domingo, junho 26, 2022

Gripen para o Brasil

Voa o primeiro jato comercial chinês C919 de produção

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

O primeiro jato comercial chinês C919 vendido ao primeiro cliente completou com sucesso seu primeiro voo em 14 de maio em Xangai.

O Comac C919 é um avião comercial de fuselagem estreita desenvolvido pela fabricante chinesa de aeronaves Comac. O programa de desenvolvimento foi lançado em 2008.

O avião deverá ser entregue à China Eastern Airlines.

O C919 já conta com 815 pedidos de 28 clientes. Outras grandes companhias como a China Southern e Air China também vão operar o C919, juntamente com a Joy Air e Hainan Airlines.

- Advertisement -

23 Comments

Subscribe
Notify of
guest
23 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Frederick

Interessante o gráfico que leva à crença equivocada de que o projeto não é “tão” chinês assim.
O que importa é que o projeto é a resposta doméstica à dependência de produtos da Boeing e Airbus. E China tem mercado para sustentar essas vendas. Bem sabe a Embraer.

Camargoer

Caro. Este avião é tão chinês quanto os aviões da Embraer são brasileiros.

Frederick

🎯

Ozires

Esse avião é tão chinês quanto os aviões da Boeing… hoje em dia aeronaves comerciais de qualquer fabricante são produzidas com partes vindas dos quatro cantos do mundo.

Edrabbitt

Ozires,
até podemos concordar com isso, mas a Boeing e seu país sede( EUA) tem condições de produzir um produto com 100% de componentes Made in USA, isso em caso de emergência (setor estratégico), já a Embraer e Brasil, tenho sérias dúvidas a respeito.

Nei

Acredito ser verdade, pois a Embraer nunca produziu todos os componentes e sim encomendou para o projeto. Mas capacidade de fabricar teria, mas a que demora!!

Marcelo M

Nem carros eles conseguem produzir assim, estima-se que o fornecimento de chips se normalize apenas em 2024 diante da dependência asiática.

João Adaime

Caro Ozires
Hoje se procura as partes onde estas sejam mais baratas, mantendo o padrão de qualidade, é claro. Para reforçar teu comentário, posto o esquema de fornecimento de partes do Boeing 787 Dreamliner.
Abraço

Boeing Dreamliner.jpg
Fernando EMB

Concordo com o Ozires.
E nem em caso de emergência se produziria um avião como o 787 considerando 100% dos seus componentes nos EUA. Nem o projeto do 787 é 100% americano.
Aliás boa parte do projeto das aeronave atuais da Boeing foi feito sabem onde? Na Rússia.

Luiz Trindade

Bem assim…

Nilton L Junior

Avião integrado a cadeia global de suprimento, com mas de 800 encomenda contratadas, pensa num contrato de risco em um mundo onde tudo esta mudando, se bem que negócio é negócio quem pode mais chora menos.

João Adaime

Me chamou a atenção o fornecedor de pneus. Será que eles consideram o local onde foram fabricados (EUA possui fábricas da Michelin) e não o país sede da empresa? No caso a França.

João Adaime

Depois que eu fiz este comentário, postei uma ilustração mais acima sobre o B 787 onde se pode perceber que vale o local de fabricação e não o país sede da empresa.

pgusmao

E o medo de “cair pecinha”!!!!!

max

1 Um caça F-15 japonês perdeu parte de seu míssil ar-ar enquanto fazia uma decolagem de emergência para interceptar uma aeronave, informou a mídia local. O F-15 estava decolando na base da Força Aérea de Auto-Defesa Japonesa (JASDF) em Chitoseon, em 5 de maio, quando uma das lâminas do míssil caiu no meio do vôo, noticiou a NHK News na quinta-feira.  O jato de caça foi alegadamente preparado para uma missão de alerta para interceptar uma aeronave não identificada. A parte perdida teria 45cm de comprimento, pesando 4,5kg.  https://www.rt.com/news/405743-japan-f15-missile-part-lost/ ————————————————————————————- 2 Jato de caça F-35 perde parte durante vôo de… Read more »

Last edited 1 mês atrás by max
Nei

Sabe porque? Porque nos demais países a informação é divulgada, já Rússia, China e alguns mais, controlam as informações, sob pena de ser preso pro resto da vida, divulgando algo que o Estado não autorizou. Diferença entre Democracia e demais regimes. #fato

max

Edward Joseph Snowden (Elizabeth City, 21 de junho de 1983) é um analista de sistemas, ex-administrador de sistemas da CIA e ex-contratado da NSA[1] que tornou públicos detalhes de vários programas que constituem o sistema de vigilância global da NSA americana. Mais detalhes https://pt.wikipedia.org/wiki/Edward_Snowden ———————————————————————————————- PRISM (programa de vigilância) é um dos programas do sistema de vigilância global da NSA que foi mantido secreto desde 2007 e até sua revelação na imprensa em 7 de junho de 2013. Sua existência veio a público por meio de publicações feitas pelo jornal britânico The Guardian, com base em documentos fornecidos por Edward… Read more »

Last edited 1 mês atrás by max
max

Quais são os aspectos de liberdade, democracia e direitos humanos que estão faltando na China?

https://www.quora.com/What-are-the-aspects-of-Chinas-lack-of-freedom-democracy-and-human-rights

—————————————————-
Como uma pessoa da China continental, você já foi “convidado para o chá” pelas autoridades? Como foi a experiência?

https://www.quora.com/As-a-person-from-mainland-China-have-you-ever-been-invited-to-tea-by-the-authorities-What-was-the-experience-like/answer/Alex-Zhang-712

Last edited 1 mês atrás by max
Sagaz

A passagem vai ter que ser muito barata para voar num protótipo chinês no mundo livre.

Fernando

Depois do 737-Max nada mais assusta.

Camargoer.

Ola Fernando. Particularmente, prefiro voar em um Emb190/195 da Azul que em um Boeing da Gol.

Leandro Costa

Eu acredito na segurança do 737-Max, até porque passou pelo crivo nacional. Porém vou sempre preferir os EMB da Azul devido ao conforto. Infinitamente melhor do que a sardinha enlatada usada na configuração dos 737 da Gol.

Andreo Tomaz

Já era espera que muitos componentes da aeronave fossem produzidos fora da China, e isso é bastante comum na lógica capitalista de mundo globalizado, ainda sim me admirei com a quantidade de componentes produzidos localmente. É só questão de tempo da China produzir por completo a aeronave em seu território.

Últimas Notícias

VÍDEO: Colaboração Real 4 – Episódio 15 – O Comando de Preparo

A implementação de um sistema como o Gripen Brasileiro, gera um grande desafio para os profissionais que conduzem esse...
- Advertisement -
- Advertisement -