

Zé bombinha

Em alguns anos as forças armadas brasileiras estarão indo as comissões em Brasília pedirem aumento das provisões para o cumprimento do pagamento dos soldos e não para apresentarem os planos das forças. Vergonhosamente a cada ano saem dezenas de concursos para pessoal em ambas as forças. Vergonhosamente as forças estão somente mostrando bandeira em desfiles e iludindo que temos capacidade de defesa. Vergonhosamente sequer vêem o mundo como está cada dia mais tenso e improvável de voltar a paz sem uma terrível aventura. Vergonhosamente não são orgulhosos de sua pátria e zelam por ela… São sim gananciosos ao ponto dos… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Zé bombinha
carvalho2008

https://www.aeroflap.com.br/fab-novo-lote-de-cacas-gripens-devera-ter-26-avioes-afirma-comandante/

ao mesmo tempo começaram a surgir noticias da confirmando 2o lote de 26 Gripens

Last edited 1 mês atrás by carvalho2008
Vitor

Essa redução não ficou clara na apresentação. Foi informada a possível diminuição, mas já se pode constar que diluiram o prazo de entrega até 2034 das 22 unidades.

Foxtrot

Enquanto a FAB incrementa a compra de MTTR,s e Gripens ( 0 primeiro desnecessário) reduz os KC,s-390.
Olha a conta dos MTTR,s inúteis aí.
FAB, a maior incentivadora da indústria internacional de defesa no Brasil .

Camargoer.

Olá Fox. Concordo com você, Tenho insistido que o momento era inadequado para gastar cerca de R$ 500 milhões em dois aviões, cujas operações de REVO poderiam ser feitas pelos KC390 e de transporte de longa distância por meio de fretamento.

Tutu

Os dois aviões por enquanto só custaram 80 milhões, 40 cada um, não se compra nem um KC por esse valor.

Camargoer.

Caro Tutu. São US$ 80 milhões, ou R$ 385 milhões pela aquisição dos aviões. Ainda falta a modificação dos aviões para se tornarem abastecedores aéreos. Segundo o orçamento federal aprovado ano passado, a FAB reservou R$ 500 milhões para este programa.

Foxtrot

Olá Camargo, escrevo isso desde quando anunciaram a intenção de compra.
Mas bom senso nunca é ou foi o forte dos militares modernos e grande parte da população do fórum.
Agora é esperar para ver onde irão usar os MTTR,s “estratégicos”.
Te dou uma chance para adivinhar.

Camargoer.

Olá Fox. Verdade. Acho que já dá para apelidar o avião de “aerobolso”, mas temo que vão dizer que minha implicância é como presidente ao invés do avião. riso.

Flanker

Tu escreve errado e te repete. É MRTT, não MTTR.

Foxtrot

Obrigado Flanker.
Vou informar meu corretor de textos .

Flanker

Teu corretor de texto é bem excêntrico. O meu não corrige para MTTR quando escrevo MRTT….Corretor de texto…sei….

Foxtrot

Pode ser o corretor ou eu que digitei rápido, porém a ordem dos produtos não altera os fatores!😉

Flanker

Vocês continuam insistindo em algo que não tem fundamento. As premissas de vocês são falsas. Comparem bananas com bananas e não com maçãs.

Camargoer.

Caro Flanker. Sobre comparar bananas com maças, sim é possível. Em matemática (fundamental) havia aquela ideia que não se podem somar maças e bananas. Hoje, essa frase foi banida porque é possível sim somar maças e bananas desde que o problema seja somar frutas. Sobre o KC30, a discussão é sobre o momento ser adequado ou inadequado para consumir cerca de R$ 500 milhões em duas aeronaves que farão 90% (ou mais) de missões que poderiam ser executadas com os atuais meios da FAB ou por meio de fretamento. Aliás, se o a justificativa for buscar vacinas, como aparece no… Read more »

Flanker

Mas, aqui o problema não é somar frutas. Um é bana e o outro é maça. O que tu encontra numa fruta, não encontra na outra. Tu entendeu o que eu quis dizer, então não complica…
As missões não são tão simples como exemplificado. Leia sobre transportes estratégicos desta categoria e os compare com transportes táticos. Vai te esclarecer….pelo menos, espero que sim!

Foxtrot

Tá, concordo com você em se falando das diferentes missões para transporte tático e estratégico.
Mas me informe por favor quais as necessidades urgentes de transporte estratégico da FAB?

Wellington Góes

Nesse ponto concordo contigo.

Flanker

Divergimos em muitas coisas, mas em algumas eu tb concordo contigo.

Foxtrot

Sério ?
Nós esclareça com seus fundamentos técnicos então !

Flanker

Leia sobre missões estratégicas e tåticas, suas diferenças, os meios empregados e suas características.

Jadson S. Cabral

Acho que uma coisa não ter a ver com a outra não. Vai me dizer que 7 KC-390 pagam 2 a330 usados de 80 milhões???

Camargoer.

Caro Jadson. Um KC390 novo está cotado entre US$ 50 e US$ 60 milhões. Contudo, os contratos de venda dos KC390 e dos C130J incluem sobressalentes, apoio logístico e treinamento, elevando o custo unitário. Por exemplo, o Egito comprou 12 C130J por US$ 2,2 bilhões via FMS (isso é equivalente a US$ 180 milhões). Duvido que um KC390 custe isso para a FAB.

Jadson S. Cabral

O que sempre ouvi falar é que um KC-390 saia por volta dos 80 milhões, acho que com alguns serviços já inclusos.

Wellington Góes

Fox, é o seguinte… Os MRTTs são ganhos operacionais de relevância, então o problema nunca foi eles, até porque se dizia que seriam de valores adicionais, autorizados pela presidência… Isso quer dizer que eu estou concordando com esse processo? Não, já que não será uma compra de aeronaves já em condições operacionais, como as já ofertadas pela empresa que atende a RAF, mas sim um longo e duvidoso processo e é aqui que está o erro (para não dizer chance para maracutaias), se é para criticarmos, que o façamos corretamente… Os MRTTs não atrapalharam, ou não deveriam, os planos de… Read more »

Flanker

Eu penso que, em matéria de mediocridade, a marinha é campeã, com folga!

Foxtrot

Wellington entendo seu ponto de vista. Mas o que me intriga é onde e para que usaremos essas aeronaves que já tem suas funções atendidas pelos C-390 (reabastecimento aéreo). Não sou contra o processo, sou contra a “urgência” desnecessária no projeto. Como canso de escrever, não há um conflito eminente em que o Brasil precise transportar estrategicamente tropas a longa distância do continente. Não há a eminência de precisar reabastecer caças estratégica longe de suas bases a grandes distâncias do continente. Se somar, mesmo com as novas aquisições de Gripens, se mantido as opções de compra dos KC-390, ainda assim… Read more »

Fabio

Mas hoje temos apenas dois esquadrões usando essas aeronaves em Anápolis e galeão, temos que pensar na logística aonde mais essas aeronaves ficariam ?

José Luiz

Foi o que sempre percebi, esse negócio de transferência de tecnologia não funciona aqui, não valoriza o produto interno, sempre foi assim, faz um alarde, uma encomenda gigante, pra depois ir reduzindo e reduzindo, prolonga os prazos absurdamente, e engaveta os conhecimentos adquiridos, temos inúmeros exemplos disso, ou compra “meia dúzia” só para dizer que não comprou, se um dia tiver uma guerra aqui, espero que NUNCA, aí será tarde demais, dinheiro tem de sobra, só ver o fundão eleitoral. Joga-se muito dinheiro no lixo com idéias e prazos fantasiosos.

Last edited 1 mês atrás by José Luiz
Foxtrot

“Foi o que sempre percebi, esse negócio de transferência de tecnologia não funciona aqui.”
Não funciona aqui e em lugar algum amigo.
Tecnologias estratégicas como essas nunca se transfere fácil assim.
Tecnologias se desenvolve seja sozinho ou em cooperação.
Nunca funcionou e nunca vai funcionar em parte nenhuma do planeta, ainda mais aqui no bananal !

FABIO MAX MARSCHNER MAYER

O que não pode é faltar grana para aposentadorias integrais e pensões de filhas solteiras… nem para luxuosos eventos, tanto menos para o GTE, cujas aeronaves são as mais novas, mais bem manutenidas e com os melhores índices de prontidão…

Hellen

Alguem percebeu ou foi so eu que a Fab nao tem um planejamento pé chão algum (realidade brasileira ) !!!
Vive achando que é a usaf !!!

leonidas

E ainda existe pessoas que acreditaram naquela ladainha que a “Embraer Defesa” representaria alguma coisa para nós… rs

Renan

Há apenas três certezas nessa vida:
1) O C-130J um dia fará parte da FAB, de segunda mão, pra cumprir as missões, enquanto o KC390 ficará sentado no piano, cantando e rindo dos custos.
2) a FAB terá LIFT.
3) Um ex-piloto responderá dizendo debochadamente: “não sabia que você…”, na sequência usará alguma sigla aleatória e ao final, de arremate, dirá que almoçou no sabado retrasado com o chefe de qualquer sigla aleatoria e eu não.

Leandro Costa

O que te leva à crer que a FAB terá um LIFT?

JCuritiba

Sem nenhuma novidade, creio que a própria Embraer já projetava isso internamente. Pobre zelador, vai precisar passar muito pano desta vez para defender o aeroclube por aqui.

Lewandowski

ONTEM o COMANDANTE da Aeronáutica mostrou ABERTA E PUBLICAMENTE, inclusive com gráficos, a intenção de manter a compra de 22 aeronaves. HOJE uma EMISSORA diz que o mesmo comandante informou a jornalistas (????) que a compra seria de 15 unidades…
.
O pessoal AINDA dando voz à EMISSORA! Meu Deus! Que povo é esse?

Rinaldo Nery

Pior é a trilogia colocar essa matéria… Quando ficar provado que as 22 unidades serão mantidas, quero ver os comentários.